What If...?

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
What If...?
E Se...? (PT)
What If...? (BR)
Logotipo oficial
Informação geral
Formato série de desenho animado
Gênero
Duração 30–37 minutos
Criador(es) A.C. Bradley
Baseado em What if..?
por Marvel Comics
País de origem  Estados Unidos
Idioma original inglês
Produção
Diretor(es) Bryan Andrews
Produtor(es) Carrie Wassenaar
Produtor(es) executivo(s)
  • A.C. Bradley
  • Bryan Andrews
  • Victoria Alonso
  • Louis D'Esposito
  • Kevin Feige
  • Brad Winderbaum
Editor(es)
  • Graham Fisher
  • Joel Fisher
Distribuição Disney Platform Distribution
Roteirista(s)
  • A.C. Bradley
  • Matthew Chauncey
Vozes de Jeffrey Wright
Música por Laura Karpman
Empresa(s) produtora(s) Marvel Studios
Exibição
Emissora original Disney+
Formato de exibição 4K (Ultra HD)
Transmissão original 11 de agosto de 2021 (2021-08-11) – presente (presente)
Temporadas 1
Episódios 9
Cronologia
Loki
Hawkeye
Programas relacionados Séries de televisão do Universo Cinematográfico Marvel
Ligações externas
Site oficial

What If...? (prt: E Se...?; bra: What If...?)[1][2] é uma série antológica animada estadunidense criada para o Disney+ por Ashley C. Bradley, baseada na série de mesmo nome da Marvel Comics. É a quarta série televisiva do Universo Cinematográfico Marvel (UCM) produzida pelo Marvel Studios, e a primeira série de animação do estúdio. Esta explora linhas do tempo alternativas do multiverso que mostram o que aconteceria se os principais momentos dos filmes do UCM ocorressem de forma diferente. Bradley atua como roteirista principal, com direção de Bryan Andrews.

Jeffrey Wright estrela como Uatu, o Vigia, personagem que narra a série, ao lado de vários atores dos filmes do UCM reprisando seus papéis. Em setembro de 2018, o Marvel Studios estava desenvolvendo uma leva de séries para o Disney+, e uma baseada nos quadrinhos What if..? foi relatada pela primeira vez em março de 2019. A série foi anunciada oficialmente um mês depois, com Bradley e Andrews se juntando ao projeto em agosto de 2019. O chefe de desenvolvimento visual do Marvel Studios, Ryan Meinerding, ajudou a definir o estilo de animação cel shading da série, que foi projetado para refletir os filmes e se inspirar em ilustradores americanos clássicos. A animação da primeira temporada é fornecida pelos estúdios Squeeze, Flying Bark Productions e Blue Spirit, com Stephan Franck atuando como chefe de animação.

A primeira temporada de What If ...? estreou em 11 de agosto de 2021 e consistirá em nove episódios, sendo concluída em 6 de outubro. Faz parte da Fase Quatro do UCM. Espera-se que uma segunda temporada de nove episódios estreie em 2022. A série recebeu críticas geralmente positivas, com elogios à dublagem, animação, histórias criativas e cenários, embora a duração e a escrita dos episódios tenham recebido algumas críticas. Uma série Marvel Zombies, baseada em um dos episódios de What If...?, está em desenvolvimento.

Sinopse[editar | editar código-fonte]

Após a criação do multiverso no final da primeira temporada de Loki, What If ...? explora as várias linhas do tempo alternativas do multiverso em que os principais momentos dos filmes do Universo Cinematográfico Marvel ocorrem de forma diferente, conforme observado pelo Vigia.[3][4] Na segunda temporada, após a formação dos Guardiões do Multiverso, o Vigia continua a explorar mundos mais estranhos, conhecendo novos heróis e mantendo o multiverso seguro.[5]

Elenco e personagens[editar | editar código-fonte]

A série é narrada por Jeffrey Wright como O Vigia, um membro da raça extraterrestre Vigilante, que observa o multiverso,[6] em um papel similar ao de Rod Serling em Além da Imaginação.[7] A roteirista principal A.C. Bradley disse que o Vigia está "acima de tudo" e comparou o personagem a um espectador assistindo ao vídeo "pizza rat", observando e não interferindo, sem "nenhum interesse em fazer amizade com o rato, viver com o rato ou fazer coisas com o rato... Essa é a relação do Vigia com a humanidade".[8] O produtor executivo Brad Winderbaum sentiu que a performance vocal de Wright inspirou um senso de humanidade ao explicar coisas sobre os episódios,[9] e Bradley explicou que Wright foi escalado porque sua voz mistura poder, carisma e autoridade com uma "personalidade calorosa".[8] Wright abordou o personagem de forma semelhante a um papel em live-action, aprendendo o máximo que podia sobre o Vigia para que sua voz refletisse a "presença excepcionalmente poderosa, onipresente e inteligente" do personagem. Wright escolheu um sotaque americano contemporâneo em vez de fazer o personagem soar como "um cara velho e antipático educado em Oxford em um salão de tudor em algum lugar",[10] e, além de pesquisar as aparições dos quadrinhos do personagem, Wright se inspirou no tom, no visual e na animação da série ao desenvolver a voz do personagem.[11] O nome dos quadrinhos "Uatu" não é usado na série porque isso implicaria que havia mais de um assistindo aos eventos da série, enquanto Bradley, em vez disso, queria se concentrar na narrativa do "Vigia" observando os diferentes personagens e realidades e como isso o afeta.[12]

Cada episódio apresenta diferentes versões de personagens dos filmes do UCM, com muitos atores reprisando seus papéis na série.[13][14] Os dois episódios finais reúnem os personagens dos episódios anteriores para formar os "Guardiões do Multiverso", incluindo Benedict Cumberbatch como Doutor Estranho Supremo, Hayley Atwell como Peggy Carter / Capitã Carter, Lake Bell como Natasha Romanoff / Viúva Negra, Chadwick Boseman como T'Challa Senhor das Estrelas, Michael B. Jordan como Killmonger e Chris Hemsworth como Thor. Outras novas versões dos personagens que também retornam para o final incluem Ego de Kurt Russell e Peter Quill de Brian T. Delaney do segundo episódio, Loki de Tom Hiddleston e Nick Fury de Samuel L. Jackson do terceiro, Shuri de Ozioma Akagha do sexto, e Arnim Zola de Toby Jones e Ultron de Ross Marquand do oitavo. Além disso, Cynthia McWilliams e Mick Wingert reprisam seus respectivos papéis de Gamora e Tony Stark / Homem de Ferro de um episódio que foi cortado da primeira temporada, mas será incluído na segunda.[15]

Episódios[editar | editar código-fonte]

TítuloDirigido porEscrito porExibição original
1 "What If… Captain Carter Were The First Avenger?"
"E se… a Capitã Carter fosse a primeira Vingadora? (BR)"
"E Se… a Capitão Carter Fosse a Primeira Vingadora? (PT)"
Bryan AndrewsA.C. Bradley11 de agosto de 2021 (2021-08-11)

Durante a Segunda Guerra Mundial, Steve Rogers é inicialmente escolhido para ser o primeiro super soldado do mundo, no entanto, um espião da Hydra intervém e quase mata Rogers, mas Peggy Carter atira no espião. Carter então se oferece como voluntária para receber o soro e se torna a "Capitã Carter" com sucesso. Quando o amigo de Rogers, Bucky Barnes, é capturado pelas forças Hydra, Rogers envia Carter para resgatá-lo juntamente com seus aliados. Carter então recupera o Tesseract da Hydra, que Howard Stark usa para energizar uma armadura pilotada por Rogers. Ele se torna o parceiro de Carter. O traje "Esmagador Hydra" de Rogers é capturado enquanto ele tenta parar um trem da Hydra com uma armadilha explosiva. Carter e seus aliados se infiltram em uma base da Hydra, onde o Caveira Vermelha libera uma criatura de outra dimensão usando o Tesseract. Carter se sacrifica para forçar a criatura a voltar à sua dimensão. 70 anos depois, após a reabertura do portal, Carter sai dele e conhece Nick Fury e Clint Barton.


Elenco : Hayley Atwell como Peggy Carter / Capitã Carter, Sebastian Stan como Bucky Barnes, Dominic Cooper como Howard Stark, Stanley Tucci como Abraham Erskine, Toby Jones como Arnim Zola, Bradley Whitford como John Flynn, Ross Marquand como Johann Schmidt / Caveira Vermelha e Darrell Hammond como um General Nazista. 
2 " What If… T'Challa Became a Star-Lord?"
"E se… T'Challa se tornasse o Senhor das Estrelas? (BR)"
"E Se… o T'Challa Se Tornasse Um Star-Lord? (PT)"
Bryan AndrewsMatthew Chauncey18 de agosto de 2021 (2021-08-18)

Em 1988, sob as ordens de Ego, os Saqueadores são enviados à Terra para resgatar seu filho Peter Quill. No entanto, eles sequestram por engano um jovem T'Challa, que concorda em se juntar a eles para explorar a galáxia. 20 anos depois, T'Challa se torna um famoso mercenário fora-da-lei galáctico conhecido como Senhor das Estrelas. Após adquirir o Orb contendo a Jóia do Poder em Morag, T'Challa e os Saqueadores são abordados por Nebulosa, que propõe um assalto para roubar as Brasas do Gênesis, uma forma de poeira cósmica capaz de terraformar ecossistemas. Nebulosa e Yondu Udonta se encontram com Taneleer Tivan em Luganenhum, enquanto T'Challa se infiltra em sua coleção para encontrar as brasas. Ele descobre uma espaçonave Wakanda contendo uma mensagem de seu pai, T'Chaka. A nebulosa aparentemente trai os Saqueadores, fazendo com que T'Challa seja capturado e exibido para a avaliação de Tivan. Mais tarde, ela resgata os Saqueadores, revelando que ela e T'Challa bolaram um plano para que ela pudesse adquirir as Brasas. T'Challa consegue escapar de seu confinamento e luta contra Tivan com a ajuda de Udonta. Os dois prendem Tivan em sua própria cela antes de passar o controle para sua assistente Carina. Depois disso, os Saqueadores seguem para a Terra, onde T'Challa se reúne com sua família em Wakanda. Em outro lugar na Terra, um Peter Quill mais velho, agora trabalhando como faxineiro em um restaurante, é abordado por Ego.


Elenco: Chadwick Boseman como T'Challa Senhor das Estrelas, Michael Rooker como Yondu Udonta, Josh Brolin como Thanos, Benicio del Toro como Taneleer Tivan / O Colecionador, Kurt Russell como Ego, Ophelia Lovibond como Carina, Carrie Coon como Próxima Meia-Noite, Tom Vaughan-Lawlor como Fauce de Ébano, Karen Gillan como Nebulosa, Djimon Hounsou como Korath, o Perseguidor, John Kani como T'Chaka, Sean Gunn como Kraglin Obfonteri, Chris Sullivan como Taserface, Seth Green como Howard, o Pato e Danai Gurira como Okoye
3 "What If… the World Lost Its Mightiest Heroes?"
"E se… o mundo perdesse seus heróis mais poderosos? (BR)"
"E Se… o Mundo Perdesse os Seus Maiores Heróis? (PT)"
Bryan AndrewsA.C. Bradley e Matthew Chauncey25 de agosto de 2021 (2021-08-25)

Durante o período de uma semana inteira, os agentes da S.H.I.E.L.D. estão sendo acusados ​​de assassinar os potenciais Vingadores, um por um. Natasha Romanoff injeta dióxido de lítio em Tony Stark que, inesperadamente, acaba morrendo, e Clint Barton acidentalmente atira uma flecha em Thor, antes de morrer em sua cela. Nick Fury informa Natasha que Bruce Banner é o próximo alvo. Natasha se encontra com a Dra. Betty Ross para analisar o dióxido de lítio, que deduz que havia nanotecnologia envolvida, e encontra Banner escondido com ela. O pai de Betty, Thaddeus, confronta Natasha e Banner, que é misteriosamente provocado até se tornar o Hulk e explodir misteriosamente. O irmão de Thor, Loki, chega ao Novo México e confronta Fury sobre a morte de Thor. Fury propõe uma aliança com Loki para encontrar o assassino de Thor. Natasha é capturada e assassinada enquanto pesquisava sobre o assassino dos Vingadores, dando uma pista para Fury: Hope. Fury percebe que Hope é filha de Hank Pym, que teve um desentendimento com a S.H.I.E.L.D. devido à morte de Hope no cumprimento de seu dever como agente, e estava usando sua tecnologia de encolhimento para matar os Vingadores. Com a ajuda de Loki, Hank é derrotado e levado sob custódia Asgardiana. Loki então decide ficar na Terra e se torna seu governante. Em outro lugar, Fury encontra Steve Rogers congelado no gelo e cumprimenta Carol Danvers.


Elenco : Samuel L. Jackson como Nick Fury, Jeremy Renner como Clint Barton / Gavião Arqueiro, Mark Ruffalo como Bruce Banner / Hulk, Tom Hiddleston como Loki, Clark Gregg como Phil Coulson, Jaimie Alexander como Sif, Frank Grillo como Brock Rumlow, Stephanie Panisello como Betty Ross, Lake Bell como Natasha Romanoff / Viúva Negra e Mick Wingert como Tony Stark / Homem de Ferro. 
4 "What If… Doctor Strange Lost His Heart Instead of His Hands?"
"E se… o Doutor Estranho perdesse seu coração em vez das Mãos? (BR)"
"E Se… o Doutor Estranho Perdesse o Coração e Não as Mãos? (PT)"
Bryan AndrewsA.C. Bradley1 de setembro de 2021 (2021-09-01)

O Dr. Stephen Strange bate seu carro com sua namorada, a Dra. Christine Palmer, matando Palmer. Em seu luto, Strange viaja para Kamar-Taj e aprende as Artes Místicas. Lá, ele descobre o Olho de Agamotto, que pode manipular o tempo, mas é avisado pela Anciã e Wong que isso pode destruir a realidade. Dois anos após a morte de Palmer, Strange usa repetidamente o Olho para voltar no tempo e evitar a morte de Palmer, mas ela morre em todos os cenários. A Anciã diz a Strange que a morte de Palmer é um "ponto absoluto" na linha do tempo que não pode ser desfeito, mas Strange se recusa a ouvir. Usando o poder da Dimensão Negra, a Anciã divide a linha do tempo em duas: uma onde Strange absorve seres e se torna uma versão maligna de si mesmo chamada Strange Supremo, e outra onde Strange aceita a morte de Palmer. A Anciã recruta o último Estranho para lutar contra o primeiro e salvar o mundo. No entanto, Strange Supremo domina o bom Strange e o absorve. Usando o poder absorvido, Strange Supreme ressuscita Palmer, destruindo a realidade. Strange Supremo implora pela ajuda do Vigia, que se recusa a intervir, enquanto Palmer morre novamente e o universo entra em colapso.


Elenco : Benedict Cumberbatch como Dr. Stephen Strange e Doutor Estranho Supremo, Rachel McAdams como Christine Palmer, Benedict Wong como Wong, Tilda Swinton como a Anciã, Ike Amadi como O'Bengh e Leslie Bibb como Christine Everhart
5 "What If… Zombies?!"
"E se… zumbis?! (BR)"
"E Se… Zombies?! (PT)"
Bryan AndrewsMatthew Chauncey8 de setembro de 2021 (2021-09-08)

Enquanto procurava por Janet van Dyne no Reino Quântico, Hank Pym descobre que ela foi infectada por um vírus que a transformou em zumbi. De seguida, Janet infecta Pym antes de ambos voltarem ao laboratório, espalhando o vírus pelos Estados Unidos. Semanas depois, um grupo de sobreviventes formado por Bruce Banner, Hope van Dyne, Peter Parker, Bucky Barnes, Okoye, Sharon Carter, Happy Hogan e Kurt, fica sabendo da existência de um campo de sobreviventes com progressos para uma cura. Eles são atacados por zumbis ao longo do caminho e perdem Hogan e Carter. Hope também é infectada e se sacrifica, permitindo que o grupo chegue ao acampamento. Lá, eles descobrem que Visão tem atraído sobreviventes para o acampamento, incluindo um Scott Lang decapitado e um T'Challa sem uma perna, oferecendo-os a Wanda Maximoff infectada. Wanda se liberta, atraindo uma enorme horda de zumbis para o acampamento. Barnes, Kurt e Okoye são mortos, enquanto Visão perece ao entregar a Jóia da Mente para Parker, revelando que seu poder pode curar o vírus zumbi. Banner se transforma no Hulk e enfrenta Wanda, permitindo que os outros escapem. Parker, Lang e T'Challa vão para Wakanda para transmitir a energia da Jóia da Mente por todo o planeta, enquanto Wakanda é cercada por outra horda liderada por um Thanos zumbificado.


Elenco : Mark Ruffalo como Bruce Banner / Hulk, Chadwick Boseman como T'Challa / Pantera Negra, Paul Bettany como Visão, Sebastian Stan como Bucky Barnes, Evangeline Lilly como Hope van Dyne / Vespa, Paul Rudd como Scott Lang / Homem-Formiga, Jon Favreau como Harold "Happy" Hogan / Happy Zumbi, Danai Gurira como Okoye, Emily VanCamp como Sharon Carter, David Dastmalchian como Kurt, Hudson Thames como Peter Parker / Homem-Aranha e Tom Vaughan-Lawlor como Fauce de Ébano. 
6 "What If… Killmonger Rescued Tony Stark?"
"E se… Killmonger tivesse resgatado Tony Stark? (BR)"
"E Se… o Killmonger Salvasse o Tony Stark? (PT)"
Bryan AndrewsMatthew Chauncey15 de setembro de 2021 (2021-09-15)

No Afeganistão, o comboio de Tony Stark é emboscado pelos Dez Anéis, mas ele é salvo por Erik "Killmonger" Stevens. Retornando às Indústrias Stark com Tony, Killmonger expõe o envolvimento de Obadiah Stane na trama da emboscada e, juntos, ele e Stark constroem um drone de combate humanóide usando o Vibranium de Killmonger. Precisando de mais vibranium para criar um exército de drones, eles conseguiram que James Rhodes o comprasse de Ulysses Klaue. A pedido de Killmonger, Klaue vaza a notícia da transação para Wakanda para atrair T'Challa para o local. Killmonger mata T'Challa e Rhodes, fazendo parecer que eles se mataram. Stark confronta Killmonger usando o drone, mas Killmonger o derrota e mata Stark, fazendo parecer um ataque dos Wakandanos. Killmonger mata Klaue e se reúne com sua família em Wakanda. Os americanos, liderados por Thaddeus Ross, enviam o exército completo de drones das Indústrias Stark para atacar Wakanda em retaliação pelos assassinatos de Rhodes e Stark; Killmonger lidera a defesa Wakandana com sucesso. Após a batalha, Killmonger ingere a Erva em Forma de Coração, tornando-se o novo Pantera Negra. Enquanto os Estados Unidos se preparam para erradicar Wakanda, a irmã de T'Challa, Shuri, informa Pepper Potts sobre os planos de Killmonger e propõe expor a verdade.


Elenco : Michael B. Jordan como N'Jadaka / Erik "Killmonger" Stevens, Jon Favreau como Happy Hogan, Chadwick Boseman como T'Challa / Pantera Negra, Angela Bassett como Ramonda, Danai Gurira como Okoye, Andy Serkis como Ulysses Klaue, Don Cheadle como James "Rhodey" Rhodes, Paul Bettany como J.A.R.V.I.S., John Kani como T'Chaka, Leslie Bibb como Christine Everhart e Mick Wingert como Tony Stark. 
7 "What If… Thor Was An Only Child?"
"E se… Thor fosse filho único? (BR)"
"E Se… o Thor Fosse Filho Único? (PT)"
Bryan AndrewsA.C. Bradley22 de setembro de 2021 (2021-09-22)

Após a guerra entre Asgard e os Gigantes de Gelo, Odin descobre um bebê gigante de gelo abandonado e devolve a criança a seu pai, Laufey. Anos depois, Thor, o filho de Odin, cresce e se torna um príncipe agitado, que prefere passar seu tempo em festas a estudar. Quando Odin adormece e Frigga parte para um solstício, Thor, ao lado de Sif e os Três Guerreiros, viaja para a Terra para dar uma festa gigantesca, convidando alienígenas de toda a galáxia. A chegada de Thor na Terra atrai a atenção de Jane Foster e Darcy Lewis, que o rastreiam até Las Vegas e acabam se juntando à festa. No dia seguinte, Jane é contatada pela S.H.I.E.L.D., que deseja eliminar Thor, pois suas ações causaram vandalismo em todo o mundo. Maria Hill convoca Carol Danvers para a Terra, que então se envolve em uma batalha com Thor, mas é finalmente derrotada. Hill sugere que Danvers atraia Thor para uma área aberta na Sibéria onde ela possa exercer totalmente seus poderes. Jane, que se opõe ao plano de Hill, consegue fazer contato com Heimdall, que a teletransporta até Frigga, permitindo que ela explique a situação. Enquanto Danvers e Thor se preparam para a batalha mais uma vez, Frigga intervém e anuncia sua chegada iminente, forçando Thor, assustado, a limpar sua bagunça antes de Frigga chegar. Depois disso, Thor chama Jane para um encontro. Em seguida, ele é confrontado por um exército de drones de Ultron vindo de um portal, liderado por um Ultron alternativo, que adquiriu todas as Pedras do Infinito e assumiu o controle do corpo do Visão.


Elenco : Chris Hemsworth como Thor, Natalie Portman como Jane Foster, Tom Hiddleston como Loki, Kat Dennings como Darcy Lewis, Samuel L. Jackson como Nick Fury, Jeff Goldblum como Grão-Mestre, Cobie Smulders como Maria Hill, Clark Gregg como Phil Coulson, Frank Grillo como Brock Rumlow, Taika Waititi como Korg, Karen Gillan como Nebulosa, Jaimie Alexander como Sif, Seth Green como Howard, o Pato, Alexandra Daniels como Carol Danvers / Capitã Marvel e Rachel House como Topaz. 
8 "What If… Ultron Won?"
"E se… Ultron tivesse vencido? (BR)"
"E Se… o Ultron Ganhasse? (PT)"
Bryan AndrewsMatthew Chauncey29 de setembro de 2021 (2021-09-29)

Ultron, tendo tomado a Joia da Mente e o corpo de vibrânio do Visão, derrotou os Vingadores e lançou um holocausto nuclear global. Thanos aparece na Terra para completar a Manopla do Infinito, mas Ultron o mata instantaneamente e pega suas cinco Joias do Infinito, ganhando assim o controle de todas as seis. Ele as usa para criar um enorme exército de drones e erradicar toda a vida em todo o universo, deixando Carol Danvers, Clint Barton e Natasha Romanoff como os únicos sobreviventes. Danvers luta contra Ultron, mas ele a mata também. Enquanto isso, Barton e Romanoff encontram uma cópia da consciência de Arnim Zola e tentam carregá-la na mente de Ultron para destruí-lo. Barton se sacrifica para permitir que Romanoff e Zola, agora no corpo de um drone Ultron, escapem. O upload falha porque o corpo principal de Ultron não está mais em seu universo: Ultron descobriu a existência do multiverso e ataca o Vigia. Eles lutam em todo o multiverso e Ultron ganha. O Vigia foge e, relutantemente, pede ajuda ao Doutor Estranho Supremo.


Elenco : Jeremy Renner como Clint Barton / Gavião Arqueiro, Lake Bell como Natasha Romanoff / Viúva Negra, Toby Jones como Arnim Zola, Ross Marquand como Ultron e Sentinelas Ultron, Josh Keaton como Steve Rogers / Capitão América, Mick Wingert como Tony Stark / Homem de Ferro, Alexandra Daniels como Carol Danvers / Capitã Marvel e Benedict Cumberbatch como Doutor Estranho Supremo. 
9 "What If… The Watcher Broke His Oath?"
"E se… o Vigia quebrasse seu juramento? (BR)"
"E Se… o Vigia Quebrasse o Seu Juramento? (PT)"
Bryan AndrewsA.C. Bradley6 de outubro de 2021 (2021-10-06)

O Vigia recruta a Capitã Carter, o T'Challa Senhor das Estrelas, Thor, o Rei Killmonger e uma variante de Gamora que matou Thanos, de seus respectivos universos e, junto com o Doutor Estranho Supremo, estabelece os Guardiões do Multiverso para lutar contra Ultron. O Vigia envia a equipe a um universo desabitado para se preparar para a batalha, mas Thor acidentalmente chama a atenção de Ultron. Uma batalha começa antes que T'Challa consiga roubar a Jóia da Alma de Ultron, e a equipe foge para o universo de Ultron, onde se junta a Natasha Romanoff. Ultron batalha com os Guardiões e eventualmente os domina, até que Natasha, com a ajuda de Peggy, é capaz de atirar em Ultron com a flecha contendo a IA de Zola. Zola elimina Ultron por dentro, enquanto Killmonger pega as pedras para si e tenta convencer os Guardiões a consertarem seus mundos. Zola, agora controlando o corpo de Ultron, luta com Killmonger pelo controle das Pedras, até que ambos sejam presos em uma dimensão menor pelo Doutor Estranho Supremo e o Vigia. Strange retorna ao seu universo em colapso para manter Zola e Killmonger presos, enquanto o Vigia retorna cada Guardião ao seu próprio universo, com exceção de Natasha, que ele manda para o universo onde ela foi assassinada para que ela possa ajudar os Vingadores.


Em uma cena no meio dos créditos, depois de retornar ao seu universo e derrotar Georges Batroc, Peggy e Natasha, de seu universo, descobrem a armadura do Esmagador Hydra com alguém dentro dela.


Elenco : Hayley Atwell como Peggy Carter / Capitã Carter, Lake Bell como Natasha Romanoff / Viúva Negra, Frank Grillo como Brock Rumlow, Georges St-Pierre como Georges Batroc, Chadwick Boseman como T'Challa Senhor das Estrelas, Michael B. Jordan como N'Jadaka / Erik "Killmonger" Stevens, Chris Hemsworth como Thor, Benedict Cumberbatch como Doutor Estranho Supremo, Toby Jones como Arnim Zola, Tom Hiddleston como Loki, Kurt Russell como Ego, Samuel L. Jackson como Nick Fury e Mick Wingert como Tony Stark / Homem de Ferro. 

Produção[editar | editar código-fonte]

Desenvolvimento[editar | editar código-fonte]

Em setembro de 2018, a Marvel Studios estava desenvolvendo várias séries para o serviço de streaming da Disney, o Disney+; O presidente da Marvel Studios, Kevin Feige, deveria ter um "papel prático" no desenvolvimento de cada série,[16] com foco em "manipular" os atores que reprisariam seus papéis nos filmes.[17] Uma delas foi uma série animada para o Disney+ baseada nos quadrinhos da Marvel Comics, What If ...?. A série antológica, que seria produzida por Feige, exploraria como o UCM seria alterado se certos eventos tivessem ocorrido de forma diferente, como se Loki empunhasse o martelo Mjölnir de Thor. A esperança era ter os atores que retratam os personagens nos filmes dublando na série também.[18] A.C. Bradley foi sugerida para a série pelo executivo do Marvel Studios, Jonathan Schwartz, depois de apresentar uma proposta de roteiro sem sucesso para Capitã Marvel (2019).[19] Bradley estava ansiosa para escrever um filme da Marvel devido ao seu amor por eles, e sentiu que What If ...? foi sua oportunidade de criar um "pequeno universo" de histórias da Marvel.[20] Ela ingressou em outubro de 2018, depois que o Marvel Studios ficou impressionado com o fato de algumas de suas propostas serem conceitos que eles estavam planejando para os filmes.[21][22] Bryan Andrews, que trabalhou como artista de storyboard em muitas das principais sequências de ação dos filmes do UCM,[19] encontrou-se com Brad Winderbaum, o executivo do Marvel Studios encarregado da série, para dicutir sobre dirigir a série já em 2018.[23][24] Bradley e Andrews foram oficialmente anunciados em seus cargos em agosto de 2019.[25]

Em abril de 2019, a Disney e a Marvel anunciaram oficialmente a série.[3] What If ... tinha sido discutida pelo Marvel Studios para ser adaptada no passado, mas o estúdio optou por criá-la após a conclusão da Saga do Infinito, uma vez que eles tinham enredos suficientes para apresentar opções de ideias. Fazer a série animada permitiu ao estúdio explorar todas essas ideias "sem limites".[23] Winderbaum disse que não foi por acaso que a série foi programada para ser lançada logo após o final da primeira temporada de Loki, que apresentou o multiverso, com What If ...? explorando facetas do multiverso de uma forma que Winderbaum acreditava que tornava a série tão importante quanto qualquer outra propriedade do UCM;[4] Bradley confirmou que todos os episódios da série são canônicos para o multiverso do UCM,[26] com a maioria dos episódios acontecendo em seu próprio universo.[27] Desde que o trabalho começou em What If ...?, antes do desenvolvimento de Loki e Doctor Strange in the Multiverse of Madness (2022), Bradley não tinha certeza de como esses projetos estariam explorando e explicando a versão do UCM do multiverso. Ela optou por se concentrar nas possibilidades dentro das linhas do tempo alternativas do multiverso, que ela descreveu como uma "amostra de chocolates variados", e deixou elementos como a Autoridade de Variância Temporal para serem explicados por esses outros projetos. Feige e Winderbaum mantiveram as equipes criativas de Loki e Multiverse of Madness informadas sobre o que estava acontecendo em What If ...? quando o trabalho neles começou.[28] A equipe criativa de What If ...? encontrou-se com os produtores executivos de Loki, Stephen Broussard e Kevin Wright, bem como com a co-produtora executiva de WandaVision (2021), Mary Livanos, para estabelecer um "livro de regras" sobre o multiverso, seus prazos de ramificação e eventos nexus.[29]

Os produtores executivos da série incluem Winderbaum, Feige, Louis D'Esposito, Victoria Alonso, Andrews e Bradley, com Carrie Wassenaar produzindo.[19] Em dezembro de 2019, Feige revelou que a primeira temporada consistiria em 10 episódios, e que o trabalho já havia começado em uma segunda temporada de 10 episódios.[30] No entanto, devido aos atrasos na produção causados ​​pela pandemia de COVID-19, o décimo episódio da primeira temporada não foi concluído a tempo e passou para a segunda temporada; a segunda temporada também foi reduzida para nove episódios. Os episódios têm aproximadamente 30 minutos de duração.[31]

Roteiro[editar | editar código-fonte]

Feige explicou com o anúncio da série que os eventos que seriam representados como alterados seriam "momentos cruciais" de todo o UCM. Por exemplo, o primeiro episódio mostra Peggy Carter tomando o soro do super soldado em vez de Steve Rogers.[3] Winderbaum sentiu que era "criativamente saudável" pensar em What If ...? como seu próprio mundo paralelo que "vive e respira em seus próprios termos" e não precisava ter adaptações exatas do UCM principal ou dos quadrinhos.[9] Ele acrescentou que foi libertador trabalhar dentro do conceito de multiverso porque a série poderia assumir maiores riscos ou oportunidades que outros projetos do UCM não têm quando estão preocupados com a conexão com as futuras produções.[22] Alonso disse que a série foi uma oportunidade de apresentar mais diversidade ao UCM e aproveitar os mais de 6.000 personagens aos quais o Marvel Studios teve acesso.[24] Os roteiristas inicialmente não tinham certeza se poderiam usar o Homem-Aranha na série devido à Sony Pictures possuir os direitos de filmes em live-action do personagem, mas no final foi permitido.[32] Os personagens da Marvel Comics que ainda não apareceram no UCM não aparecem na série, mas os roteiristas consideraram a criação de novos personagens se isso ajudasse a história.[23]

Antes de considerar cenários "e se" para a série, os roteiristas examinaram todos os heróis do UCM para determinar "o que os faz funcionar".[23] Eles queriam garantir que houvesse potencial para a história além da mudança incitante do tipo "e se" em cada episódio,[9] para que eles pudessem usar os diferentes cenários para explorar "o herói por trás do escudo".[23] Bradley descreveu o equilíbrio da série entre o exame do personagem e a ação como "Duro de Matar (1988) encontra Wes Anderson".[22] 30 potenciais episódios foram concebidos e escritos por Bradley, Andrews, Winderbaum, Chauncey, a executiva júnior Simona Paparelli e o coordenador de roteiro Ryan Little, com os quadrinhos What If ...? fornecendo inspiração para pontos potenciais da história,[8] assim como o selo Ultimate Marvel dos quadrinhos (que contava histórias alternativas para o universo principal da Marvel), uma vez que era um exemplo de um universo alternativo totalmente realizado.[9] Bradley primeiro criou cenários simples devido à preocupação com o orçamento da série, mas foi avisada pela Marvel para "enlouquecer".[22] Feige escolheu seus conceitos de episódio favoritos entre as 30 opções, que foram então reduzidas para obter 10 episódios para a primeira temporada.[8] Depois que cada episódio foi incorretamente teorizado para se concentrar em um filme da Saga do Infinito, Bradley esclareceu que vários filmes e personagens seriam representados em cada episódio e a maioria dos personagens de todos os filmes apareceriam ao longo da temporada.[8][20] Winderbaum esperava que os episódios intrigassem os espectadores a revisitarem os filmes originais que estavam alterando, como a leitura de uma história em quadrinhos de What If pudesse levar o leitor a retornar à história em quadrinhos original.[9]

Cada episódio e seu enredo alternativo são introduzidos pelo Vigia, apresentando-o como "um conto preventivo no espírito de Além da Imaginação".[19] Os tons dos episódios variam, com alguns sendo mais sombrios ou mais divertidos do que os filmes do UCM. Por exemplo, um episódio é um thriller político,[23][33] um episódio com Stephen Strange é uma "história de amor trágica... sombria",[33] e outro permitiu que Bradley "se divertisse" e se inspirasse em filmes que ela gosta, como Mal Posso Esperar (1998) e os filmes National Lampoon.[33] What If ...? também tem um episódio de terror, de assalto,[23] e um episódio de mistério de assassinato.[33] Vários filmes serviram de base para cada episódio, como as séries dos anos 1940 e os filmes de guerra para o episódio de Peggy Carter.[23] Alguns dos conceitos dos roteiristas foram rejeitados porque combinavam com ideias de histórias que a Marvel já planejava usar, como o Professor Hulk, o Steve Rogers mais velho e a Pepper Potts no traje Resgate, que aparecem em Avengers: Endgame (2019);[21][34] Loki se tornando um herói como acontece em Loki;[35] Jane Foster se tornando a Thor, que está planejado para Thor: Love and Thunder (2022);[8] e um episódio que foi "metade da trama [planejada]" de Guardians of the Galaxy Vol. 3 (2023).[23] Outras propostas não utilizadas incluem um episódio com o Homem-Aranha se transformando em uma aranha real considerado "muito sombrio e horrível demais" para a classificação PG-13 / TV-14 da Marvel;[36] um episódio inspirado em Jurassic Park - Parque dos Dinossauros (1993) mostrando os Vingadores como dinossauros durante a pré-história;[37] e um crossover com personagens de Star Wars como Luke Skywalker.[38]

Apesar do formato de antologia da série, os roteiristas conceberam um dispositivo de história para a primeira temporada que lhes permitiu ter alguma conectividade entre os episódios;[27] isso começa a ser revelado no oitavo episódio da temporada antes do final no nono. Além disso, depois que o Vigia começa a temporada distante e aparecendo em segundo plano, ele se torna mais aparente à medida que a temporada avança. Bradley comparou o personagem ao público, uma vez que "conforme ele sofre os triunfos [dos heróis] e suas tragédias, ele também se torna mais emocionalmente envolvido e, portanto, torna-se cada vez mais parte do mundo deles e quer fazer mais parte do mundo deles, embora ele saiba que não deve".[39] Cada episódio também termina com uma reviravolta ou uma questão que poderia ser potencialmente resolvida em um episódio sequencial, semelhante às cenas pós-crédito dos filmes do UCM, embora esses finais também sejam uma referência aos finais com reviravoltas dos quadrinhos de What If ...? que nem sempre eram resolvidos.[40] Bradley chamou esses finais de "divertidos", ao mesmo tempo que os diferenciava dos teasers pós-créditos que ela considerava "uma promessa". Muitos dos finais dos episódios da primeira temporada são resolvidos no episódio final da temporada.[41]

Enquanto os roteiristas estavam desenvolvendo os roteiros, eles perceberam que a Capitã Carter "iria borbulhar e se tornaria mais importante" ao lado do Vigia, e eles decidiram revisitar sua história em todas as temporadas futuras.[42] Bradley foi informada a explorar apenas conceitos "e se" para histórias do UCM existentes,[27] então os personagens introduzidos na Fase Quatro do UCM não aparecem até a segunda temporada.[34] Alguns dos 30 conceitos iniciais que não foram escolhidos para a primeira temporada aparecerão nas temporadas futuras da série, junto com novos conceitos.[9][43]

Elenco e Gravação de voz[editar | editar código-fonte]

Jeffrey Wright é Uatu, o Vigia, narrador da série

O plano da Marvel para a série era fazer com que os atores que interpretam personagens nos filmes do UCM reprisassem seus papéis na série,[18] com mais de 50 aparecendo.[19] Na San Diego Comic-Con International, em julho de 2019, Feige revelou uma lista de atores que inclui Michael B. Jordan como Killmonger, Sebastian Stan como James "Bucky" Barnes, Josh Brolin como Thanos, Mark Ruffalo como Bruce Banner, Tom Hiddleston como Loki, Samuel L. Jackson como Nick Fury, Chris Hemsworth como Thor,[6] Hayley Atwell como Peggy Carter,[6][44] Chadwick Boseman como T'Challa,[6] Karen Gillan como Nebulosa,[6] Jeremy Renner como Clint Barton, Paul Rudd como Scott Lang, Michael Douglas como Hank Pym, Neal McDonough como Dum Dum Dugan, Dominic Cooper como Howard Stark, Sean Gunn como Kraglin Obfonteri, Natalie Portman como Jane Foster,[6][45] David Dastmalchian como Kurt, Stanley Tucci como Abraham Erskine,[45] Taika Waititi como Korg, Toby Jones como Arnim Zola, Djimon Hounsou as Korath, o Perseguidor, Jeff Goldblum como o Grão-Mestre, Michael Rooker como Yondu Udonta,[6] e Chris Sullivan como Taserface.[45] Feige também anunciou que Jeffrey Wright havia sido escolhido como o Vigia, personagem que narra a série.[6]

A gravação de voz começou em agosto de 2019 e continuou até o início de 2020.[46][47] A produção pôde continuar remotamente durante a pandemia de COVID-19 , com o trabalho no local do Walt Disney Studios suspenso.[48] Wright gravou alguns dos episódios em um estúdio de gravação improvisado em sua casa durante a pandemia.[11] Em janeiro de 2021, Frank Grillo confirmou que havia trabalhado na série, reprisando seu papel como Brock Rumlow.[46][46][14] Gravações de vozes adicionais foram planejadas para fevereiro de 2021.[46] Em julho de 2021, Seth Green foi revelado reprisando seu papel como Howard, o Pato,[49][14] assim como Andy Serkis como Ulysses Klaue.[50][14]

Antes da estreia da série, atores adicionais revelaram estar reprisando seus papéis, incluindo Angela Bassett como Ramonda,[14] Benedict Cumberbatch como Stephen Strange / Doutor Estranho Supremo,[14][51] Benedict Wong como Wong, Benicio del Toro como Taneleer Tivan / O Colecionador, Bradley Whitford como John Flynn, Carrie Coon como Próxima Meia-Noite, Clancy Brown como Surtur, Clark Gregg como Phil Coulson, Cobie Smulders como Maria Hill, Danai Gurira como Okoye, Don Cheadle como James Rhodes, Emily VanCamp como Sharon Carter, Evangeline Lilly como Hope van Dyne, Georges St. Pierre como Georges Batroc, Jaimie Alexander como Sif, John Kani como T'Chaka, Jon Favreau como Harold "Happy" Hogan, Kat Dennings como Darcy Lewis, Kurt Russell como Ego, Leslie Bibb como Christine Everhart, Ophelia Lovibond como Carina, Paul Bettany como Visão e J.A.R.V.I.S.,[14][52] Rachel House como Topaz, Rachel McAdams como Christine Palmer, Tilda Swinton como a Anciã, e Tom Vaughan-Lawlor como Fauce de Ébano.[14]

Em julho de 2021, a Variety relatou que vários personagens, como Tony Stark, Steve Rogers e Carol Danvers, seriam dublados por atores diferente daqueles que os retrataram nos filmes.[49] Winderbaum explicou que os criativos não queriam que a série fosse "definida pelos atores que pensamos que poderíamos ter" e afirmou que, ao substituir o elenco, eles procuraram priorizar a atuação em detrimento de um ator que soasse semelhante. Ele também observou que, como a série explora o multiverso, isso era uma "justificativa cerebral" para um ator diferente.[53] Ele atribuiu algumas das substituições a conflitos de agenda com os atores originais.[54] Dave Bautista, que interpreta Drax nos filmes, indicou que não foi convidado pela Marvel para fazer parte da série, apesar do personagem estar incluído.[55] Ao tomar conhecimento disso, Winderbaum expressou sua surpresa com as afirmações de Bautista, assumindo que houve alguma falha de comunicação em algum ponto, já que todos os atores UCM foram convidados através de seus agentes ou diretamente para participar da série.[54] Josh Keaton faz a voz de Steve Rogers / Esmagador Hydra,[56] Ross Marquand faz a voz de Jöhann Schmidt / Caveira Vermelha[57] e Ultron,[58] Darrell Hammond faz a voz de um General Nazista,[57] Fred Tatasciore faz a voz de Drax e Corvus Glaive, Brian T. Delaney faz a voz de Peter Quill,[59] Lake Bell faz a voz de Natasha Romanoff / Viúva Negra,[60] Mick Wingert faz a voz de Tony Stark / Homem de Ferro,[61] Stephanie Panisello faz a voz de Betty Ross, Mike McGill faz a voz de Thaddeus Ross, Alexandra Daniels faz a voz de Carol Danvers / Capitã Marvel,[62] Hudson Thames faz a voz de Peter Parker / Homem-Aranha,[63] Kiff VandenHeuvel faz a voz de Obadiah Stane, Beth Hoyt faz a voz de Pepper Potts, Ozioma Akagha faz a voz de Shuri,[52] Josette Eales faz a voz de Frigga, David Chen faz a voz de Hogun, Max Mittelman faz a voz de Fandral[64] e Cynthia McWilliams faz a voz de Gamora.[65][65]

Animação[editar | editar código-fonte]

A série apresenta um estilo de animação cel-shaded, com semelhanças de personagens baseadas nos atores dos filmes como Hayley Atwell como Capitã Carter.[66] Durante a escrita da primeira temporada, a Capitã Carter surgiu como uma personagem proeminente que aparecerá em cada temporada subsequente.[42]

Stephan Franck é o chefe de animação da série,[48] que apresenta o estilo de animação Cel shading, com semelhanças dos personagens baseadas nos atores dos filmes.[66] Ryan Meinerding, chefe de desenvolvimento visual da Marvel Studios, desenvolveu o estilo de animação da série com Andrews.[8] Eles consideraram o uso de um estilo baseado na arte dos quadrinhos de Jack Kirby ou Steve Ditko,[19] mas eventualmente escolheram um design inspirado em ilustradores americanos clássicos, como J. C. Leyendecker, Norman Rockwell, Tom Lovell e Mead Schaeffer.[19] Andrews explicou que isso resultou em um "tipo de aparência heróica, hiperrealizada e superidealizada que parece icônica", embora não seja "forçada ou caricatural",[19] enquanto Meinerding sentiu que esta era uma abordagem única para traduzir super-heróis cinematográficos em animação que aproveitou a estilização da mídia sem perder o sentimento realista, "monumental e poderoso" dos filmes.[67] A Dama e o Vagabundo (1955) também foi analisado porque não tem "linhas duras" e foi "lindamente colorido".[19] A animação 2D tradicional foi considerada, mas foi descartada quando a Marvel não conseguiu encontrar estúdios que pudessem fazer o trabalho necessário.[23] Em vez disso, a animação é "2.5D", com modelos 3D renderizados com iluminação 2D para parecerem desenhos planos.[68]

Alonso disse que a mídia de animação permitiu que o Marvel Studios trabalhasse com novas empresas em todo o mundo.[24] A Blue Spirit trabalhou em dois episódios da primeira temporada,[19][60] com a Squeeze ficando encarregada da animação de cinco episódios,[69] e a Flying Bark Productions cuidando da animação de outros três.[70] Bradley disse que a Marvel estava "tentando usar a paleta de cores, a iluminação e o design dos personagens para contar o máximo de história possível" da mesma forma que nos filmes em Live-action,[8] ajustando a câmera e as paletas de cores entre cada episódio.[19] O desenhista de produção Paul Lasaine e sua equipe pintaram todos os planos de fundo da série, baseando-os nos frames dos filmes, bem como na arte conceitual e nos planos dos cenários dessas produções.[71] Discutindo o aparente exagero de ação e habilidades na série, Franck disse que eles estavam tentando ser consistentes com o que é visto nos filmes, mas "cada meio tem sua própria poesia e lê de forma diferente, e há um nível de abstração e exagero que é inerente à animação".[72] Andrews aproveitou a oportunidade de misturar seu conhecimento de animação com o UCM, acreditando que havia "uma vergonha de riquezas" na narrativa que eles foram capazes de alcançar.[19] Graham Fisher e Joel Fisher editam a série, começando durante a fase de storyboard.[19][73]

Trilha sonora[editar | editar código-fonte]

Em outubro de 2020,Laura Karpman foi escolhida para compor a trilha sonora para a série,[74] que ela chamou de "o playground perfeito para o compositor", já que era possível usar as composições existentes do UCM, mas também se desviar delas.[75] Karpman e os produtores foram inspirados pela abordagem de Alan Silvestri para a trilha sonora de Avengers: Endgame sobre como incorporar músicas existentes de diferentes filmes do UCM. Ela explicou que Silvestri combinou sua própria música com os temas de outros compositores e, geralmente, apenas tocou em elementos diferentes da música existente, então sua abordagem para a série tornou-se "toque [temas existentes], e prossiga".[76] Karpman teve acesso às partituras e gravações de trilhas anteriores do UCM, mas também adaptou alguns elementos de ouvido. Para cada episódio, ela observou como a história se alinhava com o UCM, como se desviava do UCM, e o que a própria história exigia musicalmente.[77]

Ao escrever o tema principal da série, Karpman sabia que a sequência de abertura apresentaria imagens de vidro estilhaçado. Ela gravou o som de vidro quebrando e o manipulou para criar efeitos sonoros que foram adicionados ao tema. A melodia principal é tocada em uma trompa francesa, com Karpman cantando ao fundo como uma referência às trilhas sonoras de ficção científica dos anos 1960 que apresentavam vocalistas femininas.[77] Os álbuns da trilha sonora para cada episódio, apresentando a trilha de Karpman, estão sendo lançados digitalmente pela Marvel Music e Hollywood Records. O álbum do primeiro episódio foi lançado em 13 de agosto,[78] com os álbuns seguintes sendo lançados logo após o episódio correspondente.[79]

Marketing[editar | editar código-fonte]

Imagens do primeiro episódio da série foram mostradas durante o D23 Expo 2019,[25] com imagens da série também incluídas no "Expanding the Universe", um especial da Marvel Studios que estreou no Disney+ em 12 de novembro de 2019.[80] O primeiro trailer foi lançado em dezembro de 2020. Baseado no trailer, James Whitbrook, do blog io9, comentou que a série estava "parecendo ótima".[81] Chris Evangelista, do blog /Film, também achou "muito legal" e sentiu que a série animada foi uma boa "desculpa para essencialmente explodir o UCM como o conhecemos e contar histórias completamente novas e mais estranhas que nunca teriam seus próprios filmes".[82] Escrevendo para o Polygon, Petrana Radulovic sentiu que o trailer mostrou "toda a extensão das [narrativas] possíveis".[83] Um extended look do primeiro episódio da série foi mostrado durante o painel Women In Animation no Festival de Cinema de Animação de Annecy em junho de 2021.[24] Também naquele mês, a Hyundai Motor Company fez parceria com o Marvel Studios para uma campanha de marketing para promover o Hyundai Tucson junto com What If ...?, WandaVision, Falcão e o Soldado Invernal e Loki. Os comerciais foram produzidos pela Marvel e tinham como objetivo contar uma história "no-mundo" ambientada na narrativa da série.[84] O comercial de What If ...? foi lançado em agosto de 2021, no qual mostra o Party Thor dirigindo o Hyundai Tucson em uma batalha contra os robôs de Ultron com a Capitã Carter, o T'Challa Senhor das Estrelas e o Doutor Estranho Supremo.[85][86] Adam Bentz, da Screen Rant, sentiu que a campanha "Question Everything" da Hyundai era a combinação perfeita para What If ...? e seu conceito, e adicionado ao conteúdo do comercial, provavelmente não era um spoiler para a série, uma vez que os anúncios para a outra série do UCM não se correlacionavam com os verdadeiros enredos.[86] Barney Goldberg, diretor executivo de criação da Innocean, a agência de criação que trabalha com a Hyundai, observou que havia "uma quantidade incrível de coordenação" para que o anúncio fosse lançado no momento certo, para que fosse relevante e não tarde demais, ao mesmo tempo que não daria spoilers de aspectos da série.[87]

Um trailer oficial e um pôster da primeira temporada foram lançados em 8 de julho de 2021. Nick Romano, da Entertainment Weekly, sentiu que eles forneceram mais informações sobre as várias histórias "e se" que a série estaria explorando, e disse que seria "um para assistir" junto com filmes do UCM que também explorariam o multiverso como Homem-Aranha: Sem Volta para Casa (2021) e Doctor Strange in the Multiverse of Madness.[88] Chaim Gartenberg, do The Verge, chamou o trailer de "o melhor visual até agora" da série.[89] Escrevendo para a Screen Rant, Rachel Labonte disse que o trailer foi "um passeio selvagem" com a sensação de "quase todos os personagens do UCM imagináveis ​​são vislumbrados por pelo menos alguns segundos, e é claro que há muitas histórias emocionantes pela frente".[90] Vanessa Armstrong, do /Film, disse que não era fã de animação, mas, depois de ver o trailer, acreditou que What If ...? iria "converter muitas pessoas [como ela] que são resistentes" a mídia. Armstrong ficou "animada para ver como essas diferentes realidades se desenrolam" e notou a quantidade impressionante de conteúdo e perguntas que foram colocadas no trailer.[91] Três episódios da série Marvel Studios: Legends serão lançados em 4 de agosto de 2021, explorando Peggy Carter, a Iniciativa Vingadores e os Saqueadores usando imagens de suas aparições nos filmes do UCM.[92]

Em janeiro de 2021, a Marvel anunciou seu programa "Marvel Must Haves", que revela novos brinquedos, jogos, livros, roupas, decoração e outras mercadorias relacionadas a cada episódio de What If ...? após o lançamento de um episódio.[93] Em julho de 2021, Funko Pops, conjuntos de Lego[94] e Bonecos da Marvel Legends baseados na série foram revelados.[51] A mercadoria "Must Haves" para os episódios começou em 13 de agosto de 2021.[95]

Lançamento[editar | editar código-fonte]

What If...? estreou no Disney+ em 11 de agosto de 2021.[96] A primeira temporada consiste em nove episódios que foram lançados semanalmente até 6 de outubro.[31][97][98] Faz parte da Fase Quatro do UCM.[99] Uma segunda temporada também consistirá em 9 episódios[31] e pode ser lançada já em 2022. Winderbaum disse que era sua intenção lançar uma nova temporada de What If ...? anualmente.[100]

Recepção[editar | editar código-fonte]

Crítica[editar | editar código-fonte]

O site agregador de avaliações, Rotten Tomatoes, relata uma taxa de aprovação de 85% com uma classificação média de 7,40 / 10, com base em 52 resenhas da primeira temporada. O consenso crítico do site diz: "What If ...? Pode não acrescentar muito à narrativa do UCM, mas surpreendentes interpretações sobre personagens amados e algumas das melhores sequências de ação em toda a franquia contribuem para uma visualização envolvente".[101] O Metacritic, que usa uma média ponderada, atribuiu à primeira temporada uma pontuação de 68 em 100 com base em 10 críticos, indicando "críticas geralmente favoráveis".[102]

Liz Shannon Miller, da Collider, revisando os três primeiros episódios, sentiu que a série cumpriu a promessa de mostrar "histórias totalmente novas, mas familiares" no UCM. Com relação à animação, Miller sentiu às vezes que ela "carece de profundidade" e desejou que estilos variados fossem usados ​​para se adequar a cada história contada, as sequências de ação foram "lindamente executadas, com um toque extra de momentos dos quadrinhos para realçar a realidade do show, valorizando toda a estética”. Para Miller, enquanto alguns dos dubladores que retornaram não foram capazes de capturar a "essência de seus personagens", assim como outros, simplesmente tê-los de volta aprimorou a série, com elogios também para os novos atores dando voz a personagens estabelecidos e observando que Wright foi uma escalação "perfeita" como o Vigia. Ela concluiu que What If ...? era "seriamente o sonho de um superfã do UCM às vezes, embora uma vez que você supere a descoberta inicial de cada curta "e se ...", às vezes seja difícil permanecer investido".[60] Dando aos três primeiros episódios 3,5 de 5 estrelas, Alan Sepinwall, da Rolling Stone, disse que a série era "desigual como quase qualquer série de antologia. É divertido simplesmente porque o nível de controle de qualidade na Marvel é muito alto hoje em dia ... e porque algumas das ideias são inerentemente atraentes ou usadas para ajustar habilmente o que sabemos dos filmes. Mas nem todo filme faz jus ao potencial aparentemente ilimitado do título".[103] Em sua análise dos três primeiros episódios, Tyler Hersko, do IndieWire, sentiu que a série era um "paradoxo", já que era "o título mais Universo Cinematográfico Marvel até agora" e também "a primeira série do UCM em anos que não se sente sobrecarregada por a necessidade de se ajustar meticulosamente ao cânone da franquia ou provocar descaradamente os futuros episódios". Ele chamou isso de "um respiro de ar fresco", com What If ...? "oferecendo aos fãs exatamente o que eles querem enquanto ainda se apegam a algumas surpresas", apresentando muitas referências e piadas do universo para fãs de longa data, enquanto ainda cria histórias autônomas que podem agradar a todos os telespectadores. Hersko chamou a animação de "um prazer absoluto de testemunhar em movimento" e deu aos episódios um "B+".[104]

Angie Han, do The Hollywood Reporter, acreditava que "para uma série ambientada na vastidão infinita de um multiverso, What If ...? é um sonho terrivelmente pequeno", com alguns conceitos de "e se" não sendo tão atraentes quanto outros. Ela acrescentou que Wright deu a cada episódio "um impulso de seriedade", mas notou que a animação às vezes era estranha, com algumas cenas se aproximando do vale misterioso, e que alguns dos atores que voltaram deram vozes "robóticas" sem o carisma de suas interpretações em live-action. Ela concluiu: "Ouse esperar por mais do que diversão superficial, porém, What If ...? tende a decepcionar ... É possível que episódios futuros façam um trabalho melhor de equilibrar grandes conceitos com um tempo de execução de meia hora, ou que a temporada está se transformando em um projeto mais grandioso. Se for esse o caso, What If ...? está demorando muito para mostrar o que pode fazer".[105] Etan Anderson, do /Film, chamou os resultados dos três primeiros episódios de "misturados" com "algumas deficiências gritantes", como a animação "desajeitada" quando não estava exibindo sequências de ação, a dublagem de algumas das estrelas que voltaram e o tempo de execução curto que não permitia tempo suficiente para os espectadores "se envolverem totalmente" com essas novas versões dos personagens. Anderson acrescentou que parte do humor tentou duramente e se sentiu "estranhamente planejado" e acreditou que "os criadores parecem estar se esforçando demais para manter os segredos da série em vez de serem mais abertos sobre as emocionantes reviravoltas e reviravoltas internas". Ele concluiu que essa parecia ser a primeira série do Marvel Studios que poderia não ser "necessariamente vista" e que poderia ser "uma batalha difícil" para o público em geral continuar assistindo, embora fãs dedicados pudessem achar What If ...? "um remix satisfatório".[106] Após o lançamento da primeira temporada, Adam B. Vary, da Variety, disse que a temporada foi "uma experiência fascinante para os estúdios da Marvel", com "aventuras efervescentes ... [que] também caíram na escuridão real".[41]

Reconhecimentos[editar | editar código-fonte]

Prêmio Data da cerimonia Categoria Indicado(s) Resultado Ref(s)
Annie Awards 12 de março de 2022 Melhor edição – TV/Media Joel Fisher, Graham Fisher, Sharia Davis, Basuki Juwono and Adam Spieckerman (for "What If... Ultron Won?") Venceu [107]
Critics' Choice Television Awards 13 de março de 2022 Melhor série de animação What If...? Venceu [108]
Golden Reel Awards 13 de março de 2022 Melhor edição de som – animação Mac Smith, Bill Rudolph, Alyssa Nevarez, Cheryl Nardi, Anele Onyekwere, Tom Kramer, John Roesch and Shelley Roden (for "What If... Doctor Strange Lost His Heart Instead of His Hands?") Pendente [109]

Documentário especial[editar | editar código-fonte]

Ver artigo principal: Marvel Studios: Assembled

Em fevereiro de 2021, a série de documentários Marvel Studios: Assembled foi anunciada.[110] O especial Assembled: The Making of What If ...?, vai aos bastidores do making of da série e foi lançado no Disney+ em 27 de outubro de 2021.[111]

Futuro[editar | editar código-fonte]

Marvel Zombies[editar | editar código-fonte]

Em novembro de 2021, uma série animada denominada Marvel Zombies foi anunciada, com Andrews retornando à direção e Zeb Wells atuando como roteirista principal, concentrando-se em “uma nova geração de heróis” lutando contra zumbis.[5] É uma continuação da realidade introduzida pela primeira vez no quinto episódio da série, que "olha para esse universo com uma lente diferente".[112]

Potenciais projetos[editar | editar código-fonte]

Winderbaum notou que havia potencial para os personagens variantes da série aparecerem em live-action, apontando para o fato de que os conceitos "e se" da Marvel Comics acabaram chegando à continuidade dos quadrinhos principais.[23] Andrews e Hayley Atwell expressaram interesse em um filme live-action estrelado por Atwell como Capitã Carter,[113] embora Atwell quisesse a equipe criativa certa que pudesse "pavimentar o caminho para [Carter] explorar a consciência cultural de hoje e se tornar uma heroína moderna dos nossos tempos".[114] Atwell primeiro reprisou o papel em live-action em Doutor Estranho no Multiverso da Loucura como uma versão alternativa do personagem da Terra-838 (separado das versões vistas em What If...? e o UCM principal) que é um membro dos Illuminati.[115] Uma série spin-off focada no T'Challa Senhor das Estrelas estava em desenvolvimento, mas foi deixada no "limbo" após a morte de Boseman.[116]

Referências

  1. «What if…? tem data de estreia na Disney+». 8 de julho de 2021. Consultado em 8 de julho de 2021 
  2. filmSPOT, E Se...? / What If...? (2021), consultado em 18 de maio de 2022 
  3. a b c «Marvel Studios Brings First Animated Series 'Marvel's What If...?' to Disney+». Marvel Entertainment (em inglês). Consultado em 2 de agosto de 2021 
  4. a b D'Alessandro, Anthony; D'Alessandro, Anthony (1 de agosto de 2021). «'What If…?' Actor Jeffrey Wright On Chadwick Boseman's Final "Mythic" Turn As T'Challa In MCU». Deadline (em inglês). Consultado em 2 de agosto de 2021 
  5. a b Hipes, Patrick; Hipes, Patrick (12 de novembro de 2021). «Disney+ Day: All The Streamer's Film & TV News From Premiere Dates To Series Orders». Deadline (em inglês). Consultado em 15 de março de 2022 
  6. a b c d e f g h «Marvel What If? Series Reveals Huge Cast, Jeffrey Wright as The Watcher». Collider (em inglês). 21 de julho de 2019. Consultado em 17 de janeiro de 2021 
  7. Davids, Brian; Davids, Brian (2 de agosto de 2021). «Jeffrey Wright on 'What If…?' and the "Brilliant" 'The Batman'». The Hollywood Reporter (em inglês). Consultado em 6 de setembro de 2021 
  8. a b c d e f g h «'What If...?' Showrunner Ashley Bradley Talks 'Trollhunters', The Beginning Of 'What If...?', Captain Carter, The Watcher & Star-Lord T'Challa (EXCLUSIVE)». DiscussingFilm (em inglês). 6 de setembro de 2019. Consultado em 17 de janeiro de 2021 
  9. a b c d e f «EP Brad Winderbaum Interview: Marvel's What If». ScreenRant (em inglês). 7 de agosto de 2021. Consultado em 12 de agosto de 2021 
  10. Davids, Brian; Davids, Brian (2 de agosto de 2021). «Jeffrey Wright on 'What If…?' and the "Brilliant" 'The Batman'». The Hollywood Reporter (em inglês). Consultado em 9 de agosto de 2021 
  11. a b «Marvel's 'What If...?' star Jeffrey Wright talks charting a new path with the all-knowing Watcher». EW.com (em inglês). Consultado em 9 de agosto de 2021 
  12. «WHAT IF Interview AC Bradley Marvel Head Writer Talks Spider-Man Uncle Ben, Zombies, Star Wars | Ghostarchive». ghostarchive.org. Consultado em 6 de outubro de 2021 
  13. Sciretta, Peter (12 de março de 2019). «What If TV Series Planned By Marvel Studios For Disney+». SlashFilm.com (em inglês). Consultado em 25 de outubro de 2021 
  14. a b c d e f g h «Here Are All the Marvel Actors Doing Voices in 'What If…?'». Collider (em inglês). 1 de agosto de 2021. Consultado em 2 de agosto de 2021 
  15. «What If…? Episode 9 Cast Guide: Every New & Returning MCU Character». ScreenRant (em inglês). 6 de outubro de 2021. Consultado em 25 de outubro de 2021 
  16. Kroll, Justin; Kroll, Justin (19 de setembro de 2018). «Loki, Scarlet Witch, Other Marvel Heroes to Get Own TV Series on Disney Streaming Service (EXCLUSIVE)». Variety (em inglês). Consultado em 16 de novembro de 2019 
  17. Hipes, Geoff Boucher,Patrick; Boucher, Geoff; Hipes, Patrick (31 de outubro de 2018). «Marvel Duo Falcon & Winter Soldier Teaming For Disney Streaming Series». Deadline (em inglês). Consultado em 16 de novembro de 2019 
  18. a b «Exclusive: Marvel Studios Producing 'What If' TV Series For Disney+». /Film (em inglês). 12 de março de 2019. Consultado em 16 de novembro de 2019 
  19. a b c d e f g h i j k l m «"What If..? Production Brief"» (PDF). Disney Media and Entertainment Distribution. 1 de agosto de 2021. Consultado em 1 de agosto de 2021 
  20. a b «Bryan Andrews & A.C. Bradley Interview: Marvel's What If». ScreenRant (em inglês). 8 de agosto de 2021. Consultado em 12 de agosto de 2021 
  21. a b «What If..? Writer Spoiled Avengers 4 and Thor 4 When Pitching Show». ScreenRant (em inglês). 2 de agosto de 2021. Consultado em 2 de agosto de 2021 
  22. a b c d Bradshaw, Paul (August 2021). "Chaos Theory". Total Film. pp. 73–77.
  23. a b c d e f g h i j k Ashaari, Author: Alleef (1 de agosto de 2021). «Marvel's What If…? Crew Explains Why They Went 3D Over 2D & A Scrapped Episode That Was Too Close To GOTG 3». kakuchopurei.com (em inglês). Consultado em 2 de agosto de 2021 
  24. a b c d Corvin, Ann-Marie; Corvin, Ann-Marie (14 de junho de 2021). «Marvel's Victoria Alonso on Exploring Diversity and Inclusion Through 'What If' and the Hunt for Global Animation Partnerships». Variety (em inglês). Consultado em 1 de agosto de 2021 
  25. a b Radulovic, Petrana (24 de agosto de 2019). «Everything we learned at D23's Disney Plus presentation». Polygon (em inglês). Consultado em 16 de novembro de 2019 
  26. What If...? Is Officially MCU Canon - IGN (em inglês), consultado em 9 de agosto de 2021 
  27. a b c «Marvel's 'What If...?' Executive Producer Talks the Multiverse and a New Assembly of Avengers [Interview]». /Film (em inglês). 11 de agosto de 2021. Consultado em 12 de agosto de 2021 
  28. «What If's Multiverse Was Already Forming Before Loki, Doctor Strange 2». Gizmodo (em inglês). Consultado em 9 de agosto de 2021 
  29. «How Marvel's What If...? Coordinated With Loki, WandaVision, Spider-Man, and More». Marvel (em inglês). Consultado em 18 de agosto de 2021 
  30. «Kevin Feige Reveals What If…? Has More Episodes Than Marvel Studios' Other Disney+ Series». Marvel (em inglês). Consultado em 8 de julho de 2021 
  31. a b c «Exclusive: Marvel's 'What If...?' Episode Count Revealed — And It's Not What You Think». Collider (em inglês). 2 de agosto de 2021. Consultado em 2 de agosto de 2021 
  32. «The 'What If?' Creators On Chadwick Boseman And Including Spider-Man». UPROXX (em inglês). 4 de agosto de 2021. Consultado em 9 de agosto de 2021 
  33. a b c d Maytum, Matt; July 2021, Paul Bradshaw 22. «Exclusive: Marvel's What If…? will feature a "tragic love story" and an "Agatha Christie episode"». Total Film (em inglês). Consultado em 27 de julho de 2021 
  34. a b Silliman, Brian (9 de agosto de 2021). «'What If...?' writer & director on how the alt Marvel series tended to accidentally run into future MCU plans». SYFY WIRE (em inglês). Consultado em 12 de agosto de 2021 
  35. Nast, Condé (12 de agosto de 2021). «What If Marvel's 'What If?' Had Covered These Abandoned Story Lines?». Vanity Fair (em inglês). Consultado em 18 de agosto de 2021 
  36. This Marvel What If...? Spider-Man Plotline Was Too Dark For the Final Release - IGN (em inglês), consultado em 12 de agosto de 2021 
  37. «'What If?' creators talk Chadwick Boseman's final role and scrapped idea to make the Avengers all dinosaurs». www.yahoo.com (em inglês). Consultado em 12 de agosto de 2021 
  38. «What If: Marvel Studios Producers Shot Down Luke Skywalker Cameo». Marvel (em inglês). Consultado em 9 de agosto de 2021 
  39. «Marvel's 'What If...?' team reveals season 1 finale intel: There's 'a bigger plan'». EW.com (em inglês). Consultado em 29 de setembro de 2021 
  40. «Breaking Down Fury's Big Week with 'What If…?' Head Writer A.C. Bradley – Exclusive Interview». DiscussingFilm (em inglês). 25 de agosto de 2021. Consultado em 6 de setembro de 2021 
  41. a b Vary, Adam B.; Vary, Adam B. (6 de outubro de 2021). «Inside Marvel's 'What If…?' Finale, Season 2 Plans and the T'Challa Spinoff That Never Was». Variety (em inglês). Consultado em 7 de outubro de 2021 
  42. a b «Captain Carter is the Crux of Marvel's 'What If...?' Animated Series and Will Return in Future Seasons». /Film (em inglês). 2 de agosto de 2021. Consultado em 2 de agosto de 2021 
  43. «Marvel's Captain Carter Will Connect Each Multiversal Season of What If». Gizmodo (em inglês). Consultado em 9 de agosto de 2021 
  44. «Creators of Marvel's What If...? tease the future of the multiverse». The A.V. Club (em inglês). Consultado em 2 de agosto de 2021 
  45. a b c «Here's All of the Major MCU Actors Returning for What If...?». Marvel (em inglês). Consultado em 10 de julho de 2021 
  46. a b c d «Exclusive: Frank Grillo Returning to MCU as Crossbones in 'What If...?'». Collider (em inglês). 11 de janeiro de 2021. Consultado em 11 de janeiro de 2021 
  47. «Hayley Atwell on 'Blinded by the Light,' Shooting Secret 'Endgame' Ending». The Hollywood Reporter (em inglês). 16 de agosto de 2019. Consultado em 19 de janeiro de 2021 
  48. a b «Work on MARVEL STUDIOS' WHAT IF...? Continues During CORONAVIRUS Pandemic» (em inglês) 
  49. a b Ferme, Antonio; Ferme, Antonio (8 de julho de 2021). «Marvel's 'What If?' Series Coming to Disney Plus in August, Drops New Trailer». Variety (em inglês). Consultado em 27 de julho de 2021 
  50. «Andy Serkis Confirms Return as Black Panther Villain In Marvel's What If». ScreenRant (em inglês). 12 de julho de 2021. Consultado em 27 de julho de 2021 
  51. a b «Hasbro unveils new Marvel's 'What If…?' figurines, including Chadwick Boseman's T'Challa Star-Lord». EW.com (em inglês). Consultado em 1 de agosto de 2021 
  52. a b «What If...? Episode 6 Review: Killmonger to the Rescue». Den of Geek (em inglês). 15 de setembro de 2021. Consultado em 15 de setembro de 2021 
  53. «How Marvel's What If...? Recast Integral MCU Characters And Voices (Exclusive)». Marvel (em inglês). Consultado em 9 de agosto de 2021 
  54. a b Vary, Adam B.; Vary, Adam B. (11 de agosto de 2021). «Marvel Studios Planning 'Multiple' New Animated Series Following Debut of 'What If…?'». Variety (em inglês). Consultado em 12 de agosto de 2021 
  55. «Dave Bautista Says He Was 'Never Asked' to Voice Drax for Marvel's Disney+ Series 'What If...'». TheWrap (em inglês). 2 de agosto de 2021. Consultado em 9 de agosto de 2021 
  56. What If...? Season 1, Episode 1 - Review - IGN (em inglês), consultado em 12 de agosto de 2021 
  57. a b «What If…? Episode 1 Cast Guide: Every New & Returning MCU Character». ScreenRant (em inglês). 11 de agosto de 2021. Consultado em 6 de outubro de 2021 
  58. «Marvel's What If Episode 8 Voice Cast: Which MCU Actors Return?TheWrap» (em inglês). Consultado em 29 de setembro de 2021 
  59. «What If…? Episode 2 Cast Guide: Every New & Returning MCU Character». ScreenRant (em inglês). 18 de agosto de 2021. Consultado em 18 de agosto de 2021 
  60. a b c «'Marvel's What If...?' Review: Guaranteed Fun for the MCU Superfans». Collider (em inglês). 10 de agosto de 2021. Consultado em 12 de agosto de 2021 
  61. «What If...?». Empire. Consultado em 12 de agosto de 2021 
  62. «What If…? Episode 3 Cast Guide: Every New & Returning MCU Character». ScreenRant (em inglês). 25 de agosto de 2021. Consultado em 25 de agosto de 2021 
  63. «Who Replaced Tom Holland As Spider-Man In What If...? Episode 5?». ScreenRant (em inglês). 8 de setembro de 2021. Consultado em 8 de setembro de 2021 
  64. «What If…? Episode 7 Cast Guide: Every New & Returning MCU Character». ScreenRant (em inglês). 22 de setembro de 2021. Consultado em 22 de setembro de 2021 
  65. a b «Marvel's What If Episode 9 Voice Cast: Which MCU Actors Return?TheWrap» (em inglês). Consultado em 6 de outubro de 2021 
  66. a b «'What If' on Disney+ will feature voices from majority of Marvel Cinematic Universe cast». EW.com (em inglês). Consultado em 16 de novembro de 2019 
  67. Webster, Andrew (2 de setembro de 2021). «What If...?'s art style aims to keep characters "feeling monumental and powerful"». The Verge (em inglês). Consultado em 6 de setembro de 2021 
  68. Desowitz, Bill; Desowitz, Bill (2 de setembro de 2021). «'What If…?': Finding the Right Timeless Look for the MCU's Animated Anthology». IndieWire (em inglês). Consultado em 6 de setembro de 2021 
  69. Dams, Tim; Dams, Tim (11 de março de 2020). «Marvel Picks Quebec's Squeeze for Disney Plus Animated Series 'What If…?' (EXCLUSIVE)». Variety (em inglês). Consultado em 19 de janeiro de 2021 
  70. Milligan, Mercedes (27 de julho de 2020). «Flying Bark TV & Feature Slate 'Busier Than Ever' Despite COVID». Animation Magazine (em inglês). Consultado em 10 de julho de 2021 
  71. «Production Designer Paul Lasaine Interview: Marvel's What If...?». ScreenRant (em inglês). 2 de setembro de 2021. Consultado em 6 de setembro de 2021 
  72. «Animation Supervisor Stephan Franck Interview: Marvel's What If...?». ScreenRant (em inglês). 2 de setembro de 2021. Consultado em 6 de setembro de 2021 
  73. «Editors Joel & Graham Fisher Interview: Marvel's What If...?». ScreenRant (em inglês). 2 de setembro de 2021. Consultado em 6 de setembro de 2021 
  74. Turchiano, Diane Garrett,Thomas K. Arnold,Jem Aswad,Andrew Barker,Jon Burlingame,Shalini Dore,Paula Hendrickson,James Patrick Herman,Daniel Holloway,Carole Horst,Janet W. Lee,Todd Longwell,Addie Morfoot,Jenelle Riley,Malina Saval,Ellise Shafer,Jazz Tangcay,Danielle; Garrett, Diane; Arnold, Thomas K.; Aswad, Jem; Barker, Andrew; Burlingame, Jon; Dore, Shalini; Hendrickson, Paula; Herman, James Patrick (28 de outubro de 2020). «Variety's L.A. Women's Impact Report 2020». Variety (em inglês). Consultado em 29 de outubro de 2020 
  75. «Disney Music Announces 'What If...?' Soundtrack Albums - Soundtrack.Net». www.soundtrack.net. Consultado em 23 de agosto de 2021 
  76. Crowley, Liam (2 de setembro de 2021). «How Avengers: Endgame & Other MCU Movies Influenced Marvel's What If Score (Exclusive)». The Direct (em inglês). Consultado em 6 de setembro de 2021 
  77. a b Weiss, Josh. «To Shatter The Multiverse In Marvel's 'What If...?' Composer Laura Karpman First Had To Shatter Some Glass». Forbes (em inglês). Consultado em 6 de setembro de 2021 
  78. «First Soundtrack Album for Marvel's Disney+ Series 'What If…?' to Be Released | Film Music Reporter» (em inglês). Consultado em 23 de agosto de 2021 
  79. «'What If…T'Challa Became a Star-Lord?' Soundtrack Album Details | Film Music Reporter» (em inglês). Consultado em 23 de agosto de 2021 
  80. «Marvel's Animated 'What If?' Clips: Feast Your Eyes on a Zombified Captain America». /Film (em inglês). 12 de novembro de 2019. Consultado em 16 de novembro de 2019 
  81. «The First Trailer for What If? Imagines an Alternate Marvel Universe». io9 (em inglês). Consultado em 11 de janeiro de 2021 
  82. «'What If...?' Trailer: An Animated Look at an Alternate MCU». /Film (em inglês). 10 de dezembro de 2020. Consultado em 11 de janeiro de 2021 
  83. Radulovic, Petrana (10 de dezembro de 2020). «Marvel's animated What If...? shows the possibilities of the multiverse». Polygon (em inglês). Consultado em 11 de janeiro de 2021 
  84. Facebook; Twitter; options, Show more sharing; Facebook; Twitter; LinkedIn; Email; URLCopied!, Copy Link; Print (15 de junho de 2021). «Meet Loki, Hyundai pitchman. Can Marvel streaming shows sell SUVs and Disney+?». Los Angeles Times (em inglês). Consultado em 27 de julho de 2021 
  85. «Marvel's What If...? Challenges You to Question Everything - And Buy a Hyundai». CBR (em inglês). 15 de agosto de 2021. Consultado em 31 de agosto de 2021 
  86. a b «Thor Wipes Out Ultron's Army With A Car In Bizarre Marvel's What If Ad». ScreenRant (em inglês). 12 de agosto de 2021. Consultado em 31 de agosto de 2021 
  87. ago, David Griner6 days. «'What If?' Joins Loki in Hyundai's Cinematic Ad Universe» (em inglês). Consultado em 31 de agosto de 2021 
  88. «Chadwick Boseman's Star-Lord, Captain Carter take center stage in 'What If...?' trailer». EW.com (em inglês). Consultado em 27 de julho de 2021 
  89. Gartenberg, Chaim (8 de julho de 2021). «Marvel's What If…? gets a new trailer and an August 11th release date». The Verge (em inglês). Consultado em 27 de julho de 2021 
  90. «Marvel's What If? Trailer: Iron Man Meets Killmonger, Guardians Replace Avengers & More Alt MCU Timelines». ScreenRant (em inglês). 8 de julho de 2021. Consultado em 27 de julho de 2021 
  91. «'What If...?' Trailer: Marvel Explores a Multiverse of Possibilities in Animated Anthology Series». /Film (em inglês). 8 de julho de 2021. Consultado em 27 de julho de 2021 
  92. «Disney+: Every Movie and TV Show Arriving in August 2021». Movies (em inglês). Consultado em 27 de julho de 2021 
  93. «Introducing Marvel Must Haves». Marvel Entertainment (em inglês). Consultado em 27 de julho de 2021 
  94. «Discover A Multiverse of New Funkos and LEGOs for 'What If…?'». Marvel Entertainment (em inglês). Consultado em 27 de julho de 2021 
  95. «Marvel Must Haves: 'What If...?' Episode 1». Marvel Entertainment (em inglês). Consultado em 6 de setembro de 2021 
  96. Ridgely, Charlie (8 de julho de 2021). «Marvel's What If...? Trailer Reveals Disney+ Premiere Date». ComicBook.com. Consultado em 8 de julho de 2021. Cópia arquivada em 8 de julho de 2021 
  97. «Marvel's Multiverse Expands in the First Trailer for What If?». Gizmodo (em inglês). Consultado em 8 de julho de 2021 
  98. «Shows A-Z - what if...? on disney plus | TheFutonCritic.com». www.thefutoncritic.com. Consultado em 27 de julho de 2021 
  99. Kit, Aaron Couch,Borys; Couch, Aaron; Kit, Borys (20 de julho de 2019). «Marvel Unveils Post-'Endgame' Slate with 'Eternals', 'Shang-Chi' and Multiple Sequels». The Hollywood Reporter (em inglês). Consultado em 27 de julho de 2021 
  100. «What If...? Producer Says Season 2 Could Premiere in 2022». Marvel (em inglês). Consultado em 31 de agosto de 2021 
  101. What If...? (em inglês), consultado em 12 de agosto de 2021 
  102. Marvel's What If...?, consultado em 12 de agosto de 2021 
  103. Sepinwall, Alan; Sepinwall, Alan (10 de agosto de 2021). «'What If…' Marvel's TV Universe Kept Expanding?». Rolling Stone (em inglês). Consultado em 23 de agosto de 2021 
  104. Hersko, Tyler; Hersko, Tyler (10 de agosto de 2021). «'What If…?' Review: An Enthusiastic Love Letter to the MCU's Diehard Fans». IndieWire (em inglês). Consultado em 23 de agosto de 2021 
  105. Han, Angie; Han, Angie (10 de agosto de 2021). «Disney+'s 'What If…': TV Review». The Hollywood Reporter (em inglês). Consultado em 12 de agosto de 2021 
  106. «Marvel's 'What If...?' Review: The Multiverse Offers Mixed Results with Stylish Animation and Rushed Storytelling». /Film (em inglês). 10 de agosto de 2021. Consultado em 12 de agosto de 2021 
  107. Giardina, Carolyn; Giardina, Carolyn (13 de março de 2022). «'The Mitchells vs. the Machines' Wins Big at Annie Awards». The Hollywood Reporter (em inglês). Consultado em 15 de março de 2022 
  108. Pedersen, Erik; Pedersen, Erik (6 de dezembro de 2021). «Critics Choice TV Nominations: 'Succession' Leads Field As HBO Edges Netflix». Deadline (em inglês). Consultado em 15 de março de 2022 
  109. Tangcay, Jazz; Tangcay, Jazz (24 de janeiro de 2022). «'Dune' Leads Nominations for Golden Reel Awards». Variety (em inglês). Consultado em 15 de março de 2022 
  110. «Marvel Studios Announces ASSEMBLED, a Behind-the-Scenes Look at the Making of the Marvel Cinematic Universe». Marvel Entertainment (em inglês). Consultado em 6 de outubro de 2021 
  111. «Everything Coming to Disney+ in October 2021». Movies (em inglês). Consultado em 6 de outubro de 2021 
  112. Penagos, Ryan, Cink, Lorraine (10 de dezembro de 2021). «"First Look at Disney+: X-Men '97, Spider-Man details!"». This Week in Marvel (Podcast). Event occurs at 24:52–25:14. Consultado em 15 de março de 2022 
  113. Davids, Brian; Davids, Brian (10 de agosto de 2021). «'What If…?' Writer and Director on Their Last Call with Chadwick Boseman and a Captain Carter Movie». The Hollywood Reporter (em inglês). Consultado em 18 de agosto de 2021 
  114. Truitt, Brian. «Exclusive: Hayley Atwell's Captain Carter brings 'chutzpah and style' to Marvel's 'What If...?' series». USA TODAY (em inglês). Consultado em 18 de agosto de 2021 
  115. Garbutt, Emily (5 de maio de 2022). «The Illuminati members in Doctor Strange 2, listed and explained». Total Film (em inglês). GamesRadar+. Consultado em 5 de maio de 2022. Cópia arquivada em 5 de maio de 2022 
  116. Vary, Adam B.; Vary, Adam B. (6 de outubro de 2021). «Inside Marvel's 'What If…?' Finale, Season 2 Plans and the T'Challa Spinoff That Never Was». Variety (em inglês). Consultado em 15 de março de 2022 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]