Viúva Negra (filme)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Viúva Negra
Black Widow
Pôster promocional
Estados Unidos
2021 •  cor •  134 min 
Direção Cate Shortland
Produção Kevin Feige
Produção executiva Scarlett Johansson
Victoria Alonso
Brad Winderbaum
Roteiro Eric Pearson
História Jac Schaeffer
Ned Benson
Baseado em
Viúva Negra
de
Elenco Scarlett Johansson
Florence Pugh
David Harbour
O-T Fagbenle
Olga Kurylenko
William Hurt
Ray Winstone
Rachel Weisz
Gênero ação
aventura
super-herói
espionagem
Música Lorne Balfe
Cinematografia Gabriel Beristain
Edição Leigh Folsom Boyd
Matthew Schmidt
Companhia(s) produtora(s) Marvel Studios
Distribuição Walt Disney Studios Motion Pictures
Lançamento
  • 8 de julho de 2021 (Brasil)[1]
  • 8 de julho de 2021 (Portugal)[2]
  • 9 de julho de 2021 (Estados Unidos)
Idioma inglês
Orçamento US$ 200 milhões[3]
Receita US$ 379,2 milhões[4][5][a]

Black Widow (bra/prt: Viúva Negra)[9][10] é um filme estadunidense de super-herói de 2021 baseado na personagem de mesmo nome da Marvel Comics. Produzido pelo Marvel Studios e distribuído pela Walt Disney Studios Motion Pictures, é o vigésimo quarto filme do Universo Cinematográfico Marvel.[11] O filme foi dirigido por Cate Shortland, com roteiro de Eric Pearson,[12] e traz Scarlett Johansson interpretando Natasha Romanoff / Viúva Negra ao lado de Florence Pugh, David Harbour, O-T Fagbenle, Olga Kurylenko, William Hurt, Ray Winstone e Rachel Weisz. Ambientado após Capitão América: Guerra Civil (2016), o filme mostra Natasha em fuga e forçada a enfrentar o seu passado.

A Lionsgate começou o desenvolvimento de um filme da Viúva Negra em abril de 2004, com David Hayter escolhido para escrever e dirigir. O projeto não avançou e os direitos do filme da personagem foram revertidos para o Marvel Studios em junho de 2006. Scarlett Johansson foi escalada para o papel da personagem em vários filmes do UCM, começando com Homem de Ferro 2 (2010) e começou a discutir um filme solo com a Marvel. Os trabalhos começaram no final de 2017, com Shortland contratada em 2018. Jac Schaeffer e Ned Benson contribuíram com o roteiro antes de Pearson ser contratado. As filmagens ocorreram de maio a outubro de 2019, na Noruega, Budapeste, Marrocos, no Pinewood Studios na Inglaterra, e em Atlanta, Macon e em Rome, Geórgia.

Viúva Negra estreou em 29 de junho de 2021, em vários eventos ao redor do mundo,[13] e foi lançado nos Estados Unidos em 9 de julho simultaneamente nos cinemas e através do Disney+ com Premier Access.[14] É o primeiro filme da Fase Quatro do MCU e foi adiado três vezes em relação à data de lançamento original de maio de 2020 devido à pandemia de COVID-19.[15] Viúva Negra quebrou vários recordes de bilheteria e arrecadou mais de 379 milhões de dólares em todo o mundo, tornando-se o quinto filme de maior bilheteria de 2021. O filme recebeu avaliações geralmente positivas da crítica, com elogios às atuações, principalmente de Johansson e Pugh, e às sequências de ação, embora os vilões tenham recebido críticas. Em julho de 2021, Johansson entrou com um processo contra a Disney pelo lançamento simultâneo, que foi resolvido dois meses.

Enredo[editar | editar código-fonte]

Em 1995, os agentes secretos russos — o super-soldado Alexei Shostakov e a viúva Negra Melina Vostokoff — se passam por uma família normal em Ohio com suas filhas substitutas Natasha Romanoff e Yelena Belova. Quando a missão de roubar a S.H.I.E.L.D. é cumprida, a família foge para Cuba e se reúne com seu chefe, o General Dreykov, que leva Natasha e Yelena para treinamento na Sala Vermelha. Os anos passam e Alexei é preso na Rússia, enquanto Natasha deserta para S.H.I.E.L.D., depois de explodir o escritório de Dreykov em Budapeste, aparentemente matando ele e sua filha, Antonia; um ato que assombra Natasha.

Em 2016, Natasha se torna uma fugitiva por violar os Acordos de Sokovia.[N 1] Ela escapa do Secretário de Estado dos EUA, Thaddeus Ross, e foge para um esconderijo na Noruega, onde se reúne com seu contato, Rick Mason. Enquanto isso, Yelena mata uma ex-Viúva Negra rebelde, mas entra em contato com uma substância que neutraliza o agente químico de controle da mente da Sala Vermelha. Ela envia o antídoto para o esconderijo de Natasha na esperança de voltar para ajudá-la. Enquanto Natasha, sem saber, sai com o antídoto, ela é atacada pelo Treinador, que está atrás do antídoto. Natasha consegue escapar do Treinador e descobre que o antídoto foi enviado por Yelena. As duas se reencontram em Budapeste, mas são atacadas por Viúvas Negras. Ao escaparem, Natasha descobre que a Sala Vermelha ainda está ativa e que seu líder, Dreykov, ainda está vivo. Natasha e Yelena fogem do Treinador e se reencontram com Mason, que lhes fornece um helicóptero.

Natasha e Yelena libertam Alexei da prisão para descobrir onde Dreykov está e ele diz que elas precisam falar com Melina, que vive em uma fazenda na Rússia usando o controle mental em porcos. Yelena revela que, embora eles não fossem uma família real, ela ainda queria acreditar que eles eram, enquanto Alexei e Melina admitem que eles também desejavam ser uma família real. Melina entrega sua localização a Dreykov, cujos agentes chegam e os levam para a Sala Vermelha, que está localizada em uma base aérea.

Enquanto Dreykov parabeniza Melina por encontrá-los, é revelado que Melina e Natasha usaram tecnologia de máscara facial para trocar de lugar na fazenda, tendo planejado sua própria captura. Natasha descobre que o Treinador é Antonia, que sofreu danos tão graves que Dreykov foi forçado a colocar um chip em sua cabeça para ajudá-la, transformando-a no soldado perfeito. Natasha também descobre que ela não pode machucar Dreykov devido a um bloqueio de feromônio que ele instalou em todas as Viúvas, e que ele tem controlado as Viúvas em todo o mundo através de sua mesa de controle. Depois de incitar Dreykov a dar um soco em seu rosto, Natasha intencionalmente corta um nervo em sua passagem nasal para bloquear o feromônio e poder atacar Dreykov.

Melina tenta desligar o motor da nave, enquanto Alexei luta com Antonia e Yelena procura as outras Viúvas que são enviadas para proteger Dreykov. Dreykov escapa, enquanto as viúvas lutam com Natasha, mas Yelena cria uma bomba de pó vermelho que libera as viúvas do controle mental. Natasha vai até a mesa de controle e copia as localizações das outras viúvas em todo o mundo para uma unidade portátil, assim que a nave começa a explodir e cair. Antes de sair da sala de controle, ela pega dois frascos do Pó Vermelho que não explodiram da bomba de Yelena. Melina e Alexei são forçados a escaparem da nave por meio de uma aeronave, enquanto Yelena derruba a nave de fuga de Dreykov, matando-o.

Natasha coloca um paraquedas em Yelena, enquanto ela e Antonia têm uma batalha final pelo céu antes de pousar em segurança no chão. Natasha usa um frasco de Pó Vermelho em Antonia, libertando-a do controle mental. O resto das Viúvas chegam enquanto Yelena, Melina e Alexei se despedem de Natasha, com Yelena dando a ela seu colete para se lembrar dela e Natasha dando a Yelena o último frasco de Pó Vermelho e a unidade portátil, dizendo a ela para encontrar e libertar as outras Viúvas. Enquanto eles partem com Antonia, Natasha aguarda a chegada de Ross e seus homens.

Duas semanas depois, Natasha se reúne com Mason, que lhe forneceu um Quinjet. Ela voa para libertar os Vingadores detidos na Balsa.

Em uma cena pós-créditos ambientada após a morte de Natasha,[N 2] Yelena encontra Condessa Valentina Allegra de Fontaine no túmulo de Natasha e é encarregada de matar Gavião Arqueiro, o homem que Fontaine afirma ser o responsável pela morte de Natasha.

Elenco[editar | editar código-fonte]

Da esquerda: Feige, Johansson, Harbour, Pugh, Fagbenle, Shortland e Weisz na San Diego Comic-Con 2019.
  • Scarlett Johansson como Natasha Romanoff / Viúva Negra:
    Uma Vingadora, ex-assassina da KGB altamente treinada e ex-agente da S.H.I.E.L.D..[16] Johansson disse que ela estava "saindo em alta" e estava orgulhosa do filme, sentindo que seu trabalho interpretando Natasha agora estava completo.[17] Ela descreveu o filme como uma oportunidade de mostrar a personagem como "uma mulher que ganhou vida e está fazendo escolhas independentes e ativas por si mesma",[18] estando em um lugar escuro sem ninguém para ligar,[19] e sentiu que a vulnerabilidade da personagem a diferenciava dos outros Vingadores.[20] A diretora Cate Shortland assistiu a todas as aparições de Natasha no UCM consecutivamente na preparação para o filme e escolheu ambientar a história onde Natasha está sozinha e não "relacionada com alguém".[21] Shortland disse que a ambígua jornada psicológica de Natasha foi o centro da história.[20] Ever Anderson interpreta a jovem Natasha Romanoff.[22][23] Anderson, que fala russo,[24] sentiu que seu treinamento de Taekwondo e ginástica foram úteis para o papel.[25]
  • Florence Pugh como Yelena Belova / Viúva Negra:
    Uma figura fraterna para Natasha treinada na "Sala Vermelha" como uma Viúva Negra.[26][27][28] Johansson disse que Yelena foi uma inclusão precoce no filme[29], que poderia agir sozinha em comparação com Natasha. Pugh disse que havia uma "diferença geracional" entre as duas e descreveu Yelena como "sem remorso, confiante em si mesma e curiosa ... e emocionalmente corajosa".[30] Pugh admirou a franqueza e determinação de Belova,[31] e observou que a personagem é uma lutadora habilidosa, mas não sabe como viver uma vida normal.[32] Shortland disse que Natasha estaria "entregando a [Belova] o bastão" no filme,[33] e Pugh pediu orientação a Johansson durante as filmagens para atender às demandas de fazer filmes da Marvel.[31] Johansson queria evitar uma dinâmica antagônica entre as duas personagens, em vez de ter um relacionamento semelhante a de irmãs, mas contencioso,[29] que Pugh caracterizou como "uma história de irmãs que realmente se concentra no luto, na dor, no abuso, em ser uma vítima — e em viver sendo uma vítima".[17] Violet McGraw interpreta a jovem Yelena Belova.[23][34]
  • David Harbour como Alexei Shostakov / Guardião Vermelho:
    O super-soldado russo equivalente ao Capitão América e uma figura paterna para Natasha e Yelena.[26][35] Harbor disse que Shostakov não era heróico ou nobre, e era cômico e tragicamente falho.[36] Shostakov afirma que lutou contra o Capitão América nos anos 1980 e o roteirista Eric Pearson sentiu que o personagem acreditava que isso era verdade, apesar de ser impossível.[37] Para a interpretação de Harbour, ele e Shortland discutiram a atuação de Ricky Gervais em The Office e Philip Seymour Hoffman em A Família Savage (2007), "comédia que surge de uma necessidade doméstica real".[38] Harbor já tinha deixado sua barba crescer para a quarta temporada de Stranger Things, então ele decidiu ganhar peso para o papel, chegando a atingir 127 kg. Ele então perdeu 27 kg ao longo das filmagens para retratar uma versão mais jovem do personagem para a sequência de flashback de abertura do filme.[39]
  • O-T Fagbenle como Rick Mason:
    Um aliado do passado de Natasha da S.H.I.E.L.D. que possui um interesse romântico nela.[26][40][41] Fagbenle descreveu Mason como "um localizador de pessoas que não são tão afiliadas a exércitos" e ajudou Natasha dessa maneira.[42] Sobre o motivo de Mason não ter desenvolvido um romance com Romanoff, Fagbenle disse, "o filme é maior do que isso" e que o relacionamento deles faz parte da família maior de Natasha em vez disso.[43] Além do roteiro escrito por Pearson, Fagbenle desenvolveu a história de fundo de Mason com Shortland e Johansson. Como a identidade do Treinador foi mantida em segredo, muitas pessoas presumiram que Mason assumiria secretamente o manto, o que Fagbenle teve de negar até mesmo de seu personal trainer.[44] A cena final do filme envolvendo Mason fornecendo o Quinjet para Romanoff foi adicionada como parte das refilmagens no início de 2020, inserida no filme depois que o público de teste gostou de ver Natasha e Mason juntos.[45]
  • Olga Kurylenko como Antonia Dreykov / Treinador:
    Filha de Dreykov que completa missões para a Sala Vermelha.[46] Ela tem reflexos fotográficos que lhe permitem imitar o estilo de luta de seus oponentes[32][47] e usa técnicas de outros super-heróis, como Homem de Ferro, Capitão América, Soldado Invernal, Homem-Aranha[48] e Pantera Negra.[49] Vários dublês foram necessários para retratar as várias habilidades do personagem.[50] Kurylenko disse que grande parte da dor de Antonia é interna e descreveu seu relacionamento com Dreykov como abusivo, já que Dreykov a usa "como uma ferramenta [e] a faz fazer o que ele quiser".[51] O Treinador é revelado como Antonia no filme, ao invés da contraparte dos quadrinhos, Tony Masters, já que Masters é um mercenário que não se encaixava na história do filme e era mais natural para Pearson amarrar o Treinador em uma "ponta solta do passado de Natasha".[52] Ryan Keira Armstrong interpreta a jovem Antonia Dreykov.[53]
  • William Hurt como Thaddeus Ross: O Secretário de Estado dos EUA e um ex-general do Exército dos EUA.[54]
  • Ray Winstone como General Dreykov:
    Um General Russo e o chefe da "Sala Vermelha".[38][55][56] Pearson sentiu que o filme precisava de um vilão que pudesse se encaixar em seu período de tempo sem ser detectado, para evitar contradizer os eventos de Avengers: Infinity War (2018). Pearson descreveu Dreykov como um covarde "manipulador de marionetes", enquanto se esconde nas sombras e não se importa em machucar outras pessoas.[52][57]
  • Rachel Weisz como Melina Vostokoff / Viúva Negra:
    Uma espiã experiente treinada na "Sala Vermelha" como uma Viúva Negra e uma figura materna para Natasha e Yelena, que agora é uma das principais cientistas da "Sala Vermelha".[32][58][59] Comparada com a contraparte de Melina dos quadrinhos, que se torna a supervilã Dama de Ferro, Weisz explicou que a versão do filme é mais ambígua e em camadas, com uma personalidade inexpressiva e sem senso de humor, o que Weisz achou divertido.[60] Weisz recebeu um traje de Viúva Negra sob medida para o filme, que ela chamou de uma peça de roupa "icônica" que "correspondeu às expectativas".[61] Weisz retrabalhou a interpretação de Melina para ser mais afetuosa com Alexei, ao invés de desdenhosa.[62]

Adicionalmente, Liani Samuel, Michelle Lee e Nanna Blondell aparecem como as assassinas da Sala Vermelha Lerato, Oksana e Ingrid, respectivamente,[53][63] enquanto Jade Xu interpreta outra Viúva Negra, mais tarde identificada como Helen em Shang-Chi e a Lenda dos Dez Anéis (2021).[64] Olivier Richters interpreta Ursa, um colega presidiário de Alexei.[49][65] A cena pós-créditos do filme mostra Julia Louis-Dreyfus reprisando seu papel como Valentina Allegra de Fontaine da série do Disney+, Falcão e o Soldado Invernal (2021), em uma aparição especial não creditada.[66] Jeremy Renner reprisa seu papel como Clint Barton em uma participação especial de voz não creditada.[49]

Produção[editar | editar código-fonte]

Desenvolvimento[editar | editar código-fonte]

"O que eu tentei fazer foi usar o plano de fundo do império soviético em ruínas, um manicômio sem lei com 400 e poucos silos de mísseis nucleares avulsos. Era tudo sobre armas nucleares livres e eu senti que era oportuno e muito legal. Infelizmente, enquanto eu chegava no rascunho final, uma série de filmes de heroínas foram lançados.Tivemos Lara Croft: Tomb Raider e Kill Bill, que foram os que funcionaram, mas depois tivemos BloodRayne, Ultravioleta e Æon Flux. Æon Flux não teve uma boa estreia, e três dias depois, o estúdio disse: 'Achamos que não é hora de fazer este filme'."

—David Hayter sobre sua versão do roteiro e porque esse projeto falhou em avançar.[67]

Em fevereiro de 2004, a Lionsgate adquiriu os direitos de filmagem da Viúva Negra,[68] e em abril anunciou David Hayter como escritor e diretor do filme, com a produção de Avi Arad.[69] Em junho de 2006, a Lionsgate havia abandonado o projeto e os direitos revertidos para a Marvel Studios. Hayter e Marvel tentaram conseguir outro financiador para desenvolver o projeto, mas Hayter "nunca se sentiu confortável em encontrar um lugar que estivesse disposto a levar o filme, e o personagem, a sério". Isso deixou Hayter de "coração partido", mas ele esperava que o filme fosse feito "algum dia".

Em janeiro de 2009, a Marvel entrou em negociações com Emily Blunt para interpretar a Viúva Negra em Homem de Ferro 2.[70] Embora ela não pudesse assumir o papel devido a um compromisso anterior de estrelar As Viagens de Gulliver.[71] Em março de 2009, Scarlett Johansson assinou contrato para interpretar Natasha Romanoff / Viúva Negra, com seu contrato incluindo opções para vários filmes.[72] Em setembro de 2010, enquanto promovia o lançamento Homem de Ferro 2, o presidente da Marvel Studios, Kevin Feige, afirmou que as conversas com Johansson já haviam ocorrido em relação ao filme solo da personagem, mas que o foco da Marvel era Os Vingadores de 2012.[73] Johansson apareceu nesse filme como a personagem,[74] assim como em Capitão América 2: O Soldado Invernal,[75] Vingadores: Era de Ultron,[76] Capitão América: Guerra Civil,[77] Vingadores: Guerra Infinita[78] e Vingadores: Ultimato.[79] Após o lançamento de Era de Ultron, Johansson revelou que o número de filmes em seu contrato foi ajustado desde que ela assinou pela primeira vez para combinar com a "demanda da personagem", já que a Marvel não havia antecipado a "grande reação" do público a personagem e o seu desempenho.[80] Em fevereiro de 2014, Feige afirmou que, depois de explorar o passado da Viúva Negra em Era de Ultron, ele gostaria de vê-la mais explorada em um filme solo, que já teve um trabalho de desenvolvimento,[81] incluindo um tratamento "bem a fundo" por Nicole Perlman, que co-escreveu Guardiões da Galáxia.[82] Em abril do ano seguinte, Johansson expressou interesse em estrelar um filme da Viúva Negra e disse que isso seria impulsionado pela demanda da audiência.[83] Em julho, Hayter manifestou interesse em reviver o projeto para a Marvel,[84] e no mês seguinte, o diretor Neil Marshall afirmou que "adoraria fazer um filme da Viúva Negra", dizendo que achava que o personagem era "realmente interessante" dado que ela não tem superpoderes, ela só tem habilidades extraordinárias, e o mundo que ela vem, sendo essa ex-assassina da KGB, eu acho isso realmente fascinante.[85] "Em abril de 2015, Johansson falou mais sobre a possibilidade de um filme solo da Viúva Negra, vendo o potencial para explorar as diferentes "camadas" dela descritas nos diferentes filmes até agora, mas também afirmando que "neste momento eu acho que esse personagem é bem usado nesta parte do universo".[86] Enquanto promovia Capitão América: Guerra Civil no mês de abril, Feige notou que, devido ao cronograma anunciado de filmes, qualquer potencial filme da Viúva Negra seria daqui a quatro ou cinco anos.[87] Ele acrescentou que a Marvel estava "criativa e emocionalmente" comprometida em fazer um filme da Viúva Negra eventualmente.[88]

Em julho de 2016, Joss Whedon, o diretor de Os Vingadores e Vingadores: Era de Ultron, declarou que ele estava disposto a dirigir um filme da Viúva Negra, sentindo que ele poderia fazer "um thriller de espionagem". Um bom filme sobre "paranoia", no estilo de uma trama escrita por "John le Carré depois de usar crack".[89] Em outubro, Johansson discutiu o potencial filme sendo uma prequela, dizendo: "Você pode trazê-la de volta para a Rússia. Você poderia explorar o programa Viúva. Há todos os tipos de coisas que você poderia fazer com isso." Ela alertou que talvez não quisesse "usar um macacão colante" por muito mais tempo.[90] No próximo mês de fevereiro, Johansson disse que se dedicaria a tornar qualquer filme em potencial da viúva negra "incrível. Teria de ser a melhor versão que o filme poderia ser. Caso contrário, eu nunca faria isso ... [teria que] ser autônomo e ter seu próprio estilo e sua própria história".[91] Após o trabalho de desenvolvimento feito e o apoio do público para um filme da Viúva Negra ser feito, a Marvel decidiu que o "melhor momento para avançar com o projeto" seria no início da "última fase" do MCU em 2020.[27]

A diretora Cate Shortland na San Diego Comic-Con International 2019.

Em outubro de 2017, Feige se encontrou com Johansson para discutir a direção de um potencial filme solo, antes da Marvel começar a se reunir com escritores para o projeto, incluindo Jac Schaeffer.[92] Como o movimento #MeToo começou nessa época, Johansson queria que o filme "comentasse... esse incrível movimento de mulheres apoiando outras mulheres e passando por essas experiências compartilhadas de trauma do outro lado, realmente avançando e apoiando umas às outras".[93] Schaeffer se encontrou com Feige novamente em dezembro e foi contratado para escrever um roteiro para o filme antes do final de 2017.[94][95] Schaeffer e Johansson foram definidas para discutir a direção do filme no início de fevereiro de 2018.[96] A Marvel começou a se reunir com diretoras para potencialmente assumir o projeto, parte de um esforço prioritário dos principais estúdios cinematográficos para contratar diretoras para franquias.[97] No final de abril, o estúdio se reuniu com mais de 65 diretoras para o projeto em uma pesquisa "extremamente minuciosa",[98] incluindo Deniz Gamze Ergüven, Chloé Zhao (que acabou sendo escolhida para dirigir Eternos da Marvel),[99] Amma Asante[100] e Lynn Shelton.[101] Lucrecia Martel também foi abordada, mas desanimou ao ser informada que não teria que "se preocupar com as cenas de ação". Ela também achava que a música e os efeitos visuais dos filmes da Marvel eram "horríveis" e queria mudar a abordagem deles.[102] Nos meses seguintes, uma lista de 49 diretoras foi feita antes das principais escolhas de Cate Shortland, Asante e Maggie Betts se encontrarem com Feige e Johansson em junho.[103] Mélanie Laurent e Kimberly Peirce também estiveram nas "escolhas finais".[16][104] Johansson era fã do filme Lore (2012) de Shortland, que é estrelado por uma mulher,[16] e foi quem a abordou sobre a direção do filme;[32] Shortland foi contratada em julho.[16] Johansson disse que Viúva Negra se tornou "mais real" durante as filmagens de Guerra Infinita e ela também estava ciente da morte da personagem em Ultimato. Saber disso ajudou a informar quando Viúva Negra aconteceria na linha do tempo do UCM. Johansson também acreditava que não havia "urgência" em fazer o filme, e que fazê-lo quando deveria ser feito, em vez de anos antes, permitia que o filme fosse "sobre coisas reais".[29]

O The Hollywood Reporter informou em outubro de 2018 que Johansson ganharia 15 milhões de dólares para aparecer no filme, um aumento em relação ao "salário de sete dígitos" que ganhou por estrelar Os Vingadores. Foram 15 milhões de dólares que Chris Evans e Chris Hemsworth ganharam cada um pelos terceiros filmes de suas franquias do UCM—Guerra Civil e Thor: Ragnarok (2017), respectivamente. Os dois também ganharam essa quantia por co-estrelar Guerra Infinita e Ultimato. Apesar do The Hollywood Reporter confirmar esses valores com "várias fontes bem informadas" para seu relatório, a Marvel Studios contestou a precisão dos números e disse que "nunca divulgam publicamente salários ou termos de negócios".[105] A The Walt Disney Company afirmou mais tarde que Johansson ganhou 20 milhões de dólares até o final de julho de 2021 por seu trabalho no filme.[106] Johansson também foi produtora executiva do filme.[107]

Pré-produção[editar | editar código-fonte]

Em fevereiro de 2019, Ned Benson foi contratado para reescrever o roteiro[108] e Feige confirmou que, apesar dos rumores, o estúdio não queria que o filme recebesse uma classificação para maiores da Motion Picture Association of America.[109] No mês de março de 2019, Florence Pugh entrou em negociações para se juntar ao elenco como uma espiã que é "moralmente o oposto" a Romanoff.[110] A Marvel vinha considerando Pugh para o papel desde o final de 2018, mas começou a procurar por outras atrizes, incluindo Saoirse Ronan, no início de 2019.[27][111] O estúdio voltou atrás e escolheu Pugh para o papel depois que ela recebeu fortes críticas por sua atuação no filme Fighting with My Family (2019). Em abril de 2019, foi confirmado que Pugh foi escalada ao lado de David Harbour,[112] Rachel Weisz,[113] e O-T Fagbenle.[41] Shortland disse que o filme não seria uma história original, apesar de ser uma prequela de Guerra Infinita e Ultimato, já que Kevin Feige sentiu que seria esperado uma prequela e decidiu ir na "direção oposta" dessa ideia.[33] Feige comparou o filme à série de televisão Better Call Saul, que é uma prequela da série Breaking Bad, porque foi "um exemplo maravilhoso de uma prequela que quase completamente se destaca por conta própria ... [mas] te informa sobre muitas coisas que você não sabia antes".[114] Shortland reconheceu a morte de Natasha em Ultimato e o fato de que alguns fãs ficaram chateados por ela não ter recebido um funeral no filme, mas disse que a personagem era uma pessoa privada e não conhecia muitas pessoas, então ela não desejaria um funeral. No entanto, Viúva Negra permitiu que o final "fosse a dor que os indivíduos sentiram, ao invés de um grande derramamento público".[33]

Eric Pearson é creditado como o roteirista de Viúva Negra, com Schaeffer e Benson recebendo os créditos pela história.[12][115] O filme se passa principalmente entre o enredo principal de Capitão América: Guerra Civil e a cena final do filme, em que os Vingadores escapam da prisão.[116] Johansson não queria fazer uma história de origem verdadeira para a personagem, e tanto ela quanto Feige sentiram que o filme ser ambientado após a Guerra Civil era "o melhor lugar para começar", porque "nos deu muitas possibilidades" para explorar Natasha sozinha pela primeira vez e não vinculada a uma organização maior.[117] Uma versão do roteiro, antes de Pearson entrar, incluía uma cena de Guerra Civil entre Natasha e Tony Stark / Homem de Ferro,[118] e Robert Downey Jr. teria aparecido no filme,[119][120] mas Shortland e Feige decidiram não adicionar Stark ou quaisquer outros heróis ao filme para que Natasha ficasse por conta própria,[121] e foi determinado que a cena não acrescentava nada de novo.[118] A história vê Natasha confrontando Dreykov, o chefe da Sala Vermelha, com Johansson explicando que ela está "fugindo" daquele "trauma e exploração" de seu passado, com sua irmã, Yelena Belova, forçando-a a "chegar a um acordo com isso" e enfrentá-lo. Johansson acrescentou que essas ideias eram relevantes para eventos do mundo real na época em que o filme estava sendo feito, e ela estava grata por ter o filme para comentar sobre isso.[93] O filme começa com uma sequência de créditos de abertura com flashbacks da Sala Vermelha e fotos de Dreykov, com Feige explicando que Shortland queria contar a história pela qual Dreykov é responsável no início do filme.[122][123] Uma cena no final do filme em que Thaddeus Ross persegue Natasha foi deliberadamente deixada sem solução, já que Shortland queria deixar o público "em alta" questionando como Natasha escapa em vez de exauri-los com outra luta.[124]

Filmagens[editar | editar código-fonte]

A fotografia principal começou em 28 de maio de 2019, na Noruega.[125] Cate Shortland queria que o filme tivesse "o perigo em seu coração" e fosse "realmente emocional, mas também voltado para a história". Ela se inspirou em Como Treinar o Seu Dragão (2010),[38] Onde os Fracos Não Têm Vez (2007) e Thelma & Louise (1991), bem como Capitão América 2 - O Soldado Invernal. Shortland também olhou para filmes de combate e filmes com exércitos e milícias, permitindo-lhe imaginar mulheres nesses papéis para ajudar a traduzir isso para Viúva Negra.[126] Os primeiros relatórios sugeriram que Rob Hardy seria o diretor de fotografia do filme, mas ele deixou a produção antes do início das filmagens. Em vez disso, Gabriel Beristain serviu como diretor de fotografia,[127] tendo feito isso anteriormente para os curtas da Marvel Item 47 (2012) e Agente Carter (2013).[32] Beristain inicialmente não foi creditado nos trailers do filme, como apontado por Jeff Sneider, do Collider, que se perguntou se os obstáculos contratuais seriam os culpados por a Marvel não ter creditado o cineasta naquele momento. Sneider sentiu que Beristain seria creditado em materiais de marketing que antecederam o lançamento do filme,[127] e ele foi confirmado no cargo no avanço do filme para a imprensa.[32]

Hankley Common, Surrey, Inglaterra, que foi feita para parecer uma fazenda russa com locais de queda de helicópteros.[128][129]

No início de junho, a produção mudou para o Pinewood Studios, em Londres,[130] com Ray Winstone se juntando ao filme no final de junho.[55][131] As filmagens ocorreram em meados de julho em Hankley Common em Surrey, Inglaterra, sob o título provisório de "Blue Bayou". O local foi feito para se parecer com uma fazenda russa, com locais para acidentes de helicópteros e aviões. O Conselho Paroquial de Thursley se opôs a filmagem, pois ela ocorreu enquanto o pedido do Marvel Studios para usar o local ainda estava pendente. A produção planejava revisitar o local no final de agosto de 2019 para futuras filmagens.[132] O filme foi anunciado oficialmente na San Diego Comic-Con 2019 no final de julho, com uma data de lançamento de 1º de maio de 2020, revelado junto com os papéis de alguns dos novos membros do elenco.[26] Em agosto, o fisiculturista Olivier Richters anunciou que havia sido escalado para o filme,[133] e a equipe realizou o escaneamento e a fotografia texturizada na plataforma de petróleo Well-Safe Guardian, no Mar do Norte, como referência para efeitos visuais.[134]

13 BMWs X3 foram usadas ​​para criar a sequência de perseguição de carros envolvendo Natasha e Yelena em Budapeste, com a equipe frequentemente desligando o controle eletrônico de estabilidade e as funções de assistência de segurança para se adequar ao script, bem como trocar o freio de estacionamento eletrônico do X3 por um acionado hidraulicamente. O diretor da segunda unidade, Darrin Prescott, explicou que a equipe muitas vezes "substituía o motor ou arrancava o corpo inteiro do carro e o reconstruía do zero". O enredo e os locais da sequência foram ajustados para ajudar Prescott a criar as ações originais e espontâneas que ele queria.[44]

Uma festa de encerramento do filme foi realizada no final de setembro, antes que a produção fosse transferida para Macon, Geórgia, na semana de 30 de setembro.[135][136] As locações de filmagem em Macon, incluindo o Terminal Station, foram caracterizadas para retratar Albany, Nova York.[137] As fotos do set tiradas em outubro revelaram que William Hurt iria aparecer no filme, reprisando seu papel como Thaddeus Ross.[138][139] As filmagens também aconteceram em Atlanta, Budapeste e Marrocos.[140][141] A produção foi filmada por 87 dias[32] e finalizada oficialmente em 6 de outubro de 2019.[142][143]

Pós-produção[editar | editar código-fonte]

A tomada original (acima) e o resultado final (abaixo) com efeitos visuais por Digital Domain

Matthew Schmidt e Leigh Folsom Boyd atuam como editores.[32] Uma cena de Natasha vestindo roupas íntimas e uma camiseta que Shortland gostou devido a "quão sexy [Johansson] é [quando] ela está no controle" foi cortada do filme porque o público de teste criticou o "olhar masculino" da cena.[21] Em meados de março, a Disney removeu o filme de sua programação de lançamento devido à pandemia de COVID-19.[144] No início de abril, a Disney anunciou que Viúva Negra seria lançado em 6 de novembro de 2020, e o resto de sua lista de filmes da Fase Quatro também sofreu mudanças.[145] Em setembro de 2020, a Disney adiou o lançamento novamente para 7 de maio de 2021,[146] seguido por uma terceira mudança em março de 2021 para 9 de julho de 2021.[14]

Em abril de 2021, após a aparição de Julia Louis-Dreyfus como Valentina Allegra de Fontaine na série de televisão do Disney+ Falcão e o Soldado Invernal (2021), Joanna Robinson, da Vanity Fair, relatou que era esperado que Louis-Dreyfus aparecesse pela primeira vez em Viúva Negra, antes que os adiamentos levassem o lançamento do filme para depois da estreia da série no Disney+. Robinson não tinha certeza se Louis-Dreyfus ainda apareceria no filme após esses adiamentos, mas especulou que seu papel pode ter sido como uma recrutadora para a equipe Thunderbolts em um tom semelhante ao papel de Nick Fury como um recrutador para os Vingadores no final de Homem de Ferro (2008).[147] No mês seguinte, Shortland disse que o filme havia sido concluído um ano antes, sem alterações, apesar dos atrasos subsequentes do lançamento.[148] O lançamento do filme revelou que Olga Kurylenko interpreta Antonia Dreykov / Treinador, no filme; O envolvimento de Kurylenko foi deliberadamente excluído do marketing do filme.[46]

A Digital Domain completou aproximadamente 320 tomadas de efeitos visuais para o filme, com trabalho dividido entre seus escritórios em Los Angeles, Montreal e Vancouver, e foi a principal responsável pela sequência final da batalha na Sala Vermelha, uma fortaleza no ar escondida nas nuvens. Uma combinação de efeitos práticos e visuais foi usada para criar a sequência. Atores e dublês foram filmados em um túnel de vento contra telas azuis, enquanto eram mantidos no ar usando fios e braços mecânicos. A sala em si e o ambiente ao redor foram criados inteiramente com computação gráfica. Dave Hodgins, supervisor do Digital Domain VFX disse: "Renderizar uma nuvem é fácil, mas renderizar 100 nuvens – junto com dezenas de pedaços de detritos grandes e pequenos – é muito complexo, para dizer o mínimo". A equipe de efeitos visuais usou a renderização da GPU para criar a maior parte dos destroços e detritos, o que permitiu que eles fizessem mais em um período de tempo mais curto.[149]

Trilha sonora[editar | editar código-fonte]

Alexandre Desplat foi revelado como compositor da trilha para o filme em janeiro de 2020.[150] No final da pós-produção, Lorne Balfe substituiu Desplat como compositor, o que Desplat confirmou em maio de 2020.[151][152] O cover de "Smells Like Teen Spirit" do Think Up Anger, apresentando Malia J, é usado na sequência de abertura.[23] "American Pie" de Don McLean e "Cheap Thrills" de Sia também tocam no filme.[153] A trilha sonora de Balfe foi lançada digitalmente pela Marvel Music e Hollywood Records em 9 de julho de 2021.[154]

Balfe empregou o Metro Voices de Londres para uma orquestra de 118 instrumentos e um coro de 60 vozes cantando letras em russo, com essas letras adaptadas da poesia russa de Alexandre Pushkin, Leo Tolstoy e Mikhail Lermontov. Balfe disse que "a música do Exército Vermelho também foi uma influência massiva" e que ele "queria dar a Yelena [Belova] aquela robustez do Exército Vermelho com seu tema". Balfe evitou instrumentos russos mais clichês, como balalaikas, pois "não se encaixavam no filme" e podiam "se tornar uma paródia".[155]

Black Widow (Original Motion Picture Soundtrack)[editar | editar código-fonte]

Todas as músicas compostas por Lorne Balfe.[154]

N.º Título Duração
1. "Natasha's Lullaby"   3:24
2. "Latrodectus"   2:40
3. "Fireflies"   3:13
4. "The Pursuit"   2:53
5. "The First Bite Is the Deepest"   3:05
6. "Last Glimmer"   4:19
7. "Dreykov"   3:34
8. "You Don't Know Me"   2:01
9. "Yelena Belova"   3:36
10. "From the Shadows"   3:44
11. "Hand in Hand"   2:46
12. "Blood Ties"   2:54
13. "Whirlwind"   3:28
14. "Arise"   2:13
15. "Natasha's Fragments"   1:55
16. "A Sister Says Goodbye"   4:14
17. "I Can't Save Us"   1:51
18. "Red Rising"   3:57
19. "The Betrayed"   5:38
20. "The Descent"   2:05
21. "Faces to the Sun"   1:51
22. "Natasha Soars"   2:19
23. "Last Love"   1:59
24. "Into the Past"   4:55
25. "Broken Free"   3:09
Duração total:
79:53

Marketing[editar | editar código-fonte]

Com o anúncio oficial do filme sendo feito na San Diego Comic-Con de 2019, foi promovido por Feige, Shortland, e membros do elenco que apresentaram imagens dos primeiros 30 dias de produção.[26][156] Um teaser trailer do filme, com algumas das filmagens que foi exibido na Comic-Con, foi lançado em 3 de dezembro de 2019.[157][158] Vários comentaristas observaram que o filme era "muito aguardado" ou "altamente antecipado" pelos fãs,[159][157][160] e destacaram o tom de suspense e espionagem do trailer.[161][162] Rachel Leishman, do The Mary Sue, descreveu, após finalmente ver o trailer do filme da Viúva Negra, como "surpreendentemente emocional", e achou que a definição do filme entre Capitão América: Guerra Civil e Vingadores: Guerra Infinita permitiria a personagem crescer em sua forma mais madura a partir do último filme, já que depois de filmes anteriores do UCM, a personagem era coadjuvante dos Vingadores.[160] Scott Mendelson, da Forbes, comparou a história e o tom do trailer aos filmes Atômica (2017), Operação Red Sparrow (2018) e Anna (2019), mas achou que estrelar um personagem familiar daria à Viúva Negra uma vantagem comercial sobre esses filmes. Mendelson achava que esse aspecto poderia superar o foco do teaser no "melodrama da família" sobre a super-heroína, que ele comparou com Thor (2011).[162] Richard Newby, do The Hollywood Reporter, destacou as diferenças notáveis entre a composição de cenas e a cinematografia de Shortland no trailer, dos estilos de Jon Favreau, Joss Whedon e os Irmãos Russo, todos diretores que ajudaram a definir a Viúva Negra nos filmes anteriores do UCM.[163] O que pretendia ser o trailer final do filme estreou em março de 2020. Nicole Carpenter, da Polygon, disse que foi a análise mais aprofundada do filme até agora,[164] com Josh Weiss, da SyFy Wire, desfrutando de seus momentos mais calmos além das esperadas sequências de ação.[165] Mendelson disse que o trailer era uma melhoria em relação ao teaser, atribuindo isso ao seu tema de "famílias encontradas (Os Vingadores), famílias forçadas ([as outras Viúvas Negras no trailer]) e família real" retratada por Pugh, Harbor, e Weisz.[166]

O presidente de marketing da Disney, Asad Ayaz, disse que depois que Viúva Negra foi adiado de sua data de lançamento original em maio de 2020, a equipe de marketing interrompeu a campanha do filme. Uma vez que eles começaram a trabalhar para uma nova data de lançamento em 2021, eles puderam usar a aparência dos personagens e pontos da história que não haviam revelado na campanha inicial para construir uma nova abordagem para o filme. Ayaz explicou que eles não queriam parecer que tinham voltado para a mesma campanha de marketing, que se concentrava no símbolo da Viúva Negra e seu traje preto. A equipe de marketing diferenciou a nova campanha ao apresentar o traje branco da personagem do filme, e ao focar em seu legado como Vingadora.[167] A campanha promocional da Viúva Negra apresentou 30 marcas, incluindo oportunidades de parceria com GEICO, Ziploc, BMW e Synchrony Bank. Parcerias personalizadas adicionais ocorreram com Fandango, YouTube, Roku, TikTok, Amazon, um patrocínio de jogos do Twitter E3 e anúncios, pôsteres e colecionáveis ​​para as várias experiências de cinema premium, como IMAX.[6]

Em setembro de 2020, a Barbie lançou duas bonecas da Viúva Negra com as roupas usadas no filme.[168] A Marvel lançou outro trailer do filme em 3 de abril de 2021. Austen Goslin do Polygon sentiu que este era um novo trailer "final" antes da nova data de lançamento de julho de 2021, e disse que tinha apenas algumas cenas novas. Goslin também disse que o trailer forneceu o "melhor visual até agora" para o Treinador e destacou a "fantástica nova versão de inspiração russa" da música tema dos Vingadores usada no final.[169] Germain Lussier, do io9, também destacou o uso do tema dos Vingadores, sentindo que a música combinada com cenas de outros filmes do UCM, bem como momentos de flashback de Natasha e sua família, fez o trailer parecer "muito mais épico" do que o trailer final anterior de março 2020. Lussier disse que era "um trailer que deixa você animado para o retorno" dos filmes do UCM.[170] Ethan Anderton do /Film disse que a "épica" luta em queda livre com o Treinador exibida no trailer "parece uma sequência diferente de qualquer outra" vista no UCM.[171] O trailer teve mais de 70 milhões de visualizações nas primeiras 24 horas.[172] Em 5 de julho de 2021, Moneymaker: Behind the Black Widow, um documentário especial de meia hora centrado na dublê de Johansson, Heidi Moneymaker, estreou na ESPN+ como parte da série E60 da ESPN. O especial foi dirigido por Martin Khodabakhshian e narrado por Johansson. Uma versão subsequente de oito minutos do especial irá ao ar no Outside the Lines da ESPN em 10 de julho.[173][174] Um episódio da série Marvel Studios: Legends foi lançado em 7 de julho de 2021, explorando a Viúva Negra, usando imagens de suas aparições anteriores no UCM.[175]

Lançamento[editar | editar código-fonte]

Cinema e Disney+ Premier Access[editar | editar código-fonte]

Viúva Negra estreou em 29 de junho de 2021 em vários eventos de fãs do tapete vermelho em Londres, Los Angeles, Melbourne e Nova York.[13][176] Foi exibido no Taormina Film Fest em 3 de julho,[177] e foi lançado nos Estados Unidos em 9 de julho de 2021, simultaneamente nos cinemas e no Disney+ com Premier Access por 30 dólares.[14][178] Estreou em 46 territórios durante seu primeiro fim de semana. Nos Estados Unidos, estreou em 4.100 cinemas, sendo 375 em IMAX, mais de 800 em grandes formatos premium, 1.500 em 3D e 275 em cinemas especiais D-Box, 4DX e ScreenX.[179] Em exibições IMAX, aproximadamente 22 minutos do filme apareceram na proporção de aspecto expandida.[180] É o primeiro filme da Fase Quatro do UCM.[146][181] As datas de lançamento para China, Taiwan, Índia, partes da Austrália e outros mercados do Sudeste Asiático e da América Latina não foram definidas até o fim de semana de estreia do filme,[182] e em meados de setembro de 2021, o filme não deveria ser lançado nos cinemas na China.[183]

O filme foi originalmente programado para ser lançado em 1º de maio de 2020.[26] No início de março de 2020, depois que a pandemia de COVID-19 causou o fechamento de cinemas em muitos países, a data de lançamento de 007 - Sem Tempo para Morrer foi alterada de abril de 2020 para novembro de 2020. Os comentaristas começaram a especular sobre o potencial de outros grandes filmes como Viúva Negra também serem adiados. O Deadline Hollywood relatou rumores na indústria de distribuição de filmes sugerindo que Viúva Negra ficasse com a data de lançamento de Eternos, com o último sendo adiado para 2021, mas a Disney confirmou com seus parceiros de exibição que ainda pretendia lançar Viúva Negra em maio de 2020.[184] Depois que um trailer final foi lançado para o filme, uma semana depois, Scott Mendelson, da Forbes, destacou que, com a existência do trailer e o uso da data de lançamento de maio de 2020, o filme não estava sendo adiado. Ele disse que esta era "a escolha lógica neste momento", sentindo que esta era a data de lançamento ideal para o filme e não havia evidências de que a pandemia afetaria seu desempenho nos EUA.[166] Uma semana depois, os cinemas dos EUA foram fechados devido à propagação da pandemia, com reuniões acima de 50 pessoas desencorajadas pelo CDC e a Disney retirou o filme de seu lançamento em maio.[185] Adam B. Vary e Matt Donnelly, da Variety, questionaram se o UCM poderia ser mais afetado pelo atraso do que outras franquias populares devido à natureza interconectada da série, embora uma fonte da Marvel Studios tenha dito a eles que mudar a data de lançamento do filme não afetaria o Linha do tempo do UCM. Vary e Donnelly especularam que isso foi devido ao filme ser uma prequela ambientado no passado na linha do tempo, diferente dos outros filmes da fase quatro.[186] Em abril, a Disney mudou toda a sua lista de lançamentos da Fase Quatro devido à pandemia, dando a data de lançamento de Eternos, de 6 de novembro de 2020, para Viúva Negra e mudando todos os seus outros filmes da Fase Quatro na programação de lançamento.[145]

Anthony D'Alessandro, do Deadline Hollywood, relatou em setembro de 2020 que a Disney estava considerando remarcar Viúva Negra novamente,[187] com a Variety relatando e atribuindo isso aos baixos retornos de bilheteria para Mulan na China e para Tenet na América do Norte.[188] Mais tarde naquele mês, a Disney adiou o lançamento para 7 de maio de 2021, reagendando Eternos e Shang-Chi e a Lenda dos Dez Anéis (2021).[146] Em janeiro de 2021, Kevin Feige disse que ainda esperava que Viúva Negra estreasse nos cinemas,[189] mas a Variety relatou que a Disney estava considerando lançar o filme em seu serviço de streaming, o Disney+. Também havia a possibilidade de atrasar o lançamento do filme novamente se os efeitos da pandemia de COVID-19 não melhorassem antes do lançamento planejado para maio de 2021, ou para lançar o filme simultaneamente nos cinemas e no Disney+ com Premier Access como foi feito com Raya e o Último Dragão (2021). A Variety sentiu que seria "insuperavelmente mais desafiador" para Viúva Negra se tornar lucrativo se não tivesse um lançamento nos cinemas.[190][191] No início de fevereiro, o CEO da Disney, Bob Chapek, reafirmou que Viúva Negra deveria ser lançado exclusivamente nos cinemas, mas a Disney estava ciente da reabertura dos cinemas, principalmente em grandes cidades como Nova York e Los Angeles, bem como o desejo do consumidor de retornar aos cinemas.[192] De acordo com a Variety, Feige se opôs a um lançamento simultâneo para o filme.[193] Se o filme fosse adiado novamente, a indústria de distribuição de filmes acreditaria que a Disney o mudaria para 9 de julho de 2021, que na época era a data de lançamento de Shang-Chi e a Lenda dos Dez Anéis.[194] No mês seguinte, Chapek reiterou que a Disney planejava lançar Viúva Negra nos cinemas em 7 de maio, enquanto o Deadline Hollywood novamente observou que adiar o filme, lançá-lo simultaneamente no Disney+ ou lançá-lo nos cinemas por um curto período de tempo antes de disponibiliza-lo no Disney+ eram ainda possibilidades.[195] Chapek logo afirmou que a Disney estava se mantendo flexível ao avaliar o comportamento do consumidor e que tomaria a decisão final sobre o lançamento do filme no "último minuto".[196]

No final de março, a Disney mudou a data de lançamento do filme para 9 de julho de 2021 e anunciou que seria lançado simultaneamente no Disney+ com Premier Access. Como resultado, Shang-Chi e a Lenda dos Dez Anéis foi adiado ​​novamente. Kareem Daniel, presidente da Disney Media and Entertainment Distribution, disse que o lançamento simultâneo deu aos fãs opções de ver o filme e, ao mesmo tempo, atendeu às "preferências em evolução do público".[14] Chaim Gartenberg, do The Verge, opinou que a Disney precisava seguir em frente com o lançamento simultâneo do filme porque não poderiam arcar com o atraso das séries de televisão da Fase Quatro. Ele explicou que essas séries eram alguns dos poucos "programas imperdíveis e de alto nível" no Disney+, e uma vez que começaram a ser lançados com WandaVision em janeiro de 2021, havia muito tempo para que os filmes pudessem ser adiados antes da natureza interconectada da narrativa da Marvel começar a causar problemas. Por exemplo, esperava-se que a série Hawkeye fosse lançada no final de 2021 e tivesse spoilers de Viúva Negra, então o filme precisava ser lançado antes disso. Gartenberg descreveu a Disney e a Marvel como vítimas de seu próprio sucesso, mas sentiu que a potencial perda de receita com o lançamento simultâneo poderia levar a aspectos positivos de longo prazo, como fãs que, de outra forma, não teriam assistido as séries da Marvel potencialmente descobrindo-as ao assinarem o Disney+ para assistir Viúva Negra.[197]

Processo Judicial[editar | editar código-fonte]

Em julho de 2021, Johansson entrou com um processo contra a The Walt Disney Company no Tribunal Superior do Condado de Los Angeles, alegando que uma cláusula em seu contrato foi violada como resultado do filme ter sido lançado no Disney+ com Premier Access, além de um lançamento nos cinemas.[198] O processo afirmou que o lançamento do filme isentava a Disney de pagar "bônus de bilheteria muito grandes" que Johansson teria direito.[199][200] A Disney emitiu um comunicado dizendo que o processo "não tinha mérito", chamando-o de "indiferente indiferença aos terríveis e prolongados efeitos globais da pandemia COVID-19". Além disso, eles alegaram que "cumpriram totalmente" o contrato de Johansson e que o lançamento do filme no Disney+ com Premier Access "aumentou significativamente a capacidade [de Johansson] de ganhar uma compensação adicional além dos 20 milhões de dólares que ela recebeu até agora".[198] De acordo com o The Wall Street Journal, Johansson estava preocupada com a possibilidade do filme ser lançado no Disney+ desde antes do lançamento de Vingadores: Ultimato.[201] A Vulture afirmou que não ter nenhuma aparição planejada em projetos futuros do UCM "encorajou" Johansson a entrar com o processo.[202]

Bryan Lourd, o agente de Johansson e co-presidente da Creative Artists Agency (CAA), emitiu uma declaração alegando que a Disney "acusou descarada e falsamente a Sra. Johansson de ser insensível à pandemia de COVID global" e acusou a empresa de "deixar os parceiros artísticos e financeiros" fora de seus lucros contínuos,[203] com a CAA descrevendo a divulgação da Disney dos ganhos de 20 milhões de dólares de Johansson como uma tentativa de "transformar seu sucesso como artista e mulher de negócios em uma arma".[204] As organizações de advocacia Women in Film, ReFrame e Time's Up também divulgaram uma declaração conjunta criticando a resposta da Disney, chamando-a de "ataque de personagem de gênero" e dizendo que "se posicionam firmemente contra a declaração recente da Disney que tenta caracterizar Johansson como insensível ou egoísta por defender seus direitos contratuais de negócios".[205] O TheWrap relatou que Johansson ficou "chocada com o tom" da resposta da Disney,[206] enquanto o ex-CEO da Disney, Bob Iger, ficou "mortificado" com o processo.[207] Feige ficou "zangado e envergonhado" pela maneira como a Disney lidou com a situação, e queria "que a Disney consertasse isso [com Johansson]".[208] A presidente da SAG-AFTRA, Gabrielle Carteris, também criticou a resposta da Disney, opinando que "a Disney deveria ter vergonha de si mesma por recorrer a táticas cansativas, como vergonha de gênero e intimidação".[209] O advogado da Disney, Daniel Petrocelli, descreveu o processo como uma "campanha altamente orquestrada [de relações públicas] para alcançar um resultado que não pode ser obtido em um processo".[210]

Escrevendo para o The Hollywood Reporter, Eriq Gardner acreditava que o caso de Johansson era "potencialmente fraco", já que disputas desse tipo geralmente acontecem "atrás das portas fechadas da arbitragem", e que ela foi forçada a apresentar uma alegação de interferência torturante em vez de "uma quebra direta de contrato" devido a uma cláusula em seu contrato. Gardner acrescentou que a reclamação de Johansson sobre a Disney não "esperar alguns meses para que o mercado se recuperasse" do impacto da pandemia de COVID-19 foi rebatida pelo fato de a Disney já ter atrasado o filme em um ano, já que a Disney não queria esperar muito tempo depois de Vingadores: Ultimato para lançar Viúva Negra quando o UCM estava "se movendo para sua próxima fase". Isso foi especialmente verdadeiro porque o filme apresenta "novos personagens-chave" para a franquia, como Yelena Belova.[211] Matt Mueller, do Screen Daily, disse à BBC News que acredita que o caso será resolvido entre a Disney e Johansson antes de chegar ao tribunal, opinando que foi "surpreendente que a Disney o tenha deixado chegar a este estágio", considerando os acordos da Warner Bros.' com as estrelas para lançamentos simultâneos em cinemas e na HBO Max para títulos como Space Jam: Um Novo Legado (2021). Mueller acredita que o caso levaria outros estúdios com plataformas de streaming a examinar "quais medidas contratuais eles precisam tomar para evitar ações futuras".[212] A Variety relatou em julho de 2021 que o caso levou outros atores da Disney a considerarem processos legais.[204]

Em agosto, a Disney entrou com uma moção para mover o processo para arbitragem, citando que Viúva Negra superou outros filmes do UCM em seu fim de semana de estreia com uma "exibição impressionante da era da pandemia".[213] O advogado de Johansson, John Berlinski, criticou este movimento como uma tentativa da Disney de "esconder sua má conduta em uma arbitragem confidencial", enquanto chamava suas respostas anteriores de "misóginas".[214] O processo foi encerrado no mês seguinte sob termos não divulgados,[215] embora Dominic Patten, do Deadline Hollywood, tenha relatado que Johansson receberia mais de 40 milhões de dólares da Disney.[216] O acordo veio depois que a Disney decidiu lançar os seus próximos de 2021 apenas nos cinemas, após o sucesso de bilheteria de Shang-Chi e A Lenda dos Dez Anéis e Free Guy (2021), que também receberam lançamentos exclusivos nos cinemas quando lançados inicialmente.[217]

Home Video[editar | editar código-fonte]

Viúva Negra foi lançado nos Estados Unidos em download digital pela Walt Disney Studios Home Entertainment em 10 de agosto de 2021, e em Ultra HD Blu-ray, Blu-ray e DVD em 14 de setembro. Inclui cenas excluídas, erros de gravação e vários recursos de bastidores. O filme estará disponível para streaming a todos os assinantes do Disney+ a partir de 6 de outubro.[218]

Recepção[editar | editar código-fonte]

Bilheteria[editar | editar código-fonte]

Até 27 de setembro de 2021, Viúva Negra arrecadou 183,6 milhões de dólares nos Estados Unidos e no Canadá, e 195,5 milhões de dólares em outros territórios, para um total mundial de 379,2 milhões de dólares.[4][5] É o quinto filme de maior bilheteria de 2021. O fim de semana de estreia do filme arrecadou 226,2 milhões de dólares globalmente, o que incluiu 80,4 milhões de dólares de bilheteria doméstica, 78,8 milhões de dólares de bilheteria internacional e 67 milhões de dólares em receita global do Disney+ com Premier Access.[7][8] A receita bruta do fim de semana de abertura estava dentro ou ultrapassou várias projeções de pré-lançamento.[219][179] Em junho de 2021, a Fandango relatou que o filme teve o maior número de pré-vendas de ingressos em 2021, e ultrapassou outros filmes do UCM como Doutor Estranho (2016) e Homem-Aranha: De Volta ao Lar (2017).[220]

Viúva Negra arrecadou 39,5 milhões de dólares na noite de estreia, incluindo 13,2 milhões de dólares nas prévias de quinta-feira à noite, que foi a melhor noite de pré-estreia desde o início da pandemia de COVID-19 em março de 2020. Sua receita bruta total no fim de semana foi de 80,4 milhões de dólares, tornando-o o filme mais vendido do fim de semana.[6][221][222] Esta foi a maior abertura de bilheteria desde o início da pandemia COVID-19, ultrapassando a abertura de F9 (70 milhões de dólares),[182] e o maior fim de semana de abertura desde Star Wars: Episódio IX – A Ascensão Skywalker (2019).[6] O faturamento interno ficou dentro de algumas das projeções de pré-lançamento do filme, [219][179] embora tenha sido considerado de acordo com o que algumas projeções da indústria feitas durante o fim de semana achavam que o filme poderia ter merecido depois de examinar sua noite de estreia e arrecadação de antevisão; o Deadline Hollywood atribuiu parte disso à disponibilidade do filme no Disney+ com Premier Access.[6] Quando a receita bruta do cinema de 80,4 milhões de dólares foi combinada com a receita doméstica do Premier Access de 55 milhões milhões de dólares, totalizando mais de 135,4 milhões de dólares para o fim de semana de estreia, a Disney observou que Viúva Negra foi o único filme a ultrapassar 100 milhões de dólares em gastos do consumidor doméstico no fim de semana de estreia desde o início de a pandemia, e marcou a terceira maior abertura de um filme de origem do UCM, atrás de Pantera Negra (202 milhões de dólares) e Capitã Marvel (153,4 milhões de dólares).[6][214] Após o fim de semana de abertura, Viúva Negra divulgou o maior valor bruto da pandemia sem feriado (7,16 milhões de dólares) e terça-feira (7,6 milhões de dólares).[223] O filme ultrapassou 100 milhões de dólares em bilheteria nacional seis dias após o lançamento, tornando-o o mais rápido a fazer isso na pandemia.[224]

Em seu segundo fim de semana, o filme arrecadou 25,8 milhões de dólares, terminando em segundo atrás de Space Jam: Um Novo Legado.[225] Sua queda de 67% marcou o maior declínio na semana do segundo ano para um filme do UCM, passando Homem-Formiga e a Vespa (62%).[226] Os analistas de bilheteria atribuíram o declínio de Viúva Negra na segunda semana ao lançamento do Disney+, bem como à disponibilidade online de versões piratas do filme.[227][228] Em seu terceiro fim de semana, o filme arrecadou mais 11,6 milhões de dólares e se tornou o filme mais rápido a atingir 150 milhões de dólares em bilheteria doméstica durante a pandemia.[229][230] Viúva Negra é atualmente o filme de maior bilheteria de 2021 nos Estados Unidos.[231]

Fora da América do Norte, Viúva Negra arrecadou 78,8 milhões de dólares em seu fim de semana de estreia, em 46 mercados. Foi o filme número um em quase todos esses mercados, incluindo os mercados da região Ásia-Pacífico onde estreou, exceto no Japão,[7] onde foi o terceiro,[232] e todos os mercados da região da América Latina. Viúva Negra foi a maior estreia de fim de semana de pandemia em 15 mercados europeus. O IMAX foi responsável por 4,8 milhões de dólares do bruto do fim de semana, de 59 países, 11 dos quais estabeleceram recordes de fim de semana de abertura para a pandemia. Na Coréia, o dia de estreia do filme foi o segundo melhor de 2021, com 3,3 milhões de dólares, e Hong Kong teve a melhor abertura da pandemia, com 3,2 milhões de dólares. O filme teve o maior dia de estreia da pandemia na Áustria, República Tcheca, Qatar e Eslováquia, enquanto na Arábia Saudita, o filme teve o maior dia de estreia para um lançamento da Disney de todos os tempos. Foi o filme número um no dia da estreia em muitos outros mercados. Em 11 de julho de 2021, os principais mercados eram a Coreia (12,7 milhões de dólares), o Reino Unido (9,7 milhões de dólares) e a França (6,9 milhões de dólares). [7]

Receita e audiência do Disney+[editar | editar código-fonte]

Com o Premier Access do Disney+, Viúva Negra arrecadou 67 milhões de dólares em todo o mundo em seu fim de semana de estreia;[7][8] foi o primeiro filme que a Disney revelou ter receita com o Premier Access, com a receita caindo fortemente nos Estados Unidos, com 55 milhões de dólares.[6][214] O aplicativo de rastreamento de espectadores Samba TV, que mede pelo menos cinco minutos de visualização em Smart TVs em mais de 3 milhões de lares nos Estados Unidos, informou que 1,1 milhão de lares assistiram ao filme em seu fim de semana de estreia. O Deadline Hollywood observou que essa audiência se traduziu em cerca de 33 milhões de dólares em receita para a Disney, considerando o preço de 29,99 dólares do Premier Access, que se alinha com a receita mundial anunciada.[233] O site também observou que a Disney estava recebendo cerca de 85% da receita do Disney+, compartilhando o restante com fornecedores de plataformas como Amazon Firestick e Apple TV+.[226]

No fim de semana seguinte, o Deadline relatou que Viúva Negra foi o filme mais pirateado da semana passada.[226] Posteriormente, a Samba TV atualizou a audiência do filme no Disney+; relatando que o filme foi transmitido mais de 2 milhões de vezes nos Estados Unidos, nos primeiros 10 dias de lançamento, resultando em cerca de 60 milhões de dólares em receita doméstica geral do Disney+. A Samba TV também relatou atualizações na audiência de 10 dias no Reino Unido (258.000), Alemanha (116.000) e Austrália (47.000).[234] Em 15 de agosto de 2021, Viúva Negra arrecadou 125 milhões de dólares por meio de streaming e downloads digitais.[213]

Resposta da crítica[editar | editar código-fonte]

Scarlett Johansson (esquerda) e Florence Pugh foram elogiadas por suas performances.

No site do agregador de avaliações, Rotten Tomatoes, o filme tem uma classificação de aprovação de 85% com base em 85 avaliações, com uma classificação média de 7,10 / 10. O consenso crítico do site diz: "Os temas mais profundos de Viúva Negra são abafados em toda a ação, mas continua sendo uma aventura independente solidamente divertida que é completada por um elenco de apoio estelar".[235] No Metacritic, o filme tem uma pontuação média ponderada de 69 em 100, com base em 28 críticos, indicando "críticas geralmente favoráveis".[236]

Owen Gleiberman, da Variety, inicialmente temeu que Viúva Negra fosse duas horas de Johansson sendo "uma lutadora arrasadora em couro elegante com alguns movimentos de canivete", mas ao invés disso achou o filme "muito mais interessante e absorvente". Ele disse que o filme "apresenta combate cinético apenas o suficiente para dar ao público dominante a sensação de fazer seu dinheiro valer a pena, mas desde os créditos de abertura, a maior parte dele tem um tom corajoso, deliberado e livre de zap que é impressionante — e intencionalmente — terrestre para uma fantasia de super-herói". Gleiberman acrescentou que Johansson deu ao filme "seu toque de alma" e gostou do final "espetacular".[23] Brian Tallerico, do RogerEbert.com, elogiou o desempenho de Pugh como "encontrando os tons certos de força e vulnerabilidade" e como "a MVP do filme".[237]

Escrevendo para o The Hollywood Reporter, David Rooney chamou Viúva Negra de um "thriller de espionagem de alta octanagem" que "[se afasta] do modelo do super-herói". Rooney acrescentou que o filme foi "um veículo estelar" para Johansson e elogiou o elenco de apoio.[238] Joshua Rivera, do Polygon, escreveu: "Viúva Negra tem um foco que é revigorante para o UCM, permitindo um senso de estilo e diversão que é genuinamente agradável uma vez que você supera a estranheza da continuidade do filme no UCM", embora ele disse que o filme parece "vazio" após a morte de Romanoff em Vingadores: Ultimato, escrever o filme parece um "pedido de desculpas".[239] Eric Kohn, do IndieWire, deu ao filme uma nota B, escrevendo, "Como a alegria de boas-vindas de Homem-Aranha: De Volta ao Lar, a saga de Natasha e Yelena não tenta amarrar o destino do universo conhecido para fazer sua operação valer a pena. As apostas relativamente baixas ajudam a destacar sua dinâmica temperamental, pelo menos sempre que o combate corpo a corpo não chega primeiro. Felizmente, o filme entrega nessa frente, principalmente durante uma briga entre a Viúva Negra e o assassino conhecido como Treinador, que reflete cada movimento seu. Se esta é a última vez que vemos Johansson fazendo justiça a seus agressores com velocidade de ginástica, é uma despedida apropriada".[240]

Pete Hammond, do Deadline Hollywood, escreveu que Johansson "sai com todas as armas em punho, já que este primeiro filme da Fase 4 do UCM não restringe nem um pouco a ação", com um filme que "se concentra mais no ser humano por trás do escudo de um super-herói". Hammond sentiu que a sequência de abertura revelando que a construção da família de Natasha são na verdade espiões russos era uma reminiscência de The Americans, enquanto ele elogiava a química entre Johansson e Pugh, "com a constrangedora timidez de Natasha contrabalanceada pela animada e cínica Yelena". Sobre as performances, Hammond disse: "Johansson é novamente uma grande presença no papel, mostrando ação especializada e habilidades de atuação durante todo o tempo, enquanto Pugh está claramente pronta para liderar sua própria franquia após esta estréia no UCM. Weisz é simplesmente uma atriz tão boa que ela pode até fazer um pouco do diálogo mais ridículo, e Harbour, tatuado ao máximo, está claramente se divertindo exagerando cada momento de um personagem projetado para pensar apenas em si mesmo". Hammond também disse que "ter Winstone no filme eleva vários níveis, e ele é deliciosamente divertido e assustadoramente autêntico como o vilão da peça".[241]

Escrevendo para o BBC Culture, Caryn James deu ao filme quatro de cinco estrelas, opinando que o filme era "o filme menos parecido com os Vingadores no [UCM] até agora", e que "depois de todo esse tempo, um ajuste na fórmula é uma coisa boa". James, assim como Hammond, observou a sequência de abertura do filme como uma reminiscência de The Americans, enquanto ela elogiava o desempenho de Pugh, chamando Yelena de "a pessoa mais vibrante do filme, mais vivida do que a maioria dos personagens de filmes de ação". James, no entanto, também observou a apresentação do filme de "a metáfora perfeita para a Rússia x Ocidente" com "os russos desenvolveram uma fórmula sintética que pode suprimir o livre arbítrio" com "nada profundo ou pesado sobre o tratamento que o filme dá a essa idéia". James também sentiu que Natasha era "a personagem menos interessante" entre sua família, sendo "um ajuste estranho para o astuto filme familiar que se desenrolava ao seu redor", e sentiu que o filme tinha um encerramento "tipicamente de Vingadores" com "um exagero, cenas de ação muito longas que parecem um festival de dublês se jogando uns nos outros em um laboratório russo".[242]

Reconhecimentos[editar | editar código-fonte]

Prêmio Data da Cerimônia Categoria Recebedor(es) Resultado Ref(s)
Golden Trailer Awards 22 de julho de 2021 Melhor aventura de fantasia "Controle" (MOCEAN) Venceu [243]
Melhor trailer de Blockbuster de verão de 2021 "Lar" (Wild Card) Indicado
Melhor anúncio de TV de Blockbuster de verão (para um longa-metragem) "Escolha" (Wild Card) Venceu
Melhor teaser pôster "Teaser One-Sheet" (LA/Lindeman Associates) Indicado
Women's Image Network Awards 14 de outubro de 2021 Melhor atriz de longa-metragem Scarlett Johansson Pendente [244]
Melhor filme Viúva Negra Pendente

Documentário especial[editar | editar código-fonte]

Ver artigo principal: Marvel Studios: Assembled

Em fevereiro de 2021, a série de documentários Marvel Studios: Assembled foi anunciada. O especial mostra os bastidores da produção dos filmes e séries de televisão do UCM com membros do elenco e conteúdos adicionais. Um especial de Viúva Negra, com Scarlett Johansson,[245] está programado para ser lançado no Disney+ em 20 de outubro de 2021.[246]

Futuro[editar | editar código-fonte]

Pugh reprisará seu papel na série do Disney+, Hawkeye, com seu envolvimento criado a partir da cena pós-crédito do filme.[247] Em junho de 2021, Shortland expressou interesse em voltar para dirigir uma sequência de Viúva Negra e afirmou que, se isso acontecesse, provavelmente giraria em torno de uma personagem diferente no papel principal, já que Natasha atualmente está morta no UCM.[248] Weisz disse que ficaria "muito interessada" se um futuro enredo apresentando Melina assumindo o manto de Dama de Ferro fosse escrito.[61]

Nota[editar | editar código-fonte]

  1. A Disney anunciou que Black Widow também ganhou $ 67 milhões globalmente com o Disney+ Premier Access em seu fim de semana de lançamento. Isso não é levado em consideração nas receitas de bilheteria.[6][7][8]
  1. Durante os eventos do filme 'Capitão América: Guerra Civil (2016).
  2. Durante os eventos do filme Vingadores: Ultimato (2019).

Referências

  1. «Viúva Negra». Filme B. Consultado em 29 de março de 2021 
  2. «Viúva Negra chega aos cinemas a 8 de Julho e ao Disney+ a 9 de Julho». CaNotícias. Consultado em 4 de julho de 2021 
  3. Rubin, Rebecca; Rubin, Rebecca (7 de julho de 2021). «Box Office: 'Black Widow' Poised to Race Past 'F9's' Pandemic Record Debut». Variety (em inglês). Consultado em 12 de julho de 2021 
  4. a b «Black Widow». Box Office Mojo. Consultado em 16 de setembro de 2021 
  5. a b «Black Widow (2021) - Financial Information». The Numbers. Consultado em 12 de julho de 2021 
  6. a b c d e f g D'Alessandro, Anthony; D'Alessandro, Anthony (11 de julho de 2021). «Disney Claims $215M+ WW Victory At The B.O. & Disney+ Premier With 'Black Widow' Weekend: Will Distrib Model Endanger A Movie's Life Cycle? – Update». Deadline (em inglês). Consultado em 12 de julho de 2021 
  7. a b c d e Tartaglione, Nancy; Tartaglione, Nancy (11 de julho de 2021). «'Black Widow' Weaves $79M Overseas Debut For $159M WW Theatrical Bow – International Box Office». Deadline (em inglês). Consultado em 12 de julho de 2021 
  8. a b c «U.S.» (PDF). Scarlett Johansson v The Walt Disney Company ("$67MM in total worldwide Premier Access opening-weekend receipts"). 20 de agosto de 2021 
  9. AdoroCinema. «Viúva Negra». Consultado em 9 de março de 2020 
  10. Público. «Viúva Negra». Cinecartaz. Consultado em 9 de julho de 2021 
  11. Wampler, Scott (12 de julho de 2018). «It's Official: Marvel Just Announced a BLACK WIDOW Movie». Birth.Movies.Death. (em inglês). Consultado em 8 de fevereiro de 2020 
  12. a b «Thor: Ragnarok Writer Gets Sole Screenwriting Credit on Black Widow». Marvel (em inglês). Consultado em 8 de fevereiro de 2020 
  13. a b «Marvel fans attend special showing of 'Black Widow' in NYC». ABC7 New York (em inglês). 30 de junho de 2021. Consultado em 9 de julho de 2021 
  14. a b c d Rubin, Rebecca; Rubin, Rebecca (23 de março de 2021). «'Black Widow,' 'Cruella' to Debut on Disney Plus and in Theaters as Disney Shifts Dates for Seven Films». Variety (em inglês). Consultado em 23 de março de 2021 
  15. Eloi, Arthur (17 de março de 2020). «Estreia de Viúva Negra é adiada por conta do coronavírus» 
  16. a b c d «'Black Widow' Movie Finds Director in Cate Shortland (Exclusive)». The Hollywood Reporter (em inglês). Consultado em 24 de agosto de 2019 
  17. a b Aurthur, Kate; Aurthur, Kate (7 de julho de 2021). «'Black Widow' Stars Scarlett Johansson and Florence Pugh on Their Epic Journey and Natasha's Final Bow». Variety (em inglês). Consultado em 9 de julho de 2021 
  18. Boucher, Geoff; Boucher, Geoff (30 de novembro de 2018). «Spider-Women, Captain Marvel & Harley Quinn: Females Fly In The Face Of Old Hollywood Perceptions». Deadline (em inglês). Consultado em 3 de abril de 2021 
  19. «'Black Widow' cast spills exclusive new details about their Marvel movie». EW.com (em inglês). Consultado em 3 de abril de 2021 
  20. a b «Scarlett Johansson calls 'Black Widow' action film with lots of heart». koreatimes (em inglês). 24 de junho de 2021. Consultado em 27 de julho de 2021 
  21. a b «'I enjoy how sexy she is, as long as she's in control': Black Widow's Cate Shortland on Scarlett Johansson». the Guardian (em inglês). 2 de julho de 2021. Consultado em 30 de julho de 2021 
  22. Kroll, Justin; Kroll, Justin (10 de março de 2020). «Disney's Live-Action 'Peter Pan' Movie Finds Its Wendy and Peter (EXCLUSIVE)». Variety (em inglês). Consultado em 3 de abril de 2021 
  23. a b c d Gleiberman, Owen; Gleiberman, Owen (29 de junho de 2021). «'Black Widow' Review: A Superhero Movie That's Grittier, More Layered With Feeling, Than You Expect». Variety (em inglês). Consultado em 30 de junho de 2021 
  24. «Ever Anderson». Interview Magazine (em inglês). 6 de dezembro de 2016. Consultado em 31 de agosto de 2021 
  25. «Ever Anderson Is Hollywood's Latest Force». PAPER (em inglês). 7 de julho de 2021. Consultado em 31 de agosto de 2021 
  26. a b c d e f «'Black Widow' hits Comic-Con with first details of Scarlett Johansson film». EW.com (em inglês). Consultado em 24 de agosto de 2019 
  27. a b c Kroll, Justin; Kroll, Justin (18 de março de 2019). «Scarlett Johansson's 'Black Widow' Movie Adds Florence Pugh». Variety (em inglês). Consultado em 24 de agosto de 2019 
  28. «'Black Widow' Will Have Multiple Black Widows». /Film (em inglês). 29 de julho de 2019. Consultado em 20 de maio de 2021 
  29. a b c «Scarlett Johansson on the Sexualization of Natasha Romanoff and Why It Took 10 Years to Make 'Black Widow'». Collider (em inglês). 15 de junho de 2021. Consultado em 9 de julho de 2021 
  30. September 2020, Jack Shepherd 17. «Florence Pugh and Scarlett Johansson discuss the future of Black Widow». Total Film (em inglês). Consultado em 3 de abril de 2021 
  31. a b Staff, MTV News. «How A Sisterly Friendship Helped Florence Pugh Through Black Widow». MTV News (em inglês). Consultado em 27 de julho de 2021 
  32. a b c d e f g h «"Black Widow Advance"» (PDF). Disney Media and Entertainment Distribution. 20 de maio de 2020. Consultado em 20 de maio de 2020 
  33. a b c «Black Widow Movie Will 'Hand The Baton' To Florence Pugh, Says Cate Shortland – Exclusive». Empire. Consultado em 25 de março de 2021 
  34. «Exclusive: Violet McGraw Talks her New Film, Our Friend and her Role in Black Widow!». BeautifulBallad (em inglês). 27 de janeiro de 2021. Consultado em 20 de maio de 2021 
  35. N'Duka, Amanda; N'Duka, Amanda (3 de abril de 2019). «David Harbour Set For Disney/Marvel 'Black Widow' Standalone». Deadline (em inglês). Consultado em 20 de maio de 2021 
  36. «David Harbour Says Red Guardian in 'Black Widow' 'Was the Captain America of his day for Russia'». TheWrap (em inglês). 10 de janeiro de 2020. Consultado em 3 de abril de 2021 
  37. Couch, Aaron; Couch, Aaron (15 de julho de 2021). «Why 'Black Widow' Writer Eric Pearson Felt Post-Credits Scene Guilt». The Hollywood Reporter (em inglês). Consultado em 27 de julho de 2021 
  38. a b c O'Hara, Helen. "Against the Odds". Empire. No. May 2020. United Kingdom: Bauer Media Group. pp. 58–65.
  39. Itzkoff, Dave (11 de julho de 2021). «'Black Widow' Star David Harbour Loves Being a Big-Screen Loser». The New York Times (em inglês). ISSN 0362-4331. Consultado em 16 de julho de 2021 
  40. D'Alessandro, Amanda N'Duka,Anthony; N'Duka, Amanda; D'Alessandro, Anthony (10 de abril de 2019). «Marvel's 'Black Widow' Snares 'The Handmaid's Tale' Actor O-T Fagbenle». Deadline (em inglês). Consultado em 20 de maio de 2021 
  41. a b CANHISARES, Mariana (27 de julho de 2019). «O-T Fagbenle será um reparador a serviço dos espiões». Omelete. Consultado em 27 de julho de 2019 
  42. «Black Widow Star Tease Natasha's Romance With Mysterious Mason». Movies (em inglês). Consultado em 3 de abril de 2021 
  43. «Black Widow: O-T Fagbenle Mason And Natasha's Relationship (Exclusive)». Marvel (em inglês). Consultado em 16 de julho de 2021 
  44. a b «Behind the scenes of Black Widow's car chase». Top Gear (em inglês). 16 de julho de 2021. Consultado em 27 de julho de 2021 
  45. Couch, Aaron; Couch, Aaron (17 de julho de 2021). «The 'Black Widow' Scene O-T Fagbenle Was Surprised to Join». The Hollywood Reporter (em inglês). Consultado em 27 de julho de 2021 
  46. a b «Who is Taskmaster in Marvel's Black Widow?». Radio Times (em inglês). Consultado em 9 de julho de 2021 
  47. «'Black Widow' Trailer: Natasha Romanoff Made Some Bad Decisions Before She Became an Avenger». /Film (em inglês). 9 de março de 2020. Consultado em 9 de julho de 2021 
  48. «Black Widow's Taskmaster Fighting Style Taken From Spider-Man and Winter Soldier». Movies (em inglês). Consultado em 9 de julho de 2021 
  49. a b c «Black Widow: All Easter Eggs, MCU Connections & Hidden Details». ScreenRant (em inglês). 9 de julho de 2021. Consultado em 10 de julho de 2021 
  50. «Black Widow's Taskmaster Was So Crazy To Execute, It Took Multiple Stunt Doubles, According To Olga Kurylenko». CINEMABLEND. 16 de julho de 2021. Consultado em 16 de setembro de 2021 
  51. Langmann, Brady (12 de julho de 2021). «Exclusive: Olga Kurylenko Opens Up About Her Secret 'Black Widow' Role That Shook the MCU Faithful». Esquire (em inglês). Consultado em 16 de julho de 2021 
  52. a b «Black Widow: Bringing Dreykov, Taskmaster, Yelena, and More to Life». Den of Geek (em inglês). 18 de julho de 2021. Consultado em 27 de julho de 2021 
  53. a b «Black Widow Movie Cast & Character Guide». ScreenRant (em inglês). 6 de agosto de 2019. Consultado em 10 de julho de 2021 
  54. Gonzales, Dave (10 de março de 2020). «The Black Widow movie finds a second villain in a Marvel Universe veteran». Polygon (em inglês). Consultado em 12 de abril de 2021 
  55. a b Kroll, Justin; Kroll, Justin (20 de junho de 2019). «Ray Winstone Joins Marvel's 'Black Widow' (EXCLUSIVE)». Variety (em inglês). Consultado em 24 de agosto de 2019 
  56. «"Black Widow Press Kit"» (PDF). Disney Media and Entertainment Distribution. 9 de julho de 2021. Consultado em 16 de julho de 2021 
  57. «'Black Widow': How the Limited Time Frame Influenced Ray Winstone's "Cowardly" Villain». /Film (em inglês). 8 de julho de 2021. Consultado em 16 de julho de 2021 
  58. «'Black Widow': Scarlett Johansson Ushers in the MCU's Female Future». Entertainment Tonight (em inglês). Consultado em 20 de maio de 2021 
  59. Black Widow: Rachel Weisz's Character Explained - Who Is Melina Vostokoff? - IGN (em inglês), consultado em 20 de maio de 2021 
  60. Gordon, Naomi (9 de julho de 2021). «Rachel Weisz talks reproductive rights and taking down the patriarchy». Harper's BAZAAR (em inglês). Consultado em 16 de julho de 2021 
  61. a b «Black Widow: Rachel Weisz on a Melina Villain Turn, Marvel Secrets (Exclusive)». Marvel (em inglês). Consultado em 27 de julho de 2021 
  62. «'Black Widow's' David Harbour Says There's a Whole Other Movie of Just Alexei and Melina Flirting». Decider (em inglês). 9 de julho de 2021. Consultado em 27 de julho de 2021 
  63. «Black Widow: Who Plays Taskmaster?». ScreenRant (em inglês). 11 de julho de 2021. Consultado em 16 de julho de 2021 
  64. «Marvel's Shang-Chi Clip Reveals a Black Widow Cameo». Movies (em inglês). Consultado em 16 de setembro de 2021 
  65. «'Black Widow' actor confirms X-Men Easter egg you probably missed». EW.com (em inglês). Consultado em 16 de setembro de 2021 
  66. «Who is Valentina in Black Widow? Julia Louis Dreyfus villain explained». Radio Times (em inglês). Consultado em 9 de julho de 2021 
  67. https://www.cbr.com/david-hayter-recalls-details-of-abandoned-black-widow-movie/
  68. «Lions Gate & Marvel Sign Iron Fist & Black Widow Deal». SuperHeroHype. 26 de fevereiro de 2004. Consultado em 24 de agosto de 2019 
  69. «David Hayter to Direct The Black Widow!». SuperHeroHype. 28 de abril de 2004. Consultado em 24 de agosto de 2019 
  70. Fleming, Michael; Fleming, Michael (14 de janeiro de 2009). «Emily Blunt rumored for 'Iron Man 2'». Variety (em inglês). Consultado em 24 de agosto de 2019 
  71. «Emily Blunt on losing Black Widow… – Frankly My Dear – Orlando Sentinel». web.archive.org. 11 de junho de 2012. Consultado em 24 de agosto de 2019 
  72. Finke, Nikki; Finke, Nikki (11 de março de 2009). «ANOTHER 'IRON MAN 2' DEAL: Scarlett Johannson To Replace Emily Blunt As Black Widow For Lousy Lowball Money». Deadline (em inglês). Consultado em 24 de agosto de 2019 
  73. Black Widow: The Movie? - IGN (em inglês), consultado em 24 de agosto de 2019 
  74. Team, The Deadline; Team, The Deadline (25 de julho de 2010). «MARVEL-OUS STAR WATTAGE: Actors Assemble For Comic-Con Panel Including 'The Avengers', 'Captain America', & 'Thor'». Deadline (em inglês). Consultado em 24 de agosto de 2019 
  75. Jr, Mike Fleming; Jr, Mike Fleming (2 de outubro de 2012). «Five Actresses Testing For 'Captain America 2' Role; Black Widow Might Drop By As Well». Deadline (em inglês). Consultado em 24 de agosto de 2019 
  76. Maresca, Rachel. «Scarlett Johansson flaunts curves in new magazine photo shoot, reveals details on 'The Avengers' sequel». nydailynews.com. Consultado em 24 de agosto de 2019 
  77. «CAPTAIN AMERICA: CIVIL WAR Directors: BLACK WIDOW Will Be Back, More». Newsarama (em inglês). Consultado em 24 de agosto de 2019 
  78. «Avengers: Infinity War - Black Panther Actor Starts Filming». ScreenRant (em inglês). 7 de junho de 2017. Consultado em 24 de agosto de 2019 
  79. «Robert Downey Jr. Announces Avengers 4 Return». ScreenRant (em inglês). 28 de outubro de 2017. Consultado em 24 de agosto de 2019 
  80. Chitwood, Adam (15 de abril de 2015). «BLACK WIDOW Movie: Scarlett Johansson and Kevin Feige Have Discussed a Series of Films». Collider (em inglês). Consultado em 24 de agosto de 2019 
  81. Feige: Black Widow's Past to be Explored in Avengers 2 and Possible Solo Film - IGN (em inglês), consultado em 24 de agosto de 2019 
  82. «Cineplex News - Screenwriter Nicole Perlman gives us the scoop on Guardians, Marvel, and more!». web.archive.org. 28 de julho de 2014. Consultado em 24 de agosto de 2019 
  83. «Captain America 2 Interview: Scarlett Johansson Talks 'Black Widow' Solo Film». screenrant.com. Consultado em 24 de agosto de 2019 
  84. Armitage, Hugh (21 de julho de 2014). «Could Marvel revive Black Widow film?». Digital Spy (em inglês). Consultado em 24 de agosto de 2019 
  85. Nast, Condé. «Game of Thrones Director Neil Marshall Either Wants to Direct a Black Widow Movie or Unleash Those Dragons». Vanity Fair (em inglês). Consultado em 24 de agosto de 2019 
  86. Chitwood, Adam (15 de abril de 2015). «BLACK WIDOW Movie: Scarlett Johansson and Kevin Feige Have Discussed a Series of Films». Collider (em inglês). Consultado em 24 de agosto de 2019 
  87. Davis, Erik (11 de abril de 2016). «Here's When We'll Know Who's Starring in and Directing Marvel's 'Captain Marvel' Movie». Fandango. Consultado em 24 de agosto de 2019 
  88. Jr, Mike Fleming; Jr, Mike Fleming (6 de maio de 2016). «Kevin Feige On 'Captain America: Civil War' And All Things Marvel – Deadline Q&A». Deadline (em inglês). Consultado em 24 de agosto de 2019 
  89. Comic-Con 2016: Joss Whedon Would Direct a Black Widow Movie if Marvel Asked - IGN (em inglês), consultado em 24 de agosto de 2019 
  90. Setoodeh, Ramin; Setoodeh, Ramin (12 de outubro de 2016). «Scarlett Johansson on Black Widow Movie, 'The Avengers' and Donald Trump». Variety (em inglês). Consultado em 24 de agosto de 2019 
  91. News, Bradley Russell 2017-02-10T12:02:40 4Z. «The Black Widow movie "should be done" says Scarlett Johansson». gamesradar (em inglês). Consultado em 24 de agosto de 2019 
  92. Kroll, Justin (10 de janeiro de 2018). «Couple side notes on this one, Feige met with ScarJo either right before or right after Thanksgiving to talk about direction they wanted to go with this pic before meeting with writers.». @krolljvar (em inglês). Consultado em 24 de agosto de 2019 
  93. a b «Scarlett Johansson explains how 'Black Widow' became Marvel's #MeToo movie: 'You cannot miss the opportunity'». www.yahoo.com (em inglês). Consultado em 16 de julho de 2021 
  94. Kroll, Justin (10 de janeiro de 2018). «Jac had two meetings with Marvel, the last one being with Feige the week before Xmas, decision was made before the New Year». @krolljvar (em inglês). Consultado em 24 de agosto de 2019 
  95. Kroll, Justin; Kroll, Justin (10 de janeiro de 2018). «Marvel's Standalone 'Black Widow' Movie Gains Momentum With Jac Schaeffer Writing». Variety (em inglês). Consultado em 24 de agosto de 2019 
  96. Kroll, Justin (12 de janeiro de 2018). «BLACK WIDOW update: While Jac didn't get a chance to meet with ScarJo before she was tapped to pen BW, hearing the two are likely to sit down at the beginning of next month to talk about the film and how they see it going.». @krolljvar (em inglês). Consultado em 24 de agosto de 2019 
  97. «'Jessica Jones' Director in Talks to Helm 'Star Trek 4'». The Hollywood Reporter (em inglês). Consultado em 24 de agosto de 2019 
  98. Kroll, Justin (2018). «Fun fact: More then 65 directors have met for the BLACK WIDOW job. Marvel being extremely thorough on this one». @krolljvar (em inglês). Consultado em 24 de agosto de 2019 
  99. «Marvel Studios' 'The Eternals' Finds Its Director With Chloe Zhao». The Hollywood Reporter (em inglês). Consultado em 24 de agosto de 2019 
  100. «'Jessica Jones' Director in Talks to Helm 'Star Trek 4'». The Hollywood Reporter (em inglês). Consultado em 24 de agosto de 2019 
  101. Staff, Variety; Staff, Variety (10 de março de 2019). «Marvel Approached 'Laggies' Director Lynn Shelton to Direct 'Black Widow'». Variety (em inglês). Consultado em 24 de agosto de 2019 
  102. Sharf, Zack; Sharf, Zack (12 de dezembro de 2018). «Lucrecia Martel Turned Down 'Black Widow' After Marvel Told Her 'Don't Worry About' Action Scenes». IndieWire (em inglês). Consultado em 20 de maio de 2021 
  103. Jr, Mike Fleming; Jr, Mike Fleming (20 de junho de 2018). «Marvel Eyes Female Helmers For 'Black Widow' Film: Watch For Cate Shortland». Deadline (em inglês). Consultado em 24 de agosto de 2019 
  104. Sneider, Jeff (2 de julho de 2018). «Add Kimberly Peirce (Boys Don't Cry) to the shortlist of possible directors for Marvel's BLACK WIDOW.». @TheInSneider (em inglês). Consultado em 24 de agosto de 2019 
  105. «Scarlett Johansson Lands $15 Million Payday for Black Widow Movie». The Hollywood Reporter (em inglês). Consultado em 24 de agosto de 2019 
  106. Gardner, Pamela McClintock,Eriq; McClintock, Pamela; Gardner, Eriq (29 de julho de 2021). «Scarlett Johansson Files Lawsuit Against Disney Over 'Black Widow' Release». The Hollywood Reporter (em inglês). Consultado em 31 de agosto de 2021 
  107. Couch, Aaron; Couch, Aaron (7 de julho de 2021). «Kevin Feige and 'Black Widow' Team on Straddling Marvel's Past and Future». The Hollywood Reporter (em inglês). Consultado em 16 de julho de 2021 
  108. Sneider, Jeff (16 de fevereiro de 2019). «Exclusive: Marvel, Scarlett Johansson Tap Ned Benson to Rewrite 'Black Widow' Movie». Collider (em inglês). Consultado em 24 de agosto de 2019 
  109. «'Black Widow': Kevin Feige Rules Out R-Rating». Marvel (em inglês). Consultado em 24 de agosto de 2019 
  110. «Florence Pugh in Talks to Join Scarlett Johansson in 'Black Widow'». The Hollywood Reporter (em inglês). Consultado em 24 de agosto de 2019 
  111. Kroll, Justin (18 de março de 2019). «Marvel has been high on Florence since December for the part but did open it up at the top of the year with other actresses meeting (Saorise also in the mix) but in the end she wins the coveted role». @krolljvar (em inglês). Consultado em 24 de agosto de 2019 
  112. ANDRÉ LUIZ (23 de julho de 2019). «Viúva Negra: David Harbour vai interpretar um 'Capitão América russo'». Ei Nerd. Consultado em 25 de julho de 2019 
  113. BRUNO TOMÉ (23 de julho de 2019). «Filme da Marvel tem "várias" Viúvas Negras, diz atriz». observatoriodocinema. Consultado em 25 de julho de 2019 
  114. «Kevin Feige Hints at How a Black Widow Prequel Could Reveal Secrets of the MCU». io9 (em inglês). Consultado em 25 de março de 2021 
  115. «Thor: Ragnarok Writer Gets Sole Screenwriting Credit on Black Widow». Marvel (em inglês). Consultado em 25 de março de 2021 
  116. Grebey, James (9 de julho de 2021). «When does Black Widow fit into the MCU timeline? It's only slightly more complicated than you think». SYFY WIRE (em inglês). Consultado em 30 de julho de 2021 
  117. «Scarlett Johansson on the Sexualization of Natasha Romanoff and Why It Took 10 Years to Make 'Black Widow'». Collider (em inglês). 15 de junho de 2021. Consultado em 27 de junho de 2021 
  118. a b «'Black Widow' writer confirms there was a Robert Downey Jr. cameo in earlier script». EW.com (em inglês). Consultado em 16 de julho de 2021 
  119. Boucher, Geoff (13 de setembro de 2019). «Saturn Awards: 'Spider-Man' Star Tom Holland Wins For Third Year In A Row» (Notícia Online). Deadline.com. Deadline. Consultado em 17 de janeiro de 2020 
  120. Sabbaga, Julia (14 de setembro de 2019). «Robert Downey Jr. deve fazer última aparição como Tony Stark em Viúva Negra». Omelete. Consultado em 15 de setembro de 2019 
  121. July 2021, Jack Shepherd 09. «Black Widow director reveals why a rumored cameo does not show up». Total Film (em inglês). Consultado em 16 de julho de 2021 
  122. «Kevin Feige Reveals Why Black Widow Has an Opening Title Sequence». Marvel (em inglês). Consultado em 30 de julho de 2021 
  123. Warner, Sam (22 de julho de 2021). «Marvel's Kevin Feige explains Black Widow's unique opening sequence». Digital Spy (em inglês). Consultado em 30 de julho de 2021 
  124. «Uh, Is a Scene Missing at the Very End of 'Black Widow'?». TheWrap (em inglês). 12 de julho de 2021. Consultado em 16 de julho de 2021 
  125. AdoroCinema. «Viúva Negra: Começam as gravações do filme solo estrelado por Scarlett Johansson». AdoroCinema. Consultado em 24 de agosto de 2019 
  126. «'Black Widow' Director Explains How 'No Country For Old Men' & 'Thelma & Louise' Inspired The New Marvel Film». theplaylist.net. Consultado em 27 de junho de 2021 
  127. a b Sneider, Jeff (16 de janeiro de 2020). «'Black Widow' Cinematographer Mystery Solved: Gabriel Beristain Shot the Marvel Movie». Collider (em inglês). Consultado em 8 de fevereiro de 2020 
  128. McKeon, Christopher (24 de julho de 2019). «Black Widow filming on Hankley Common faces planning law problems». SurreyLive (em inglês). Consultado em 27 de julho de 2021 
  129. Horton, Helena (24 de julho de 2019). «Parish council says plans to film Marvel's new Black Widow film will disrupt nesting of rare birds». The Telegraph (em inglês). ISSN 0307-1235. Consultado em 27 de julho de 2021 
  130. «Black Widow Filming Reportedly Delayed Until June». ScreenRant (em inglês). 8 de fevereiro de 2019. Consultado em 24 de agosto de 2019 
  131. Nebens, Richard. «Ray Winstone's Black Widow Character Reveal Is A Callback to The Avengers» (em inglês) 
  132. McKeon, Christopher (24 de julho de 2019). «Black Widow filming on Hankley Common faces planning law problems». SurreyLive (em inglês). Consultado em 25 de março de 2021 
  133. «Black Widow: 'The Dutch Giant' Olivier Richters Boards Marvel Film». CBR (em inglês). 15 de agosto de 2019. Consultado em 24 de agosto de 2019 
  134. Thomas, Allister (9 de julho de 2021). «Black Widow special effects crew Marvel at North Sea oil rig». Energy Voice (em inglês). Consultado em 27 de julho de 2021 
  135. «Black Widow Shifts Production to Macon, Georgia for the Week». Marvel (em inglês). Consultado em 2 de outubro de 2019 
  136. «Looks Like Black Widow Is Already Doing Reshoots». CINEMABLEND. 2 de outubro de 2019. Consultado em 2 de outubro de 2019 
  137. «Black Widow Shifts Production to Macon, Georgia for the Week». Marvel (em inglês). Consultado em 25 de março de 2021 
  138. AdoroCinema. «Viúva Negra: William Hurt é visto no set de filmagens». AdoroCinema. Consultado em 6 de outubro de 2019 
  139. Alemão. «Trailer de Viúva Negra confirma a linha do tempo do filme no MCU». Observatório do Cinema. Consultado em 3 de dezembro de 2019 
  140. Nyren, Erin; Nyren, Erin (18 de novembro de 2019). «Florence Pugh Calls Marvel's 'Black Widow' Movie Raw, Painful but Beautiful». Variety (em inglês). Consultado em 25 de março de 2021 
  141. Marc, Christopher. «EXCLUSIVE: Marvel's 'Black Widow' Movie Will Have Scenes Shot In Morocco | HN Entertainment» (em inglês). Consultado em 2 de outubro de 2019 
  142. «Marvel's Black Widow Wraps Production». Marvel (em inglês). Consultado em 25 de março de 2021 
  143. «Viúva Negra - Gravações do filme estão oficialmente encerradas!». Legião dos Heróis. 7 de outubro de 2019. Consultado em 7 de outubro de 2019 
  144. Rubin, Rebecca; Rubin, Rebecca (17 de março de 2020). «'Black Widow' Release Pulled Amid Coronavirus Pandemic». Variety (em inglês). Consultado em 25 de março de 2021 
  145. a b «'Black Widow' Moves to November as Other MCU Films Shift Back to 2021, 2022». TheWrap (em inglês). 3 de abril de 2020. Consultado em 25 de março de 2021 
  146. a b c «Disney Pushes 'Black Widow' Back to 2021». TheWrap (em inglês). 23 de setembro de 2020. Consultado em 25 de março de 2021 
  147. Robinson, Joanna. «Marvel Has Big Plans for That Surprise 'Falcon and the Winter Soldier' Cameo». Vanity Fair (em inglês). Consultado em 16 de abril de 2021 
  148. «Black Widow: Scarlett Johansson And Florence Pugh Team Up In Exclusive Image». Empire. Consultado em 20 de maio de 2021 
  149. «Digital Domain brings Black Widow's Red Room Crashing Down». fxguide (em inglês). 24 de julho de 2021. Consultado em 27 de julho de 2021 
  150. «Alexandre Desplat to Score Black Widow According to the Latest Trailer». Collider (em inglês). 14 de janeiro de 2020. Consultado em 29 de março de 2021 
  151. «Lorne Balfe Scoring Marvel's 'Black Widow' | Film Music Reporter» (em inglês) 
  152. Ehrlich, David (21 de maio de 2020). «Alexandre Desplat on Wes Anderson's Amazing 'French Dispatch' and del Toro's Musical 'Pinocchio'». IndieWire (em inglês). Consultado em 29 de março de 2021 
  153. «Black Widow Soundtrack Guide - Every Song In The Movie». ScreenRant (em inglês). 8 de julho de 2021. Consultado em 12 de julho de 2021 
  154. a b «'Black Widow' Soundtrack Album Details | Film Music Reporter». web.archive.org. 7 de julho de 2021. Consultado em 12 de julho de 2021 
  155. Burlingame, Jon; Burlingame, Jon (15 de julho de 2021). «'Black Widow' Composer Reveals How Russian Poetry Influenced the Film's Score». Variety (em inglês). Consultado em 16 de julho de 2021 
  156. Sousa, Natália Bridi e Camila (21 de julho de 2019). «Viúva Negra | Confira a descrição da cena mostrada na SDCC 2019». Omelete. Consultado em 24 de agosto de 2019 
  157. a b Alexander, Julia (3 de dezembro de 2019). «First Black Widow trailer finally puts Scarlett Johansson's Marvel hero in the spotlight». The Verge (em inglês). Consultado em 8 de fevereiro de 2020 
  158. «Viúva Negra, da Marvel, ganha 1º trailer e apresenta personagens; assista». entretenimento.uol.com.br. Consultado em 3 de dezembro de 2019 
  159. CNN, Madeline Holcombe. «The first 'Black Widow' trailer is out and it's an action-packed family reunion». CNN. Consultado em 8 de fevereiro de 2020 
  160. a b «The Black Widow Trailer Held a Surprising Emotional Impact». www.themarysue.com. Consultado em 8 de fevereiro de 2020 
  161. Vincent, Brittany. «First Black Widow Trailer Teases The Spy Thriller Marvel Fans Have Always Wanted». MTV News (em inglês). Consultado em 8 de fevereiro de 2020 
  162. a b Mendelson, Scott. «The Ironic Reason Why Scarlett Johansson's 'Black Widow' Could Be A Huge Box Office Hit». Forbes (em inglês). Consultado em 8 de fevereiro de 2020 
  163. «How 'Black Widow' Prequel Can Set Marvel's Future». The Hollywood Reporter (em inglês). Consultado em 8 de fevereiro de 2020 
  164. Carpenter, Nicole (9 de março de 2020). «Marvel's final Black Widow trailer 'goes back to the beginning'». Polygon (em inglês). Consultado em 11 de março de 2020 
  165. Weiss, Josh (9 de março de 2020). «Black Widow: Natasha fights to free the Red Room from Taskmaster in final trailer». SYFY WIRE (em inglês). Consultado em 11 de março de 2020 
  166. a b Mendelson, Scott. «'Black Widow' Trailer: The Most Important Reveal Is The Release Date». Forbes (em inglês). Consultado em 11 de março de 2020 
  167. Couch, Aaron; Couch, Aaron (18 de junho de 2021). «Disney Studios Marketing Head Asad Ayaz on Mischievous 'Loki' Campaign». The Hollywood Reporter (em inglês). Consultado em 27 de junho de 2021 
  168. «Black Widow Teams Up With Barbie for New Collectible Dolls». Marvel Entertainment (em inglês). Consultado em 29 de março de 2021 
  169. Goslin, Austen (3 de abril de 2021). «Black Widow's new trailer reveals Taskmaster's villainous mission». Polygon (em inglês). Consultado em 9 de abril de 2021 
  170. «A New Black Widow Trailer Has Major Avengers Vibes». io9 (em inglês). Consultado em 9 de abril de 2021 
  171. «Marvel's 'Black Widow' Trailer: Natasha Romanoff's Family Secrets Are About to Be Revealed». /Film (em inglês). 3 de abril de 2021. Consultado em 9 de abril de 2021 
  172. «'Black Widow' Trailer Spins Strong Web With 70M Views». The Hollywood Reporter (em inglês). 5 de abril de 2021. Consultado em 9 de abril de 2021 
  173. «ESPN E60 Goes Behind Scenes of Marvel Studios' Black Widow with Champion Gymnast Turned Hollywood Stunt Performer». ESPN Press Room U.S. (em inglês). 1 de julho de 2021. Consultado em 9 de julho de 2021 
  174. «The Unsung Hero Behind Black Widow, Scarlett Johansson's Stunt Double — Heidi Moneymaker». Marvel Entertainment (em inglês). Consultado em 9 de julho de 2021 
  175. «Disney+: Every Movie and TV Show Arriving in July 2021». Movies (em inglês). Consultado em 27 de junho de 2021 
  176. «'Black Widow' screening rolls out the red carpet for London film fans». Reuters. 29 de junho de 2021. Consultado em 9 de julho de 2021 
  177. «Black Widow film di chiusura del Taormina Film Fest 2021». Cinematographe.it (em italiano). 25 de junho de 2021. Consultado em 9 de julho de 2021 
  178. GDPB, Por Redação (22 de março de 2021). «Entenda o que é o Premier Access (Acesso Premium) do Disney Plus». Guia Disney+ Brasil. Consultado em 29 de março de 2021 
  179. a b c Tartaglione, Anthony D'Alessandro,Nancy; D'Alessandro, Anthony; Tartaglione, Nancy (7 de julho de 2021). «'Black Widow' To Weave $140M Weekend Around The World As Theatrical & Disney+ Day & Date Model Further Rattles Industry». Deadline (em inglês). Consultado em 9 de julho de 2021 
  180. Goldsmith, Jill; Goldsmith, Jill (7 de junho de 2021). «Marvel's 'Black Widow' To Open With Expanded Aspect Ratio On Imax – Meaning A Bigger Picture». Deadline (em inglês). Consultado em 27 de junho de 2021 
  181. «Marvel Unveils Post-'Endgame' Slate with 'Eternals', 'Shang-Chi' and Multiple Sequels». The Hollywood Reporter (em inglês). 20 de julho de 2019. Consultado em 29 de março de 2021 
  182. a b McClintock, Pamela; McClintock, Pamela (11 de julho de 2021). «Box Office: 'Black Widow' Spins Record $80M U.S. Opening, Earns $60M on Disney+ Premier Access». The Hollywood Reporter (em inglês). Consultado em 16 de julho de 2021 
  183. Tartaglione, Nancy; Tartaglione, Nancy (10 de setembro de 2021). «'Shang-Chi' China Release Unlikely In Wake Of Unearthed Comments By Star Simu Liu; 'The Eternals' Hopes In Question». Deadline (em inglês). Consultado em 16 de setembro de 2021 
  184. D'Alessandro, Anthony; D'Alessandro, Anthony (5 de março de 2020). «Coronavirus Concern At The B.O.: After 'No Time To Die' Move, Could 'Black Widow' & 'F9' Be Next?». Deadline (em inglês). Consultado em 11 de março de 2020 
  185. Rubin, Rebecca; Rubin, Rebecca (17 de março de 2020). «'Black Widow' Release Pulled Amid Coronavirus Pandemic» (em inglês) 
  186. Donnelly, Adam B. Vary,Matt; Vary, Adam B.; Donnelly, Matt (17 de março de 2020). «Could Coronavirus Woes Take a Hammer to the Marvel Cinematic Universe?» (em inglês) 
  187. D'Alessandro, Anthony; D'Alessandro, Anthony (9 de setembro de 2020). «'Wonder Woman 1984': Exhibition Braces For Another Release Date Change During Pandemic Post-'Tenet'». Deadline (em inglês). Consultado em 29 de março de 2021 
  188. Lang, Rebecca Rubin,Brent; Rubin, Rebecca; Lang, Brent (15 de setembro de 2020). «'Black Widow' Eyes New Release Date, 'Soul' May Move to Disney Plus». Variety (em inglês). Consultado em 29 de março de 2021 
  189. D'Alessandro, Anthony; D'Alessandro, Anthony (11 de janeiro de 2021). «Marvel Boss Kevin Feige On 'Black Panther 2' Post Boseman, 'Black Widow' Release & Why Streaming Plans Won't Burn MCU At The B.O.». Deadline (em inglês). Consultado em 29 de março de 2021 
  190. Rubin, Rebecca; Rubin, Rebecca (11 de janeiro de 2021). «Hollywood Prepares to Delay Another Slew of Blockbusters». Variety (em inglês). Consultado em 29 de março de 2021 
  191. Eriksen, Kaare; Eriksen, Kaare (20 de janeiro de 2021). «The Film Release-Date Shifts to Expect Next in 2021». Variety (em inglês). Consultado em 29 de março de 2021 
  192. D'Alessandro, Anthony; D'Alessandro, Anthony (11 de fevereiro de 2021). «'Black Widow' Still On Course For Theatrical Release». Deadline (em inglês). Consultado em 29 de março de 2021 
  193. Rubin, Rebecca; Rubin, Rebecca (12 de fevereiro de 2021). «'Black Widow' vs. 'F9': Which Summer Blockbuster Will Blink First?». Variety (em inglês). Consultado em 29 de março de 2021 
  194. D'Alessandro, Anthony; D'Alessandro, Anthony (24 de fevereiro de 2021). «How The Marvel Cinematic Universe Calendar Is Shaping Up For 2021 & Beyond Between Movies & Streaming Series – TCA». Deadline (em inglês). Consultado em 29 de março de 2021 
  195. Goldsmith, Anthony D'Alessandro,Jill; D'Alessandro, Anthony; Goldsmith, Jill (10 de março de 2021). «'Black Widow': Disney Boss Bob Chapek, Once Again, Confirms That Pic's Current Summer Release Date Remains Unchanged». Deadline (em inglês). Consultado em 29 de março de 2021 
  196. Hayes, Dade; Hayes, Dade (17 de março de 2021). «Will 'Black Widow' Have Exclusive Movie Theater Run? It'll Be A "Last-Minute" Call, Disney CEO Bob Chapek Says». Deadline (em inglês). Consultado em 29 de março de 2021 
  197. Gartenberg, Chaim (25 de março de 2021). «Marvel couldn't wait any longer to kick off its next phase of movies and shows». The Verge (em inglês). Consultado em 29 de março de 2021 
  198. a b Gardner, Pamela McClintock,Eriq; McClintock, Pamela; Gardner, Eriq (29 de julho de 2021). «Scarlett Johansson Files Lawsuit Against Disney Over 'Black Widow' Release». The Hollywood Reporter (em inglês). Consultado em 30 de julho de 2021 
  199. Business, Frank Pallotta, CNN. «Scarlett Johansson is suing Disney over 'Black Widow' Disney+ release». CNN. Consultado em 30 de julho de 2021 
  200. «Atriz alega que seu contrato garantia lançamento exclusivo no cinema e que seu salário». O Globo. Consultado em 30 de julho de 2021 
  201. Schwartzel, Joe Flint and Erich (29 de julho de 2021). «Scarlett Johansson Sues Disney Over 'Black Widow' Streaming Release». Wall Street Journal (em inglês). ISSN 0099-9660. Consultado em 9 de agosto de 2021 
  202. Lee, Chris (3 de agosto de 2021). «What Does the Black Widow Lawsuit Mean for COVID-Era Movies?». Vulture (em inglês). Consultado em 9 de agosto de 2021 
  203. D'Alessandro, Anthony; D'Alessandro, Anthony (30 de julho de 2021). «'Black Widow' Scarlett Johansson Lawsuit: Actress' Agent Slams Disney For "Direct Attack On Her Character" & Leaving Talent Out Of Streaming Profit Equation». Deadline (em inglês). Consultado em 9 de agosto de 2021 
  204. a b Maddaus, Brent Lang,Gene; Lang, Brent; Maddaus, Gene (30 de julho de 2021). «'Black Widow' Legal Battle: Inside the Fallout After Scarlett Johansson Sues Disney». Variety (em inglês). Consultado em 31 de agosto de 2021 
  205. «Women in Film, ReFrame, Time's Up slam Disney's 'gendered character attack' on Scarlett Johansson». EW.com (em inglês). Consultado em 9 de agosto de 2021 
  206. «Scarlett Johansson's Lawsuit and Disney Brand 'Carnage': Is CEO Bob Chapek to Blame?». TheWrap (em inglês). 2 de agosto de 2021. Consultado em 9 de agosto de 2021 
  207. August 2, Sharon Waxman | (2 de agosto de 2021). «Inside Disney: How the Bob Iger-Bob Chapek Rift Led to the ScarJo Blunder». TheWrap (em inglês). Consultado em 9 de agosto de 2021 
  208. «Kevin Feige reportedly "angry and embarrassed" about Disney's handling of ScarJo». The A.V. Club (em inglês). Consultado em 9 de agosto de 2021 
  209. Hipes, Patrick; Hipes, Patrick (7 de agosto de 2021). «SAG-AFTRA President On Scarlett Johansson's 'Black Widow' Lawsuit: "Disney Should Be Ashamed"». Deadline (em inglês). Consultado em 9 de agosto de 2021 
  210. Littleton, Cynthia; Littleton, Cynthia (6 de agosto de 2021). «Disney Lawyer Daniel Petrocelli Calls 'Black Widow' Lawsuit an 'Orchestrated PR Campaign'». Variety (em inglês). Consultado em 9 de agosto de 2021 
  211. Gardner, Eriq; Gardner, Eriq (30 de julho de 2021). «Scarlett Johansson's 'Black Widow' Lawsuit Is Game-Changing, But May Be Legally Weak». The Hollywood Reporter (em inglês). Consultado em 9 de agosto de 2021 
  212. «Scarlett Johansson sues Disney over streaming of Black Widow». BBC News (em inglês). 30 de julho de 2021. Consultado em 9 de agosto de 2021 
  213. a b Gardner, Eriq; Gardner, Eriq (21 de agosto de 2021). «Disney Makes First Move in Scarlett Johansson's 'Black Widow' Suit». The Hollywood Reporter (em inglês). Consultado em 31 de agosto de 2021 
  214. a b c Patten, Dominic; Patten, Dominic (21 de agosto de 2021). «Scarlett Johansson Slams "Misogynistic" Disney Response As Mouse House Tries To Move 'Black Widow' Suit Behind Closed Doors – Update». Deadline (em inglês). Consultado em 31 de agosto de 2021 
  215. Siegel, Kim Masters,Tatiana; Masters, Kim; Siegel, Tatiana (30 de setembro de 2021). «Scarlett Johansson, Disney Settle Explosive 'Black Widow' Lawsuit». The Hollywood Reporter (em inglês). Consultado em 1 de outubro de 2021 
  216. Patten, Dominic; Patten, Dominic (30 de setembro de 2021). «Disney & Scarlett Johansson Resolve Bitter 'Black Widow' Profits Lawsuit; Big $$$ Win For Oscar Nominee». Deadline (em inglês). Consultado em 4 de outubro de 2021 
  217. «Scarlett Johansson Settles 'Black Widow' Lawsuit With DisneyTheWrap» (em inglês). Consultado em 4 de outubro de 2021 
  218. Trenholm, Richard. «Black Widow digital and Blu-ray release date comes early. Thanks, Marvel». CNET (em inglês). Consultado em 27 de julho de 2021 
  219. a b «Long Range Box Office Forecast: Marvel Studios' Black Widow». Boxoffice (em inglês). 18 de junho de 2021. Consultado em 20 de junho de 2021 
  220. D'Alessandro, Anthony; D'Alessandro, Anthony (7 de julho de 2021). «'Black Widow' Advance Ticket Sales Are Fandango's Best Of The Year To Date». Deadline (em inglês). Consultado em 9 de julho de 2021 
  221. «Domestic 2021 Weekend 28». Box Office Mojo. Consultado em 16 de setembro de 2021 
  222. «"Black Widow" Sets New Covid-Era Box Office Record With $80 Million». The Guardian Nigeria News - Nigeria and World News (em inglês). 13 de julho de 2021. Consultado em 16 de setembro de 2021 
  223. D'Alessandro, Anthony; D'Alessandro, Anthony (14 de julho de 2021). «'Black Widow' Captures Record Tuesday At Domestic Pandemic B.O.; MCU Title Expected To Reign Over 'Space Jam 2' – Update». Deadline (em inglês). Consultado em 27 de julho de 2021 
  224. D'Alessandro, Anthony; D'Alessandro, Anthony (15 de julho de 2021). «'Black Widow' Crosses $100M At Domestic B.O. In Record Time During Pandemic». Deadline (em inglês). Consultado em 27 de julho de 2021 
  225. «Domestic 2021 Weekend 29». Box Office Mojo. Consultado em 27 de julho de 2021 
  226. a b c D'Alessandro, Anthony; D'Alessandro, Anthony (18 de julho de 2021). «'Space Jam: A New Legacy' Steals Ball Away From 'Black Widow' With $31M+ Opening, Best For Family Pic & WB During Pandemic». Deadline (em inglês). Consultado em 27 de julho de 2021 
  227. Rubin, Rebecca; Rubin, Rebecca (18 de julho de 2021). «Movie Theater Owners Blame Marvel's 'Black Widow' Box Office 'Collapse' on Disney Plus Launch». Variety (em inglês). Consultado em 27 de julho de 2021 
  228. D'Alessandro, Anthony; D'Alessandro, Anthony (18 de julho de 2021). «'Black Widow' Posts Steepest 2nd Weekend B.O. Drop For Disney MCU Title; Studio Silent On PVOD Update As Piracy Impacts Pic». Deadline (em inglês). Consultado em 27 de julho de 2021 
  229. D'Alessandro, Anthony; D'Alessandro, Anthony (25 de julho de 2021). «Box Office Drops With 'Old', 'Snake Eyes', 'Black Widow' & 'Space Jam 2': But Is Delta Variant Or Dynamic Windows To Blame? – Update». Deadline (em inglês). Consultado em 27 de julho de 2021 
  230. McClintock, Pamela; McClintock, Pamela (24 de julho de 2021). «Box Office: 'Old' Slithers Past 'Snake Eyes' to Top Slow Weekend With $16.5M». The Hollywood Reporter (em inglês). Consultado em 27 de julho de 2021 
  231. D'Alessandro, Anthony; D'Alessandro, Anthony (8 de agosto de 2021). «'The Suicide Squad' Posts Best R-Rated Opening During Pandemic With $26.5M, But Worst For Franchise: Here's Why». Deadline (em inglês). Consultado em 16 de setembro de 2021 
  232. Komatsu, Mikikazu. «Japan Box Office: Tokyo Revengers Live-action Film Beats Godzilla vs. Kong, Black Widow». Crunchyroll. Consultado em 16 de setembro de 2021 
  233. D'Alessandro, Anthony; D'Alessandro, Anthony (12 de julho de 2021). «'Black Widow' Racks Up Near $33M In Samba TV U.S. Households». Deadline (em inglês). Consultado em 16 de julho de 2021 
  234. D'Alessandro, Anthony; D'Alessandro, Anthony (19 de julho de 2021). «'Black Widow' 10-Day U.S. Household Viewership Rises To 2M On Disney+ Premier, Samba TV Reports». Deadline (em inglês). Consultado em 27 de julho de 2021 
  235. Black Widow (2021) (em inglês), consultado em 30 de junho de 2021 
  236. Black Widow, consultado em 30 de junho de 2021 
  237. Tallerico, Brian. «Black Widow movie review & film summary (2021) | Roger Ebert». https://www.rogerebert.com/ (em inglês). Consultado em 30 de junho de 2021 
  238. Rooney, David; Rooney, David (29 de junho de 2021). «Scarlett Johansson in Marvel's 'Black Widow': Film Review». The Hollywood Reporter (em inglês). Consultado em 5 de julho de 2021 
  239. Rivera, Joshua (29 de junho de 2021). «Black Widow isn't too little, but it is too late». Polygon (em inglês). Consultado em 5 de julho de 2021 
  240. Kohn, Eric; Kohn, Eric (29 de junho de 2021). «'Black Widow' Review: Johansson and Pugh Share Banter and Badass Fights in Solid Bourne-Meets-Marvel Romp». IndieWire (em inglês). Consultado em 5 de julho de 2021 
  241. Hammond, Pete; Hammond, Pete (29 de junho de 2021). «'Black Widow' Review: Marvel Universe Starts Phase 4 With Action-Packed Sendoff For Scarlett Johansson's Avenger». Deadline (em inglês). Consultado em 27 de julho de 2021 
  242. James, Caryn. «Black Widow: the least Avenger-like movie in the series». www.bbc.com (em inglês). Consultado em 27 de julho de 2021 
  243. Perez, Allison Crist,Lexy; Crist, Allison; Perez, Lexy (23 de julho de 2021). «Golden Trailer Awards: 'A Quiet Place: Part II', 'Black Widow' Among Winners». The Hollywood Reporter (em inglês). Consultado em 27 de julho de 2021 
  244. «Women's Image Network ANNOUNCES its 23rd WOMEN'S IMAGE AWARDS FILM & TELEVISION NOMINEES». PRWeb. Consultado em 6 de setembro de 2021 
  245. «Marvel Studios Announces ASSEMBLED, a Behind-the-Scenes Look at the Making of the Marvel Cinematic Universe». Marvel Entertainment (em inglês). Consultado em 29 de março de 2021 
  246. «Everything Coming to Disney+ in October 2021». Movies (em inglês). Consultado em 6 de outubro de 2021 
  247. Aurthur, Adam B. Vary,Kate; Vary, Adam B.; Aurthur, Kate (10 de julho de 2021). «'Black Widow' Star and Director Break Down That Post-Credits Scene (SPOILERS)». Variety (em inglês). Consultado em 27 de julho de 2021 
  248. «Exclusive – Black Widow director says there could be a sequel, just not with Scarlett Johansson». Radio Times (em inglês). Consultado em 5 de julho de 2021