Lucrecia Martel

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita fontes confiáveis e independentes, o que compromete sua credibilidade (desde fevereiro de 2010). Por favor, adicione referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Lucrecia Martel durante coletiva de imprensa na Festa Literária Internacional de Parati, Rio de Janeiro.

Lucrecia Martel (província de Salta, Argentina, 14 de dezembro de 1966) é uma guionista e realizadora argentina.

Carreira[editar | editar código-fonte]

Durante a adolescência gostava de filmar a sua numerosa família, mas nunca pensou que poderia chegar a estudar cinema.

Em 1986 mudou-se para Buenos Aires para cursar a ENERC (Escola nacional de cinematografia). Realizou alguns curtas, entre eles Rey Muerto (1995), que recebeu vários prêmios em festivais internacionais.

Nos anos seguintes fez alguns documentários para a televisão e um programa infantil de humor negro, que recebeu prêmios da crítica argentina. Em 1999 recebeu o Sundance/NHK Filmaker Award pelo roteiro de La Ciénaga (O Pântano).

Já como uma diretora consagrada, em 2004, participou da Mostra Oficial do Festival de Cannes com seu segundo longa-metragem, La Niña Santa, que conta com a produção executiva dos irmãos Almodóvar.

Com seu talento e dedicação, Lucrecia Martel abriu caminho para muitos jovens da província de Salta que querem seguir seus passos.

Filmografia[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.