Quarteto Fantástico (2015)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Quarteto Fantástico
Fantastic Four
Cartaz promocional
 Estados Unidos
2015 •  cor •  100 min 
Direção Josh Trank
Produção Gregory Goodman
Simon Kinberg
Robert Kulzar
Hutch Parker
Matthew Vaughn
Roteiro Simon Kinberg
Jeremy Slater
Josh Trank
Baseado em Quarteto Fantástico,
de Stan Lee
e Jack Kirby
Elenco Miles Teller
Michael B. Jordan
Kate Mara
Jamie Bell
Toby Kebbell
Reg E. Cathey
Tim Blake Nelson
Género ação
aventura
fantasia
Música Marco Beltrami
Philip Glass
Companhia(s) produtora(s) 20th Century Fox
Constantin Film
Marvel Entertainment
Marv Films
1492 Pictures
Robert Kulzar Productions
TSG Entertainment
Distribuição 20th Century Fox
Lançamento Brasil 6 de Agosto de 2015
Portugal 6 de Agosto de 2015
Estados Unidos 7 de Agosto de 2015
Idioma inglês
Orçamento US$ 120 milhões
Receita US$ 168 milhões
Cronologia
Quarteto Fantástico e o Surfista Prateado
(2007)

Quarteto Fantástico[1][2] (no original em inglês: Fantastic Four) é um filme de ação estadunidense dirigido por Josh Trank e estrelado por Miles Teller, Kate Mara, Michael B. Jordan e Jamie Bell fazendo os papeis principais do filme como Sr. Fantástico, Mulher Invisível, Tocha Humana e o Coisa. Enquanto Toby Kebbell, Reg E. Cathey e Tim Blake Nelson completam o elenco principal. Trata-se do terceiro filme baseado na série de histórias em quadrinhos da Marvel Comics, o filme é um reboot da franquia, produzido pela Constantin Film e distribuído pela 20th Century Fox

Enredo[editar | editar código-fonte]

Reed Richards (Miles Teller) e Ben Grimm (Jamie Bell) são grandes amigos e têm trabalhado juntos em um teletransportador desde a infância, isso acaba atraindo a atenção de Professor Franklin Storm (Reg E. Cathey), diretor da Fundação Baxter, um instituto patrocinado pelo governo com o propósito de buscar jovens prodígios. Reed é recrutado para se juntar a eles e também para ajudar os filhos de Storm, a cientista Sue Storm (Kate Mara) e o técnico de Johnny Storm (Michael B. Jordan), a completar o "Portal Quântico" projetado por um protegido de Storm, Victor von Doom (Toby Kebbell), que aceita ajudar Storm devido a seus sentimentos não correspondidos por Sue.

O experimento é bem-sucedido, e o supervisor, Dr. Allen (Tim Blake Nelson), reúne um grupo de astronautas para se aventurar em uma dimensão paralela conhecida como "Planeta Zero". Desapontados por ter sido negada a chance de se juntar à expedição, Reed, Johnny e Victor recrutam Ben para ir com eles para o Portal Quântico e embarcar em uma viagem interdimensional ao Planeta Zero, lá eles aprendem que é um mundo cheio de substâncias estranhas. Victor tenta coletar uma amostra das substâncias, fazendo com que toda a estrutura que eles estão entre em colapso e no chão começa uma erupção com uma substância que parece uma lava verde.Victor não consegue escapar e cai dentro da lava. Reed, Johnny e Ben voltam para o transporte, enquanto isso Sue traz eles de volta à Terra. A máquina explode, alterando Reed, Sue, Johnny e Ben em um nível molecular-genético, proporcionando-lhes condições de super-humanos e habilidades além de seu controle. Eles são colocados sob custódia do governo e confinados a serem estudados. Culpando-se pelo acidente, Reed escapa pela saída de ar e torna-se um fugitivo, enquanto tenta, desesperadamente, encontrar uma cura.

Um ano depois, Reed é localizado na América Central por Sue e capturado por Ben, que se tornou uma ferramenta militar junto com Johnny e Sue. Johnny e Sue foram equipados com trajes especializados, um dos quais mais tarde Reed recebe, os trajes foram feitos para que eles controlem suas habilidades. Reed é trazido até a Área 57, onde o Dr. Allen recruta ele para abrir um outro portal para o Planeta Zero em troca de dar a Reed os recursos necessários para encontrar uma cura. Chegando no Planeta Zero, os exploradores enviados pelo Dr. Allen encontram Victor, que foi fundido com seu traje espacial e agora pode controlar os elementos, bem como ter telecinese, e o trazem de volta à Terra. Levado à loucura pela experiência e acreditando que a raça humana precisa ser destruída para que ele possa reconstruir o Planeta Zero à sua imagem, Victor escapa, matando cientistas e soldados na base, incluindo o Dr. Allen e o Professor Storm. Victor retorna ao Planeta Zero usando o Portal Quântico, com Ben, Johnny, Reed e Sue na perseguição.

No Planeta Zero, Victor ativa um portal, usando uma estrutura de pedras que ele construiu e que começa a consumir a paisagem da Terra. Ele é confrontado pelos quatro e, depois de uma batalha destrutiva, Ben dá um soco em Victor que vai parar no feixe de energia do portal, desintegrando-se, enquanto Johnny fecha o portal. Retornando à Terra, o grupo é recompensado por seu heroísmo, o grupo ganha uma nova base de operações do exército dos Estados Unidos. Eles decidem usar seus poderes para ajudar as pessoas e adotar o nome de "Quarteto Fantástico".

Elenco[editar | editar código-fonte]

Produção[editar | editar código-fonte]

A fotografia principal durou 72 dias, que começou no dia 05 de maio de 2014 no Centro de Mídia Celtic em Baton Rouge, Louisiana e terminou em 23 de agosto de 2014. O filme foi planejado para ser filmado em Vancouver, no Canadá, mas foi transferido para Louisiana devido aos incentivos fiscais à produção cinematográfica do estado. A conduta do diretor, Josh Trank, no set foi criticado, por ser muito isolado e indeciso.[3]

Lançamento[editar | editar código-fonte]

Bilheteria[editar | editar código-fonte]

O filme acumulou mundialmente US$ 167,977,596, sendo considerado um tremendo fracasso considerando que o orçamento da produção foi de US$ 120 milhões.[4]

Recepção crítica[editar | editar código-fonte]

O lançamento foi precedido de polêmica quando o elenco admitiu não ter assistido ao filme antes do lançamento. [5] Após as primeiras críticas negativas, o diretor Josh Trank culpou os estúdios 20th Century Fox por ter editado o filme sem seu consentimento, afirmando que "teria feito uma versão fantástica do filme, mas que nunca iriam ver".[6]

Atualmente, o filme tem uma média 9% de aprovação no Rotten Tomatoes, baseado em 19 críticas positivas e 193 negativas. O consenso dos críticos no site diz "Bobo e depressivo, este Quarteto Fantástico mostra uma terrivelmente desfocada direção para traduzir um quadrinho clássico sem o humor, alegria e emoção colorida que o fizeram tão memorável".[7]

Referências

  1. «Quarteto Fantástico». no AdoroCinema 
  2. Público. «Quarteto Fantástico». Cinecartaz. Consultado em 22 de julho de 2021 
  3. «Inside a 'Star Wars' Firing: 'Fantastic Four' Problems Led to Director Josh Trank's Ouster» (em inglês). Hollywood Reporter. Consultado em 8 de agosto de 2015 
  4. «Fantastic Four (2015) - Box Office Mojo». www.boxofficemojo.com. Consultado em 17 de maio de 2016 
  5. «Fantastic Four cast haven't seen the final film yet - and it's out in a few days» (em inglês). BBC. Consultado em 8 de agosto de 2015 
  6. «Fantastic Four director Josh Trank blames studio for poor reviews» (em inglês). The Guardian. Consultado em 8 de agosto de 2015 
  7. «Fantastic Four». www.rottentomatoes.com. 7 de agosto de 2015. Consultado em 17 de maio de 2016 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]