Catwoman

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Question book-4.svg
Esta página cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo (desde janeiro de 2019). Ajude a inserir referências. Conteúdo não verificável poderá ser removido.—Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Catwoman
Catwoman[1][2] (PRT)
Mulher-Gato[3] (BRA)
 Estados Unidos
2004 •  cor •  104[4] min 
Direção Pitof
Produção Denise Di Novi
Edward L. McDonnell
Roteiro John Brancato (história)
Michael Ferris (história)(história)
Theresa Rebeck (história)(história)
John Rogers
Baseado em Mulher-Gato de Bill Finger
Bob Kane
Elenco Halle Berry
Benjamin Bratt
Lambert Wilson
Frances Conroy
Alex Borstein
Sharon Stone
Gênero Ação
Fantasia
Música Klaus Badelt
Cinematografia Thierry Arbogast
Edição Sylvie Landra
Companhia(s) produtora(s) Village Roadshow Pictures
Di Novi Pictures
Distribuição Warner Bros. Pictures
Lançamento Estados Unidos 23 de julho de 2004
Brasil 13 de agosto de 2004[5]
Idioma inglês
Orçamento US$ 100 milhões
Receita US$ 82.102.379[6]
Site oficial

Catwoman (bra: 'Mulher-Gato'; prt: 'Catwoman') é um filme de ação e fantasia americano de 2004 dirigido por Pitof e distribuído pela Warner Bros. O filme é vagamente baseado na personagem da DC Comics com o mesmo nome, que é tradicionalmente uma anti-heroína e tem um interesse amoroso pelo super-herói Batman.[7] Este filme, entretanto, apresenta uma versão diferente da personagem. Dirigido por Pitof e escrito por John Rogers, John Brancato e Michael Ferris com a música de Klaus Badelt, o filme é estrelado por Halle Berry no papel principal, Benjamin Bratt, Lambert Wilson, Frances Conroy, Alex Borstein e Sharon Stone. O filme é centralizado em Patience Phillips, uma desenhista industrial de jeito mansa que descobre uma conspiração obscura dentro da empresa de cosméticos para a qual ela trabalha e que envolve um produto perigoso que pode causar problemas de saúde generalizados. Depois de ser descoberta e assassinada pelos conspiradores, ela é revivida por gatos egípcios que lhe concedem habilidades sobre-humanas que permitem que ela se torne a super-heroína Catwoman e salve a humanidade enquanto também se apaixona por um detetive da polícia que a persegue.[8]

Com a Warner Bros. avançando no desenvolvimento de Batman Forever em junho de 1993, um filme spin-off da Mulher-Gato foi anunciado. Michelle Pfeiffer foi definida para reprisar seu papel de Selina Kyle de Batman Returns,[9] enquanto o diretor Tim Burton, a produtora Denise Di Novi e o roteirista Daniel Waters também retornaram.[10] Em janeiro de 1994, Burton não tinha certeza de seus planos para dirigir Catwoman ou uma adaptação de "A Queda da Casa de Usher".[11] Em 16 de junho de 1995, Waters entregou seu roteiro de Catwoman para a Warner Bros., no mesmo dia Batman Forever foi lançado. Burton ainda estava sendo cortejado para dirigir. Em uma entrevista de agosto de 1995, Pfeiffer reiterou seu interesse no spin-off, mas explicou que suas prioridades seriam desafiadas como mãe e compromissos com outros projetos.[12] O filme ficou no desenvolvimento por anos, com Ashley Judd pronta para estrelar como Mulher-Gato em 2001,[13][14] mas acabou desistindo do papel.[15] Nicole Kidman também foi considerada para o papel depois que Judd saiu do projeto[16] até que Halle Berry fosse escolhida e a produção começasse.

As filmagens começaram no final de setembro de 2003. As filmagens aconteceram na 4th Street, no centro de Los Angeles, Califórnia, e Winnipeg, Manitoba, bem como no Lions Gate Film Studios, em Vancouver, na Colúmbia Britânica, e nos Warner Bros. Burbank Studios, 4000 Warner Boulevard, Burbank, Califórnia. A maioria dos gatos mostrados no filme veio de abrigos de animais em toda a Califórnia. As filmagens terminaram em 20 de fevereiro de 2004.[17] Berry iniciou um treinamento intensivo de fitness com Harley Pasternak em junho de 2003.[18] Berry recebeu instrução em movimento de gato pela coreógrafa Anne Fletcher,[17] que também supervisionou o treinamento de Berry no estilo brasileiro de artes marciais Capoeira que a atriz recebeu do instrutor Beto Simas, o Mestre Boneco.[5][18][19] Berry foi treinada para usar um chicote pelo técnico Alex Green.[18] O macacão usado pela personagem foi projetado pelo figurinista Angus Strathie juntamente com Berry, diretor Pitof e produtores Di Novi e McDonnell. Strathie explicou: "Queríamos que um guarda-roupa baseado na realidade mostrasse a progressão de recatada Patience para o sensual despertar de uma deusa guerreira sexy".[20] Halle Berry teria recebido US$12.5 milhões pelo filme.[19][21]

Produzido pela Village Roadshow Pictures e Di Novi Pictures, de Denise Di Novi, Catwoman foi lançado nos cinemas em 23 de julho de 2004 pela Warner Bros. Pictures e foi um fracasso crítico e comercial, arrecadando US$82 milhões contra um orçamento de US$100 milhões.[6] O filme recebeu sete indicações ao prêmio Framboesa de Ouro e ganhou nas categorias de pior filme, pior atriz, pior diretor e pior roteiro;[22] Halle Berry chegou à cerimônia para aceitar seu Framboesa de Ouro pessoalmente com seu Oscar de Melhor Atriz por Monster's Ball na mão e disse que aconselhou seu agente a ler os roteiros antes de aceitá-los.[23] Muitos críticos consideram que é um dos piores filmes de todos os tempos.[24][25]

Sinopse[editar | editar código-fonte]

Patience Phillips (Halle Berry) é uma tímida designer que trabalha numa empresa de cosméticos. Quando Patience acidentalmente descobre um segredo da empresa que trabalha, ela vê-se envolvida numa conspiração corporativa que não imaginara até então. O que acontece a seguir é a transformação de Patience, fazendo com que ela ganhe a força, agilidade, velocidade e sensibilidade de um gato. Com os seus novos poderes e a recém-ganha intuição felina, Patience torna-se a Mulher-Gato.

Elenco[editar | editar código-fonte]

Atores Personagem
Halle Berry Patience Phillips / Mulher-Gato
Benjamin Bratt Tom Lone
Sharon Stone Laurel Hedare
Lambert Wilson George Hedare
Frances Conroy Ophelia Powers / Catlady
Alex Borstein Sally
Michael Massee Armando
Byron Mann Wesley
Kim Smith Drina
Peter Wingfield Dr. Ivan Slavicky
Berend McKenzie Lance

Trilha Sonora[editar | editar código-fonte]

Hoobastank
Mis-Teeq
Zino and The Human Beat Box
Natasha Shneider

Recepção da crítica[editar | editar código-fonte]

Catwoman teve recepção geralmente desfavorável por parte da crítica especializada. No Rotten Tomatoes, o filme tem uma classificação de aprovação de 9% com base em 195 avaliações com uma classificação média de 3.1/10. O consenso crítico do site diz: "Halle Berry é o único ponto positivo, mas até ela não pode salvar este thriller de ação risível".[26] Em base de 35 avaliações profissionais, alcançou uma pontuação de 27% no Metacritic. Por votos dos usuários do site, atinge uma nota de 3.9, usada para avaliar a recepção do público, indicando "geralmente desfavoráveis ​​comentários".[27] As audiências pesquisadas pelo CinemaScore deram ao filme uma nota média de "B" na escala A+ a F.[28]

O filme recebeu sete indicações ao prêmio Framboesa de Ouro em 2005, incluindo a de pior atriz coadjuvante (Sharon Stone), o pior ator coadjuvante (Lambert Wilson) e o Pior Casal na Tela (Halle Berry e Benjamin Bratt ou Sharon Stone). Ele também ganhou nas categorias de pior filme, pior atriz (Halle Berry), pior diretor (Pitof) e pior roteiro. Halle Berry compareceu na cerimônia com seu Oscar de Melhor Atriz por Monster's Ball na mão e disse: "Em primeiro lugar, eu gostaria de agradecer a Warner Brothers. Obrigado por me colocar nessa grande merda, nesse filme horrível. Sabe, era exatamente disso que a minha carreira precisava. Eu estava no topo, e Mulher-Gato me levou ao fundo do poço".[29]

Um videogame baseado no filme foi publicado pela Electronic Arts UK e pela Argonaut Games. Apresentando os talentos de voz de Jennifer Hale,[30] o jogo variou do enredo do filme e recebeu críticas negativas muito parecidas com o filme.[31]

Em 2003, a Warner Bros. se aproximou de Boyd Kirkland para escrever um roteiro de um longa-metragem de animação de Catwoman para se relacionar com o lançamento do filme. Embora o roteiro tenha sido escrito, o projeto foi descartado devido à falha crítica e comercial do filme.[32]

Em 2006, para receber o prêmio de mulher do ano da companhia teatral Hasty Pudding Theatricals, da universidade de Harvard, Halle Berry foi forçada a fazer um juramente solene. A atriz teve que escrever algumas vezes numa lousa a frase "Eu não farei Mulher-Gato 2",[33]

Halle Berry não se arrependeu de ter interpretado a Mulher-Gato e disse que o dinheiro que ganhou por interpretar a personagem da DC Comics mudou sua vida e também lhe ensinou algumas lições valiosas. "Eu conheci tantas pessoas interessantes que eu não teria conhecido de outra forma. Eu aprendi duas artes marciais e aprendi o que não fazer. E aprender o que não fazer é tão importante quanto aprender o que fazer”, disse ela.[34]

Referências

  1. Catwoman no DVDPT (Portugal)
  2. Catwoman no PTGate (Portugal)
  3. Mulher-Gato no AdoroCinema (Brasil)
  4. «CATWOMAN (12A)». British Board of Film Classification. 28 de julho de 2004. Consultado em 18 de abril de 2016 
  5. a b «"Mulher Gato" estréia agressiva e sensual». Estadão on-line. 13 de agosto de 2004. Consultado em 18 de setembro de 2016 
  6. a b Catwoman (em inglês) no Box Office Mojo
  7. «6 Stupid Superhero Movie Recasts». Omglists.com. Consultado em 31 de janeiro de 2011 
  8. ESTRÉIA-Halle Berry e Sharon Stone brigam em "Mulher Gato" na UOL
  9. Michael Fleming (17 de junho de 1993). «Dish». Variety. Consultado em 14 de agosto de 2008 
  10. Michael Fleming (22 de julho de 1993). «Another life at WB for Catwoman and Burton?». Variety. Consultado em 14 de agosto de 2008 
  11. Michael Fleming (13 de janeiro de 1994). «Seagal on the pulpit may be too much for WB». Variety. Consultado em 14 de agosto de 2008 
  12. Tim Egan (6 de agosto de 1995). «Michelle Pfeiffer, Sensuous to Sensible». The New York Times. Consultado em 20 de abril de 2017 
  13. «Ashley Judd Talks 'Catwoman'». Killer Movies. 16 de abril de 2001. Consultado em 28 de julho de 2012 
  14. «Film Notes: Ashley Judd Takes on 'Catwoman'». ABC News. 3 de abril de 2001. Consultado em 28 de julho de 2012 
  15. «Halle Berry As... Catwoman?». The Daily Haggis. 15 de março de 2003. Consultado em 28 de julho de 2012 
  16. «Nicole Kidman Offered 'Catwoman' Role». Killer Movies. 5 de fevereiro de 2003. Consultado em 28 de julho de 2012 
  17. a b «CATWOMAN - Movie Production Notes...CinemaReview.com». www.cinemareview.com 
  18. a b c «CATWOMAN - Movie Production Notes...CinemaReview.com». www.cinemareview.com 
  19. a b A gata na capoeira
  20. «CATWOMAN - Movie Production Notes...CinemaReview.com». www.cinemareview.com 
  21. Nas garras de Halle Berry na Isto É Gente
  22. "Mulher-Gato" lidera os piores na Folha de S.Paulo
  23. Halle Berry comparece para receber a 'Framboesa de Ouro' no Virgula
  24. Jean Lowerison. «'Catwoman' The cat and the Bratt». San Diego Metropolitan. Consultado em 17 de janeiro de 2011. Arquivado do original em 24 de julho de 2011 
  25. Janet Kim (20 de julho de 2004). «Me-Ouch – Page 1 – Movies – New York». Village Voice. Consultado em 17 de janeiro de 2011 
  26. «Catwoman (2004)». Rotten Tomatoes 
  27. «Catwoman Reviews». Metacritic 
  28. «CinemaScore». cinemascore.com 
  29. 20 atores que se arrependeram de seus filmes no AdoroCinema
  30. Jennifer Hale [jhaletweets] (9 de julho de 2014). «@MattMcMuscles yep.» (Tweet) – via Twitter 
  31. «Catwoman for Xbox on Metacritic.com». Consultado em 24 de julho de 2012 
  32. «Archived copy». Consultado em 18 de novembro de 2016. Cópia arquivada em 30 de maio de 2015 
  33. Hasty Pudding Woman of the Year: Halle Berry em Boston.com
  34. Halle Berry diz que não se arrepende de fazer 'Mulher-Gato' por ter ganhado muito dinheiro na Revista Monet

Ligações externas[editar | editar código-fonte]