Toronto Raptors

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Toronto Raptors
Temporada da NBA de 2016–17
Conferência Conferência Leste
Divisão Divisão do Atlântico
Fundado 1995 (22 anos)
História Toronto Raptors
(1995-presente)
Arena Air Canada Centre
Cidade Toronto, Ontário
Cores do time Vermelho, Preto, Prata e Dourado[1]

                        

Dono(s) Maple Leaf Sports & Entertainment (MLSE)
Técnico Dwane Casey
Afiliado na D-League Raptors 905
Campeonatos 0
Títulos de Conferência 0
Títulos de Divisão 4 (2007, 2014, 2015 e 2016)

Toronto Raptors é uma equipe canadense de basquete profissional baseada em TorontoOntario. O Raptors disputa a National Basketball Association (NBA), como um membro da Conferência Leste. O time foi fundado em 1995, junto com o Vancouver Grizzlies, como parte da expansão da NBA para o Canadá. Quando os Grizzlies se mudaram para Memphis, Tennessee se tornando os Memphis Grizzlies em 2001, os Raptors se tornaram a única equipe canadense na NBA. Eles originalmente jogavam seus jogos em casa no SkyDome(renomeado Rogers Centre em 2005), até se mudarem para o Air Canada Centre em 1999.

Assim como todos os times de expansão, os Raptors tiveram dificuldades no começo dos anos, mas após a aquisição de Vince Carter através de uma troca no Draft da NBA de 1998, o time conquistou o recorde de público na liga na época e chegou aos playoffs em 2000, 2001 e 2002. Carter era a peça principal liderando ao recorde de vitórias da franquia na época, 47 e a uma vitória no primeiro round dos playoffs contra o Knicks.Durante a temporada de 2002-03 o time estava com muitas dificuldades e Carter foi trocado para o New Jersey Nets.

Após a saída de Carter, Chris Bosh surgiu como o líder do time. Em 2006–07, na primeira temporada de Bryan Colangelo como gerente geral, uma combinação de Bosh, e a primeira escolha geral do Draft de 2006 Andrea Bargnaniajudaram os Raptors a voltar aos playoffs após alguns anos, conquistando o título da divisão do atlântico com 47 vitórias. Na temporada de 2007-08, eles chegaram novamente aos playoffs, porém não conseguiram o mesmo nas cinco temporadas que seguiram. Em julho de 2010, Chris Bosh assinou um contrato com o Miami Heat, deixando Toronto na reestruturação novamente.

Após Masai Ujiri ser contratado como novo gerente geral em 2013, ele trocou Bargnani para o New York Knicks. Com uma dupla de armadores liderada por Kyle Lowry e DeMar DeRozan, os Raptors voltaram aos playoffs, venceram seu segundo título da divisão do atlântico e venceram um recorde da franquia de 48 vitórias em 2013-14. Porém, pela quarta vez consecutiva eles seriam eliminados no primeiro round dos playoffs. Em 2014-15, novamente eles venceram um recorde da franquia de 49 vitórias, porém, nos playoffs foram varridos por 4-0 pelo Washington Wizards. Na temporada de 2015-16, novamente, bateram o recorde da franquia com 56 vitórias, terminando na segunda posição na Conferência Leste, nos playoffs, venceram a primeira série mata-mata desde 2001, eliminando o Indiana Pacers em 7 jogos, na segunda rodada também bateram o Miami Heat em 7 jogos, chegando até a final da conferência, onde perderam para o eventual campeão, Cleveland Cavaliers, em 6 jogos.

História[editar | editar código-fonte]

Em 1993, a NBA decidiu se expandir para o Canadá, onde o único time havia sido o Toronto Huskies em 1946-47 que disputou a primeira partida da história da NBA contra o New York Knickerbockers. O empresário de Toronto John Bitove comprou a vaga para a cidade por US$125 milhões. Apesar de uma cogitação em reviver o nome dos Huskies, houve uma desistência pelo fato de que a logo seria parecido com o lobo do Minnesota Timberwolves. Após uma votação em todo o país, foi eleito Toronto Raptors - evocando o sucesso de Jurassic Park, onde um dos dinossauros proeminentes era o velociraptor. As cores escolhidas eram vermelho, roxo, preto e prata - a última no "tom Naismith", homeangeando o canadense que inventou o basquete.

O time começou a jogar em 1995, junto com outro time canadense, o Vancouver Grizzlies, e tendo o SkyDome como arena. A primeira temporada teve baixo rendimento, 21 vitórias e 61 derrotas, mas o time foi um dos poucos a derrotar o Chicago Bulls (que terminou com 72-10 na temporada) e Damon Stoudamire foi eleito novato do ano. O time continuou em baixa até conseguir Vince Carter no draft de 1998 - mesmo ano em que o time foi comprado pelo Maple Leaf Gardens, donos do time da NHL Toronto Maple Leafs. Carter foi eleito novato do ano na temporada 1998-99, e na temporada 1999-00, liderou o time - que incluía Antonio Davis, Dell Curry, Tracy McGrady e o veterano Muggsy Bogues - para seus primeiros playoffs, nos quais perderam para os New York Knicks. A temporada também foi a primeira jogada no Air Canada Centre, mais adequado para basquete que o SkyDome. O time voltou aos playoffs mais duas vezes, chegando às semifinais da Conferência Leste em 2000-01, e caindo na primeira rodada no campeonato seguinte. Ao mesmo tempo, o time se tornou o único canadense da NBA com a relocação dos Grizzlies para Memphis em 2001.

Em 2002-03, muitas lesões e desinteresse dos jogadores levaram à queda de rendimento, e o Raptors não se classificou para os playoffs. O baixo rendimento levaria a poder escolher no draft outra futura estrela, Chris Bosh - que virou líder do time após a saída de Carter antes da temporada 2004-05 (mesma em que o time convocou o brasileiro Rafael Araújo, que não correspondeu às expectativas). Antes da temporada 2006-07, o time convocou o italiano Andrea Bargnani e adquiriu T.J. Ford e Anthony Parker em negociações, e tirou o roxo dos uniformes, mudando sua cor primária para vermelho, ressaltando o fato de ser o único time da NBA no Canadá. Na mesma temporada, ganhou o título da Divisão do Atlântico e voltou aos playoffs após 5 anos (perdendo para o novo time de Carter, o New Jersey Nets), e se classificou novamente em 2007-08 (derrota para o Orlando Magic).

Alegoria do Raptor promovendo o NBA All-Star Game de 2016 em Toronto.

Apesar de negociações ambiciosas, como a contratação de Jermaine O'Neal, o time falhou na temporada 2008-09. Uma renovação, inclusive com a chegada de Hedo Türkoğlu, melhorou o desempenho em 2009-10, mas uma lesão de Bosh no final da temporada fez o Raptors perder a vaga nos playoffs por pouco. Em 2010, Bosh foi para o Miami Heat, e o Raptors teve um desempenho pífio com apenas 22 vitórias e o penúltimo lugar no Leste. As próximas duas temporadas foram igualmente frustrantes, até que em 2013 o gerente geral Masai Ujiri conseguiu reconstruir o Raptors como equipe competitiva. Bargnani foi mandado para o New York Knicks em troca de Marcus Camby, Steve Novak, Quentin Richardson e uma escolha no draft; Gary Forbes foi trocado por Kyle Lowry do Houston Rockets; e os jovens DeMar DeRozan e Jonas Valanciunas mostraram grande evolução. Os Raptors conseguiram 48 vitórias e venceram a divisão do Atlântico de novo. Nos playoffs, perderam em sete jogos para o Brooklyn Nets. Na temporada seguinte, Toronto teve seu melhor começo na história, fechando 2014 liderando o Leste com 24 vitórias e 8 derrotas. Ao final da temporada regular conquistaram o Atlântico pela terceira vez com um recorde de 49 vitórias, e garantiram o prêmio de Sexto Homem do Ano para Lou Williams. Os playoffs tiveram a primeira série em que os Raptors não ganharam nenhum jogo desde a inaugural em 2000, sendo varridos em 4 jogos pelo Washington Wizards.

Reforçados por Luis Scola, Bismack Biyombo, Cory Joseph e DeMarre Carroll, os Raptors tiveram sua melhor temporada em 2015-16, vencendo um recorde de 56 partidas e ficando atrás apenas do Cleveland Cavaliers no Leste. Na pós-temporada, apesar do Indiana Pacers forçar sete jogos os Raptors venceram a partida decisiva em Toronto, vencendo sua primeira série de playoffs em 15 anos. Nas semifinais de conferência, levaram mais sete partidas para bater o Miami Heat, classificando os Raptors para a final de conferência em sua 21a temporada. O adversário é o Cleveland Cavaliers.

Elenco[editar | editar código-fonte]

Toronto Raptors
Jogadores Comissão Técnica
Pos. # País Nome Altura Peso Universidade
F 20 Brasil Bruno Caboclo (DL) 2 06 m 93 kg Brasil
F 5 Estados Unidos DeMarre Carroll 2 03 m 96 kg Missouri
G/F 10 Estados Unidos DeMar DeRozan (C) 2 01 m 100 kg Southern California
F 3 Estados Unidos James Johnson 2 06 m 113 kg Wake Forest
G 6 Canadá Cory Joseph 1 91 m 86 kg Texas
G 7 Estados Unidos Kyle Lowry (C) 1 83 m 93 kg Villanova
C 92 Brasil Lucas Nogueira 2 13 m 100 kg Brasil
F/C 54 Estados Unidos Patrick Patterson 2 06 m 107 kg Kentucky
F/C 42 Áustria Jakob Pöltl 2 13 m 104 kg Utah
G 24 Estados Unidos Norman Powell 1 93 m 98 kg UCLA
G/F 31 Estados Unidos Terrence Ross 1 96 m 88 kg Washington
F 43 Camarões Pascal Siakam 2 06 m 104 kg New Mexico State
F 0 Estados Unidos Jared Sullinger (INJ) 2 06 m 118 kg Estado de Ohio
C 17 Lituânia Jonas Valančiūnas 2 13 m 116 kg Lituânia
G 23 Estados Unidos Fred VanVleet (DL) 1 83 m 88 kg Wichita State*
G 55 Estados Unidos Delon Wright (INJ) 1 96 m 86 kg Utah
Treinador
Assistente(s) Técnico(s)
Treinador(es) de atletismo
  • Scott McCullough

Legend
  • (C) Capitão
  • (DP) Escolha de Draft sem-assinatura
  • (FA) Free agent
  • (S) Suspenso
  • (DL) Na atribuição no afiliado na D-League
  • Machucado Machucado

ElencoTransações
Última transação: 11-01-2017

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

  1. «Raptors Unveil New Primary Logo» (Nota de imprensa). Toronto Raptors. 19 de dezembro de 2014. Consultado em 15 de maio de 2016