RK Vardar

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
RK Vardar
Handebol Handball pictogram.svg
Rk-vardar-logo.png
Informações
Cidade Macedónia do Norte Skopje
País Macedónia do Norte Macedônia do Norte
Competição Macedónia do Norte Liga SEHA
Fundação 1961
Pavilhão Jane Sandanski Arena, Skopje
(Capacidade: 7.500)
Resultados
Uniformes
[rkvardar.com.mk Página Oficial]

O RK Vardar é um clube de andebol sediado em Skopje, Macedónia do Norte, sendo o actual Campeão Europeu e campeão da Liga SEHA.[1] O Vardar é o clube com mais sucesso do seu país contanto com 13 campeonatos nacionais e 13 taças.

História[editar | editar código-fonte]

O RK Vardar foi fundado em 1961, como parte do Vardar Sports Club em Skopje, fundado em 1947. A equipa de andebol tornou-se uma potência no final dos anos 90, com a independência do país, tornando-se um dos dois clubes (sendo RK Pelister o outro) a dominar o panorama do andebol macedónio após a independência do país.

O Vardar tem participado regularmente na Liga dos Campeões da EHF desde 2001-02, sendo que na Taça dos Vencedores de Taças de Andebol Masculino da EHF atingiu as meias finais por 3 vezes. Com excepção do ano de 2005, quando chegaram ao 4º lugar, o clube conquistou o campeonato ou foi 2º da Superliga da Macedônia desde 1999. Em 15 de abril de 2012, Vardar derrotou o Metalurg na Zagreb Arena para se tornar o primeiro campeão da Liga SEHA.[2][3] Desde então, a equipa tem cinco títulos na Liga SEHA. O clube iniciou a nova temporada de 2013–14 com uma nova estrutura administrativa, entrando o investidor Sergey Samsonenko como novo proprietário e diretor desportivo do clube, enquanto Mihajlo Mihajlovski se tornou presidente honorário do clube e director da Liga SEHA.

A temporada de 2016–17 foi a mais bem-sucedida da equipa, tendo o Vardar conquistado a Liga dos Campeões EHF, a Liga SEHA regional, incluindo os dois principais campeonatos nacionais, a Super Liga Nacional de Andebol e a Taça Nacional de Andebol. Dois dias depois de vencer a Liga dos Campeões da EHF, a equipa comemorou a vitória com aproximadamente 150.000 pessoas numa cerimónia na Praça da Macedónia em Skopje. Por causa do enorme sucesso, Gjorgje Ivanov, na época Presidente da República da Macedónia, concedeu aos membros do Vardar uma Medalha de Mérito pelos resultados alcançados, principalmente pela conquista do título da Liga dos Campeões.

Na temporada 2018-19, a equipa conseguiu novamente vencer a Liga dos Campeões da EHF, a Liga regional SEHA e o principal campeonato nacional, a Super Liga de Andebol da Macedónia do Norte. Um dia depois de vencer a Liga dos Campeões da EHF, a equipa chegou ao país num jato particular e comemorou a vitória com aproximadamente 250.000 pessoas em uma cerimónia central na Praça da Macedónia em Skopje.

No entanto durante a temporada 2019-20, o investidor Sergey Samsonenko decidiu de investir no clube e retirar-se. Mihajlo Mihajlovski regressou ao clube com a missão de manter o clube no top do andebol europeu. A 4 de junho de 2020, Mihajlo Mihajlovski registou o clube com o a designação Vardar 1961.

Palmarés[editar | editar código-fonte]

Competições Europeias[editar | editar código-fonte]

Gold medal with cup.svg Campeão (2): 2016–17, 2018–19
Bronze medal with cup.svg Semi finais: 2017–18
Bronze medal with cup.svg Semi finais: 1998–99, 2004-2005, 2010-2011

Competições Nacionais[editar | editar código-fonte]

Gold medal with cup.svg Campeão (13): 1998–99, 2000–01, 2001–02, 2002–03, 2003–04, 2006–07, 2008–09, 2012–13, 2014–15, 2015–16, 2016–17, 2017–18, 2018–19
Gold medal with cup.svg Vencedor (13): 1997, 2000, 2001, 2003, 2004, 2007, 2008, 2012, 2014, 2015, 2016, 2017, 2018
Gold medal with cup.svg Vencedor (3): 2017, 2018, 2019

Outras Competições[editar | editar código-fonte]

Gold medal with cup.svg Vencedor (5): 2011–12, 2013–14, 2016–17, 2017–18, 2018–19
Silver medal with cup.svg Finalista: 2012–13, 2015–16
Bronze medal with cup.svg 3º lugar: 2017, 2019

Arena[editar | editar código-fonte]

O RK Vardar é o proprietário da Jane Sandanski Arena , onde jogam todos os jogos em casa na Liga dos Campeões da EHF, na Liga SEHA e nas competições domésticas. É um complexo moderno com um pavilhão desportivo de 7.500 lugares. Possui hotel próprio, centro de spa, hospital e piscina.

Jane Sandanski Arena

A arena recebeu o nome do revolucionário macedónio Jane Sandanski.  

Plantel[editar | editar código-fonte]

Plantel para época 2020–21

Participação nas competições europeuas[editar | editar código-fonte]

Liga dos Campeões da EHF[editar | editar código-fonte]

Época Ronda Clube Casa Fora Agregado:
1999–00 1/16 Suíça TV Suhr Handball 33–37 26–30 59–67
2001–02 R 2 Turquia ASKI Ankara 37–31 27–28 64–59
GM
(Grupo D)
Hungria Fotex KC Veszprém 24–27 22–27
Alemanha Sportclub Magdeburg 27–27 19–33
França S. O. Chambery 32–30 28–31
2002–03 QR 1 Bélgica HC Eynatten G.o.E. 32–24 31–28 63–52
QR 2 Noruega Sandefjord TIF 29–23 26–26 55–49
GM
(Grupo D)
Croácia RK Zagreb 25–28 25–30
Alemanha THW Kiel 27–26 23–34
Roménia "Fibrexnylon" Savinesti 26–25 26–38
2003–04
GM
(Grupo B)
Alemanha Sportclub Magdeburg 28–30 24–38
Espanha FC Barcelona 27–35 19–41
Islândia Haukar Hafnarfjördur 26–32 33–34
2004–05
GM
(Grupo A)
Espanha FC Barcelona 12–26 22–31
Hungria SC Pick Szeged 24–24 18–25
Roménia HCM Constanta 22–22 26–25
2007–08 QR 1 Estónia Pölva Serviti 37–22 30–30 67–52
GM
(Grupo C)
Suíça Kadetten Schaffhausen GCZ 27–26 30–36
Croácia HC Croatia Osiguranje-Zagreb 26–34 28–28
Espanha C.BM. Ademar Leon 29–28 21–28
2009–10 Q
(Grupo 1)
Turquia Besiktas JK 33–30
Montenegro HC Buducnost Podgorica 35–28
Bielorrússia HC Dinamo-Minsk 34–24
GP
(Grupo D)
Dinamarca KIF Kolding 25–32 21–28
Espanha Reale Ademar 24–31 28–37
Alemanha THW Kiel 23–33 23–39
Suíça GC Amicitia Zürich 22–22 31–24
Espanha F.C. Barcelona Borges 28–35 28–35
2013–14 GP
(Grupo C)
Espanha FC Barcelona 29–29 23–30
Bielorrússia HC Dinamo Minsk 30–22 24–26
França PSG Handball 24–24 25–35
Suíça Wacker Thun 32–25 37–24
Macedónia do Norte HC Metalurg 18–26 27–22
L16 Alemanha HSV Hamburg 28–28 30–29 58–57
QF Alemanha SG Flensburg-Handewitt 27–25 22–24 49–49
2014–15 GP
(Grupo C)
Eslovénia RK Celje Pivovarna Lasko 34–32 27–26
Rússia Chekhovskie Medvedi 39–28 39–34
Alemanha Rhein-Neckar Löwen 28–25 35–28
França Montpellier Agglomération Handball 30–26 34–34
Hungria MKB-MVM Veszprém 23–24 24–32
L16 Polónia Orlen Wisla Plock 31–20 26–32 57–52
QF Polónia KS Vive Tauron Kielce 20–22 31–33 51–55
2015–16 GP
(Grupo B)
França Montpellier HB 34–26 30–25
Hungria MOL-Pick Szeged 27–23 31–29
Suécia IFK Kristianstad 38–36 30–25
Alemanha Rhein-Neckar Löwen 25–19 27–28
Dinamarca KIF Kolding Kobenhavn 34–24 31–33
Polónia KS Vive Tauron Kielce 34–24 20–23
Espanha FC Barcelona Lassa 25–27 30–31
L16 Polónia Orlen Wisla Plock 25–24 30–30 55–54
QF Hungria MVM Veszprém 26–29 30–30 56–59
2016–17 GP
(Grupo B)
Suécia IFK Kristianstad 32–29 28–23
Bielorrússia HC Meshkov Brest 31–27 26–30
Eslovénia RK Celje Pivovarna Lasko 35–30 32–26
Hungria MOL-Pick Szeged 30–27 23–21
Croácia PPD Zagreb 25–20 27–28
Polónia KS Vive Tauron Kielce 40–34 24–27
Alemanha Rhein-Neckar Löwen 26–29 33–27
QF Alemanha SG Flensburg-Handewitt 35–27 26–24 61–51
SF (F4) Espanha FC Barcelona Handbol 26–25
F (F4) França PSG Handball 24–23
2017–18 GP
(Grupo A)
Polónia Orlen Wisla Plock 31–31 26–22
França HBC Nantes 27–23 26–27
Croácia PPD Zagreb 28–21 29–23
Hungria MOL-Pick Szeged 34–30 26–26
Espanha FC Barcelona Handbol 27–24 28–29
Suécia IFK Kristianstad 31–15 26–23
Alemanha Rhein-Neckar Löwen 30–26 21–21
QF Alemanha THW Kiel 27–28 29–28 56–56
SF (F4) França Montpellier HB 27–28
3rd (F4) França PSG Handball 28–29
2018–19 GP
(Grupo A)
França Montpellier HB 33–27 27–24
Suécia IFK Kristianstad 33–25 32–30
Hungria Telekom Veszprém 27–29 27–25
Alemanha Rhein-Neckar Löwen 29–27 30–27
Polónia PGE Vive Kielce 28–27 27–31
Bielorrússia HC Meshkov Brest 30–23 31–31
Espanha Barça Lassa 26–30 26–34
L16 Croácia PPD Zagreb 32–30 27–18 59–48
QF Hungria MOL-Pick Szeged 31–23 25–29 56–52
SF (F4) Espanha Barça Lassa 29–27
F (F4) Hungria Telekom Veszprém 27–24
2019–20 GP
(Grupo B)
França Montpellier HB 27–31 33–31
Portugal FC Porto Sofarma 32–27 22–30
Ucrânia HC Motor Zaporizhia 38–28 31–30
Alemanha THW Kiel 20–31 23–34
Hungria Telekom Veszprém 29–38 30–39
Bielorrússia HC Meshkov Brest 36–31 22–31
Polónia PGE Vive Kielce 28–28 25–35

Taça EHF[editar | editar código-fonte]

Época Ronda Clube Casa Fora Agregado:
1994–95 1/16 Espanha BM Granollers 35–31 23–34 58–65
1995–96 ER Bulgária HC Shoumen 29–24 30–26 59–50
1/16 Croácia Zadar Gortan 31–31 24–33 55–64
2011–12 R2 Bósnia e Herzegovina HC Izvidac 27–25 26–29 53–54
2012–13 R2 Chéquia Lovosice 36–19 24–25 60–44
R3 Alemanha SC Magdeburg 28–26 27–30 55–56

Taça das Taças da EHF[editar | editar código-fonte]

Época Ronda Clube Casa Fora Agregado:
1997–98 1/16 Suécia IF Guif Eskilstuna 29–28 25–28 54–56
1998–99 1/16 Suécia IFK Skövde HK 10–0 22–23 32–23
1/8 Eslovénia Gorenje Velenje 29–23 24–28 53–51
1/4 França Sporting Toulouse 31 26–19 24–27 50–46
1/2 Espanha Prosesa Ademar León 27–29 20–35 47–64
2004–05 1/8 Dinamarca FCK Handbold Kopenhagen 27–23 29–28 56–51
1/4 Croácia Medvescak Infosistem Zagreb 36–20 31–26 67–46
1/2 Croácia RK Zagreb 23–21 26–34 49–55



Referências

  1. «Perfil na Eurohandball». Consultado em 17 de outubro de 2016 
  2. «Vardar is the SEHA League champion!». Borjan Zafirovski. Consultado em 15 de abril de 2012. Cópia arquivada em 20 de abril de 2012  Parâmetro desconhecido |url-status= ignorado (ajuda)
  3. «Вардар ПРО победник СЕХА лигата». МИА. Consultado em 16 de abril de 2012 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]