Raimundo Pereira

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Raimundo Pereira

Raimundo Pereira (Bissau, 28 de agosto de 1956) é um advogado e político da Guiné-Bissau, membro do Partido Africano para a Independência da Guiné e Cabo Verde.[1]

Depois do assassinato do presidente João Bernardo Vieira por membros do exército em 2 de março de 2009, o exército declarou Raimundo Pereira como Presidente da Assembleia Nacional do Povo da Guiné-Bissau, sucedendo a João Bernardo Vieira na chefia do Estado, segundo a constituição.[2] Tomou posse do cargo no mesmo dia e convocou eleições para os próximos 60 dias.[3]

Assumiu, de novo, a presidência interina, a partir de 9 de janeiro de 2012, aquando da morte de Malam Bacai Sanhá.[4]


Referências

  1. BIOGRAFIAS DOS PRESIDENTES DOS PARLAMENTOS (em português). Visitado em 9 de abril de 2011.
  2. Guinea-Bissau president shot dead BBC News, 2-3-2009 ((em inglês))
  3. http://news.bbc.co.uk/2/hi/africa/7918061.stm
  4. publico.pt (9-1-2012). Morreu Presidente da Guiné-Bissau 9-1-2012. Visitado em 9-1-2012.


Precedido por
João Bernardo Vieira
Presidente da Guiné-Bissau
Interino

2009
Sucedido por
Malam Bacai Sanhá
Precedido por
Malam Bacai Sanhá
Presidente da Guiné-Bissau
Interino

2012
Sucedido por
Mamadu Ture Kuruma
como Presidente do Comando Militar