Randi Zuckerberg

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Randi Zuckerberg

Randi Jayne Zuckerberg[1] (nascida em 28 de Fevereiro de 1982) é uma empresária americana. Ela é ex-diretora de desenvolvimento de mercado e porta-voz do Facebook e irmã do co-fundador e CEO da empresa, Mark Zuckerberg. Antes de trabalhar no Facebook, ela foi palestrante no programa de TV Forbes on Fox. Ela é fundadora e CEO da Zuckerberg Media, editora-chefe (EIC) da Dot Complicated, um site sobre estilo de vida digital,[2] e criadora de Dot., uma série de animação de TV sobre uma menina que usa tecnologia para melhorar suas experiências educacionais e atividades recreativas..[3]

Carreira[editar | editar código-fonte]

Pré-Facebook[editar | editar código-fonte]

Randi Zuckerberg

Depois de se formar em Harvard, Randi Zuckerberg trabalhou por dois anos em marketing para a firma de publicidade Ogilvy & Mather. Ela afirma em artigos e entrevistas que para ela, era um emprego dos sonhos, em que ela gostava do trabalho e estava em bom caminho para o avanço profissional.

Facebook[editar | editar código-fonte]

No final de 2004, o irmão de Randi, Mark, pediu-lhe para se juntar a ele em sua startup chamada Facebook. Randi assumiu uma posição que exigia realocação e corte no pagamento, mas com opções de ações. Ela afirma que inicialmente pensou que seria uma posição temporária que poderia durar seis meses. Contudo, ela permaneceu no Facebook até Agosto de 2011.[carece de fontes?]

Classificada entre os 50 "Digital Power Players" pela revista The Hollywood Reporter em 2010,[4] Randi organizou e também foi correspondente dos debates das primárias presidenciais do Partido Democrata e do Partido Republicano, promovidos pela parceria ABC/Facebook em 2008. Ela também foi correspondente na Inauguration Day Partnership em 2009, pela CNN/Facebook; no evento Comcast Facebook Diaries;[5] e na Convenção Nacional Democrata (DNC) e nas Convenções Nacionais Republicanas de 2008, pelo Facebook.[6]

Adotando uma posição politicamente neutra,[6] Randi disse ao Wall Street Journal que sua equipe de jornalistas do Facebook foi tratada na Convenção Democrata "como astros do rock".[7] Na noite de 2 de Novembro de 2010, Randi trabalhou em um town hall reunido pela ABC News como parte de sua cobertura televisiva das eleições nacionais dos Estados Unidos.[6]

Pós-Facebook[editar | editar código-fonte]

Em Agosto de 2011, Randi renunciou ao Facebook e anunciou sua nova empresa de mídia social, chamada "Zuckerberg Media". Desde o início da Zuckerberg Media, Randi tem produzido shows e conteúdo digital para a BeachMint, a Clinton Global Initiative, o Cirque du Soleil, as Nações Unidas, a Condé Nast e a Bravo.[2]

Escritora[editar | editar código-fonte]

Randi é autora de Spark Your Career in Advertising. Em Setembro de 2013, ela lançou seus primeiros livros pela HarperCollins: um livro de não-ficção adulto intitulado Dot Complicated e um livro ilustrado infantil chamado Dot., sobre uma menina aficionada por tecnologia.[2]

Aparições na TV[editar | editar código-fonte]

Em 2007, Zuckerberg apareceu com Irina Slutsky e David Prager em um vídeo de paródia musical, cantando sobre o recém-lançado iPhone.[8]

Zuckerberg apareceu no programa de TV Today Show em 26 de Janeiro de 2016 em um segmento intitulado "2016 Netiquette", no qual ela discutiu a etiqueta dos dias modernos na Internet.[9]

Dubladora[editar | editar código-fonte]

No episódio A Song For Everyone da animação Dot. ela dubla a personagem "Ms. Randi", professora de música de Dot que organiza o coral das crianças no centro comunitário.[10]

Perspectivas[editar | editar código-fonte]

Em 2011, Randi Zuckerberg defendeu a abolição do anonimato na Internet para proteger crianças e jovens adultos do cyberbullying. Randi explicou como o anonimato protege os perpetradores.[11][12]

Vida Pessoal[editar | editar código-fonte]

Zuckerberg e seu marido Brent Tworetzky têm dois filhos, Asher e Simi. A família reside em Nova York.[13]

Ver Também[editar | editar código-fonte]

  • Dot. - série de animação criada por Randi Zuckerberg.

Ligações Externas[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Finkel, Adam (11 de outubro de 2009). «Portrait of an Internet Strategist: Randi Jayne Zuckerberg». PresenTense.org 
  2. a b c «Dot Complicated Books». Zuckerberg Media. Consultado em 12 de setembro de 2013. Arquivado do original em 5 de setembro de 2013 
  3. Joseph Steinberg (28 de outubro de 2016). «Meet Dot: The New Cartoon Helping Girls Go Into Tech». Inc. Consultado em 23 de dezembro de 2016 
  4. Erro de citação: Código <ref> inválido; não foi fornecido texto para as refs de nome ToKeynote
  5. «Randi Zuckerberg». CrunchBase.com. Consultado em 6 de novembro de 2010 
  6. a b c May, Caroline (2 de novembro de 2010). «Randi Zuckerberg talks Facebook and the elections ahead of ABC town hall». Daily Caller 
  7. Geron, Tomio (29 de maio de 2009). «With 'Geek' In The White House, Will Pols Get Social Media Message?». Wall Street Journal 
  8. «Dontcha Wish Your Cell Phone Was Hot Like Me? :: Geek Entertainment TV». geekentertainment.tv 
  9. «Today Show Week of January 25, 2016». 26 de janeiro de 2016 
  10. «A Song For Everyone». Dot. Episódio 13. 6 de dezembro de 2016 
  11. "People behave a lot better when they have their real names down ... I think people hide behind anonymity and they feel like they can say whatever they want behind closed doors." «Kopf des Tages: Randi Zuckerberg - Abschied vom kleinen Bruder, Seite 2». FTD.de. Consultado em 16 de setembro de 2011. Arquivado do original em 2 de abril de 2012 
  12. «Anonymität im Netz von allen Seiten unter Beschuss - Aus für Pseudonyme? - Internet». krone.at. Consultado em 16 de setembro de 2011 
  13. Vespoli, Lauren (11 de março de 2016). «Dot Mom». New York Family. Consultado em 4 de abril de 2014