Regine Limaverde

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Regine Limaverde
Nome nativo Regine Helena Silva dos Fernandes Vieira
Nascimento 14 de março de 1947 (73 anos)
Fortaleza
Cidadania Brasil
Alma mater Universidade Federal do Ceará, Universidade de São Paulo
Ocupação bióloga, professora, poetisa, escritora
Prêmios Academia Cearense de Letras
Empregador Instituto de Ciências do Mar

Regine Limaverde (Fortaleza, 14 de março de 1947), é uma bióloga, professora, poetisa e contista brasileira, tendo publicado até agora 18 livros.[1][2][3]

Biografia[editar | editar código-fonte]

Regine Helena Silva dos Fernandes Vieira nasceu no dia Nacional da Poesia. É formada em Ciências Biológicas pela Universidade Federal do Ceará, com mestrado em Tecnologia de Alimentos (1985) e doutoramento em Microbiologia pela Universidade de São Paulo (1986).[4][5] [6]

Professora universitária titular no curso de Engenharia de Pesca da UFC, pesquisadora do Laboratório de Ciências do Mar (da Universidade Federal do Ceará). Membro da Associação dos Escritores Profissionais do Estado do Ceará. Pertence à Academia Cearense de Letras, à Academia Cearense da Língua Portuguesa, e à Academia de Letras e Artes do Nordeste.[7][8][9][10]

Obras[editar | editar código-fonte]

  • Rio em Cheia, (1980),
  • Ressurgências, (1982),
  • Estrela de Vidro, (1984), Prêmio Estado do Ceará,
  • Mar de Sargaços, (1985),
  • Poemas Quaternários, (1990),
  • As Leves e Duras Quedas do Amor, (1992),[11]
  • Caleidoscópio, (1995),
  • O Limo e a Várzea, (1998),[12]
  • Eternas Lanternas do Tempo, (2012),
  • Canção do Amor Inesperado, (2014),
  • Dentro de Mim, o Mar, (2017),

Homenagens[editar | editar código-fonte]

  • Prêmio Estado do Ceará em poesia (1983),
  • Prêmio Osmundo Pontes (1997),
  • Prêmio Gente de Bem Fica para Sempre (destaque poesia) em 2000.

Referências

  1. «Regine Limaverde – Academia Cearense da Língua Portuguesa». aclp.com.br. Consultado em 4 de outubro de 2018 
  2. Feitosa, Soares. «Jornal de Poesia - Regine Limaverde». www.jornaldepoesia.jor.br. Consultado em 4 de outubro de 2018 
  3. «AllAboutArts | TudoSobreArtes | Regine Limaverde». www.allaboutarts.com.br. Consultado em 4 de outubro de 2018 
  4. User, Super. «Fortaleza: (Nascimento) Regine Limaverde». portal.ceara.pro.br (em inglês). Consultado em 4 de outubro de 2018 
  5. Blocos. «Regine Limaverde - Cidades brasileiras - Crato - Poesia - Blocos». www.blocosonline.com.br. Consultado em 4 de outubro de 2018 
  6. A poesia cearense no século XX: antologia. [S.l.]: FCF. 1996. ISBN 9788531204876 
  7. Limaverde, Regine. «O Erotismo na Literatura Feminina» (PDF). academiacearensedeletras.org.br/. Consultado em 4 de outubro de 2018 
  8. «Regine Limaverde: a força do lirismo - Caderno 3 - Diário do Nordeste». Diário do Nordeste. Consultado em 5 de outubro de 2018 
  9. «O amor e o erotismo na poesia de Regine». www20.opovo.com.br. Consultado em 5 de outubro de 2018 
  10. «Regine Limaverde Lourdinha Leite Barbosa». Tapis Rouge 
  11. As leves e duras quedas do amor. [S.l.]: Editora Blocos. 1992 
  12. Limaverde, Regine (1998). O limo e a várzea (em inglês). [S.l.]: UFC