Rifle Sharps

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Um Rifle Sharps Model 1859.

Rifle Sharps é uma desginação genérica para uma série de rifles de tiro único e grosso calibre. Os rifles Sharps foram reconhecidos pela precisão a longo alcance. Em 1874, o rifle estava disponível em uma variedade de calibres e havia sido adotado pelos exércitos de várias nações. Esse foi um dos poucos projetos bem-sucedidos de transição para uso de cartuchos metálicos.

Os rifles Sharps se tornaram ícones do Velho Oeste americano devido a sua aparição em muitos filmes e livros do gênero Western. Talvez como resultado, várias empresas fabricantes de armas, oferecem atualmente reproduções do Rifle Sharps.

Histórico[editar | editar código-fonte]

Um Rifle Sharps Model 1852 aberto para carregamento e duas fitas de espoleta.

A história dos rifles Sharps teve início com um desenho de Christian Sharps, patenteado em 12 de Setembro de 1848,[1] entrando em produção na A. S. Nippes de Mill Creek, Filadélfia em 1850[2] e depois de vários modelos e muitas unidades fabricadas, teve a produção interrompida em 1881.

O segundo modelo, lançado em 1851, usava a espoleta de fita Maynard, e era produzido pela Robbins & Lawrence Company em Windsor, Vermont, onde o Model 1851 foi desenvolvido para produção em massa. Rollin White, da R&L Co., inventou o bloco da culatra e o dispositivo de auto engatilhar para o modelo 1851, chamado de "box-lock". Essa iniciativa é conhecida como "Primeiro Contrato", que era para 10.000 carabinas do modelo 1851 - das quais aproximadamente 1.650 foram produzidos pela R&L em Windsor.[2]

Ainda em 1851, o "Segundo Contrato" foi feito para 15.000 rifles e a Sharps Rifle Manufacturing Company foi criada como uma holding com capital de US $ 1.000 tendo John C. Palmer como presidente, Christian Sharps como engenheiro e Richard S. Lawrence como mestre armeiro e superintendente de produção. Christian Sharps receberia royalties de US $ 1 por arma produzida e a fábrica foi construída na propriedade da R&L Co. em Hartford, Connecticut.[2]

O Model 1851 foi seguido pelo Model 1853. Christian Sharps deixou a empresa em 1855 para formar sua própria empresa, a "C. Sharps & Company" na Filadélfia; Richard S. Lawrence continuou como o principal armeiro até 1872 e desenvolveu os vários modelos Sharps e suas melhorias que tornaram o rifle famoso.[2] Em 1874, a empresa foi reorganizada e rebatizada como "The Sharps Rifle Company" e permanecendo em Hartford até 1876, quando se mudou para Bridgeport, Connecticut.[2]

Uma Carabina Sharps Model 1863 no calibre .50-70.

O rifle Sharps desempenharia um papel proeminente no conflito conhecido como "Bleeding Kansas" ("Kansas sangrando") durante a década de 1850, particularmente nas mãos das forças anti-escravidão. Os rifles Sharps fornecidos às facções anti-escravidão ganharam o apelido de "Beecher's Bibles" ("Bíblias de Beecher"), em homenagem ao famoso abolicionista Henry Ward Beecher.

O Sharps Model 1874 foi um rifle particularmente popular que levou à introdução de vários derivados em rápida sucessão. Ele suportava um grande número de cartuchos de calibre .40 a .50 em uma variedade de cargas e comprimentos de cano.[3][4]

Hugo Borchardt projetou o Sharps-Borchardt Model 1878, o último rifle fabricado pela Sharps Rifle Co. antes de seu fechamento em 1881.[2]

Reproduções dos cartuchos de papel, dos rifles e carabinas Sharps M1859 e M1863, do rifle de cartucho metálico M1874 e do Sharps-Borchardt Model 1878 estão sendo fabricadas hoje. Elas são usadas ​em encanações da Guerra Civil, na caça e no tiro ao alvo.[5]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. IMPROVEMENT IN BREECH-LOADING FIRE-ARMS retrieved 20 September 2008 from Google.
  2. a b c d e f Flayderman, Norm (2007). Flayderman's Guide to Antique American Firearms and Their Values. Iola, Wisconsin: F&W Media International. p. 193–196. 752 páginas. ISBN 978-0896894556 
  3. Walter, John (2005). The Guns That Won the West: Firearms on the American Frontier, 1848-1898. [S.l.]: Greenhill Books. p. 129–133. 288 páginas. ISBN 978-1-85367-692-5 
  4. Boorman, Dean K. (1 de novembro de 2004). Guns of the Old West: An Illustrated History. [S.l.]: Globe Pequot Press. p. 44–47. 128 páginas. ISBN 978-1-59228-638-6 
  5. Bridges, Toby (2008). «The Rebirth of Old Reliable - The Sharps Rifle». In: Ken Ramage. Gun Digest 2009: The World's Greatest Gun Book. Iola, Wisconsin: F&W Media International. p. 87–93. 560 páginas. ISBN 978-0-87349-589-9 

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Rifle Sharps
Este artigo relativo a armas de fogo é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.