Roberto Pompeu de Toledo

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta biografia de uma pessoa viva não cita as suas fontes ou referências, o que compromete sua credibilidade. (desde agosto de 2015)
Ajude a melhorar este artigo providenciando fontes confiáveis e independentes. Material controverso sobre pessoas vivas sem apoio de fontes confiáveis e verificáveis deve ser imediatamente removido, especialmente se for de natureza difamatória.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Roberto Pompeu de Toledo
Nascimento 1944 (73 anos)
São Paulo,  Brasil
Nacionalidade Brasil Brasileiro
Ocupação Jornalista
Género literário Romance, conto
Magnum opus A Capital da Solidão

Roberto Pompeu de Toledo (São Paulo, 1944) é um jornalista brasileiro.

Formado em 1966, trabalhou por pouco tempo na Rádio Bandeirantes e depois na Rádio Eldorado, ambas na cidade de São Paulo. Após trabalhou no Jornal da Tarde e em seguida, foi para a revista Veja.

Depois trabalhou no efêmero Jornal da República e na revista IstoÉ, nesta como redator-chefe. Voltou para a Veja e saiu novamente, para ser o editor-executivo do Jornal do Brasil. Retornou à Veja pela terceira vez, sendo o editor da seção Internacional, editor-executivo e correspondente em Paris.

Em 2007 é editor especial da revista Veja. Faz reportagens especiais e mantém uma coluna na revista, publicada na última página, a cada dois números.

Obras[editar | editar código-fonte]

  • À Sombra da Escravidão
  • Surpresa
  • A Capital da Solidão (2003)
  • O Presidente Segundo o Sociólogo
  • Leda (2006)
  • A Capital da vertigem - Uma história de São Paulo de 1900 a 1954 (2015)
Ícone de esboço Este artigo sobre um(a) jornalista é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.