Roberto Roberti

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Roberto Roberti (Rio de Janeiro, 9 de agosto de 191516 de agosto de 2004) foi um compositor brasileiro.[1]

Carioca da Tijuca, filho de Santo Roberti e Yolanda Lopes Roberti, começou a compor em 1935. Como compositor de MPB, fez música de qualidade numa época em que a rivalidade era muito acirrada.

Compôs com vários colegas, vários tipos de música, especialmente sambas e marchas de Carnaval. Teve como parceiro mais constante o compositor Arlindo Marques Jr., e a dupla fez muito sucesso, principalmente nas décadas de 30, 40 e 50, com notáveis composições. Em junho de 1935, Carmem Miranda gravou o samba Queixas de Colombina e a marcha Foi numa noite assim.

Em 20 de outubro de 1938, Roberto Roberti e vários outros autores deram o primeiro passo para a formação da Associação Brasileira de Compositores e Autores (ABCA). Em 22 de junho de 1942, fundaram finalmente a União Brasileira de Compositores (UBC).

Maiores sucessos[editar | editar código-fonte]

  • Abre a janela, com Arlindo Marques Jr., gravado por Orlando Silva
  • Até papai, com A. M. Jr. e Jorge Murad, gravado por Joel e Gaúcho
  • Aurora, com Mário Lago, gravado por Joel e Gaúcho
  • Bendito amor, com Osvaldo Santiago
  • Cadê o amor, com Ayrton Borges
  • Capelinha do coração, com A. M. Jr.
  • Ela vai à feira, com Almanir Greco
  • Encontrei minha amada, com A. M. Jr.
  • Enquanto houver Mangueira, com A. M. Jr.
  • Eterno Natal, com Osvaldo Santiago
  • Eu não posso ver mulher, com Osvaldo Santiago
  • Eu quero ver é a pé, com Mário Lago, gravado por Arnaldo Amaral
  • Eu trabalhei, com Jorge Faraj, grabado por Orlando Silva
  • Falaram tanto da Bahia, com A. M. Jr.
  • Isaura, com Herivelto Martins, gravado por Francisco Alves
  • Lá vem o Ipanema, com A. M. Jr. e Marina Batista
  • Mangueira, com Nelson Cavaquinho
  • Martírio, com A. M. Jr. e Wilson Batista
  • Montanha russa, com A. M. Jr.
  • Música maestro, com A. M. Jr.
  • Não dou liberdade a mulher, com Waldemar de Abreu (Dunga)
  • Não vou pra casa, com Antônio Almeida
  • Nega pelada, me deixa, com A. M. Jr., gravado por Araci de Almeida
  • Nós, os carecas, com A. M. Jr., gravado pelos Anjos do Inferno
  • O divórcio está aí, com Ayrton Borges
  • O homem sem mulher não vale nada, com A. M. Jr., gravado por Orlando Silva
  • Olha a saúde rapaz, com Ataulfo Alves
  • Palhaço, com A. M. Jr. e Nelson Cavaquinho
  • Panorama do Brasil, com A. M. Jr. e Alcyr Pires Vermelho
  • Pra que saber?, gravado por Ângela Maria
  • Quando voltares, com A. M. Jr.
  • Que passo é esse, Adolfo?, com Haroldo Lobo
  • Queixas de Colombina, com A. M. Jr., gravado por Carmen Miranda
  • Roberta, com Roberto Martins e Mário Rossi
  • Se a orgia se acabar, com A. M. Jr.
  • Sistema nervoso, com Orlando Correia e com Simone
  • Vida de caboclo, com A. M. Jr.
  • Você me maltrata, com A. M. Jr. e Xavier de Souza

Referências

  1. «Biografia no Cravo Albin». dicionariompb.com.br. Consultado em 22 de março de 2014