Roche Bobois

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Wikitext.svg
Esta página ou seção precisa ser wikificada (desde julho de 2013).
Por favor ajude a formatar esta página de acordo com as diretrizes estabelecidas.
Roche Bobois
Privada
Fundação 1960
Fundador(es) Famílias Roche e Chouchan
Sede Paris, França
Pessoas-chave Gilles BONAN (Presidente), François ROCHE (Presidente do Conselho de Administração), Eric AMOURDEDIEU (DG), Nicolas ROCHE (Director das colecções contemporâneas), Martin Gleize (Director Internacional).
Produtos Mobiliário de luxo
Faturamento 459 Milhões de euros (+5 %)
Website oficial http://www.roche-bobois.com/

Roche Bobois é uma empresa francesa que comercializa colecções de móveis, sofás e acessórios alta gama.

Histórico[editar | editar código-fonte]

Em 1950, Philippe e François Roche, e Jean-Claude e Patrick Chouchan conhecem-se na Feira de Copenhague. A ideia é de importar mobiliário escandinavo em Paris. Os Roche e os Chouchan decidem juntar às suas lojas móveis de boutiques “prendas” para vender acessório escandinavo. Essas boutiques são chamadas « Complementos de objectos » : têxteis, louças, tapeçarias são comercializados, e mais ainda um piso é dedicado à execução de obras de renovação e de adaptação dos interiores.  A marca Roche Bobois nasce.

1961 Realização da primeira campanha publicitária a nível nacional, na revista Elle. Vão suceder-se ao ritmo de duas por ano durante quase 50 anos.

Realização do primeiro catálogo comum e criação da sua rede nacional sob a forma de franchising, sem porém possuir ferramentas próprias de produção tornando-se um modelo inédito para a época[1].

1965 Abertura da primeira loja no estrangeiro, na Bélgica.

En 1970, Philippe Roche e uma equipa encontram Hans Hopfer durante uma viagem na Alemanha. O seu sofá para “viver rés ao chão » lançado sob o nome de « Lounge »[2] é desde 1990 a venda n.º 1 mundial da Roche Bobois sob o nome de « Mah Jong »[3].

1973 Abertura da primeira loja no Canadá.

1974 Abertura da primeira loja Roche Bobois nos Estados Unidos da América e em Espanha.

Anos 80, desenvolvimento da oferta com a colecção Les Provinciales para os novos proprietários de casa de campo.

Anos 90, criação da colecção Les Voyages para responder à tendência do mobiliário étnico.

1995 Abertura da primeira loja em Itália.

Início do século XXI : 2 evoluções marcantes na Roche Bobois

  • Desenvolvimento internacional com a implantação de lojas pelo mundo.
  • Desenvolvimento de parcerias com designers, arquitectos e criadores que imaginam e criam móveis e objectos para a marca.

2004 Abertura da primeira loja na China. Abertura da centésima loja no estrangeiro.

Desde 2009 a organização de um concurso itinerante do design no estrangeiro, conduzido em primeiro na China, em Marrocos, e em 2012 no Reino Unido. O objectivo é convidar os talentos à volta de um tema. Desta iniciativa nasceu por exemplo o projecto da cadeira AVA por injecção : concebida por um designer chinês, fabricada por um produtor italiano[4].

Dezembro 2011, o Senhor Philippe Roche, co-fundador da insígnia de mobiliário Roche Bobois falece aos 77 anos.

Desde 2011, a Roche Bobois apresenta uma nova colecção exclusiva de 6 em 6 meses. A marca está presente em 45 países, através uma rede de 250 lojas cujas 80 são filiais.

O ano 2012 está marcado por um crescimento significativo no internacional (+11% da facturação). Pela primeira vez, a Roche Bobois realiza mais de metade da sua facturação no internacional. Este crescimento atinge 16% na América do Norte, onde a facturação ultrapassa os 70 milhões de dólares US. Este mercado histórico, no qual a marca está implantada desde 1974, torna-se a segunda rede da Roche Bobois. A loja de Nova Iorque é doravante a primeira da marca.

Em 2013, a Roche Bobois reforça ainda mais a sua presença no internacional com a abertura programada de mais de 15 novas lojas em mais de 10 países, entre os quais Singapura, a Colômbia, Indonésia ou a Bulgária.

No mesmo ano, A Roche Bobois faz pela primeira vez publicidade na televisão com um filme institucional e o vídeo baptizado “Jubilation”.

Aberturas tiveram lugar em Londres, Estugarda, Tenerife e Moscovo. Em 2014, a Roche Bobois, que mudou de accionista minoritário em 2013, contabiliza mais de 250 lojas em 46 países e agendou uma dúzia de aberturas no ano a correr (Estados Unidos, Alemanha, Índia, Peru, Roménia, Coreia do Sul).

Em 2015, a Roche Bobois confirma o seu empenho nos domínios artísticos e culturais, nomeadamente como mecenas do Pavilhão França da Exposição universal de Milão.

No ano seguinte, em 2016, a Roche Bobois concebe uma colecção inédita com o arquitecto Jean Nouvel. Este mesmo ano, a marca conhece um forte desenvolvimento com 10 novas aberturas cujo 8 no internacional, nomeadamente no Guatemala e Índia.

Em 2017, a marca implanta-se no Japão em Tóquio e contabiliza uma rede com mais de 250 lojas em 55 países.

Este mesmo ano, a Roche Bobois celebra o décimo aniversário da biblioteca Legend, desenhado por Christophe Delcourt, a primeira colecção totalmente eco concebida da marca francesa. 

Designers[editar | editar código-fonte]

A Roche Bobois desenvolve as suas colecções colaborando com vários designers, arquitectos e criadores. Destas parcerias nascem móveis criados para serem belos, funcionais.

Nos anos 80, grandes nomes de designers sucedem-se : Hans Hopfer, o arquitecto italiano Luigi Gorgoni.

Temos que esperar os anos 2000 para encontrar de novo as colaborações com designers:

  • Colecção Métropolis para os 40 anos da Roche Bobois por Iosa Ghini
  • Colecção Ping Pong da Paola Navone
  • Sofá Comète de Vladimir Kagan
  • Colecção Rive Droite de Christophe Delcourt, que assinará mais tarde a biblioteca Legend.
  • Linha Speed Up do Sacha Lakic
  • Mesa de centro Cute Cut[5] por Cédric Ragot
  • Colecção Furtif do Daniel Rode
  • Colecção Assemblage de Stéphane Lebrun
  • Colecção de mobiliário por Ora Ito

Algumas destas criações foram apresentadas na ocasião da exposição [Mobi Boom] no Museu das Artes Decorativas da cidade de Paris[6].

Criadores de moda também decidiram trazer à Roche Bobois o universo pessoal deles : Kenzo, Missoni, Ungaro, Jean-Paul Gaultier (que assina uma colecção de mobiliário em 2010) e Sonia Rykiel  e Christian Lacroix.

  • Sofá Kansaï por Kenzo : sofá de Philippe Bouix, revestido a tecidos Meiji por Kenzo.
  • Sofá Rythme por Missoni : fatias de assentos às cores variadas que se juntam para formarem um sofá personalizado consoante os seus gostos[7].
  • Sofá Avant-Propos do Sacha Lakik por Ungaro.
  • Colecção Jean-Paul Gaultier para festejar os 50 anos da Roche Bobois[8].

Notas e referências[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Entrevista do Nicolas ROCHE, Director das colecções contemporâneas na Roche Bobois