Ronaldo Laranjeira

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Ronaldo Laranjeira
Nome completo Ronaldo Ramos Laranjeira
Nacionalidade brasileiro
Ocupação Psiquiatra e professor
Prêmios ISAJE Griffith Edwards[1]
Página oficial
www.clinicalamedas.com.br/

Ronaldo Laranjeira é um médico psiquiatra brasileiro, coordenador da Unidade de Pesquisa em Álcool e Drogas na Escola Paulista de de Medicina da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp) e é PhD em Dependência Química na Inglaterra.[2] Atuante na questão do combate às drogas, para Ronaldo "a veiculação indiscriminada de propaganda de bebida alcoólica incentiva o consumo por parte dos adolescentes e dos jovens".[3]

Biografia[editar | editar código-fonte]

Ronaldo graduou-se no ano de 1982 em Medicina pela Escola Paulista de Medicina, fez residência em Psiquiatria pela EPM (1984) e é Phd em Psiquiatria pela Universidade de Londres (1994). No ano de 2014 recebeu o prêmio Griffith Edwards premiação da International Society of Addiction Journal Editors, em reconhecimento pela atuação como clínico, educador e implementador de políticas públicas sobre álcool e drogas.[carece de fontes?]

Denúncias[editar | editar código-fonte]

Como diretor-presidente da Associação Paulista para o Desenvolvimento da Medicina (SPDM), Ronaldo Ramos Laranjeira, foi convocado pela Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) que apura irregularidades em contratos das Organizações Sociais de Saúde (OSS) com o governo de São Paulo. Dentre os assuntos que serão tratados estão as contratações de empresas terceirizadas que possuem servidores públicos como sócios e a má situação do Hospital Geral de Pedreira, constatada durante vistoria surpresa de deputados.[4]

Além disso, em março de 2019, mais uma denúncia de má gestão surgiu no Hospital Geral de Guarulhos, também administrado pela SPDM, que tem como diretor-presidente, Ronaldo Laranjeira.[5]

Polêmicas[editar | editar código-fonte]

Em entrevista a jornalista Joice Hasselmann, para o site da Revista Veja, Ronaldo Laranjeira declarou que a presidente Dilma Rousseff, "não possui integridade nas funções cognitivas".

Estudioso das drogas e da dependência química, Ronaldo declara ser contra a descriminalização das drogas.

Televisão[editar | editar código-fonte]

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre um médico é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.