Série Mundial de Rugby Sevens

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Rugby union pictogram.svg
Série Mundial de Rugby Sevens
HSBC World Rugby Sevens Series
Dados
Organização IRB
Edições 19
Local de disputa 10 etapas (10 países)
Número de equipes 15 (principais)
Sistema Temporada, Pontos corridos
Primeiro vencedor Nova Zelândia Nova Zelândia
Último vencedor Flag of South Africa.svg África do Sul
Total de jogos 0
Divisões
Rugby football current event.png Edição atual

A Série Mundial de Rugby Sevens é uma série anual de torneios internacionais de rugby sevens, organizados pela World Rugby, com equipes nacionais de sevens. A série, organizada pela primeira vez na temporada de 1999-2000, foi formada para desenvolver uma série de competição de elite entre as nações de rugby e desenvolver o jogo de sevens em um produto comercial viável para o World Rugby. A competição era originalmente conhecida como IRB World Sevens Series,[1] mas atualmente é oficialmente conhecida como a Série Mundial de Rugby Sevens HSBC, que desde 2014, ano em que o banco HSBC passou a ser o patrocinador principal da competição.[2]

O circuito da temporada consiste em 10 torneios que geralmente começam em novembro ou dezembro e duram até maio. Os locais são realizados em 10 países e visitam cinco dos seis continentes povoados. Os Emirados Árabes Unidos, África do Sul, Austrália, Nova Zelândia, Estados Unidos, Canadá, Hong Kong, Singapura, França e Inglaterra abrigam um único evento. Cada torneio tem 16 equipes - 15 equipes principais que participam em cada torneio e um qualificado regional.

As equipes competem pelo título da Série Mundial acumulando pontos com base em sua posição final em cada torneio. A equipe principal com menor colocação no final da temporada é descartada e substituída pelo vencedor do Sevens de Hong Kong. A Nova Zelândia dominou originalmente a Série, vencendo cada uma das seis primeiras temporadas entre 1999-2000 e 2004-2005, mas desde então, Fiji, África do Sul e Samoa conseguiram conquistar o título em temporadas seguintes. A Inglaterra e a Austrália se classificaram entre as três primeiras em várias ocasiões, mas nenhuma delas ganhou a série. A decisão do Comité Olímpico Internacional em 2009 de adicionar rugby sevens aos Jogos Olímpicos de Verão, a partir de 2016, deu um impulso ao rugby e à Série Mundial de Sevens; Este impulso levou ao aumento da exposição e das receitas, levando várias das equipes principais a trabalharem com equipes totalmente profissionais.

História[editar | editar código-fonte]

Sevens internacional[editar | editar código-fonte]

O primeiro torneio internacional de rugby sevens foi realizado em 1973 na Escócia, que celebrava um século da União Escocesa de Rugby.[3] Sete equipes internacionais participaram, a Inglaterra derrotou a Irlanda por 22 a 18 na final e conquistou o troféu. O torneio anual de Sevens de Hong Kong começou em 1976,[4] nas duas décadas seguintes, o número de competições internacionais de sevens aumentou. O mais notável foi a Copa do Mundo de Rugby Sevens, com a Escócia sendo a anfitriã do evento inaugural em 1993,[5] juntamente com o rugby se juntando ao programa dos Jogos da Commonwealth em 1998.

Primeiros anos da Série[editar | editar código-fonte]

A primeira temporada da Série Mundial foi a temporada de 1999-2000. No lançamento da série, o presidente do Conselho Internacional de Rugby, Vernon Pugh, descreveu a visão do IRB sobre o papel desta nova competição: "esta competição estabeleceu outro elemento importante na campanha do IRB para estabelecer o rugby como um esporte verdadeiramente global, com visibilidade generalizada e melhoria contínua dos padrões de excelência atlética". Nova Zelândia e Fiji dominaram a primeira Série, encontrando-se na final em oito dos dez torneios da temporada, e a Nova Zelândia venceu por pouco, ultrapassando Fiji ao vencer o último torneio da série.[6]

A Nova Zelândia venceu as primeiras seis temporadas consecutivas de 1999-2000 a 2004-2005,[7] liderada por jogadores como Karl Te Nana e Amasio Valence. O número de etapas da Série variou ao longo das temporadas, mas sofreu uma contração de 11 torneios em 2001-02 para 7 torneios em 2002-03 devido à recessão global. Na temporada 2005-06, Fiji conquistou o troféu da temporada na última etapa da temporada terminando à frente da Inglaterra.[8] A Nova Zelândia recuperou o troféu na temporada 2006-2007 no último torneio da temporada.[9]

A África do Sul foi a próxima equipe a vencer a série depois de levar para casa o título de 2008-09.[10] Na temporada 2009-10, Samoa, que terminou em sétimo no ano anterior, levou o título - liderado por Mikaele Pesamino, melhor jogador de rugby sevens do mundo - ao vencer quatro dos últimos cinco torneios para superar a Nova Zelândia e vencer a Série.[11]

Era Olímpica e profissionalismo[editar | editar código-fonte]

A temporada de 2011-12 foi a última a ter 12 equipes principais, com a série 2012-13 sendo ampliada para 15 equipes com status principal. A qualificação para esses lugares foi disputada no Hong Kong Sevens de 2012. Canadá (retornando ao status principal pela primeira vez desde 2008),[12] Espanha e Portugal se juntaram às 12 equipes principais para a próxima temporada. O evento do Japão também fez um retorno pela primeira vez desde 2001 (com duração até 2015). A Nova Zelândia continuou dominando a Série.

A Argentina estava originalmente planejada para começar a sediar um décimo evento com Mar Del Plata na temporada 2012–13, dando à turnê um evento em cada continente, mas quando a Argentina se juntou ao Rugby Championship, esses planos foram arquivados.[13][14] Com o mesmo cronograma, a Nova Zelândia novamente foi a vencedora na África do Sul. Eles o fizeram novamente em 2013-14, com a Espanha sendo a primeira equipe a ser rebaixada após terminar em último nessa temporada, com o Japão substituindo-a.

Na temporada de 2014-15, as quatro melhores equipes garanteriam-se nas Olimpíadas de 2016, com Fiji, África do Sul, Nova Zelândia e Grã-Bretanha ocupando essas vagas.[15] A temporada 2014–15 e a temporada 2015–16 foram vencidas por Fiji - a primeira vez que uma equipe que não a Nova Zelândia venceu os títulos consecutivos - liderada por Osea Kolinisau na temporada de 2015-2016. As duas temporadas também renderam equipes ganhando seus primeiros torneios - os Estados Unidos ganharam o Sevens de Londres de 2015 para terminar a temporada na sexta colocação geral.[16] O Quénia venceu o Sevens de Singapura de 2016 e a Escócia venceu o Sevens de Londres de 2016.[17][18] Antes da temporada 2015-16, o World Rugby fez uma revisão abrangente de todos os nove anfitriões do torneio e ajustou o cronograma, retirando dois sítios (Japão e Escócia) e adicionando três outros (França, Singapura e Canadá) ao calendário.

Na série 2016–17, uma exibição dominante e consistente da África do Sul fez com que eles chegassem às finais das séries em oito ocasiões, vencendo cinco delas. Como resultado, a África do Sul foi campeã da série com a vitória na penúltima etapa em Paris. A temporada foi uma das eliminatórias para a Copa do Mundo de 2018,[19] com os quatro melhores times que ainda não haviam se classificado, vindos desta temporada. As equipes que conseguiram chegar à Copa do Mundo por esse método foram o Canadá, a Argentina, a Escócia e Samoa.[20]

Formato[editar | editar código-fonte]

As melhores seleções do mundo de sevens disputam 9 torneios em 5 continentes para definir o melhor time da temporada do sevens mundial. Cada etapa é disputada geralmente em 2 dias em um final de semana. Nova Zelândia e Fiji são tradicionalmente as seleções mais fortes do evento, apesar de atualmente algumas outras seleções tradicionais da Rugby Union também terem ganhado algumas etapas. O evento também é transmitido para mais de 130 países.

Estrutura[editar | editar código-fonte]

As etapas consistem em 16 seleções (exceto o Hong Kong Sevens com 24 seleções), onde se formam 4 grupos com 4 seleções, posteriormente são disputadas quartas, semis e final.

Pontuação[editar | editar código-fonte]

Países participantes[editar | editar código-fonte]

A partir da temporada 2012-13, a Série Mundial de Sevens contará com 15 seleções centrais, isto é, 15 seleções que participarão de todas as 9 etapas. Cada torneio contará apenas com 1 equipe convidada, vinda, em geral, dos torneios continentais.
Seleções centrais

A seleção brasileira fez a sua estreia, como convidada, no USA Sevens de 2012.

Temporadas[editar | editar código-fonte]

Ano Etapas Campeão Pts Vice-campeão Pts Terceiro Pts
1999-00 10 Nova Zelândia Nova Zelândia 186 Flag of Fiji.svg Fiji 180 Austrália Austrália 118
2000-01 9 Nova Zelândia Nova Zelândia 162 Austrália Austrália 150 Flag of Fiji.svg Fiji 124
2001-02 11 Nova Zelândia Nova Zelândia 198 Flag of South Africa.svg África do Sul 136 Inglaterra Inglaterra 126
2002-03 7 Nova Zelândia Nova Zelândia 112 Inglaterra Inglaterra 108 Flag of Fiji.svg Fiji 94
2003-04 8 Nova Zelândia Nova Zelândia 128 Inglaterra Inglaterra 122 Flag of Argentina.svg Argentina 98
2004-05 7 Nova Zelândia Nova Zelândia 116 Flag of Fiji.svg Fiji 88 Inglaterra Inglaterra 86
2005-06 8 Flag of Fiji.svg Fiji 144 Inglaterra Inglaterra 122 Flag of South Africa.svg África do Sul 110
2006-07 8 Nova Zelândia Nova Zelândia 130 Flag of Fiji.svg Fiji 128 Flag of Samoa.svg Samoa 122
2007-08 8 Nova Zelândia Nova Zelândia 154 Flag of South Africa.svg África do Sul 106 Flag of Samoa.svg Samoa 100
2008-09 8 Flag of South Africa.svg África do Sul 132 Flag of Fiji.svg Fiji 102 Inglaterra Inglaterra 98
2009-10 8 Flag of Samoa.svg Samoa 164 Nova Zelândia Nova Zelândia 149 Austrália Austrália 122
2010-11 8 Nova Zelândia Nova Zelândia 166 Flag of South Africa.svg África do Sul 140 Inglaterra Inglaterra 127
2011-12 9 Nova Zelândia Nova Zelândia 167 Flag of Fiji.svg Fiji 161 Inglaterra Inglaterra 135
2012-13 9 Nova Zelândia Nova Zelândia 173 Flag of South Africa.svg África do Sul 132 Flag of Fiji.svg Fiji 121
2013-14 9 Nova Zelândia Nova Zelândia 180 Flag of South Africa.svg África do Sul 152 Flag of Fiji.svg Fiji 154
2014-15 9 Nova Zelândia Nova Zelândia 164 Flag of South Africa.svg África do Sul 154 Flag of Fiji.svg Fiji 152
2015-16 10 Flag of Fiji.svg Fiji 181 Flag of South Africa.svg África do Sul 171 Nova Zelândia Nova Zelândia 158
2016-17 10 Flag of South Africa.svg África do Sul 192 Inglaterra Inglaterra 164 Nova Zelândia Nova Zelândia 150
2017-18 10

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. «The Official World Sevens Series Website». irbsevens1999.irb.org. Consultado em 2 de abril de 2018.. Arquivado do original em 1999 
  2. «HSBC first Sevens World Series title sponsor» (Nota de imprensa). International Rugby Board. Consultado em 5 de outubro de 2010. 
  3. «Scotland.org - September 2007 Try and Try again» (em inglês). Consultado em 23 de junho de 2009.. Cópia arquivada em 22 de julho de 2009 
  4. "How it all began: A jewel discovered", South China Morning Post, 6 de Março de 2015.
  5. "The first Melrose Sevens match 1883", BBC
  6. "New Zealand take maiden Series crown", World Rugby, 31 de Agosto de 2000.
  7. "Sevens: NZ lose semi, but still claim world title", New Zealand Herald, 6 de Junho de 2005.
  8. «2005-06 Season Overview». irb.com (em inglês). Consultado em 12 de dezembro de 2013.. Arquivado do original em 24 de outubro de 2010 
  9. «2006-07 Season Overview». irb.com (em inglês). Consultado em 12 de dezembro de 2013.. Arquivado do original em 23 de outubro de 2010 
  10. "The secret to South Africa Sevens' success", Telegraph, Kate Rowan, 9 de Dezembro de 2017.
  11. "Caucau, Pesamino Team Up", Fiji Sun, 20 de Outubro de 2013.
  12. «USA Rugby receives major Sevens boost» (Nota de imprensa) (em inglês). International Rugby Board. Consultado em 5 de março de 2009.. Arquivado do original em 12 de junho de 2009 
  13. «Argentina Sevens World Series round postponed». irbsevens.com (em inglês). International Rugby Board. 16 de agosto de 2012 
  14. «HSBC Sevens World Series expands to 10 rounds». irbsevens.com (em inglês). 26 de junho de 2012 
  15. «Rio 2016: Fiji beat Samoa in sevens to lead race for Olympics». BBC Sport (em inglês). Consultado em 13 de dezembro de 2014. 
  16. «Archived copy». Consultado em 15 de dezembro de 2015.. Arquivado do original em 22 de dezembro de 2015 , USA Rugby, 17 de Maio de 2015.
  17. «Kenya win sensational HSBC Sin». World Rugby (em inglês). International Rugby Board. 17 de abril de 2016 
  18. «Kenya win sensational HSBC Singapore Sevens». World Rugby (em inglês). International Rugby Board. 22 de maio de 2016 
  19. http://www.worldrugby.org/text/189809
  20. «Four men's teams qualify for RWC Sevens 2018». World Rugby. World Rugby. 21 de maio de 2017 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre Rugby é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.