SES World Skies

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

SES World Skies foi uma empresa de curta duração formada como resultado da fusão entre as duas subsidiárias da SES, a SES Americom e a SES New Skies. A SES World Skies foi incorporada em sua empresa-mãe, a SES S.A., em 2011.

História[editar | editar código-fonte]

SES Americom[editar | editar código-fonte]

Ver artigo principal: SES Americom

As origens da SES Americom remonta a RCA Americom, formado em 1975. A RCA Americom foi notável por lançar a série de satélites Satcom, que foram fundamentais para ajudar os primeiros canais de TV a cabo nos Estados Unidos a ganhar força. Em 1986, a General Electric adquiriu a RCA e renomeou a unidade Americom para GE Americom. Quinze anos depois, em 2001, a GE vendeu sua unidade GE Americom à SES por cinco bilhões de dólares.

SES New Skies[editar | editar código-fonte]

Em 30 de novembro de 1998, a Intelsat transferiu cinco dos seus 24 satélites para o controle da New Skies Satellites N.V., uma empresa de iniciativa neerlandesa formada pela Intelsat para ajudar a mover a Intelsat para a privatização.[1][2] que operou vários satélites fornecendo cobertura global. Um sexto satélite, o NSS-8, era previsto para entrar em serviço comercial no início de 2007, mas foi destruído por uma explosão do veículo lançador, um Zenit-3SL em 30 de janeiro de 2007.

Em junho de 2004, a New Skies Satellites foi vendida para o The Blackstone Group por 956 milhões de dólares.[3] Dezoito meses depois, em dezembro de 2005, a SES Global (atual SES S.A.) concordou em comprar a New Skies da Blackstone por 1,16 bilhão de dólares;[4] essa fusão foi completada em março de 2006. Em setembro de 2006, o nome da empresa foi alterado de New Skies Satellites para SES New Skies.

Fusão e dissolução internas[editar | editar código-fonte]

Em 7 de setembro de 2009, a SES New Skies e a SES Americom foram fundidas para formar a SES World Skies.[5][6]

Em setembro de 2011, a SES World Skies e a SES Astra foram incorporadas a SES S.A. para agilizar suas operações sob um único sistema de gerenciamento.[7]

Satélites[editar | editar código-fonte]

Satélite Fabricante Data do lançamento Veículo de lançamento Nota
NSS-513 Ford Aerospace 17 de maio de 1988 Ariane 2 Inativo desde julho de 2003. Anteriormente conhecido por Intelsat VA 13 e Intelsat 513
NSS-K RCA Astro 10 de julho de 1992 Atlas 2A Inativo desde agosto de 2002. Inicialmente o mesmo era para ter sido lançado sob o nome Satcom K4, mas o lançamento do satélite foi cancelado. O mesmo foi lançado posteriormente pela Intelsat com o nome de Intelsat K. O satélite foi vendido para a New Skies e renomeado para NSS-K.
Satcom C3 GE AstroSpace 10 de setembro de 1992 Ariane 4LP Inativo desde outubro de 2010
NSS-703 Space Systems/Loral 6 de outubro de 1994 Atlas 2AS Anteriormente conhecido por Intelsat 513
AMC-1 Lockheed Martin 8 de setembro de 1996 Atlas 2A Anteriormente conhecido por GE-1
AMC-2 Lockheed Martin 31 de janeiro de 1997 Ariane 44L Anteriormente conhecido por GE-2
AMC-3 Lockheed Martin 4 de setembro de 1997 Atlas 2AS Anteriormente conhecido por GE-3
NSS-5 Lockheed Martin 23 de setembro de 1997 Ariane 42L Anteriormente conhecido por Intelsat 803 e NSS-803
NSS-806 Lockheed Martin 28 de fevereiro de 1998 Atlas 2AS Anteriormente conhecido por Intelsat 806
AMC-5 Dornier Satellitensysteme
Aerospatiale
28 de outubro de 1998 Ariane 44L Anteriormente conhecido por GE-5
AMC-4 Lockheed Martin 13 de novembro de 1999 Ariane 44L Anteriormente conhecido por GE-4
AMC-7 Lockheed Martin 14 de setembro de 2000 Ariane 5G Anteriormente conhecido por GE-7
NSS-11 Lockheed Martin 1 de outubro de 2000 Proton-K/Blok-DM-3 Também conhecido por GE-1A, AAP-1 e Worldsat 1
AMC-6 Lockheed Martin 21 de outubro de 2000 Proton-K/Blok-DM-3 Também conhecido por GE-6 e Rainbow 2
AMC-8 Lockheed Martin 19 de dezembro de 2000 Ariane 5G Também conhecido por GE-8 e Aurora 3
NSS-7 Lockheed Martin 16 de abril de 2002 Ariane 44L
NSS-6 Lockheed Martin 17 de dezembro de 2002 Ariane 44L
AMC-9 Alcatel Space 6 de junho de 2003 Proton-K/Briz-M Anteriormente conhecido por GE-12
AMC-10 Lockheed Martin 5 de fevereiro de 2004 Atlas 2AS Anteriormente conhecido por GE-10
AMC-11 Lockheed Martin 19 de maio de 2004 Atlas 2AS Anteriormente conhecido por GE-11
AMC-15 Lockheed Martin 14 de outubro de 2004 Proton-M/Briz-M
AMC-16 Lockheed Martin 17 de dezembro de 2004 Atlas-5
NSS-10 Alcatel Space 3 de fevereiro de 2005 Proton-M/Briz-M Anteriormente denominado de Worldsat 2, GE-1i e AMC-12. Também conhecido por Astra 4A e Star One C12
AMC-18 Lockheed Martin 8 de dezembro de 2006 Ariane 5 ECA Anteriormente conhecido por GE-18
NSS-8 Boeing 30 de janeiro de 2007 Zenit-3SL O satélite foi perdido em uma falha no lançamento, quando o veículo lançador Zenit-3SL explodiu na decolagem.
AMC-14 Lockheed Martin 14 de março de 2008 Proton-M/Briz-M Anteriormente conhecido por GE-14. Falhou parcialmente; Após uma falha do veículo lançador, o satélite foi colocado em uma órbita intermediária e só conseguiu alcançar a órbita geoestacionária no final de janeiro de 2009. O satélite foi adquirido pelo Departamento de Defesa dos Estados Unidos e está ativo em uma órbita altamente inclinada e é operado com a designação USAT-S1
AMC-21 Alcatel Alenia Space
Orbital Sciences Corporation
14 de agosto de 2008 Ariane 5 ECA
NSS-9 Orbital Sciences Corporation 12 de fevereiro de 2009 Ariane 5 ECA
NSS-12 Space Systems/Loral 29 de outubro de 2009 Ariane 5 ECA
SES-1 Orbital Sciences Corporation 24 de abril de 2010 Proton-M/Briz-M Anteriormente conhecido por AMC-4R, AMC-1R e AMC-5RR
SES-3 Orbital Sciences Corporation 15 de julho de 2011 Proton-M/Briz-M Ex-AMC ground spare

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. «IntelSat Transfers Satellite Assests». Space Daily. 1 de dezembro de 1998 
  2. «Satellite Company Is Trying Life on Its Own». New York Times. 23 de janeiro de 2001 
  3. «New Skies Sold For A Billion Dollars». Space Daily. 7 de junho de 2004 
  4. «SES GLOBAL to acquire New Skies Satellites». SpaceRef Interactive Inc. 14 de dezembro de 2005. Consultado em 23 de julho de 2013 
  5. «SES AMERICOM-NEW SKIES Satellite Division Re-brands As SES WORLD SKIES». Thomson Reuters. 7 de setembro de 2009. Consultado em 23 de julho de 2013 
  6. «SES AMERICOM-NEW SKIES Satellite Division Re-brands As SES WORLD SKIES». SES WORLD SKIES. 7 de setembro de 2009 
  7. «SES OPERATES UNDER NEW MANAGEMENT STRUCTURE». SES. 2 de maio de 2011 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre uma empresa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.