SH-2 Seasprite

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Kaman H-2 Seasprite
Picto infobox helicopter.png
SH-2F Seasprite da Marinha dos EUA
Descrição
Tipo / Missão Helicóptero naval anti-submarino
País de origem  Estados Unidos
Fabricante Kaman Aircraft
Período de produção 1959-1969 (UH-2)
1982-presente (SH-2) [1]
Quantidade produzida 190 (UH-2)
71 (SH-2)
261 [1] unidade(s)
Custo unitário US$ 16 milhões (SH-2F)
Primeiro voo em 2 de julho de 1959 (56 anos)
Introduzido em dezembro de 1962
Variantes Kaman SH-2G Super Seasprite
Tripulação 2- piloto, co-piloto
Passageiros 6 passageiro(s)
Especificações (Modelo: SH-2F)
Dimensões
Comprimento 15,90 m (52,2 ft)
Altura 4,72 m (15,5 ft)
Área do(s) rotor(es) 141,26  (1 520 ft²)
Diâmetro do(s) rotor(es) 13,41 m (44,0 ft)
Peso(s)
Peso vazio 3 193 kg (7 040 lb)
Peso carregado 4 627 kg (10 200 lb)
Peso de decolagem 5 805 kg (12 800 lb)
Propulsão
Motor(es) 2 x turboshaft General Electric T58-GE-8F
Potência (por motor) 1 350 hp (1 010 kW)
Performance
Velocidade máxima 265 km/h (143 kn)
Velocidade de cruzeiro 241 km/h (130 kn)
Alcance (MTOW) 679 km (422 mi)
Teto máximo 6 860 m (22 500 ft)
Razão de subida 12,4 m/s
Armamentos
Mísseis 2 x misseis de AGM-65 Maverick ou
2x torpedos Mk 46 ou Mk 50
Notas
Dados: ver seção "Notas das especificações"

O Kaman SH-2G Seasprite é um helicóptero naval produzido originalmente para a Marinha dos EUA, com capacidade para guerra anti-submarina (ASW) e guerra anti-superfície (ASuW), incluindo a designação de alvos além do horizonte. Esta aeronave amplia e aumenta a capacidade dos sensores e armas do navio contra vários tipos de ameaça, incluindo submarinos de todos os tipos, navios de superfície e embarcações de patrulha, que possam estar armados com mísseis anti-navio.

A missões primárias do Seasprite incluem guerra anti-submarino e anti-superfície, defesa contra mísseis antinavio e vigilância e designação de alvos de superfície. As missões secundárias incluem evacuação aeromédica, busca e salvamento, transporte de pessoal e de carga, assim como interdição de embarcações de pequeno porte, localização de fogo inimigo, detecção de minas e avaliação de danos de combate.

Origem[editar | editar código-fonte]

Em 1956, a Marinha dos EUA abriu um concurso para atender a necessidade de um helicóptero naval multiuso para ser operado em qualquer condição de tempo. O modelo K-20 da Kaman foi escolhido como vencedor e a Kaman foi premiado com um contrato para desenvolver quatro protótipos e posteriormente a produção de 12 helicópteros designados HU2K-1 [2] [3] .

A YUH-2A durante testes em 1963

A Kaman desenvolveu um helicóptero convencional alimentado por um único motor de turbina General Electric T58-GE-6, provido de rotor principal de quatro pás e um rotor da cauda também com quatro pás. O protótipo YHU2K-1 voou pela primeira vez no dia 2 de Julho de 1959 [2] . Os testes duraram alguns anos,em parte por causa do número de inovações feitas na aeronave, e os primeiros modelos, designados UH-2A Seasprite, só entraram em serviço no final de 1962 [3] .

O UH-2 entrou primeiramente em serviço pela Marinha dos Estados Unidos como o Kaman HU2K-1, sendo um helicóptero monomotor utilitário leve, designadp para operar principalmente a bordo de porta-aviões realizando o papel de Busca e Salvamento (SAR). Após a aceitação do Departamento de defesa dos Estados Unidos, o modelo HU2K-1 foi designado UH-2A e a HU2K-1U para UH-2B. Vários UH-2 Seasprite foram adquiridos e avaliados pelo Exército dos EUA para apoio, ao qual foram sofrendo modificações e melhorias, como a adição de acessórios e pontos de fixação externa para Miniguns e foguetes não guiados.

Originalmente monomotor, o Seasprite foi redesenhado em 1964 para utilizar duas turbinas General Electric T58-GE-8. Sendo os testes bem sucedidos, decidiu-se em 1967, a conversão entre 100 aeronaves dos modelos UH-2As e UH-2BS, para o padrão UH-2CS, enquanto que o restante tornariam-se HH-2Cs e HH-2Ds. [2] [3] .

Guerra Anti-Submarina[editar | editar código-fonte]

No final da década de 60, o UH-2 foi selecionado para ser um helicóptero tático para a guerra anti-submarina (ASW). O SH-2D foi produzido para atender as exigências da USN 'Light Airborne Multi-Purpose System'(LAMPS).

Um protótipo YSH-2E no USS Fox (CG-33), 1971.

Concebido para ser uma aeronave interina, 2 aeronaves HH-2D foram modificadas para incorporar radar de busca e equipamentos de medidas de suporte electrônico (ESM). Também foram incorporados sistemas para detecção de anomalias magnéticas (MAD) juntamente com torpedo de armamento. [4]

O primeiro protótipo do modelo HH-2D voou em 16 de Março 1971. No total, 20 aeronaves foram concluídas e entregues até Março de 1972. O desenvolvimento LAMPS foi explorada com o desenvolvimento do protótipo YSH-2E. Dois dos modelos HH-2D foram convertidos e primeiro vôo ocorreu no dia 07 e 28 de Março de 1972 respectivamente. O programa não pode entrar em produção, mas resultou na aeronave SH-2F LAMPS Mk.1 a qual entrou em produção, com as primeiras entregas em 1973. [4]

Esta variante teve motores atualizados para General Electric T58-GE-8F, com o rotor de vida mais longa e maior peso de decolagem. Destes modelos, dois H-2s que estavam no inventário da Marinha foram remanufaturados para o padrão SH-2FS e 59 SH-2FS foram construídos do zero a partir de 1980. [5] [1]

No ano de 1987, 16 SH-2FS foram atualizados para o uso de Sensores infravermelhos (FLIR), contramedidas (Chaff) / sinalizadores (Flares), e equipamentos de detecção de mísseis e minas e uma nova motorização. [5] Estes modelos e mais os últimos 6 pedidos foram designados para a variação SH-2G Super Seasprite.

A versão SH-2F passou a ser retirado de serviço em 1993, sendo o último modelo do SH-2 aposentado pela Marinha do USA em meados de 2001.[6]

Variantes[editar | editar código-fonte]

YHU2K-1
Quatro protótipos de vôo e evalução de tecnologia.[1] [7]
HU2K-1 
Versão inicial de produção, helicóptero de transporte utilitário propulsado por um motor turboshafts General Electric T58-GE-8B. Designado UH-2A em 1962 (84 unidades foram fabricados)[1] [3] [7] .
UH-2B 
Helicóptero de transporte utilitário (102 foram fabricados)[1] .
H-2 Tomahawk 
Versão de artilharia baseada no UH-2A. Foi construído um prototipo e testado pelo Exército dos Estados Unidos em 1963. O Exército selecionou em Novembro de 1963 mas os planos de adquirir 220 helicópteros foram posteriormente abandonados em detrimento por mais pedidos do UH-1.
UH-2C 
Helicópteros UH-2A e UH-2B equipados com dois motores General Electric T58-GE-8B. Um antigo UH-2A serviu como prototipo, sendo depois solicitado 40 conversões dos tipos UH-2A e UH-2B.[3]
NUH-2C 
Um helicóptero de testes e evolução. UH-2C equipado com míssil ar-ar AIM-9 Sidewinder e AIM-7 Sparrow III.[3] [7]
NUH-2D 
Designação do helicóptero NUH-1C.[7]
HH-2C 
Helicóptero de busca e resgate, armado com uma metralhadora Minigun (6 conversões).[7]
HH-2D 
Helicóptero de busca e resgate, mas desprovido de qualquer armamento (67 conversões de UH-2A e UH-2Bs).[3] [7]
SH-2D 
Helicóptero de guerra anti-submarina (20 conversões dos modelos mais recentes).[7] [3]
YSH-2E 
Dois helicópteros de testes e evolução, equipados com radar e LAMPS.[7]
SH-2F 
Helicóptero de guerra anti-submarina, versão melhorada com dois motores General Electric T58-GE-8F. Inicialmente convertidos de modelos SH-2D e posteriormente por novos modelos.
YSH-2G 
1 protótipo do SH-2G ao qual havia sido convertido de um modelo SH-2F.
SH-2G Super Seasprite 
Helicóptero de guerra anti-submarina, propulsado por dois motores General Electric T700-GE-401 de 1.285 kW (1.723 HP).

Operadores[editar | editar código-fonte]

O SH-2 Seasprite foi retirado de serviço da Marinha dos EUA em maio de 2001[8] e na Marinha Australiana em 2008. Encontra-se atualmente em serviço na Marinha da Nova Zelândia, Marinha da Polônia e Marinha do Egito. Em breve também estará operando pela Marinha do Peru[9] , recebendo a primeira das cinco unidades no primeiro trimestre de 2015[10] .

Um SH-2G polonês


 Egito
 Nova Zelândia
 Peru
 Polónia

Ex-Operadores[editar | editar código-fonte]

 Austrália
 Estados Unidos


Especificações (UH-2A)

Dados de: Donald and March 2001, p. 52.[nota 1]

Descrições gerais
Motorização
Performance



Notas das especificações

  1. Donald, David; Daniel J. March (2001). Carrier Aviation Air Power Directory. Norwalk, CT: AIRtime Publishing. ISBN 1-880588-43-9


Especificações (SH-2F)

Dados de: Donald and Lake 2000, p. 215.[nota 1]

Descrições gerais
Motorização
Performance
Armamentos


Notas das especificações

  1. Donald, David; Jon Lake (2000). The Encyclopedia of World Military Aircraft. New York: Barnes & Noble. ISBN 0-7607-2208-0


Veja Também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. a b c d e f g h USWarPlanes: SH-2F Seasprite. Visitado em 02 de Janeiro de 2015.
  2. a b c The History of North American Small Gas Turbine Aircraft Engines, por Richard A. Leyes, William A. Fleming. Página 254. Editora AIAA, Janeiro/1999 - 998 páginas. ISBN 1-56347-332-1.
  3. a b c d e f g h Kaman SH-2 "Sea Sprite" helicopter - development history, photos, technical data. Visitado em 28 de Dezembro de 2014.
  4. a b Kiwi Aircraft Images: Kaman SH-2 Seasprite. Visitado em 01 de Janeiro de 2015.
  5. a b Ray Trygstad: Naval Officer: The SH-2F Seasprite. Visitado em 02 de Janeiro de 2015.
  6. Rotor & Wing Magazine :: Putting the "Super" in the Kaman Super Seasprite. Visitado em 02 de Janeiro de 2015.
  7. a b c d e f g h Donald, David ed. "Kaman H-2 Seasprite", The Complete Encyclopedia of World Aircraft. Barnes & Noble Books, 1997. ISBN 0-7607-0592-5.
  8. a b US Navy SH-2 Seasprite globalsecurity.org. Visitado em 24 de Dezembro de 2014.
  9. "Peru signs for SH-2G Super Seasprites", IHS Jane's 360, 9 October 2014. Página visitada em 12 October 2014.
  10. "Perú recibirá en Nueva Zelanda el primero de los cinco helicópteros SH-2G Seasprite", infodefensa.com, 27 February 2015. Página visitada em 07 March 2015.
  11. a b c World Air Forces 2013 Flightglobal Insight. Visitado em 2013-01-23.
  12. "Five Navy helicopters sold to Peru", National - Working for New Zealand, 19 de Dezembro de 2014. Página visitada em 24 de Dezembro de 2014.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]