SIGraDi

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Ambox rewrite.svg
Esta página precisa ser reciclada de acordo com o livro de estilo (desde Janeiro de 2009).
Sinta-se livre para editá-la para que esta possa atingir um nível de qualidade superior.

A Sociedade Ibero-americana de Gráfica Digital (SIGraDi) é uma sociedade, sem fins lucrativos, que pretende promover e divulgar os avanços das tecnologias digitais. Reúne pesquisadores, educadores e profissionais em arquitetura, planejamento urbano, design gráfico, design de produto e Artes desta área.

Organiza um Congresso anual no qual são apresentadas e debatidas as aplicações mais recentes e avanços das tecnologias digitais.

SIGraDi é uma das 5 associações irmãs dedicadas ao estudo do CAADno cinco continentes: ACADIA(América Norte), eCAADe(Europa), CAADRIA (Ásia e Oceânia) e ASCAAD (Arábia).

Objetivos[editar | editar código-fonte]

Facilitar o intercâmbio de informação sobre gráfica digital.

Conectar centros de pesquisa ainda dispersos na America Latina e Ibero-America.

Promover instituições e organismos pela convergência e difusão das atividades regionais no âmbito da gráfica digital.

Manter um registo de pessoas e instituições dedicadas à produção, pesquisa e educação em nossa área de conhecimento.

Promover seminários e congressos.[1]

Congresso anual[editar | editar código-fonte]

Os congressos SIGraDi apresentam-se como um esforço regional pelo intercâmbio de experiências e debate sobre nossas disciplinas, e criação de referências para os grupos ibero-americanos envolvidos com midias digitais aplicados à educação, pesquisa e prática profissional.

Temas[editar | editar código-fonte]

Panorama[editar | editar código-fonte]

Visões e reflexões. Teoria. Filosofia. Arquitetura. Criatividade e espacialidade em projeto. Lógicas projetuais tradicionais e digitais. Novos paradigmas. Novos ambientes culturais. Existe repositório Cumincad para centralização da produção científica da área.

Projeto Assistido por Computador[editar | editar código-fonte]

Expressão gráfica computacional. Geometrias geradas. Modelagem. Visualização. Animação. Hipermídia.

Pedagogia[editar | editar código-fonte]

Estratégias pedagógicas. Projeto de sistemas curriculares e extra-curriculares para cursos de graduação e pós-graduação.

Redes de Informação[editar | editar código-fonte]

Redes de Informação para objetivos pedagógicos. Aulas Virtuais. Fóruns de discussão. Filosofia de integração em níveis nacional, ibero-americano e internacional.

Computação Gráfica[editar | editar código-fonte]

Planejamento Urbano. Paisagismo. Engenharia Civil e estrutural. Design gráfico, industrial e têxtil.

Patrimônio Digital[editar | editar código-fonte]

Levantamento e reconstrução virtual.

Prática profissional e tecnologias digitais[editar | editar código-fonte]

Aplicações. Arte digital.[1]

Design Algorítmico e generativo[editar | editar código-fonte]

Área relacionada com o avanço da computação e do design algorítmico.

Congressos SIGraDi[editar | editar código-fonte]

O Congresso anual da SIGraDi é o principal evento promovido pela associação. Os congressos são organizados por um membro ativo da sociedade, que se voluntaria para a organização. O organizador é apoiado pelos membros do Conselho Executivo Internacional.

Ao longo dos anos, a SIGraDi tem conseguido circular o Congresso por países variados ao Norte, Centro e Sul da América Latina.

Os congressos SIGraDi são listados a seguir:[1]

Edição Ano País Cidade Instituição Tema Chair Conferência
I 1997 Argentina Buenos Aires Universidad de Buenos Aires Seminar of Digital Graphic Aturo Montagú
II 1998 Argentina Mar del Plata Universidad Nacional de Mar del Plata - Diana Rodriguez Barros
III 1999 Uruguai Montevideo Universidad de la República - Marcelo Paysse
IV 2000 Brasil Rio de Janeiro Universidade Federal do Rio de Janeiro Construindo (n)o Espaço Digital José Riper Kós
V 2001 Chile Concepción Universidad del Bio Bio - Guillermo Guzman Dumont
VI 2002 Venezuela Caracas Universidad Central de Venezuela - Gonzalo Veléz Jahn
VII 2003 Argentina Rosário Universidad Nacional de Rosario Cultura Digital y Diferenciación Sonia Carmena e Raúl Utges
VIII 2004 Brasil São Leopoldo Universidade do Vale do Rio dos Sinos O sentido e o Universo Digital Celso Scaletsky
XIX 2005 Peru Lima Universidad Peruana de Ciencias Aplicadas Visión y Visualización Pablo Herrera
X 2006 Chile Santiago Universidad de Chile Post Digital Pedro Soza
XI 2007 México Cidade México Universidad de La Salle La Comunicación en la Comunidad Visual Octavio Vázquez Santander
XII 2008 Cuba Havana CUJAE Gráfica Digital e Informática Aplicada: Cooperación, Integración y Desarrollo Maysel Castillo e Jacqueline Domínguez
XIII 2009 Brasil São Paulo Universidade Presbiteriana Mackenzie Do moderno ao digital: Desafios de uma transição Eduardo Nardelli e Charles Vicent
XIV 2010 Coloômbia Bogotá Universidade de Los Andes Disrupción, modelación y construcción: Dialogos cambiantes Alberto Miani Uribe
XV 2011 Argentina Santa Fé Universidad Nacional del Litoral Cultura Aumentada Mauro Chiarella e Maria Tosello
XVI 2012 Brasil Fortaleza Universidade Federal do Ceará Forma (in) Formação Daniel cardoso
XVII 2013 Chile Valparaízo Universidad Técnica Federico Santa María Knowledge-based Design Marcelo Bernal
XVIII 2014 Uruguai Montevideu Universidad de la República Design in Freedom Fernando García Amén
XIX 2015 Brasil S. Catarina Universidade Federal S. Catarina Informação de projeto para interação[2] Alice Cybis Pereira e Regiane Pupo
XX 2016 Argentina Buenos Aires Universidad de Buenos Aires Crowdthinking Rodrigo Martín Iglésias
XXI 2017 Chile Concepción Universidad de Concepción Resilience Design[3] Miguel Roco

Prémio Arturo Montagú[4], contributo relevante para comunidade[editar | editar código-fonte]

Ano Local Premiado
2005 Lima Julio Bermúdez (Argentina)
2006 Santiago Diana Rodríguez Barros (Argentina)
2007 México, D. F. Leonardo Combes (Argentina)
2008 La Habana Não foi atribuído
2009 São Paulo Gonzalo Vélez Jahn (Venezuela)
2010 Bogotá Bob Martens (Netherlands)
2011 Santa Fe Alfredo Stipech (Argentina)
2012 Fortaleza Eduardo Nardelli (Brasil)
2013 Valparaiso Pablo C. Herrera (Perú)
2014 Montevideo Maria Elena Tosello (Argentina)
2015 Santa Catarina Rodrigo García Alvarado (Chile)
2016 Buenos Aires Guillermo Vásquez de Velasco (Perú)
2017 Concepción Gabriela Celani (Brasil)

Organizações irmãs[editar | editar código-fonte]

  • eCAADe - Association for Education and Research in Computer Aided Architectural Design in Europe, criada em 1982.
  • CAADRIA - Association for Computer Aided Architectural Design in Asia, criada em 1996.
  • ACADIA - Association for Computer Aided Design In Architecture, criada em 1981.
  • ASCAAD - Arab Society for Computer Aided Architectural Design, criada em 2001.

Outras organizações e recursos[editar | editar código-fonte]

  • [CAAD Futures] - Computer Aided Architectural Design Futures, criado em 1985.
  • [CUMINCAD] - Cumulative Index of Computer Aided Architectural Design.[5]

Ligações externas

Referências[editar | editar código-fonte]

  1. a b c Veja em http://www.sigradi.org
  2. http://sigradi2015.sites.ufsc.br/?lang=pt  Em falta ou vazio |título= (ajuda)
  3. http://sigradi2017.udec.cl/  Em falta ou vazio |título= (ajuda)
  4. «Arturo Montagú» (PDF) 
  5. Leia: Paper 249c: CUMINCAD.ES: A First Step Towards Multilingual Digital Libraries in CAAD in http://www.scix.net/db/use/bibliography/Show?249c