Savatage

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Savatage
Savatage.jpg
Savatage em sua última formação.
Informação geral
Origem Clearwater, Flórida
País  Estados Unidos
Gênero(s) Heavy metal, metal progressivo, power metal
Período em atividade 1979 - 2002
2015 (reunião)
Gravadora(s) Combat (1983-1985)
Atlantic (1985-2001)
Nuclear Blast (2001)
SPV/Steamhammer (2002)
Página oficial www.Savatage.com
Integrantes Jon Oliva
Zachary Stevens
Chris Caffery
Al Pitrelli
Johnny Lee Middleton
Jeff Plate
Ex-integrantes Criss Oliva, Steve Wacholz, Damond Jiniya, Alex Skolnick, Jack Frost, John Zahner

Savatage é uma banda norte-americana de heavy metal fundada pelos irmãos Jon Oliva e Criss Oliva em 1979.[1] Eles foram conhecidos como uma banda de metal progressivo, mas suas origens poderiam ser atribuídas a heavy metal ou power metal, como expressado por seu álbum Sirens. A banda atingiu o sucesso comercial nos Estados Unidos com seu quarto disco, Fight for the Rock (1986), o qual chegou à posição 158 na Billboard 200.[2] Seus próximos quatro álbuns — Hall of the Mountain King (1987), Gutter Ballet (1989), Streets: A Rock Opera (1991) e Edge of Thorns (1993) — também obtiveram sucesso, mas foram ainda mais aclamados que Fight for the Rock.[2] [3]

Após a morte de Criss em 1993, Jon (junto ao produtor Paul O'Neill) decidiu continuar com o Savatage em memória de seu irmão. A banda lançou outros quatro discos de estúdio, e após instabilidade na formação entraram em hiato em 2002. Desde então, seus membros fundaram vários projetos musicais, como Jon Oliva's Pain, Trans-Siberian Orchestra, Circle II Circle e Doctor Butcher. Em 2 de agosto de 2014, o Savatage anunciou que irá reunir-se no festival Wacken Open Air 2015.[4]

Biografia[editar | editar código-fonte]

O início[editar | editar código-fonte]

Inicialmente sob o nome Metropolis e, logo depois, em 1983, Avatar. A banda passou a chamar-se Savatage devido a problemas judiciais, logo após o lançamento do primeiro single denominado City Beneath The Surface, e pouco antes de lançar o primeiro álbum, batizado de Sirens em 1983. No ano seguinte, lançaram Dungeons Are Calling e assinaram com a Atlantic Records. Em 1985 a banda lança Power of The Night, e sai em turnê pela primeira vez. Em 1986 Keith Collins deixa a banda e Johnny Lee Middleton assume a condição de baixista. Produzem e lançam o álbum Fight for the Rock, e também viajam para a Europa em turnê abrindo os shows da banda Motorhead.

O sucesso[editar | editar código-fonte]

Hall of the Mountain King é lançado em 1987, contendo a primeira sinfonia instrumental do Savatage chamada Prelude To Madness. Neste mesmo ano, a banda grava o seu primeiro videoclipe para a música Hall of The Mountain King. No ano de 1988 o Savatage sai em turnê pelos Estados Unidos ao lado das bandas Dio e Megadeth, e o guitarrista Chris Caffery é contratado pela banda. 1989 é o ano de lançamento do álbum Gutter Ballet, primeiro álbum do Savatage com dois guitarristas. Em 1990 partem para uma turnê mundial ao lado das bandas King Diamond e Testament, ao final da qual Chris Caffery abandona a banda. Em 1991 a banda lança o seu primeiro álbum conceitual, o magnífico Streets: A Rock Opera.

Em 1992 a banda passa a contar com um novo vocalista, o talentoso Zachary Stevens. Porém, 1993 é um ano trágico para o Savatage. Após uma turnê mundial e o lançamento de um dos melhores álbuns da história do metal, o chamado Edge of Thorns, um episódio fatídico abala aos membros e aos fãs da banda: morre um dos membros fundadores do grupo em um acidente de trânsito, o guitarrista Criss Oliva.[5] Mesmo muito abalado pela morte do irmão, Jon Oliva decide continuar na banda pois julga que seria a melhor maneira de manter viva a lembrança do fantástico guitarrista Criss Oliva.

Depois de Criss[editar | editar código-fonte]

O Savatage lança então o álbum Handful of Rain, em 1994. O baterista Wacholz abandona o Savatage e é substituído por Jeff Plate. Com as participações de Stevens no vocal, Alex Skolnick na guitarra e do novo baterista Jeff Plate, a banda parte rumo ao Japão para apresentar-se. Em 1995 Alex Skolnick abandona o grupo e Chris Caffery retorna ao Savatage para substituí-lo, ao lado do guitarrista Al Pitrelli que é também contratado.

Novamente com dois guitarristas, o Savatage grava o seu segundo álbum conceitual, Dead Winter Dead, em 1995. No ano de 1996 o grupo sai em turnê pela Europa e pelo Japão, e ao retornar grava o primeiro álbum do Trans-Siberian Orchestra, batizado de Christmas Eve & Other Stories. Este álbum recebe um disco de ouro em 1997, ano em que o Savatage lança The Wake of Magellan na Europa.

Em 1998 The Wake of Magellan é lançado nos Estados Unidos, e o Savatage sai em turnê pelas Américas do Norte e do Sul, além da Europa. Em 1999 o grupo produz Beethoven's Last Night, que é lançado no ano seguinte pela Trans-Siberian Orchestra. No ano de 2001, Al Pitrelli (que foi tocar no Megadeth, no lugar de Marty Friedman) e Zachary Stevens (que montou seu projeto solo Circle II Circle) deixam a banda, que volta a ser um quarteto. Na nova formação a banda lança Poets and Madmen, com Jonh Oliva como vocalista, Chris Caffery e Jack Frost (músico na turnê) nas guitarras.

Após 2002 a formação da banda tornou a contar com Al Pitrelli, após a saída de Jack Frost, mas entrou em hiato no mesmo ano. A banda ficou conhecida por gravar muitos álbuns conceituais.

25 anos de Savatage[editar | editar código-fonte]

O aniversário de 25 anos do Savatage aconteceu no final de 2007. Entretanto, não foi lançado nenhum álbum ou registro recente ou anterior do Savatage. Em meados de 2008, Oliva deu uma declaração dizendo porque está dando mais exposição à Trans-Siberian Orchestra: "O Trans-Siberian Orchestra está tão ocupado que nos toma um ano inteiro. Se fôssemos fazer algo com o Savatage teríamos que dar um tempo longo de parada com o TSO, pois as duas bandas não podem co-existir ao mesmo tempo. Isso deveria ser óbvio, visto que não há um álbum novo do Savatage desde 2001. É porque o TSO toma o tempo de todo mundo! A única razão pela qual posso fazer o JOP é porque não saio em turnê com o TSO. Apenas trabalho no estúdio e escrevo as músicas, não faço a turnê de Natal e os outros compromissos. O Savatage nunca vendeu muitos discos. Temos um público de talvez 250 mil pessoas ao redor do mundo, mas isso nunca trouxe vendas expressivas para todos na banda terem uma boa vida financeira. Todos, exceto por mim, tinham empregos regulares quando o Savatage não estava tocando. E, acredite, agora ninguém mais faz isso."

Integrantes[editar | editar código-fonte]

Linha do tempo[editar | editar código-fonte]

Discografia[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. História da banda em Savatage.com
  2. a b Savatage - Awards allmusic.com. Visitado em August 4, 2014.
  3. Official Band review
  4. W:O:A 2015 – first band announcements! wacken.com (August 2, 2014). Visitado em August 2, 2014.
  5. CHRIS CAFFERY Remembers Late SAVATAGE Guitarist CRISS OLIVA - Oct. 17, 2006 em roadrunnerrecords.com, página visitada em 1 de Abril de 2010
  6. a b c d e f MySpace oficial