Scratch

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Disambig grey.svg Nota: Scratch te direciona a este artigo. Se procura a técnica musical utilizada por DJs, veja Scratch (música).


Scratch
Scratch Logo.svg
Paradigma Orientação a objetos[carece de fontes?], educativo, orientada a eventos
Surgido em 2007
Última versão 3.0 (2 de Janeiro 2019)
Criado por Mitchel Resnick
Estilo de tipagem dinâmica
Principais implementações Scratch
Influenciada por Logo, Smalltalk, HyperCard, StarLogo, AgentSheets, Etoys
Licença: Código aberto com componentes proprietários
Página oficial http://scratch.mit.edu/ scratch.mit.edu

Scratch é uma linguagem de programação criada em 2007 pelo Media Lab do MIT.[1] Desde 2013 o Scratch 2 está disponível on-line e como uma aplicação para Windows, OS X, e Linux. O código fonte da versão 1.x está sob a licença GPLv2.[2]

Tela do Scratch 3.0, atual versão do Scratch lançada em 2019.

Descrição[editar | editar código-fonte]

Por não exigir o conhecimento prévio de outras linguagens de programação, ele é ideal para pessoas que estão começando a programar e foi desenvolvida para ajudar pessoas acima de 8 anos no aprendizado de conceitos matemáticos e computacionais. Com ele é possível criar animações, jogos e outros programas interativos.

Tendo em vista as experiências do Media Lab com a linguagem LOGO, desenvolvida por Papert, o Scratch visa ir além dessa linguagem em três aspectos: torná-la mais suscetiva à manipulação, mais social e mais significante. Assim a forma como os blocos podem ser manipulados lhe confere uma possibilidade de aprendizagem auto-gerida através da prática de manipulação e teste dos projetos. A plataforma online permite que usuário interajam entre si, critiquem e aprendam com os projetos dos outros (remix). Além disso, o Scratch permite a personalização através da incorporação de imagens e sons externos, bem como a possibilidade de desenhar e gravar som dentro da ferramenta.

O Scratch é considerado mais acessível que linguagens de programação textuais, por se utilizar de uma interface gráfica que permite que programas sejam construídos com blocos encaixados, lembrando o brinquedo Lego. Utiliza uma sintaxe comum a muitas linguagens de programação. É diferente de outras linguagens, não tem nenhum tipo de pontuação obscura.

Cada bloco da linguagem contém um comando em separado, que podem ser agrupados livremente caso se encaixem. E os comandos podem ser modificados através de menus barra de snirks. O Scratch se inspirou na forma como os DJs fazem a mixagem de sons para criarem novas músicas. Mas essa linguagem consegue mixar diversos tipos de mídias, como imagens, sons e outros programas.

No Scratch existe uma comunidade muito pequena de falantes de língua portuguesa em comparação à quantidade total, mas os poucos que se encontram programando e compartilhando esta linguagem de programação, já possuem um conhecimento avançado na ferramenta.

No ano de 2016, o Scratch Foundation anunciou uma parceria com a Google para a nova geração da ferramenta (versão 3.0). Esta nova versão será baseada em tecnologia web nativa (HTML 5) e contará com uma mudança na sua gramática. Os blocos antes montados verticalmente agora serão montados horizontalmente, assim como já ocorre no ScratchJr. Seu lançamento foi em 2 de janeiro de 2019.

Referências

  1. «About Scratch». scratch.mit.edu (em inglês). Consultado em 7 de fevereiro de 2016 
  2. «Updated Scratch 2 Offline Editor (Beta) is now available!». scratch.mit.edu (em inglês). Consultado em 7 de fevereiro de 2016 

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]