Serasa Experian

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de Serasa)
Ir para: navegação, pesquisa
Ambox important.svg
Este artigo ou seção parece estar escrito em formato publicitário ou apologético.
Por favor ajude a reescrever este artigo para que possa atingir um ponto de vista neutro, evitando assim conflitos de interesse.
Para casos explícitos de propaganda, em que o título ou todo o conteúdo do artigo seja considerado como um anúncio, considere usar {{spam}}, regra n° 6 da eliminação rápida.
Question book.svg
Esta página ou secção não cita fontes confiáveis e independentes, o que compromete sua credibilidade (desde fevereiro de 2015). Por favor, adicione referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)

A Serasa Experian é uma empresa brasileira de análises e informações para decisões de crédito e apoio a negócios[1] . Faz parte do grupo Experian.

A Serasa Experian atua por meio de acordos com empresas de informações de todos os continentes.[2]

História[editar | editar código-fonte]

A Serasa foi criada em 1968, por iniciativa da Federação Brasileira de Bancos (FEBRABAN), como ação cooperada entre bancos, para padronizar relatórios e formulários, criando uma ficha cadastral única, permitindo assim rapidez nas decisões bancárias e controle do sistema financeiro. A ficha unificada representou redução de custos administrativos para os bancos associados e, em consequência, para os seus correntistas.

O nome da empresa na época da fundação era Serasa, um acrônimo para Serviços de Assessoria S/A e que posteriormente teve seu significado modificado para Centralização dos Serviços Bancários.

Na década de 1990, passou a fornecer informações e análise de balanços para todos os segmentos da economia e para empresas de todos os portes. A ampliação resultou em redução do preço dos serviços, o que permitiu que pequenas e médias empresas tivessem acesso aos dados, antes restritos às grandes corporações e aos bancos.

Em 2007, o grupo irlandês Experian comprou o controle da Serasa, que passou a chamar-se Serasa Experian, e em 2012 o Experian comprometeu-se a comprar o resto da Serasa por US$ 1,5 bilhão.[3]

Hoje a Serasa facilita 2,5 milhões de transações por dia. O Banco do Brasil faz cerca de 40 milhões de consultas por mês, segundo Hugo Dantas, especialista em automação bancária.

Serasa Experian[editar | editar código-fonte]

A Serasa Experian produz 22/2 indicadores econômicos que servem de referência para o comércio, a indústria e para o setor de serviços do ambiente de negócios do Brasil.[4] Em dezembro de 2010, a empresa foi incluída no ranking do Banco Central,[5] considerada a instituição que mais acertou as projeções sobre o Índice Geral de Preços (IGP - DI).[4] [6] [7]

Referências

  1. «Consumo das famílias mantém força e economia avança em fevereiro». Noticias.r7.com. 15 de abril de 2011. Consultado em 7 de agosto de 2013.  line feed character character in |título= at position 36 (Ajuda)
  2. . Asscom.org.br http://www.asscom.org.br/main.php?comando=servicos/servicos&id=24&pagina=1.  Falta o |titulo= (Ajuda)
  3. Experian to Buy Rest of Brazilian Firm Serasa for $1.5 Billion, The New York Times, 23 de outubro de 2012
  4. a b «Top 5 Forecasting Institutions - December» (PDF). Bcb.gov.br. 7 de janeiro de 2011. 
  5. «BCB - Focus». Bcb.gov.br. 
  6. «Serasa Experian é Top Five do Banco Central em fevereiro». Colunistas.ig.com.br. 
  7. «Serasa Experian lança aplicativo para iPad, iPhone e iPod touch». Cardnews.com.br. 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]