Slave to the Grind

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Slave to the Grind
Álbum de estúdio de Skid Row
Lançamento 11 de junho de 1991
Gênero(s) Heavy metal
Duração 48:41 (Versão explícita)
50:01 (Versão clean)
Idioma(s) Inglês
Formato(s) CD, K7, LP
Gravadora(s) Atlantic Records
Produção Michael Wagener, Dave Sabo
Cronologia de Skid Row
Skid Row
(1989)
B-Side Ourselves
(1992)
Singles de Slave to the Grind
  1. "Monkey Business"
    Lançamento: 1991
  2. "Slave to the Grind"
    Lançamento: 1991
  3. "In a Darkened Room"
    Lançamento: 1991
  4. "Wasted Time"
    Lançamento: 1991
  5. "Quicksand Jesus"
    Lançamento: 1992[1]
Críticas profissionais
Avaliações da crítica
Fonte Avaliação
allmusic 4.5 de 5 estrelas.link
Entertainment Weekly A- link
Robert Christgau Rating-Christgau-dud.pnglink
Rolling Stone 3 de 5 estrelas.[2]

Slave to the Grind é o segundo álbum de originais da banda Skid Row, editado a 11 de Junho de 1991. Slave to the Grind é notável por ter sido o primeiro álbum de heavy metal a estrear-se no 1º lugar da tabela Billboard 200 durante a era SoundScan.

Foram lançadas duas versões: a original e a "limpa" (censurada). A versão "limpa" substitui a canção "Get the Fuck Out" pela menos ofensiva "Beggar's Day".

Slave to the Grind marcou o movimento da banda para um som mais pesado. As letras são mais complexas, criticando o modo de vida moderno, autoridades, políticos, drogas, organizações religiosas entre outros tópicos.

O pai de Sebastian Bach foi que pintou a capa, que é na verdade um mural longo, continuando dentro do livro incluído no álbum. A capa situa-se na era medieval (inspirado na pintura de Caravaggio "Burial of St. Lucy" (Enterro de Santa Lúcia) (1608)), mas no entanto tem pessoas a usar tecnologia moderna. John F. Kennedy está no grupo de pessoas na capa.

Foi considerado "Álbum do Ano de 1991" nos prémios Readers Choice Awards da revista Metal Edge.[3]

Foram produzidos quatro vídeos para os quatro singles "Monkey Business", "Slave to the Grind", "Wasted Time" e "In a Darkened Room" e também para "Quicksand Jesus", com todos eles incluídos no álbum de video No Frills Video.

Faixas[editar | editar código-fonte]

Todas as faixas por Rachel Bolan e Dave Sabo, excepto onde anotado.

  1. "Monkey Business" – 4:17
  2. "Slave to the Grind" (Sebastian Bach, Bolan, Sabo) – 3:31
  3. "The Threat" – 3:47
  4. "Quicksand Jesus" – 5:21
  5. "Psycho Love" (Bolan) – 3:58
  6. "Get the Fuck Out" (Sabo) – 2:42
    • Na versão censurada do álbum esta faixa foi substituída por "Beggar's Day" (Bach, Bolan, Sabo) – 4:02
  7. "Livin' on a Chain Gang" – 3:56
  8. "Creepshow" (Rob Affuso, Bolan, Scotti Hill) – 3:56
  9. "In a Darkened Room" (Bach, Bolan, Sabo) – 4:57
  10. "Riot Act" – 2:40
  11. "Mudkicker" (Bach, Bolan, Hill) – 3:50
  12. "Wasted Time" (Bach, Bolan, Sabo) – 5:46

Banda[editar | editar código-fonte]

Desempenho nas paradas musicais[editar | editar código-fonte]

Parada musical (1991) Melhor
posição
 Alemanha (Media Control Charts)[4] 12
 Estados Unidos (Billboard 200)[5] 1
 Japão (Oricon)[6] 3
 Reino Unido (UK Albums Chart)[7] 5
Parada musical (2009) Melhor
posição
 Japão (Oricon)[6] 266

Certificações[editar | editar código-fonte]

País Certificação Data Vendas certificadas
 Canadá - Music Canada[8] Platina 4 de outubro de 1991 100.000
 Estados Unidos - RIAA[9] 2× Platina 8 de abril de 1998 2.000.000
 Reino Unido - BPI[10] Prata 1991 60.000

Referências

  1. http://www.discogs.com/Skid-Row-Quicksand-Jesus/release/4073659
  2. Fricke, David (22 de agosto de 1991). «Skid Row: Slave To The Grind : Music Reviews». Rolling Stone. Consultado em 19 de fevereiro de 2013. Cópia arquivada em 2 de outubro de 2007 
  3. Metal Edge, May 1992
  4. «"Skid Rown" in der Musikdatenbank» (em alemão). charts.de. Consultado em 23 de novembro de 2012 
  5. «Artist Chart History: Skid Row» (em inglês). billboard. Consultado em 23 de novembro de 2012 
  6. a b «スキッド・ロウのアルバム売り上げランキング» (em japonês). oricon. Consultado em 23 de novembro de 2012 
  7. «Official Charts - Skid Row» (em inglês). The Official Charts Company. Consultado em 23 de novembro de 2012 
  8. «Music Canada - Skid Row» (em inglês). Music Canada. Consultado em 24 de novembro de 2012 
  9. «RIAA - Skid Row» (em inglês). RIAA. Consultado em 20 de novembro de 2012 
  10. «BPI - Skid Row» (em inglês). BPI. Consultado em 24 de novembro de 2012