Sofia de Bourbon e Ortiz

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de Sofia de Bourbon Ortiz)
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita fontes confiáveis e independentes, o que compromete sua credibilidade (desde agosto de 2013). Por favor, adicione referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Sofia de Bourbon
Infanta de Espanha
Casa Bourbon
Nome completo
Sofía de Todos los Santos de Borbón y Ortiz
Nascimento 29 de abril de 2007 (10 anos)
  Madrid, Espanha
Religião Catolicismo Romano
Pai Filipe VI
Mãe Letícia
Assinatura Assinatura de Sofia de Bourbon

Sofia de Todos os Santos de Bourbon e Ortiz (Sofía de Todos los Santos de Borbón y Ortiz; Madrid, 29 de abril de 2007) é a filha mais nova do atual rei da Espanha, Felipe VI, e de sua esposa, Letícia. É a oitava neta dos antigos reis da Espanha, Juan Carlos e Sofia da Grécia e atualmente ocupa o segundo lugar na linha de sucessão ao trono espanhol.

Sofia possui uma irmã mais velha: Leonor.

Nascimento[editar | editar código-fonte]

Sofia nasceu no dia 29 de abril de 2007 às 16h50 (horário local) na Clínica Ruber, por meio de uma cesariana. Na ocasião, pesava 3,310kg e media 50 centímetros.

O seu nascimento foi comunicado à imprensa através de mensagens escritas por telemóvel e as células do seu cordão umbilical foram conservadas e enviadas para um banco de conservação de células estaminais na Europa e outro público na Espanha.

Quatro horas após o seu nascimento, o seu pai deu uma entrevista a imprensa onde disse: "Nós estamos muito felizes. Eu realmente não sabia como ia reagir com o nascimento de outra menina, mas eu penso que se ama cada filho da mesma maneira".

O seu nome é uma homenagem à sua avó paterna, a rainha Sofia. A infanta é a primeira "Sofia" a nascer no seio da família real.

Batizado e Primeira Comunhão[editar | editar código-fonte]

Foi batizada com água do rio Jordão em 15 de julho de 2007 nos jardins do Palácio da Zarzuela. Os padrinhos são a avó materna, Paloma Rocasolano, e o príncipe Konstantin-Assen da Bulgária, amigo do príncipe Felipe.

A Infanta fez sua Primeira Comunhão no dia 17 de maio de 2017. Igual a sua irmã anos antes, ela vestiu o uniforme da escola Nuestra Señora de los Rosales e a cerimônia foi realizada na Igreja La Asunción de Nuestra Señora. [1] [2]

Educação e interesses[editar | editar código-fonte]

Começou os estudos, no dia 11 de setembro de 2009 na Escuela Infantil Guardia Real, uma creche particular criada para os filhos dos funcionários do Palácio da Zarzuela, e em 15 de setembro de 2010 começou a estudar no colégio particular Santa María de los Rosales iniciando o primeiro ano da educação infantil.

Para além das aulas e das disciplinas que fazem parte do currículo escolar de todas as crianças espanholas, tem também aulas de mandarim duas vezes por semana e tem contato diário com o inglês, uma vez que a sua mãe, Letícia, lhe lê histórias nesta mesma língua e através da sua avó, a rainha Sofia, que comunica frequentemente em inglês com todos os seus netos, à semelhança do que fez com os seus três filhos, a infanta Elena, a infanta Cristina e o rei Felipe.

Pratica, assim como a irmã, ballet, ténis, natação e ski. No verão, é presença constante em Palma de Maiorca para as férias com os pais, avós, tias e primos (Felipe, Victoria, Juan, Pablo, Miguel e Irene).

Títulos e estilos[editar | editar código-fonte]

  • 29 de abril de 2007 - presente: Sua Alteza Real, a infanta Dona Sofia de Espanha.

Ascendência[editar | editar código-fonte]


Precedido por
Leonor, Princesa das Astúrias
Linha de sucessão ao trono espanhol
Sucedido por
Elena de Bourbon

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.
  1. País, El (17 de maio de 2017). «Fotos: La comunión de la infanta Sofía, en imágenes». EL PAÍS (em espanhol) 
  2. Galaz, Mábel (18 de maio de 2017). «Sonrisas y cordialidad en la comunión de la infanta Sofía». EL PAÍS (em espanhol)