Stubby

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Stubby
Sargento Stubby
Nascimento 1916 ou 1917
Morte 4 de abril de 1926
País  Estados Unidos
Força Exército dos Estados Unidos
Anos de serviço 1917 - 1918
Hierarquia Sargento
Unidade 26ª Divisão de Infantaria
102ª Divisão de Infantaria
Batalhas Primeira Guerra Mundial
Honrarias Humane Education Society Gold
Medalha de Honra
Wound stripe

Stubby (1916 ou 1917 - 4 de abril de 1926), foi o cão de guerra mais condecorado da Primeira Guerra Mundial e o único cão a ser promovido a sargento através do combate. O primeiro cão de guerra dos Estados Unidos, Stubby serviu por 18 meses e participou de 17 batalhas na Frente Ocidental. Ele salvou seu regimento de ataques surpresa com gás mostarda, encontrou e confortou os feridos, e até mesmo uma vez pegou um espião alemão pelas calças, o segurando lá até que os soldados americanos os encontraram. De volta para casa suas façanhas foram notícia de primeira página de todos os grandes jornais.

Início da vida[editar | editar código-fonte]

Stubby, de acordo com artigos de seu tempo,[1] era um bull terrier de Boston.[2] [3]

Serviço militar[editar | editar código-fonte]

Sargento Stubby vestindo seu uniforme e medalhas.

Stubby serviu com a 26ª e 102ª Divisão de Infantaria nas trincheiras na França por 18 meses e participou de 4 ofensivas e 17 batalhas. Ele entrou em combate em 5 de fevereiro de 1918 em Caminho das Damas, norte de Soissons, e estava sob fogo constante, dia e noite há mais de um mês. Em abril de 1918, durante uma operação para tomar Schieprey, Stubby foi ferido na perna dianteira pelos alemães em retirada jogando granadas de mão. Ele foi enviado para a parte traseira de convalescença, e como tinha feito na parte da frente foi capaz de melhorar a moral. Quando ele se recuperou de seus ferimentos, Stubby voltou às trincheiras.

Depois de ter sido atacado com gás, Stubby aprendeu a avisar sua unidade de ataques com gás venenoso, localizando soldados feridos em terra de ninguém, e uma vez que ele podia ouvir o zumbido de projéteis de artilharia de entrada antes dos seres humanos poderiam se tornou perito em avisar sua unidade para se proteger. Ele fui o único responsável pela captura de um espião alemão em Argonne. Após a retomada de Château-Thierry pelos Estados Unidos, as mulheres da cidade fizeram um casaco de camurça para Stubby onde foram fixadas suas muitas medalhas. Ele também ajudou a libertar uma cidade francesa dos alemães. Mais tarde ele foi ferido no peito e na perna por uma granada. No final da guerra, Robert Conroy contrabandeou Stubby de volta pra casa.[4]

Depois da guerra[editar | editar código-fonte]

Sargento Stubby em um memorial da Primeira Guerra Mundial.

Depois de voltar para casa, Stubby se tornou uma celebridade e marchou, e normalmente levou muitos a ver os desfiles por todo o país. Ele se reuniu com os presidentes Woodrow Wilson, Calvin Coolidge e Warren G. Harding. A partir de 1921, ele frequentou a Georgetown University Law Center com Conroy, e se tornou mascote do time Georgetown Hoyas.[5] Ele empurrava a bola de futebol no primeiro tempo ao redor do campo para a diversão dos fãs.[6]

Fora dos Estados Unidos[editar | editar código-fonte]

Stubby foi destaque na exposição Brave Beasts no Legermuseum em Delft, Países Baixos.[7]

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Stubby