Delft

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Delft
Delft (13).JPG
Tipo
Cidade, município dos Países Baixos (d), cidade com centenas de milhar de habitantesVisualizar e editar dados no Wikidata
Características
Superfície
24 080 000 m2Visualizar e editar dados no Wikidata
Concepção
Data

Delft é uma cidade dos Países Baixos, localizada na província da Holanda do Sul, a 9 km da Haia e 18 km de Roterdão.

Histórico[editar | editar código-fonte]

É um dos centros mais antigos do país, tendo já sido mencionada em 1062. Delft foi palco, em 1584, do assassinato do governador Guilherme I o Taciturno, por um fanático católico. O belo mausoléu de Taciturno encontra-se na Nieuwe Kerk, antiga igreja de Santa Úrsula, hoje transformada em templo protestante, onde se ergueu também o túmulo de Hugo Grotius, e os túmulos dos monarcas holandeses.

Mulher com o brinco de pérola, por Johannes Vermeer.

Pátria do pintor Johannes Vermeer, Delft também se fez famosa por suas fábricas de faiança, que datam de meados do século XVII. O apogeu dessa indústria, que se inspirou, inicialmente, em modelos chineses, situa-se entre 1680 e 1740, tendo sido Abraham de Coog seu mestre principal. Toda a cerâmica européia sofreu influências da de Delft. A produção do velho centro industrial se diversificou, incluindo papel pintado, gengibre, couro, vidro, vinagre, tabaco, sabão e lêvedo de cerveja. Delf hospeda ainda uma das universidades técnicas mais renomeadas da Europa, a Universidade Técnica de Delft.

Personalidades célebres[editar | editar código-fonte]

O segundo pintor neerlandês mais famoso do século XVII, Johannes Vermeer, nasceu e viveu toda a sua vida na cidade de Delft. Antonie van Leeuwenhoek, um dos precursores da observação microscópica no século XVII, nasceu e viveu em Delft.

Turismo[editar | editar código-fonte]

  • Mercado de 5.ª feira na praça central da cidade
  • Mercado de Sábado numa praça secundária no centro de Delft
  • Bolachas típicas Stroopwafels (tremendamente doces, mas deliciosas)
  • Queijo Gouda
  • Porcelana típica azul (Delft Blue) e de outras cores de inspirações italianas e orientais. A porcelana 100% pintada à mão é sempre acompanhada de um certificado com o número da peça, por isso, se é turista, tenha em atenção para não ser enganado.
Visão artística do pós-explosão.

Explosão de Delft[editar | editar código-fonte]

Esse foi um dos eventos mais bizarros que ocorreram no século XVII. No dia 12 de outubro de 1654, uma manhã normal de segunda-feira na cidade, Uma tremenda explosão ocorreu. Noventa mil libras de pólvora subiram em cinco rajadas quase simultâneas.[1]

Foi relatado que as explosões foram ouvidas até na ilha de Texel, a 150 quilômetros de distância. Cerca de 25% da área de Delft foi destruída. Ao menos cem pessoas morreram e milhares foram feridas. Esse evento, ficou conhecido como o "Trovão de Delft", que pode ter sido a maior explosão humana do mundo, já vista até então.[1]

Galeria[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. a b Chris Chambers (13 de outubro de 2004). «The Day the World Came to an End: the Great Delft Thunderclap of 1654» (em inglês). Radio Netherlands Archives. Consultado em 21 de agosto de 2020 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Delft
Ícone de esboço Este artigo sobre a geografia dos Países Baixos é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.