Supercopa do Chile

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Question book.svg
Este artigo ou secção não cita fontes confiáveis e independentes (desde agosto de 2017). Ajude a inserir referências.
O conteúdo não verificável pode ser removido.—Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)

A Supercopa do Chile é uma competição organizada pela Associación Nacional de Fútbol Profissional (ANFP), entidade pertencente à Federação de Futebol do Chile.

História[editar | editar código-fonte]

A primeira edição da Supercopa do Chile, foi disputado em 10 de julho de 2013 entre o Unión Española campeão do torneio transição em 2013, e Universidad de Chile, campeão da Copa Chile MTS 2012-13. Campeões se defrontaram na fase Estádio Calvo y Bascuñán de Antofagasta, foi ganho conjunto do Unión Española depois de vencer por 2-0 leigo, tornando-se o primeiro campeão Supercopa do Chile.

A segunda edição do concurso foi realizada em 3 de maio de 2014, no Estádio San Carlos de Apoquindo, em Santiago, com os participantes, o campeão da Copa Chile MTS 2013-14, Deportes Iquique e O'Higgins, o campeão melhor posicionada na tabela cumulativa (Abertura 2013). Finalmente, o clube de Rancagua foi quem levou o título, depois de derrotar os iquiqueños por pênaltis depois de um empate 1-1 em 90 minutos regulamentários.

A terceira edição do concurso, foi realizada em 30 de Setembro, 2015, no Estádio Bicentenario Germán Becker, em Temuco, com os participantes, o campeão da Copa Chile MTS 2014-15, a Universidad de Concepción e Universidad de Chile, melhor posicionado na tabela cumulativa (Abertura 2014) defender. Finalmente, a caixa azul que foi mantido o título, depois de bater o Campanile por dois gols a 1 em 90 minutos.

A quarta edição do torneio, foi realizada em 15 de setembro de 2016, um prefeito Estádio Ester Roa Rebolledo de Concepción quase cheia, onde eles tocaram o campeão da Copa Chile MTS 2015, Universidad de Chile e Universidad Católica campeão 2016 Clausura torneio e melhor posicionado na tabela anual. A partida terminou 2-1 a favor dos "cruzados" em uma reunião tensa e vibrante. Além disso, o resultado levou à saída do argentino Sebastián Beccaccece, como treinador dos Blues.

A quinta edição do torneio, foi realizada em 23 de Julho de 2017, o Estádio Nacional Julio Martinez Prádanos de Santiago, com uma grande percentagem do público, apesar do frio que estava em Santiago (cidade que é o cenário para este evento pela segunda vez), onde desempenhou o campeão da Copa 2016 MTS Chile, Colo-Colo e Universidad Católica, que venceu o Apertura 2016 e melhor posicionadas na tabela cumulativa da temporada. A partida terminou 4-1 a favor de Albo definido em redebut camisa Jorge "El Mago" Valdivia "Cacique" depois de onze anos jogando no exterior. Durante o encontro, os "cruzados", começou o jogo a seu favor, com o objetivo de pouco Benjamín Kuscevic, mas foram rapidamente traçado pelo "branca de neve", com gols de Esteban Paredes (2), Andrés Vilches e Jaime Valdés, este último pela cobrança de pênalti..

Campeões[editar | editar código-fonte]

Ano Final
Campeão Placar(es) Vice-campeão
2013 Unión Española 2–0 Universidad de Chile
2014 O'Higgins 1–1
(3–2 pen)
Deportes Iquique
2015 Universidad de Chile 2–1 Universidad de Concepción
2016 Universidad Católica 2–1 Universidad de Chile
2017 Colo-Colo 4–1 Universidad Católica
2018 Colo-Colo 3–0 Santiago Wanderers
2019 Universidad Católica 5–0 Palestino

Títulos por clube[editar | editar código-fonte]

Clube Campeão Vice-campeão Temporadas
Universidad Católica 2 1 2016, 2017, 2019
Colo-Colo 2 0 2017, 2018
Unión Española 1 0 2013
O'Higgins 1 0 2014
Universidad de Chile 1 2 2013, 2015, 2016
Deportes Iquique 0 1 2014
Universidad de Concepción 0 1 2015
Santiago Wanderers 0 1 2018

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre futebol chileno é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.