Sylvanus Olympio

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Sylvanus Olympio
1.º Presidente do Togo
Período 27 de abril de 1960
a 13 de janeiro de 1963
Sucessor Emmanuel Bodjollé
Primeiro-ministro do Togo
Período 16 de maio de 1958
a 12 de abril de 1961
Antecessor Nicolas Grunitzky
Sucessor nenhum até 1991
Dados pessoais
Nascimento 6 de setembro de 1902
Lomé, Togo
Morte 13 de janeiro de 1963 (60 anos)
Lomé, Togo
Cônjuge Dina Olympio

Sylvanus Epiphanio Olympio (6 de setembro de 1902 - 13 de janeiro de 1963) foi um político nacionalista togolês que atuou como primeiro-ministro, e depois como presidente do seu país, de 1958 até seu assassinato em 1963.[1] Pertencente à família Olympio, cujos membros eram descendentes de Francisco Olympio da Silva (1833 – 1907), afro-brasileiros retornado do Brasil à África Ocidental, no século XIX, e fundador de uma das famílias mais proeminentes do Togo.[2][3] Seu tio, Octaviano Olympio, foi um dos fundadores de Lomé e uma das pessoas mais ricas do Togo, no início de 1900.[4]

Depois de se formar na London School of Economics, Sylvanus Olympio trabalhou para a Unilever, tornando-se gerente geral das operações africanas da empresa. Após a Segunda Guerra Mundial, Olympio destacou-se por sua atuação para a independência do Togo. Seu partido venceu as eleições de 1958, e ele se tornou o primeiro-ministro do país. Sua liderança foi consolidada quando o Togo conseguiu a independência, e ele venceu as eleições de 1961, tornando-se o primeiro presidente do Togo.

Olympio foi assassinado durante um golpe de estado, em 1963.[5]

Referências

  1. «Sylvanus Olympio». Encyclopædia Britannica [ligação inativa]
  2. Afro-Brazilians in Togo - The case of the Olympio family, 1882-1945. Por Alcione M. Amos. Cahiers d’études africaines nº 162, 2001.
  3. «Biography of Sylvanus Olympio». African Success 
  4. The Olympio family. Acervo Agudá.
  5. «Réquiem a presidentes africanos». Aventuras na História. Consultado em 9 de fevereiro de 2013. Arquivado do original em 5 de março de 2016 

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

Livros e periódicos

Jornais (em ordem cronológica)

  • «Protest Speech Sets UN Record». New York Amsterdam News. 13 de dezembro de 1947. p. 1 
  • «Energetic Togo Leader: Sylvanus Olympio». New York Times. 8 de abril de 1960. p. 11 
  • «A Robust Leader Speaks for Togo». Washington Post. 1 de maio de 1960. p. E4 
  • «Togo backs Olympio: Returns show 99% Support Ex-Premier as President». New York Times. 11 de abril de 1961. p. 6 
  • «Togo's President Slain in Coup: Insurgents Seize Most Of Cabinet». The Washington Post. 14 de janeiro de 1963. p. A1 
  • Lukas, J. Anthony (22 de janeiro de 1963). «Olympio Doomed by Own Letter: Sergent whose job appeal failed slew Togo Head». New York Times. p. 3 
  • «France and the Olympios». New African (377). Setembro de 1999. 13 páginas 
Precedido por
Nicolas Grunitzky
Primeiro-ministro do Togo
1958–1961
Sucedido por
Joseph Kokou Koffigoh
Precedido por
(nenhum)
Presidente do Togo
1960–1963
Sucedido por
Emmanuel Bodjollé
Ícone de esboço Este artigo sobre um político é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.
Ícone de esboço Este artigo sobre o Togo é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.