Unilever

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Unilever
Unilever N.V.
Unilever PLC
Tipo Privada
Cotação AMS: UNA, LSE: ULVR, NYSE: UN and NYSE: UL
Indústria Bens de consumo (alimentos, limpeza e higiene)
Fundação Fusão da Lever Brothers com a Margarine Unie em 1929 (87 anos)
Sede Unilever House, Londres,  Reino Unido
Roterdã,  Países Baixos
Áreas servidas Mundo
Pessoas-chave Michael Treschow
(Presidente)
Paul Polman
(CEO)
Empregados 163,000 (2010)[1]
Produtos Veja a lista de produtos
Lucro Aumento 6,433 bilhões (2011)
Faturamento Aumento 46,467 bilhões (2011)[2]
Página oficial www.unilever.com

Unilever é uma multinacional britânica-neerlandesa de bens de consumo co-sediada em Roterdã, nos Países Baixos, e em Londres, no Reino Unido. Seus produtos incluem alimentos, bebidas, produtos de limpeza e produtos de higiene pessoal. É a terceira maior empresa de bens de consumo do mundo medida pela receita de 2012, após a Procter & Gamble e a Nestlé.[3] A Unilever é a maior produtora de alimentos untáveis do mundo, como a margarina.[4] Uma das empresas multinacionais mais antigas, seus produtos estão disponíveis em cerca de 190 países.[5]

A Unilever possui mais de 400 marcas, mas concentra-se em 13 marcas com vendas de mais de 1 bilhão de euros: Axe/Lynx, Dove, Omo, Becel/Flora, Wall's, Hellmann's, Knorr, Lipton, LUX, Magnum, Rama, Rexona, Seda e Surf.[6] É uma empresa de listada em duas bolsas de valores, composta da Unilever N.V., com sede em Roterdã, e a Unilever plc, sediada em Londres. As duas empresas operam como uma única empresa, com um conselho de administração comum. A Unilever está organizada em quatro divisões principais: Alimentos, Refrescos (bebidas e gelados), Cuidados Domésticos e Cuidados Pessoais. Possui instalações de investigação e desenvolvimento no Reino Unido, nos Países Baixos, na China, na Índia e nos Estados Unidos.[7]

A Unilever foi fundada em 1930 pela fusão da produtora de margarina holandesa Margarine Unie e da britânica Lever Brothers. Durante a segunda metade do século XX a empresa ficou mais diversificada e expandiu suas operações em todo o mundo. Ela fez várias aquisições corporativas, incluindo a Lipton (1971), a Brooke Bond (1984), a Chesebrough-Ponds (1987), a Best Foods (2000), a Ben & Jerry (2000), a Alberto-Culver (2010) e a Dollar Shave Club (2016). A Unilever alienou suas atividades de produtos químicos especiais para a ICI em 1997. Em 2015, sob a liderança de Paul Polman, a empresa mudou gradualmente seu foco para marcas de saúde e beleza e longe de marcas de alimentos com crescimento lento.

História[editar | editar código-fonte]

Fábrica do Grupo Unilever em Sacavém, em Portugal; ao fundo, a ponte Vasco da Gama.

A história da Unilever começou no século XIX, na Inglaterra. Numa época em que sabão era um produto genérico, vendido por peso, William Hesketh Lever, através de sua empresa Lever Brothers, teve uma ideia simples, porém muito bem aceita: dar nome e embalagens individuais aos sabões que fabricava. Assim nasceu o sabão Sunlight.

Devido ao sucesso da ideia, em 1929 a Lever Brothers expandiu o negócio para outros países e uniu-se ao grupo holandês Margarine Unie, da área de alimentos, já que ambos utilizavam o azeite de palma como matéria-prima para seus produtos. Desta fusão veio a Unilever. Neste mesmo ano, a empresa montou sede na cidade de São Paulo sob o nome de Irmãos Lever e, assim, passou a comercializar o sabão Sunlight no Brasil.

Em 1960, ao adquirir a Cia. Gessy Industrial, a Irmãos Lever passou a adotar o nome Gessy Lever. Em 1970, a companhia decidiu entrar no mercado de alimentos, com o lançamento da margarina Doriana. Em 2000, a Gessy Lever adquiriu a Bestfoods, uma das maiores empresas de alimentos do mundo, que havia acabado de incorporar as operações da Arisco. Em 2001, a então Gessy Lever decidiu adotar a identidade corporativa internacional, trocando seu nome e razão social para Unilever.

Em 2013, a Unilever foi a marca com o maior numero de anúncios da TV aberta do Brasil, segundo levantamento da consultoria Controle da Concorrência. A Unilever desbancou as Casas Bahia, que fechou os dois últimos anos na liderança do ranking, O volume de comerciais anunciados pelo conglomerado em 2013 aumentou quase 90% em relação o total de inserções realizadas em 2012 (24.800).[8]

Em Portugal a Unilever possui parceria com a empresa Unilever Jerónimo Martins Lda., que atualmente tem 4 unidades produtivas localizadas em Sacavém e Santa Iria da Azóia.

Produtos[editar | editar código-fonte]

Alimentos[editar | editar código-fonte]

Produtos de limpeza[editar | editar código-fonte]

Higiene pessoal[editar | editar código-fonte]

Crítica[editar | editar código-fonte]

Por causa dos procedimentos de um dos maiores fornecedores de óleo de palma, Unilever tem sido criticado por defensores dos direitos humanos e ativistas ambientalistas. O grupo Wilmar International com sede em Singapura voltou novamente a desflorestar áreas de mata virgem e, em Agosto de 2011, ordenou assaltar a aldeia de Sungai Beruang na Indonésia, que fica no meio de uma das plantações, pelo grupo de operações especiais Brimob.[9]

Referências

  1. Unilever: About us[ligação inativa]
  2. «Preliminary Results 2011» (PDF). Consultado em 24 March 2012. 
  3. «Unilever buys some Sara Lee businesses for almost $2B» USA Today [S.l.] 25 de setembro de 2009. Consultado em 7 January 2012. 
  4. Boyle, Matthew; Jarvis, Paul (4 de dezembro de 2014). «Unilever Spreads Split Boosts Chance of Exit as Shares Gain» [S.l.: s.n.] Bloomberg News. 
  5. «Our approach to sustainability». unilever.com. Consultado em 21 de março de 2015. 
  6. «About Unilever». Consultado em 9 November 2016. 
  7. Unilever R&D Locations, Unilever, viewed 19 December 2013
  8. Unilever lidera lista de maiores anunciantes da TV aberta em 2013
  9. «Os produtos sangrentos de Unilever» (html). www.salveaselva.org. Consultado em 2011-09-05. 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]