Companhia Industrial de Conservas Alimentícias

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Disambig grey.svg Nota: "Cica" redireciona para este artigo. Para pelo tipo de planta, veja cicadácea.
CICA
Razão social Companhia Industrial de Conservas Alimentícias S/A
Empresa de capital fechado
Slogan Se a marca é CICA, bons produtos indica.
Atividade Alimentícia
Gênero Alimentação
Fundação 1941
Encerramento 2003
Sede Jundiaí,  Brasil
Proprietário(s) Unilever
Produtos Alimentos enlatados
Significado da sigla Companhia Industrial de Conservas Alimentícias
Propaganda da feijoada enlatada Cica é uma exceção, com Dona Zica e Cartola, dois ícones do samba carioca.

A Companhia Industrial de Conservas Alimentícias, popularmente denominada como CICA, foi uma maior multiprodutora agrícola brasileira, reconhecida principalmente pela marca de atomatados Elefante.[1] O slogan famoso da empresa era: "Se a marca é CICA bons produtos indica".

A empresa foi fundada em 1941, na cidade de Jundiaí, em São Paulo, como resultado da associação de vários imigrantes italianos, incluindo Alberto Bonfiglioli, os irmãos Salvatore e Antonino Messina, e as famílias Guerrazzi e Guzzo. Os sócios já trabalhavam com importação de alimentos, e um deles, o molho de tomate Cirio, o que os inspirou a criar uma empresa para produzir o extrato localmente.[2] Eventualmente os produtos se expandiram para outros alimentos, como molhos de pimenta, maionese, marmeladas e goiabadas.

A publicidade da empresa foi notável por incluir os personagens de Mauricio de Sousa. Depois de uma tirinha de 1968 em que Mônica arrastava um elefante e Cebolinha afirmava que sua mãe não queria o animal, mas a massa de tomate, a CICA contatou Mauricio para que ele fizesse propagandas. A primeira foi um comercial animado do ano seguinte inspirado na tirinha com o elefante Jotalhão, que eventualmente se tornou o mascote da Elefante, substituindo um paquiderme realista.[3]

Apesar de muito lucrativa, tendo fábricas em diversos lugares e até uma filial na Argentina, quando o Banco Auxiliar, também de propriedade da família Bonfiglioli, faliu em 1985, a CICA entrou em concordata preventiva, sendo vendida dois anos depois para o Grupo Ferruzzi.[4] Em 1991 a Ferruzzi vendeu seus ativos para a Cragnotti & Partners, que por sua vez revendeu a CICA para Gessy Lever em 1993.[5] A fábrica original de Jundiaí foi fechada em 1998,[6] e hoje parte da antiga fábrica é uma loja de materiais de construção.[7] A maior parte dos produtos da CICA perdeu a logo da empresa em 2002, maior exceção sendo os atomatados Elefante, Pomarola e Pomodoro.[8] Por um tempo a marca CICA aparecia em conjunção à Knorr, e atualmente é de propriedade da Cargill.[9]

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre uma empresa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.