GlaxoSmithKline

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
GlaxoSmithKline
Ver logótipo (imagem protegida por copyright ?)
Tipo Privada
Fundação 2000 (junção das Glaxo Wellcome e SmithKline Beecham)
Sede Brentford, Reino Unido
Pessoas-chave Sir Chris Gent, Presidente
Jean-Pierre Garnier, CEO
Julian Heslop, CFO
Empregados 100,019 (31/12/2004)
Produtos fármacos
Lucro Green up.png 6.9 mil milhões GBP (2005)
Faturamento Green up.png 21,66 mil milhões GBP (2005)
Antecessora(s) Glaxo plc
Wellcome plc
Beecham Group plc
Kline & French
Beckman Companies
Smith plc
Sítio oficial www.gsk.com

A GlaxoSmithKline (GSK) (LSE: GSK, NYSE: GSK) é uma companhia farmacêutica multinacional britânica; empresa produtora de produtos biológicos, de saúde e vacinas, sediada em Londres, Reino Unido. É quarta maior empresa farmacêutica do mundo medida em 2009 por vendas de medicamentos de prescrição (após a Pfizer, Novartis e Sanofi).[1]

A GSK tem um portfólio de produtos para as áreas das principais doenças, incluindo asma, câncer, controle de vírus, infecções, saúde mental, diabetes e problemas digestivos.[2] Ela também tem uma grande divisão de saúde que produz e comercializa produtos e medicamentos nutricionais e de saúde bucal.[2] [3]

Teve um volume de vendas de 21,66 mil milhões de libras e um lucro de 6,9 mil milhões de libras em 2005. Esta presente em mais de 130 países, empregando mais de 100,000 pessoas em todo o mundo, das quais 40,000 pertencem ao departamento de vendas e marketing.A sede da companhia fica em Brentford Middlesex, no Reino Unido. A base de operações fica em Filadélfia, nos Estados Unidos. Futuro prometedor com o lançamento do Medicamento, TYKERB, no mercado oncológico, já aprovado no FDA.[carece de fontes?] A empresa tem sida controversa e notória pelos seus casos de corrupção.[4] [5] [6] [7] [8]

Curiosidade[editar | editar código-fonte]

A GlaxoSmithKline foi um dos patrocinadores da Payton Coyne Racing entre 1997 e 1998. O nome da empresa aparencia numa faixa azul-esverdeada nos carros de Dennis Vitolo e Gualter Salles. Depois que a Payton Coyne abandonou o azul, a ex-Smith Kline Beecham nunca mais patrocinaria nenhum carro da Champ Car.[carece de fontes?]

Produtos[editar | editar código-fonte]

Produtos atuais da GSK incluem (em negrito as marca vendidas no Brasil):

Referências

  1. "The 20 largest pharmaceutical companies" Reuters [S.l.] 26 March 2010. Consult. 24 April 2012. 
  2. a b "Our company". GlaxoSmithKline plc. Consult. 25 August 2010. 
  3. CH India Comms. "Horlicks". Gsk-ch.in. Consult. 2 April 2012. 
  4. Benjamin Shobert (4). "Three Ways To Understand GSK's China Scandal" (HTML). Forbes (em inglês). Forbes. Consult. 17 de outubro de 2014.  |língua3= e |língua= redundantes (Ajuda)
  5. Shelley Jofre (13). "UK drug company Glaxo 'paid bribes to Polish doctors'" (HTML). BBC (em inglês). BBC. Consult. 17 de outubro de 2014.  |língua3= e |língua= redundantes (Ajuda)
  6. "GlaxoSmithKline to pay $3bn in US drug fraud scandal" (HTML). BBC (em inglês). BBC. 2. Consult. 17 de outubro de 2014.  |língua3= e |língua= redundantes (Ajuda)
  7. Ramy Inocencio (25). "GlaxoSmithKline's China network caught in massive bribery scandal" (HTML). CNN (em inglês). CNN. Consult. 17 de outubro de 2014.  |língua3= e |língua= redundantes (Ajuda)
  8. LAURIE BURKITT (14). "Glaxo's ex-China chief accused of bribery" (HTML). The Wall Street Journal (em inglês). Market Watch. Consult. 17 de outubro de 2014.  line feed character character in |autor= at position 7 (Ajuda); |língua3= e |língua= redundantes (Ajuda)
  9. a b c d e f g h i "Produtos da GSK". 
Ícone de esboço Este artigo sobre uma empresa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.