Tática (xadrez)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Tática é jogada que tem por intuito principal o ganho material no jogo, podendo ou não ser acompanhada do sacrifício de uma peça. A tática ocorre através de um ataque bidentado a duas peças desprotegidas, de modo que o oponente não pode evitar a perda de uma delas. Existem muitas outras definições teóricas mas, basicamente a tática se aproveita das seguintes situações:

  1. Um Rei desprotegido: Nesta situação comum ao final do jogo, táticas como o garfo e o espeto são muito utilizadas para a captura de peças inimigas.
  2. Peças mal protegidas: Quanto mais próximo o final do jogo mas suas peças se tornam valiosas pois a cada perda mais longe estará sua vitória. Não protegê-las pode ser um erro fatal pois serão presas fáceis para táticas como o Zwischenzug. Sobrecarregar peças na defesa, ou protegê-las mal podem ser fatais durante a partida.
  3. O Rei afogado: Efetuar um simples xeque sobre o Rei inimigo nestas condições decretará sua vitória, mas esteja atento para que o seu monarca também possa fugir caso seja necessário.

As táticas podem envolver várias jogadas para se desenvolver, neste caso também são conhecidas como combinações, mas de uma maneira geral envolvem oportunidades imediatas que aparecem no decorrer do jogo. Apesar de serem muito importantes durante o jogo, tenha em mente que o objetivo principal é sempre capturar o Rei do oponente.

Garfos[editar | editar código-fonte]

a b c d e f g h
8
Chessboard480.svg
a8 preto torre
c8 preto bispo
d8 preto rainha
e8 preto rei
f8 preto bispo
h8 preto torre
a7 preto peão
b7 preto peão
c7 preto peão
f7 branco cavalo
g7 preto peão
h7 preto peão
c6 preto cavalo
d6 preto peão
f6 preto cavalo
e5 preto peão
c4 branco bispo
e4 branco peão
a2 branco peão
b2 branco peão
c2 branco peão
d2 branco peão
f2 branco peão
g2 branco peão
h2 branco peão
a1 branco torre
b1 branco cavalo
c1 branco bispo
d1 branco rainha
e1 branco rei
h1 branco torre
8
7 7
6 6
5 5
4 4
3 3
2 2
1 1
a b c d e f g h
O Garfo de Cavalo, Dama e Torre
Ver artigo principal: garfos

O garfo é uma tática extremamente simples que consiste em realizar um ataque duplo a duas peças desprotegidas, ou ao Rei e uma outra peça qualquer. A figura ao lado talvez represente o mais clássico dos garfos de cavalo, sendo apoiado apenas pelo bispo, as pretas terão que escolher entre sua torre do Rei ou a Dama ou do peão, pois o cavalo irá capturar uma delas na próxima jogada. Este tipo de garfo também pode ser feito na ala da Dama, neste caso será ameaçado o Rei e a torre da Dama. Uma vez que o cavalo esteja apoiado por qualquer outra peça, a presença da Dama será inútil e a torre será capturada na sequência.

Pregadura[editar | editar código-fonte]

a b c d e f g h
8
Chessboard480.svg
a8 preto torre
d8 preto rainha
e8 preto rei
f8 preto bispo
g8 preto cavalo
h8 preto torre
a7 preto peão
b7 preto peão
c7 preto peão
e7 preto peão
f7 preto peão
g7 preto peão
h7 preto peão
c6 preto cavalo
d6 preto peão
b5 branco bispo
e4 branco peão
g4 preto bispo
f3 branco cavalo
a2 branco peão
b2 branco peão
c2 branco peão
d2 branco peão
f2 branco peão
g2 branco peão
h2 branco peão
a1 branco torre
b1 branco cavalo
c1 branco bispo
d1 branco rainha
e1 branco rei
g1 branco cavalo
h1 branco torre
8
7 7
6 6
5 5
4 4
3 3
2 2
1 1
a b c d e f g h
Pregadura relativa, sobre o Cavalo f3. E absoluta, sobre o Cavalo em c6.
Ver artigo principal: pregadura

A pregadura (ou cravada) consiste em impedir o movimento de peças do oponente. Em algumas ocasiões, peças de menor valor como peões são último bastião de defesa do Rei, neste caso a peça que promove esta débil defesa não pode ser movida sob nenhuma hipótese. Qualquer peça maior valor pode ser pregada mas apenas torres, bispos e a Dama podem pregar devido a característica de seus movimentos. No exemplo podemos visualizar que o Cavalo preto está pregado pelo Bispo, não podendo ser movido sob hipótese alguma. Este pregadura é denominada como absoluta. O outro Cavalo em f3 também está pregado pois defende uma peça de maior valor, porém neste caso pode mover-se, pois sua posição não está defendendo o Rei, neste caso denominamos a pregadura como relativa.

Espetos[editar | editar código-fonte]

a b c d e f g h
8
Chessboard480.svg
b8 branco rainha
e8 preto rei
h8 preto torre
g7 preto peão
h7 preto peão
c5 preto rainha
h3 branco peão
g2 branco peão
h1 branco rei
8
7 7
6 6
5 5
4 4
3 3
2 2
1 1
a b c d e f g h
O Espeto usando o Rei inimigo
Ver artigo principal: espetos

O espeto é uma tática semelhante a pregadura que envolve o captura de uma peça numa linha de ataque. Neste caso porém, a peça de maior valor é a que estará na frente e a obrigatoriedade de movê-la expõe uma outra peça de menor valor que estava atrás. O Exemplo mostra um exemplo clássico de espetada, assim que o Rei fugir do ataque da Dama, sua torre será capturada e a vantagem material das pretas será perdida.

Outras táticas[editar | editar código-fonte]

Referências[editar | editar código-fonte]

A Wikipédia possui o
Portal de Enxadrismo
  • SEIRAWAN, Yasser, JEREMY, Silman; tradução Denise Regina Sales. Xadrez Vitorioso: Táticas. Porto Alegre: Artmed, 2006. ISBN 85-363-0664-5


Ícone de esboço Este artigo sobre enxadrismo é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.