Túnel Nove de Julho

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Túnel Nove de Julho
Túnel Nove de Julho, com o Parque Trianon ao fundo.
Nomes anteriores Avenida Anhangabaú
Inauguração 1938
Extensão 1 045 e 1 060
Início Avenida 9 de Julho
Subprefeitura(s) e Pinheiros
Bairro(s) Bela Vista e Jardim Paulista
Fim Avenida 9 de Julho
Túnel 9 de Julho em construção, 1937
Acesso centr-bairros
Túnel Nove de Julho

Túnel Nove de Julho, também designado por Túnel Daher Elias Cutait, é uma via subterrânea da cidade de São Paulo.

Localização[editar | editar código-fonte]

Situa-se na Avenida Nove de Julho, às proximidades dos bairros Bela Vista na região central e Jardins, na zona oeste, fazendo o cruzamento subterrâneo desta avenida com a Avenida Paulista. Foi construído no local onde existia a antiga Avenida Anhangabaú.[1]

Inauguração[editar | editar código-fonte]

Inaugurado em julho de 1938, o túnel foi projetado pelo engenheiro italiano Domingos Marchetti para unir o centro da cidade aos bairros da zona sul e possui duas galerias independentes, cada uma com duas faixas de rodagem. No seu interior passam os ônibus do Corredor Santo Amaro-Nove de Julho.[2]

Em 2001, o túnel foi rebatizado de Daher Elias Cutait pela prefeita Marta Suplicy, mas o novo nome não teve sucesso, ficando apenas grafado nas placas entre parênteses.[3]

Além da Avenida Paulista, ainda passa sob o MASP, o Parque Trianon e a Linha 2 do Metrô de São Paulo.

Dados[editar | editar código-fonte]

  • Extensão Centro-Bairro: 1 045 metros
  • Extensão Bairro-Centro: 1 060 metros
  • Ano de Inauguração: 1938

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. «"Túneis e passagens subterrâneas de São Paulo no portal da prefeitura"». Consultado em 3 de setembro de 2010. Arquivado do original em 20 de maio de 2011 
  2. Nosso Tempo - Volume I, pg. 296. Klick Editora. São Paulo (2005)]
  3. «Como era São Paulo sem o Túnel 9 de Julho - noticias - Estadao.com.br - Acervo». Estadão - Acervo. Consultado em 9 de Janeiro de 2018 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]