Taphozous melanopogon

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Como ler uma caixa taxonómicaTaphozous melanopogon
Black-bearded tomb bat.jpg

Estado de conservação
Status iucn3.1 LC pt.svg
Pouco preocupante (IUCN 3.1)
Classificação científica
Reino: Animalia
Filo: Chordata
Classe: Mammalia
Ordem: Chiroptera
Família: Emballonuridae
Género: Taphozous
Espécie: T. melanopogon
Nome binomial
Taphozous melanopogon
Temminck, 1841
Distribuição geográfica
Black-Bearded Tomb Bat area.png
Sinónimos
  • Taphozous solifer Hollister, 1913

Taphozous melanopogon é uma espécie de morcego da família Emballonuridae.

Pode ser encontrado no subcontinente indiano e no sudeste asiático, onde se distribui por Camboja, China, Índia, Indonésia, Laos, Malásia, Birmânia, Sri Lanka, Tailândia, Timor, Vietnam e Filipinas.

Descrição[editar | editar código-fonte]

Dimensões[editar | editar código-fonte]

Morcego de dimensões médias, com comprimento da cabeça e corpo entre 67 e 86 mm, do antebraço entre 55 e 68 mm, da cauda entre 20 e 32 mm, do pé entre 8 e 15 mm e da orelha entre 16 e 24 mm; peso de até 29 g.

Aspecto[editar | editar código-fonte]

A pelagem é curta. As partes dorsais variam do marrom-acinzentado ao marrom-amarelado, enquanto as partes ventrais são mais claras, às vezes brancas. A cabeça é relativamente chata e triangular, o focinho é cônico, com uma depressão entre os olhos, privado de pelos e com uma mancha de longos pelos pretos sobre o queixo. É privado da reentrância da garganta, substituída por uma zona recoberta de diversos pequenos poros, que secretam uma substância untuosa. Sobre o lábio inferior apresenta-se um sulco longitudinal superficial. Os olhos são relativamente grandes. As orelhas são triangulares com a ponta arredondada, reviradas para trás, separadas entre si, com diversas pregas sobre a superfície interna do pavilhão auricular. O trago é curto, largo e com a extremidade ligeiramente arredondada, enquanto o antítrago é grande, semicircular e se estende quase até o canto posterior da boca. As membranas das asas são compridas e estreitas. Possui um saco glandular entre o antebraço e o primeiro metacarpo. As asas são fixadas posteriormente sobre o tornozelo. A cauda é longa e aflora do uropatágio a cerca de metade do seu comprimento. O calcar é grande.

Ecolocalização[editar | editar código-fonte]

Emite ultrassom em ciclo baixo, sob a forma de impulsos de breve duração, em frequência quase constante entre 25 e 29 kHz. Estão presentes cinco harmônicas.

Biologia[editar | editar código-fonte]

Comportamento[editar | editar código-fonte]

Refugia-se em grupos de poucos indivíduos até diversos milhares, no interior de grutas, grandes fendas rochosas e templos, muitas vezes em zonas bem iluminadas, como as entradas. Os sexos vivem separados. O voo é rápido e alto.

Alimentação[editar | editar código-fonte]

Alimenta-se de insetos capturados sobre a abóbada florestal.

Reprodução[editar | editar código-fonte]

Dá à luz um filhote por ano durante o inverno, depois de uma gestação de 120 – 125 dias. Também são frequentes os partos gemelares.

Distribuição e habitat[editar | editar código-fonte]

Esta espécie é difundida no subcontinente indiano, China, Indochina, Indonésia e Filipinas. Vive em ambientes florestais a até 800 metros de altitude. É frequente nas áreas urbanas.

Taxonomia[editar | editar código-fonte]

Foram reconhecidas quatro subespécies:

Estado de conservação[editar | editar código-fonte]

A Lista Vermelha da União Internacional para a Conservação da Natureza e dos Recursos Naturais, considerando a vasta distribuição natural, a população presumivelmente numerosa e a presença em diversas áreas protegidas, classifica T.melanopogon como espécie "pouco preocupante" (LC).

Referências[editar | editar código-fonte]

  • SIMMONS, N. B. Order Chiroptera. In: WILSON, D. E.; REEDER, D. M. (Eds.). Mammal Species of the World: A Taxonomic and Geographic Reference. 3. ed. Baltimore: Johns Hopkins University Press, 2005. v. 1, p. 312-529.
  • CSORBA, G., BUMRUNGSRI, S.; HELGEN, K.; FRANCIS, C.; BATES, P.; GUMAL, M.; BALETE, D.; HEANEY, L.; MOLUR, S.; SRINIVASULU, C. 2008. Taphozous melanopogon. In: IUCN 2008. 2008 IUCN Red List of Threatened Species. <www.iucnredlist.org>. Acessado em 15 de dezembro de 2008.

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • Mammals of Thailand. [S.l.: s.n.], 1977. ISBN 9748680614
  • Mammals of the South-West Pacific and Moluccan Islands. [S.l.]: Cornell University Press (ed.), 1995. ISBN 9780801431500
  • A Guide to the Mammals of Southeast Asia. [S.l.]: Princeton University Press (ed.), 2008. ISBN 9780691135519
  • A Guide to the Mammals of China. [S.l.]: Princeton University Press (ed.), 2008. ISBN 9780691099842