Tenofovir

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Estrutura química de Tenofovir
Tenofovir
Star of life caution.svg Aviso médico
Nome IUPAC (sistemática)
(R)-1-(6-aminopurin-9-yl) propan-2-yloxymethylphosphonic acid
Identificadores
CAS 147127-20-6
ATC J05AF07
PubChem 464205
DrugBank APRD01248
Informação química
Fórmula molecular C9H14N5O4P 
Massa molar 287.213
Farmacocinética
Biodisponibilidade 25%
Ligação a proteínas < 1%
Metabolismo ?
Meia-vida 17 horas
Excreção Renal
Considerações terapêuticas
Administração per os
DL50 ?

Tenofovir é um medicamento inibidor de transcriptase reversa nucleotídeo,[1] utilizado no coquetel anti-HIV e disponível gratuitamente no Brasil. Seu uso foi aprovado pela FDA, nos Estados Unidos, em 26 de outubro de 2001.

Testes[editar | editar código-fonte]

Em março de 2005, os testes clínicos com o tenofovir, conduzidos pela associação Family Health International, sob a responsabilidade do laboratório norte-americano Gilead Sciences,[2] foram suspensos na Nigéria, em razão de graves problemas éticos e de segurança dos pacientes. As experiências, financiadas pelo governo dos Estados Unidos e pela Fundação Bill e Melinda Gates, foram interrompidas em Camarões (em fevereiro de 2005) e no Camboja (em agosto de 2004), mas tiveram prosseguimento na Tailândia, em Botsuana, Malavi, Gana e nos Estados Unidos.[3]

Guerra de Patente[editar | editar código-fonte]

Em abril de 2008, o Brasil classificou o medicamento como de interesse público, para evitar a concessão da patente ao laboratório Gilead Sciences.[4]

Nomes comerciais[editar | editar código-fonte]

  • Viread®

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências