Teresa Wilms Montt

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
María Teresa de las Mercedes Wilms Montt
Nascimento 8 de setembro de 1893
Viña del Mar, Valparaiso (Chile)
Morte 24 de dezembro de 1921 (28 anos)
Paris (França)
Ocupação escritora, feminista e anarquista
Escola/tradição anarquismo, anarco-individualismo, anarcofeminismo

María Teresa de las Mercedes Wilms Montt (Viña del Mar, 8 de setembro de 1893Paris, 24 de dezembro de 1921) foi uma escritora chilena libertária do início do século XX.[1]

Considerada precursora do anarcofeminismo, teve uma vida novelesca. Rebelde diante dos valores burgueses de sua sociedade, foi internada à força em um convento; com a ajuda de seu amigo Vicente Huidobro, fugiu para Buenos Aires, onde se dizia que o celebre poeta chileno, a pretendia.

Tentou ser enfermeira na Europa durante a Primeira Guerra Mundial mas foi confundida e aprisionada como espiã alemã. Foi amiga dos escritores Gómez de la Serna, Gómez Carrillo, Joaquín Edwards Bello, Víctor Domingo Silva, Ramón Valle-Inclán.

Referências

  1. «Teresa Wilms Montt (1893-1921) - Memoria Chilena». Memoria Chilena: Portal (em espanhol). Consultado em 2 de junho de 2021 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]


Ícone de esboço Este artigo sobre a biografia de um anarquista é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.