Terrans (StarCraft)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

Os Terrans são uma das três raças do jogo StarCraft, criado pela Blizzard Entertainment. Terran são humanos, descendentes de criminosos e dissidentes políticos banidos da Terra e sentenciados a colonizar os confins da galáxia. Os Terrans encontram se no meio de uma guerra entre os Protoss e os Zerg, e tem lutado para sobreviver no meio desta guerra enquanto lidam também com guerras civis.

Um dos fatores dados para a popularidade dos jogos de StarCraft, que venderam mais de 10 milhões mundialmente,[1] é a atenção dada às três raças jogáveis exclusivas,como os Terrans, e para cada uma a Blizzard desenvolveu diferentes características, gráficos, histórias de fundo e estilos de jogabilidade, mantendo-os equilibrada no desempenho uns contra os outros.[2]

História[editar | editar código-fonte]

Passado[editar | editar código-fonte]

(Esta história é anterior ao jogo original)

Muitos anos antes dos eventos atuais de StarCraft, a Humanidade, agora no século 23, está contaminada com corrupção, injustiça e superpopulação. Para resolver esses problemas, a maioria dos governos do mundo se juntou para criar a Liga de Poderes Unidos (United Power League), um governo mundial fascista que controla quase todas as atividades na Terra. O governo lançou um genocídio mundial para livrar a Terra de criminosos, hackers e a maior parte da oposição. Após obter sucesso, o governo reuniu milhares de prisioneiros remanescentes e os enviou, em estado hibernativo, para o espaço a bordo de quatro diferentes naves transportadoras. As três naves - Argo, Sarengo e Reagan - eram lideradas por um supertransportador, Nagglfar, que era controlado por um computador chamado ATLAS. Ao longo da viagem, o mal funcionamento do ATLAS, eventualmente forçou cada uma das naves a colidir em um planeta diferente. Os sobreviventes da colisão emergiram de suas naves sem saber que havia outros sobreviventes nos planetas vizinhos.

Sessenta anos se passaram até que os avanços tecnológicos possibilitaram aos mundos vizinhos se reunirem. Isso criou um período de prosperidade que levou a colonização de outros mundos inabitados. Durante esse período, os Terrans do planeta Tarsonis formaram diversas colônias unidas e criaram a Confederação Terran (Terran Confederacy). A exploração governamental e a adicional colonização do Setor Koprulu, que serviria mais tarde como cenário para a série StarCraft, alarmou a vizinha Combinação Kel-Morian (Kel-Morian Combine), que começou a ajudar aqueles que eram oprimidos pela Confederacão. O aumento da tensão entre as duas facções eventualmente iniciou uma guerra, elevando a instabilidade política. Ao final da guerra, a Confederção ganhou o controle da Combinação Kel-Morian, mas logo foi rivalizada pelos outros mundos Terrans.

No entanto, a Confederação eventualmente encontrou a oposição mais forte no coração de sua civilização. Korhal, um dos primeiros planetas colonizados pela Confederação, é posto em um estado de instabilidade política após Angus Mengsk, um senador radical, convencer seus seguidores a se levantar contra seus líderes Confederados. Sua revolta levou os Confederados a abandonar seus postos em Korhal, e retornar a Tarsonis. A Confederação respondeu a rebelião com uma manobra bruta. Eles enviaram três agentes Ghosts para assassinar Mengsk e sua família. O filho de Angus, Arcturus, relutantemente escolheu suceder seu pai. Ele formou alianças com os planetas vizinhos e liderou uma ofensiva contra a Confederação. Isso incitou a Confederação a lançar uma série de mísseis nucleares na cidade capital de Korhal, o que levou a perda de milhões de vidas. Arcturus sobreviveu ao ataque e jurou buscar vingança.

Eventos em StarCraft[editar | editar código-fonte]

Ver artigo principal: História de StarCraft

Mengsk e os Filhos de Korhal (Sons of Korhal) atacaram muitas bases Confederadas, mas cada ataque foi respondido por uma propaganda que o caracterizava como louco e terrorista. O grupo foi declarado como fora-da-lei e muitas colônias se recusaram a se associar com qualquer um conectado a eles. Durante esse período, Mengsk alcançou seu objetivo pessoal ao matar os Ghosts que assassinaram seu pai. Apesar dele ter matado dois Ghosts, Mengsk colocou um deles, Sarah Kerrigan, como segundo comandante de seu exército.

Nesse período, os planetas irmãos Chau Sara e Mar Sara estavam sob ataque de misteriosos organismos que haviam se manifestado em Chau Sara. No entanto, uma frota alienígena apareceu através de um portal espacial e bombardeou o planeta, destruindo toda a vida nele. A Confederação, que nunca havia encontrado esses alienígenas antes, foi ao encontro deles. A frota estava sob a órbita de Mar Sara quando a Confederação atacou. A frota se identificou como sendo os Protoss e concordaram em poupar a colônia. Pouco depois, criaturas parecidas com insetos e muito diferente dos Protoss apareceram no planeta.

Como Mar Sara estava sendo consumida pelos alienígenas, identificados como Zerg, os colonos, incluindo Jim Raynor, foram reunidos em locais de contenção enquanto a Confederação evitava agir contra os Zerg. Temendo que a colônia fosse abandonada, o Magistrado (o personagem do jogador) contacta os Filhos de Korhal. A grande maioria dos colonos escapou, porém ao fazer isso eles foram considerados traidores por associação com os Filhos Korhal. Pouco depois, Mar Sara bombardeada pelos Protoss.

Raynor, Mengsk e sua tenente, Kerrigan, ajudaram na revolta de Antiga Prime, um planeta Confederado. Durante a revolta, o crusador de batalha Norad II, e seu comandante, General Duke, foram resgatados e recrutados pelos Filhos Korhal, junto como o Esquadrão Alfa (Alpha Squadron) de Duke. Também, com os planos Confederados roubados por Raynor durante a evacuação de Mar Sara, Mengsk construiu um "Emissor Psiônico" (Psi-Emitter), um aparelho capaz de atrair os Zerg para o seu sinal. Em um experimento controlado, os Emissores foram usados para atrair os Zerg para bases Confederadas em Antiga Prime e destruí-las. Com a saída dos Filhos de Korhal de Antiga Prime, os Protoss de novo lançaram um ataque que exterminou toda a vida no planeta.

Movendo sua frota para a órbita de Tarsonis, Mengsk começou o ataque que iria consolidar seu poder no setor. Enviando Duke com o crusador Norad II reparado para a plataforma orbital de New Gettysburg, Duke destruiu as forças Confederadas e lá ativou os Emissores. Mengsk admitiu ter autorizado essa ação, chocando Raynor e Kerrigan. Em uma onda Zerg subsequente, a maioria dos cidadãos foram mortos, esmagando o coração da Confederação e estabelecendo Mengsk como o novo poder.

Como a Supremacia Terrana (Terran Dominion) começou a se formar, os Protoss foram para a órbita do planeta de novo, mas o Executor Tassadar tentou destruir os Zerg diretamente para poupar os sobreviventes Confederados. Mengsk enviou Kerrigan para combater os Protoss, apesar da objeção de Raynor. Os Zerg aproveitaram essa oportunidade para sobrepujar ambas as forças. Kerrigan foi abandonada enquanto Mengsk fugiu do sistema. Raynor, tendo desaprovado as ações recentes de Mengsk, assumiu o controle de uma pequena tropa e viajou por conta própria.

Com a capital da Supremacia Terrana estabelecida em Korhal, Mengsk anexou várias colônias e planetas, com a exceção de pequenas forças Confederadas remanescentes. Ele então começou a trabalhar para garantir a segurança de seu controle e a construção de seu poder. Duke acompanhou uma pequena tropa a Char, onde os Zerg tinham recentemente se estabelecido, mas foi forçado a recuar. A Supremacia continuou a crescer durante a guerra em Aiur.

Eventos em StarCraft: Brood War[editar | editar código-fonte]

Após a descoberta de vida extraterrestre no universo, a Liga de Poderes Unidos (United Powers League), um governo mundial que foi rapidamente mencionado na história anterior aos eventos de StarCraft, começou a crescer em poder e influência devido ao pânico crescente que foi incitado pelo pensamento de uma possível invasão alienígena. Como muitas nações começaram a se aliar a Liga, o governo renasceu como Congregação da Terra Unificada (United Earth Directorate). Com a nova formação, o governo começou a direcionar grandes somas de recursos para examinar, analisar e, eventualmente, derrotar as forças Zerg na tentativa de proteger a Terra. Durante os eventos de StarCraft: Brood War, a Congregação da Terra Unificada enviou uma frota expedicionária para estabelecer o controle no Setor Kropulu. Após várias guerras no local, a UED(United Earth Directorate), ou CTU, acaba tendo sua ultima frota, junto a seu comandante, derrotada e dizimada pelos Zergs comandados por Kerrigan, que acabam por dominar Aiur e o Setor Koprulu.

Civilização[editar | editar código-fonte]

  • Construções: Command Center, Supply Depot, Barracks, Eng. Bay, Bunker, Academy, Factory, Turret, Comsat Station, Machine Shop, Starport, Armory, Science Facility, Control Tower, Physics Lab, Convert Ops e Nuclear Silo.
  • Unidades: SCV, Marine, Firebat, Medic, Ghost, Vulture, Siege Tank, Goliath, Wraith, Dropship, Science Vessel, Valkyrie e BattleCruiser.

    Referências