The Wackiest Ship in the Army

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Question book-4.svg
Esta página cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo (desde abril de 2018). Ajude a inserir referências. Conteúdo não verificável poderá ser removido.—Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
The Wackiest Ship in the Army
O Pior Calhambeque do Mundo[1] (BRA)
 Estados Unidos
1960 •  cor •  99 min 
Direção Richard Murphy
Roteiro Richard Murphy
Herbert Carlson
Elenco Jack Lemmon
Ricky Nelson
Gênero Comédia
Guerra
Idioma inglês
Página no IMDb (em inglês)

The Wackiest Ship in the Army é um filme de comédia de guerra estadunidense de 1960, dirigido por Richard Murphy. Filmado em Cinemascope nas localidades de Pearl Harbor e Kauai.

Elenco[editar | editar código-fonte]

Sinopse[editar | editar código-fonte]

Durante a Segunda Guerra Mundial, o tenente Rip Crandall, um experiente iatista na vida civil, está servindo em Townsville, Queensland na Austrália, quando se surpreende com a ordem de partir do local e comandar numa missão secreta a embarcação USS Echo, um veleiro em mau estado e com tripulação inexperiente. Crandall tenta se livrar dessa ordem mas o tenente Vandewater e o oficial Tommy J. Hanson sabem das qualidades de Crandall e conspiram para que ele aceite o comando, o que acaba acontecendo.

A missão consiste em levar o barco de Pearl Harbour até Port Moresby na Nova Guiné, quando então Crandall será substituído pelo Tenente Dennis M. Foster que ficará encarregado de levar o vigia espião australiano Patterson até território inimigo onde ficará embrenhado na selva para observar os movimentos das embarcações japonesas. O veleiro é disfarçado como um barco nativo mas, temendo deixar seus homens, Crandall desobedece as ordens e continua no comando para executar a arriscada missão, com Foster ficando para trás. Essa ação de espionagem é mostrada como fundamental para a vitória aliada na Batalha do Mar de Bismarck.

Produção[editar | editar código-fonte]

O nome do barco no filme, USS Echo, é baseado no verdadeiro USS Echo, uma escuna de 40 anos de uso com um duplo mastro que foi transferido da Nova Zelândia para a Marinha dos Estados Unidos em 1942, e voltou para aquele país de origem em 1944.

Columbia Pictures adquiriu os direitos da história em julho de 1956 que fora publicada na Revista Argosy sob o título Big Fella Wash Wash, inspirada nas reminiscências do ex-comandante do Echo Meredith "Rip" Riddle. A história foi anunciada na capa da revista como "The Wackiest Ship in the Army" (dado o veleiro estar sob o comando do Exército quando executou a missão) e a Columbia usou o título quando comprou a história em 1957. O diretor e escritor do filme foi Richard Murphy, roteirista do filme de 1951 You're in the Navy Now.

A produção foi originariamente desenvolvida para Ernie Kovacs ser o protagonista, com Jack Lemmon ficando com o papel de oficial. Mas Kovacs não estava disponível então Lemmon assumiu o protagonismo e o papel de oficial passou para o ator e cantor Ricky Nelson (que aparece num número musical).

Apesar da aquisição dos direitos ter sido antes de Operation Petticoat, foi lançado após aquele filme. A Marinha dos Estados Unidos providenciou extensa colaboração na produção em Pearl Harbor.[2]

Portal A Wikipédia tem os portais:

Referências

  1. EWALD FILHO, Rubens (1975). Os Filmes de Hoje na TV. [S.l.]: São Paulo: Global Editora. p. 150 
  2. pp. 204-208 Erickson, Hal Military Comedy Films: A Critical Survey and Filmography of Hollywood Releases Since 1918 McFarland, 7 de agosto de 2012
Ícone de esboço Este artigo sobre um filme estadunidense é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.