Tom Wolf (político)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Tom Wolf
Tom Wolf
47° Governador da Pensilvânia
Período 20 de janeiro de 2015-atualmente
Antecessor(a) Tom Corbett
Dados pessoais
Nascimento 17 de novembro de 1948 (68 anos)
Cônjuge Frances Donnelly
Partido Democrata
Religião Episcopal
Assinatura Assinatura de Tom Wolf (político)

Thomas Westerman "Tom" Wolf[1] (nascido em 17 de novembro de 1948) é um político e empresário americano que é o atual governador da Pensilvânia, desde de que assumiu o cargo em 20 de janeiro de 2015. Sendo um democrata, ele derrotou o governador do estado na época que estava se candidatando a reeleição, Tom Corbett, nas eleições para governador de 2014.[2][3] Anteriormente, Wolf serviu como secretário do Departamento de Receitas da Pensilvânia de abril de 2007 a novembro de 2008[4][5][6] e era um executivo de uma empresa familiar.[7][8]

Juventude e Educação[editar | editar código-fonte]

Wolf nasceu em 17 de novembro de 1948, em York, Pensilvânia, era filho de Cornélia Rohlman (Westerman) e William Trout "Bill" Wolf, um executivo.[9][10][11] Wolf foi criado em Mount Wolf, Pensilvânia, que foi nomeada em homenagem a seu ancestral, o fundador da cidade.[12] Ele foi criado como Metodista[13] mas agora ele é afiliado a Igreja Episcopal.[14]

Wolf se formou na Escola Hill, um colégio interno em Pottstown, Pensilvânia, em 1967.[15] Ele recebeu uma magna cum laude, da Dartmouth College, em 1972, um M.Phil. da Universidade de Londres, em 1978, e um Ph.D. em ciência política[16], do Instituto de Tecnologia de Massachusetts em 1981.[5] Quando era estudante em Dartmouth, Wolf entrou para o Corpo da Paz e passou dois anos na Índia.[17][18][19] Ele conheceu sua esposa, Frances, na escola e se casou com ela em 1975. Eles têm duas filhas adultas.[20]

Inicio da Carreira Política[editar | editar código-fonte]

Depois de formado, Wolf começou a trabalhar na Wolf Organization Inc., uma companhia de materiais de construção de sua família que se baseava em York, como operador de empilhadeira. Ele comprou a companhia em 1985 com dois parceiros. Durante a administração do governador Robert P. Casey, Wolf serviu em um conselho de desenvolvimento econômico e na Comissão Legislativa da Pensilvânia em Escolas Urbanas.[21]

Depois de vender sua companhia para a iniciativa privada em 2006, Wolf foi nomeado em janeiro de 2007 para ser secretario do Departamento de Receitas da Pensilvânia pelo governador, Ed Rendell. Ele serviu nessa posição de abril de 2007 até novembro de 2008.[5][16][18] Ele tinha planejado concorrer a governador da Pensilvânia nas eleições de 2010, mas ele não pôde fazer isso porque teve que comprar de volta a Wolf Organization, que estava enfrentando falência.[16][18][21] Wolf continuou servindo como um executivo da Wolf Organization até sua eleição como governador. Ele serviu na companhia como presidente e chefe executivo até sair dessa posição em dezembro de 2013 para focar-se em sua campanha para governador[7] e da companhia em dezembro de 2014, depois de sua eleição.[8]

Governador da Pensilvânia[editar | editar código-fonte]

Eleição de 2014[editar | editar código-fonte]

Em 2 de abril de 2013, Wolf anunciou a sua candidatura para governador da Pensilvânia na eleição de 2014. Ele gastou 10 milhões de dólares do seu fundo pessoal nas eleições primárias, com uma tentativa de conseguir pelo menos 5 milhões de apoiadores pelo estado. Ele foi a terceira pessoa a anunciar candidatura, após John Hanger do Departamento de Proteção ao Meio-Ambiente da Pensilvânia e Max Meyers, um ministro do condado de Cumberland, mas outras quatro pessoas se juntaram a corrida.[3]

Em março de 2014, muitas pesquisas diziam que Wolf estava ganhando a eleição na nomeação democrata, devido a uma cara campanha de televisão assim como aos esforços de Brendan Murray na tradicionalmente republicana Pensilvânia central.[22][23][24] Uma pesquisa da Universidade de Franklin & Marshall no final de fevereiro de 2014 mostrava Wolf com 27 pontos a mais que o segundo colocado, Allyson Schwartz,[25] e uma pesquisa da Harper mostrou ele 26 pontos a frente de Schwartz,[26] assim como outra pesquisa da Franklin & Marshall em março de 2014.[27]

No final de abril e no início de maio, Wolf enfrentou ataques do candidato, Rob McCord, devido a sua associação com o controverso ex-prefeito da cidade de York, Charlie Robertson.[28] Allyson Schwartz também acusou a campanha de Wolf o seu plano conhecido como "Fresh Start" de uma companhia de equipamentos de energia.[29] Mesmo com os ataques, uma pesquisa da Faculdade de Muhlenberg e da Morning Call disse que Wolf continuava liderando com 38% dos votos, de Allyson Schwartz e Rob McCord respectivamente com 13% e 11%.[30]

Nas primárias do dia 20 de maio, Wolf derrotou Schwartz, McCord, e Katie McGinty, e ganhou a nomeação democrata. Assim, ele enfrentou o incumbente, Tom Corbett nas eleições gerais de novembro.[2] Nos dois meses finais de campanha, várias pesquisas mostravam uma larga mas consistente vantagem de Wolf sobre Corbett. Mesmo que Corbett limitava o deficit assim que a eleição se aproximava, Wolf manteve uma liderança persistente na corrida.[25][31][32][33]. Em 4 de Novembro, Wolf foi eleito governador com 54.9% dos votos.[34][35]

Posse[editar | editar código-fonte]

O governador Wolf assinando uma ordem executiva que proíbe o fracking nos parques estaduais em 29 de janeiro de 2015

Wolf assumiu como o 47° Governador da Pensilvânia devido ao fim do mandato de Tom Corbett em 20 de janeiro de 2015, com a cerimônia inaugural ocorrendo na frente do Capitólio do Estado da Pensilvânia em Harrisburg.[36] Mesmo assumindo o cargo, Wolf optou por não se mudar para a residência do governador da Pensilvânia, em vez disso escolheu viver em sua casa em York; entretanto, um assessor informou para Wolf que a residência poderia ser utilizada para eventos oficiais e outras funções.[37] Logo após tomar posse, Wolf assinou dois decretos proibindo presentes a funcionários públicos e exigindo um processo de licitação para contratos legais de fora do estado.[38] Wolf também restaurou a proibição de fraturamento hidráulico, ou "fracking", em parques estaduais [39] e colocou uma moratória sobre a pena de morte dentro da Pensilvânia.[40]

Wolf propôs o primeiro orçamento do seu mandato em março 2015, que inclui um aumento de gastos com educação, as reduções nos impostos sobre a propriedade e o Corporate Tax, e um novo imposto de indenização em gás natural.[41] Após seis meses em seu mandato, em julho de 2015, Wolf foi nomeado pelos sites sobre as questões e InsideGov como o governador mais liberal nos Estados Unidos com base em uma classificação de declarações públicas e comunicados de imprensa, entre outras medidas; Wolf rejeitou esta avaliação, argumentando que suas políticas são dirigidas por praticidade ao invés de ideologia.[42][43]

Em 1 de julho de 2015, Wolf vetou um orçamento que lhe foi apresentado pela Assembleia Geral da Pensilvânia geralmente controlada pelos republicanos, garantindo uma disputa orçamento entre o gabinete do governador e a legislatura durante o primeiro ano de Wolf no escritório. Isto marcou a primeira vez que um governador Pensilvânia veta um projeto de lei do orçamento em sua totalidade desde Milton Shapp fez isso em 1976.[44] Wolf argumentou que o orçamento não foi equilibrado, disputando uma reivindicação por republicanos que o orçamento iria fornecer maior financiamento em determinadas áreas sem aumento de impostos.[45][46] Um ponto de disputa no processo orçamentário é a privatização das vendas de vinho e licor na Pensilvânia, a qual Wolf se opunha.[47]

Referências

  1. «The Advisory Committee: Here are the Names and Biographies of the 11 Members of SEN. Harris Wofford's Advisory Committee on Judicial and U.S. Attorney Nominations for the Middle District Morey M. Myers, Chairperson». archives.timesleader.com. The Times Leader. 28 de janeiro de 1993. Consultado em 3 de novembro de 2015 
  2. a b «PA-Gov: Wolf Wins Democratic Nomination». www.politicspa.com. Consultado em 3 de novembro de 2015 
  3. a b «Wolf Declares for Gov, Pledges $10 Mil to Campaign». www.politicspa.com. Consultado em 3 de novembro de 2015 
  4. «The Voter's Self Defense System». Project Vote Smart (em inglês). Consultado em 3 de novembro de 2015 
  5. a b c «Revenue: Thomas W. Wolf, Secretary». 10 de agosto de 2007. Consultado em 3 de novembro de 2015 
  6. Weyant, Stephanie (11 de dezembro de 2008). «Governor Rendell Announces Resignation of Tom Wolf, Appointment of Stephen Stetler as Revenue Secretary». www.webcitation.org. Pennsylvania Departament of Revenue. Consultado em 3 de novembro de 2015 
  7. a b «Company gives info in Democrat's race for Pa. gov.». The Washingtion Times. Consultado em 3 de novembro de 2015 
  8. a b «PA-Gov Round-Up: The End». www.politicspa.com. Consultado em 3 de novembro de 2015 
  9. «Tom Wolf Profile: Perfect Stranger» (em inglês). Philadelphia Magazine. Consultado em 4 de novembro de 2015 
  10. «The Gazette and Daily from York, Pennsylvania · Page 27». Newspapers.com. Consultado em 4 de novembro de 2015 
  11. Who's who in Finance and Industry. [S.l.]: Marquis Who's Who. 1 de janeiro de 1987 
  12. «Tom Wolf seeks to bring small-town ethos to gubernatorial race». philly-archives. Consultado em 4 de novembro de 2015 
  13. «Tom Wolf, Democrat for governor, is calm man boiling with anger and determination». tribunedigital-mcall. Consultado em 4 de novembro de 2015 
  14. «Tom Wolf's Inauguration Day activities begin in York and end in Hershey». ldnews.com. Consultado em 4 de novembro de 2015 
  15. «As Tom Wolf seeks the Pennsylvania governor's office, political life comes full circle». Pittsburgh Post-Gazette. Consultado em 4 de novembro de 2015 
  16. a b c «York's Wolf spending own fortune in his bid for governor». Pittsburgh Post-Gazette. Consultado em 4 de novembro de 2015 
  17. «Eleições 2014» 
  18. a b c «Penn Dems to host Pa. gov candidate Tom Wolf». www.thedp.com. Consultado em 4 de novembro de 2015 
  19. Steinhauer, Jennifer (23 de janeiro de 2015). «Pennsylvania's Governor Breaks Through a G.O.P. Tide». The New York Times. ISSN 0362-4331 
  20. «Meet Tom Wolf». tom.wolfforpa.com. Consultado em 4 de novembro de 2015 
  21. a b «Tom Wolf says he won't run for governor». ydr.com. Consultado em 4 de novembro de 2015 
  22. «Field Organizer Brendan Murray balances caring for his ailing mother while campaigning - Tom Wolf for Governor». www.wolfforpa.com. Consultado em 14 de janeiro de 2016 
  23. «Pittsburgh-area leaders expected to back Tom Wolf». Pittsburgh Post-Gazette. Consultado em 14 de janeiro de 2016 
  24. «PA-Gov: Pittsburgh Politicos Back Wolf». www.politicspa.com. Consultado em 14 de janeiro de 2016 
  25. a b «Pesquisa da Universidade de Franklin e Marshall» (PDF) 
  26. «Pesquisa de Harper» 
  27. «Franklin & Marshall – F&M Poll: Wolf Holds Lead in Democratic Primary». www.fandm.edu. Consultado em 15 de janeiro de 2016 
  28. «PA-Gov: McCord Releases Chilling Negative Ad Against Wolf». www.politicspa.com. Consultado em 15 de janeiro de 2016 
  29. «PA-Gov: Schwartz Accuses Wolf of Plagiarizing "Fresh Start" Plan». www.politicspa.com. Consultado em 15 de janeiro de 2016 
  30. «Poll: Wolf maintains lead in Democratic governor race». tribunedigital-mcall. Consultado em 15 de janeiro de 2016 
  31. «Pesquisa eleitoral 3» (PDF) 
  32. «Pennsylvania Statewide Poll- 9-2-9-3». harperpolling.com. Consultado em 15 de janeiro de 2016 
  33. «Pennsylvania Governor Poll- 10-26-10-27». www.harperpolling.com. Consultado em 15 de janeiro de 2016 
  34. «Pennsylvania Governor Election Results: Tom Wolf Defeats Incumbent Tom Corbett». The Huffington Post. Consultado em 15 de janeiro de 2016 
  35. «NBC News Projects: PA's Corbett Ousted by Democrat Tom Wolf - NBC News». NBC News. Consultado em 15 de janeiro de 2016 
  36. «Tom Wolf sworn in as Pennsylvania's 47th governor». 6abc Philadelphia. Consultado em 15 de janeiro de 2016 
  37. «Governor's Residence to remain open, even as Tom Wolf plans commute to Harrisburg». PennLive.com. Consultado em 15 de janeiro de 2016 
  38. «Wolf's first actions include gift ban, required bidding on legal contracts». PennLive.com. Consultado em 15 de janeiro de 2016 
  39. «Wolf restores fracking ban in state parkland». philly-archives. Consultado em 15 de janeiro de 2016 
  40. «Wolf halts death penalty in Pa.». philly-archives. Consultado em 15 de janeiro de 2016 
  41. «PA-Gov: Wolf Presents Budget Legislation». www.politicspa.com. Consultado em 15 de janeiro de 2016 
  42. «PA-Gov: Wolf Rated Most Liberal Governor in U.S.». www.politicspa.com. Consultado em 15 de janeiro de 2016 
  43. «PA-Gov: Wolf Rejects "Most Liberal" Ranking». www.politicspa.com. Consultado em 15 de janeiro de 2016 
  44. «Gov. Tom Wolf vetoes Republican budget proposal. Now what?». PennLive.com. Consultado em 15 de janeiro de 2016 
  45. «PA-BGT: Wolf Vetoes Budget». www.politicspa.com. Consultado em 15 de janeiro de 2016 
  46. «Pa. House passes GOP-created budget proposal to the dismay of Democrats». PennLive.com. Consultado em 15 de janeiro de 2016 
  47. «Wolf vetoes GOP liquor privatization bill for Pennsylvania». Pittsburgh Post-Gazette. Consultado em 15 de janeiro de 2016