Tríscele

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Disambig grey.svg Nota: ""Triskelion"" redireciona para este artigo. Para o episódio de Star Trek, veja The Gamesters of Triskelion.
O tríscele com armadura da bandeira da Ilha de Man

Um tríscele ou triskelion (do grego τρισκέλιον [triskélion]; τρισκελής [triskelís], "com três pernas") é um símbolo formado por três espirais entrelaçadas, por três pernas humanas flexionadas ou por qualquer desenho similar que contenha a ideia de simetria rotacional.

O tríscele é o símbolo identificativo de cinco regiões europeias: a Bretanha, a Ilha de Man, a Galiza, o Norte de Portugal e a Sicília. Os trísceles de Man e da Sicília são formados por três pernas dobradas e entrelaçadas na região da virilha. Enquanto que o tríscele de Man são três pernas envolvidas por uma armadura, o tríscele siciliano contém em seu centro a imagem da cabeça de uma Medusa. O tríscele da Galiza e do Norte de Portugal são três meias luas girando sobre o mesmo ponto. O tríscele da Bretanha é também um símbolo celta.

Tríscele do capacete gaulês de Amfreville.
A bandeira da Sicília com o símbolo do tríscele revivido por Joachim Murat
Bandeira da Ust-Orda Buryatia

Origens[editar | editar código-fonte]

O tríscele é um símbolo que aparece em muitas culturas da Antiguidade, como a dos Celtas ou a dos micênios ou a dos lícios.

A primeira aparição do tríscele foi nos templos megalíticos de Malta.[carece de fontes?]

Também é possível vê-lo nas tumbas neolíticas de Newgrange, na Irlanda. No entanto, os habitantes de Newgrange da época não eram celtas.[carece de fontes?]

No caso da Bretanha, Ilha de Man e Galiza é própria da cultura Celta. No caso da Sicília seria herdado da Civilização Micênica.

Também é um emblema heráldico posto em escudos de guerreiros ilustrados na cerâmica da Antiga Grécia.[1]


O tríscele era um símbolo que tinha uma variedade de significados para os primeiros pagãos. É um dos símbolos celtas mais antigos e é mais conhecido por representar os três mundos; o celestial, físico e espiritual.[carece de fontes?]

Uma interpretação liga o tríscele ao sol, aos deuses triádicos e aos três domínios de terra, mar e céu. Acreditava-se que a espiral tripla também representava os ciclos da vida (nascimento, morte, renascimento), bem como a Deusa Tríplice (donzela, mãe e mulher sábia).[carece de fontes?]

Os celtas associam uma variedade de significados ao tríscele , cada um deles lidando com algum aspecto do crescimento pessoal, desenvolvimento humano e progresso espiritual. Exemplos disso são vida-morte-renascimento, passado-presente-futuro e criação-proteção-destruição.[carece de fontes?]

Uma teoria interessante sobre o significado do tríscele o conecta com o conceito de reencarnação. Isso ocorre porque o símbolo consiste em uma linha aparentemente contínua que pode ser comparada ao movimento contínuo do tempo.[carece de fontes?]

Diz-se que o tríscele simboliza todo o processo de sempre seguir em frente até atingir um estado de profunda iluminação e compreensão. [carece de fontes?]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Greece and the Hellenistic World (Oxford History of the Classical World) vol. I (1988), p.50.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]