Trabalhadores do Comércio

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Trabalhadores do Comércio
Informação geral
Origem Porto
País Portugal Portugal
Gênero(s) rock
Período em atividade 1980 - actualmente
Integrantes Sérgio Castro, Álvaro Azevedo, João Luís Médicis
Página oficial trabalhadoresdocomercio.org

Os Trabalhadores do Comércio são uma banda de música portuguesa formada na década de 80 por Sérgio Castro e Álvaro Azevedo, músicos dos Arte & Ofício, juntamente com João Luís Médicis que quando a banda começou tinha apenas 7 anos.[1][2]

Alcançaram grande sucesso com temas como Chamem a Polícia, A Cançom Que o Abô Minsinou, A Chabala do Meu Curaçom, Apunhalaste a Minha Mãe, Molhareita Fartura na Tua Tassa Quente ou Taquetinho Ou Lebas Nu Fucinhu.[3]

Em 1986 participaram no Festival RTP da Canção com o tema Tigres de Bengala, que se classificou no pódio. A compilação "O Milhor dos Trabalhadores do Comércio" é lançada em 1995; já no século XXI Lançam através da Farol o disco "Iblussom" em 2007. Em 2011 é lançado o livro "Das Turmêntas Hà Boua Isperansa" que inclui um disco de oferta.[4]


Discografia[editar | editar código-fonte]

  • Tripas à Moda Do Porto (LP, PolyGram, 1981)
  • Na Braza (LP, Polygram, 1982)
  • Mais Um Membro P'ra Europa (LP, TDB, 1986)
  • Trabalhadores do Comércio (Compilação, Polygram, 1989)
  • Sermões a Todo o Rebanho (LP, PolyGram, 1990)
  • O Milhor dos Trabalhadores do Comércio (Compilação, PolyGram, 1995)
  • O Milhor dos Trabalhadores do Comércio+2 (Compilação, PolyGram, 1996)
  • Iblussom (2CD, Farol/TDB, 2007)
  • Das Turmêntas Hà Boua Isperansa (CD+livro, TDB, 2011)

Singles[editar | editar código-fonte]

  • Lima 5/Que Me Dizes Au Cuncurso (Single, Rádio Produções Europa, 1980)
  • A Cançõm Quiu Abô Minsinoue/A Chabala do Meu Curaçom/ (Single, Gira, 1980)
  • Chamem a Policia/Sou Um Gajo do Porto (Single, Gira, 1981) pirata
  • Chamem a Policia (Single, Polygram, 1981)
  • Alaibe et Chico´s Bar (EP inédito, 1981)
  • Os Tigres de Bengala S. F. R./No Baile de S. Bento (da Bitória)(Single, Transmédia, 1986)
  • Chamem A Pulissia/Nel Ligeiro (Single, Polygram, 1996)
  • Taquetinho Ou Lebas Nu Fucinhu (Single, Polygram, 1996)
  • Febras de Sábadà Noite/Cordàbida (Single, TDB, 2006)
  • Ardenmus Olhus / De Manhá eu Bou ó Pom (Single, Farol, 2006)
  • Bares Citadinus (Single, Farol, 2007)
  • No colo do Douro / O Voto Ütil (Single, TDB, 2009)
  • Gladiador (CD Extra, EP, TDB, 2010)

Impacto[editar | editar código-fonte]

A canção "Chamem a polícia" foi listada no #38 nas "101 canções que marcaram Portugal"[5] e no número 10 das "40 anos do boom do rock português, 40 canções que fizeram história"[6] do Blitz. O álbum "Tripas à Moda do Porto" foi considerado o 16.º melhor álbum de sempre da música portuguesa feitos na Invicta.[7] A música dos Trabalhadores do Comércio serviu também de inspiração para a designer de moda Maria Gambina.[8]

Referências

  1. Nuno Corvacho (2 de setembro de 2007). «A iblussom dos Trabalhadores do Comércio, 26 anos depois». publico.pt. Consultado em 14 de fevereiro de 2019 
  2. «Trabalhadores do Comércio». Sinfonias de Aço. 27 de agosto de 2005. Consultado em 14 de fevereiro de 2019 
  3. João Quadros (23 de junho de 2017). «Trabalhadores do Comércio e GNR na noite de São João». Porto.pt. Consultado em 14 de fevereiro de 2019 
  4. Agência LUSA (5 de maio de 2007). «Trabalhadores do Comércio editam "Iblussom", rock com pronúncia donorte». RTP Noticias. Consultado em 14 de fevereiro de 2019 
  5. «BLITZ – 101 canções que marcaram Portugal #38: 'Chamem a Polícia', por Trabalhadores do Comércio (1981)». Jornal blitz. Consultado em 6 de maio de 2021 
  6. «BLITZ – Vale a pena ler (e ouvir) de novo. 40 anos do boom do rock português, 40 canções que fizeram história». Jornal blitz. Consultado em 6 de maio de 2021 
  7. «BLITZ – Viva o Porto. Os melhores álbuns de sempre da música portuguesa feitos na Invicta». Jornal blitz. Consultado em 6 de maio de 2021 
  8. PT, FashionNetwork com. «Exclusivo Maria Gambina: "A produção está controlada, embora tenha parado de produzir novas peças estes últimos dois meses"». FashionNetwork.com. Consultado em 6 de maio de 2021 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Flag of Portugal.svgGuitarra masc.png Este artigo sobre uma banda ou grupo musical de Portugal é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.