Tragédia de Port Said

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Tragédia de Port Said
Período 1 de fevereiro de 2012
Local Estádio de Port Said, Port Said, Egipto
Fatalidades e feridos relatados
79 mortos[1]
+1,000 feridos[2]

A tragédia de Port Said ocorreu no primeiro dia de fevereiro de 2012 após um jogo entre o Al-Masry e o Al-Ahly no Estádio de Port Said em Port Said, no nordeste do Egito. Pelo menos 79 pessoas morreram e mais de mil ficaram feridas depois de milhares de torcedores invadirem o campo após a vitória de Al-Masry por 3-1.[2][3][4][5][6][4] O ministro da saúde Hesham Sheiha disse que o acontecimento era "o maior desastre da história do futebol egípcio".[7]

O atacante Fábio Júnior dos Santos saiu ileso[8] e o técnico Manuel José de Jesus levou socos e pontapés.[9]

Reações[editar | editar código-fonte]

Após o desastre, o Parlamento apelou para uma sessão de emergência a ser realizada em 2 de fevereiro de 2012 para discutir uma resposta ao desastre.[6][10] Partidas pela 2011–12 Egyptian Premier League foram imediatamente suspensas por tempo indeterminado após o desastre.[11][6][12]

Partida[editar | editar código-fonte]

1 de fevereiro de 2012 Al-Masry 3–1 Al-Ahly Estádio de Port Said, Port Said
22:30 (UTC+2)
Zakaria Gol marcado aos 72 minutos de jogo 72', Gol marcado aos 83 minutos de jogo 83'
Cissé Gol marcado aos 90+2 minutos de jogo 90+2'
Súmula Fábio Júnior Gol marcado aos 11 minutos de jogo 11'

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. The Guardian (1 de fevereiro de 2012). «Egypt football pitch invasion leaves dozens dead». Guardian Media Group. Consultado em 1 de fevereiro de 2012 
  2. a b Fahmy, Mohamed Fadel; Lee, Ian (2 de fevereiro de 2012). «Anger flares in Egypt after 79 die in soccer riot». CNN. Consultado em 2 de fevereiro de 2012 
  3. GloboEsporte.com (1 de fevereiro de 2012). «Distúrbios em jogo de futebol deixam dezenas de mortos no Egito». Consultado em fevereiro de 2012  Verifique data em: |acessodata= (ajuda)
  4. a b iG (1 de fevereiro de 2012). «Invasão de campo mata ao menos 70 e fere milhares no Egito». Consultado em fevereiro de 2012  Verifique data em: |acessodata= (ajuda)
  5. «Egypt football violence leaves many dead in Port Said» (em inglês). BBC News Online. 1 de fevereiro de 2012. Consultado em 1 de fevereiro de 2012 
  6. a b c Kirkpatrick, David (1 de fevereiro de 2012). «More than 70 killed in Egyptian soccer mayhem». The New York Times. Consultado em 1 de fevereiro de 2012 
  7. VEJA (1 de fevereiro de 2012). «Tumulto em jogo no Egito deixa pelo menos 74 mortos». Consultado em fevereiro de 2012  Verifique data em: |acessodata= (ajuda)
  8. «Após violência, Fábio Júnior diz que 'futebol no Egito pode acabar'». SporTV News. Globo.com. 1 de fevereiro de 2012. Consultado em 1 de fevereiro de 2012 
  9. «"Levei socos e pontapés mas agora estou bem"». O Jogo. 1 de fevereiro de 2012. Consultado em 1 de fevereiro de 2012 
  10. «73 dead in violence at Egyptian football match». RTE News. 1 de fevereiro de 2012. Consultado em 1 de fevereiro de 2012 
  11. iG (1 de fevereiro de 2012). «Campeonato Egípcio é suspenso por tempo indeterminado após massacre». Consultado em fevereiro de 2012  Verifique data em: |acessodata= (ajuda)
  12. «At least 70 people dead after fire and riot at Egyptian football match». Daily Telegraph. 1 de fevereiro de 2012. Consultado em 1 de fevereiro de 2012 
Ícone de esboço Este artigo sobre futebol é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.