Tulúnidas

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Os Tulúnidas foram uma dinastia que governou o Egito e a Síria entre 868 e 905. A designação "Tulúnidas" deriva do nome do fundador da dinastia, Amade ibne Tulune (r. 868–884).

Amade era um soldado de origem turca, filho de um escravo, ao serviço do califa abássida. Em 868 Amade foi nomeado vice-governador do Egito, território então integrado no califado abássida. Amade viria a depor o governador e tomou o poder. Em 877 enfrentou com sucesso as tropas califais que vinham subjugar a sua revolta, tendo procedido à conquista da Síria. Este ato representou para o Egito a renovação da antiga grandeza territorial, que não se vivia desde o tempo da dinastia ptolemaica. O reinado de Amade foi o mais significativo de toda a dinastia tulúnida, tendo se procedido ao incremento da agricultura e da indústria. Amade também procedeu a um programa de obras públicas que se manifestou na construção da mesquita que leva o seu nome, perto em Fustat e que revela influências da mesquita de Samarra.

Os sucessores de Amade revelaram-se menos competentes. O seu filho, Khumarawaih, teve que pagar um elevado tributo para ser reconhecido pelo califa abássida, o que aliado ao seu estilo de vida extravagante conduziu à ruína do estado tulúnida. Em 905 o Egito voltou à autoridade dos Abássidas.

Lista dos soberanos tulúnidas[editar | editar código-fonte]