Uaninauei

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Uaninauei
Informação geral
Origem Évora[1]
País Portugal Portugal
Gênero(s) Rock
Rock alternativo
Stoner rock
Metal alternativo
Rock progressivo
Período em atividade 2008[1] - actualmente
Integrantes Daniel Catarino
Alexandre Tavares
José António Lopes
João Pedro Palma
Yoann Crochet
Página oficial www.uaninauei.pt.vu

Uaninauei é uma banda portuguesa de Rock formada em Évora no final de 2008 por Daniel Catarino, Yoann Crochet, José Lopes, Alexandre Tavares e João Palma.

História[editar | editar código-fonte]

Após passagem por várias bandas de Évora extintas na primeira década dos anos 2000 como Rockroniband, Flat Tyre, Prime, Faceless e Blue Dolls, Alexandre Tavares, José Lopes, Yoann Crochet e João Palma começam a ensaiar regularmente na quinta da avó de uma amiga.

Após várias tentativas falhadas de encontrarem vocalista para este novo projecto, é através de um amigo comum que entram em contacto com Daniel Catarino, mais conhecido pelas suas edições a solo em diversas netlabels como Landfill, Oceansea e Long Desert Cowboy[1] . O primeiro contacto entre todos é feito num ensaio em Setembro de 2008, e os temas começam a surgir rapidamente.

A banda adapta então o nome Uaninauei, uma expressão utilizada como sátira ao facto das suas bandas anteriores cantarem em mau inglês.

Em 2008, são vencedores do concurso de música +Música 2009.[1]

Ainda em 2008, a banda dá um concerto de aquecimento na sala-de-estar de um amigo, e é no Carnaval de 2009 que fazem a sua apresentação ao público com os conterrâneos Fato/Feto.

Ainda em 2009, a banda grava uma demo caseira que lhe permite participar em diversos concursos de música moderna, como Corroios, Setúbal, Arruda dos Vinhos, Évora e Loulé, terminando regularmente em primeiro ou segundo lugar.[2] Devido à ausência do país de Daniel Catarino, José Saruga (Damien's Trail of Blood) é convidado para efectuar alguns destes concertos como vocalista da banda. Em Abril de 2009, o grupo divulga finalmente os seus primeiros temas de estúdio, Circos a Arder e Guilhotina. A sua exposição aumenta consideravelmente e deixa expectativas em relação ao álbum de estreia.

Em 2010, a banda entra estúdio com Marco Cipriano para gravar o seu disco de estreia, que é editado em Setembro do mesmo ano. A edição de autor de Lume de Chão viria a recolher críticas extremamente positivas, entrando nas listas de melhor álbum do ano em vários blogs, revistas e programas de rádio nacionais, bem como uma afluência crescente aos concertos da banda.

Em 2011, os Uaninauei ultrapassam a marca dos cinquenta concertos e participam em evento internacionais em Espanha, com os World Sexiest Woman (Badajoz) e outras bandas espanholas.

Em Maio de 2013, a banda lança um vídeo promocional que anuncia a edição de dois novos trabalhos, o EP Menina Vitória e o disco Dona Vitória.[3]

Membros[1][editar | editar código-fonte]

Discografia[editar | editar código-fonte]

Álbuns[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. a b c d e «Novos Sons». a-trompa.net. 30 de junho de 2009. Consultado em 3 de março de 2012  Texto "Uaninauei " ignorado (ajuda) Erro de citação: Código <ref> inválido; o nome "trompa" é definido mais de uma vez com conteúdos diferentes
  2. «Os Finalistas são...». festivaldecorroios.net. 8 de junho de 2011. Consultado em 16 de maio de 2013 
  3. «UANINAUEI COM NOVO REGISTO». santosdacasa.blogspot.com. 16 de maio de 2012. Consultado em 16 de maio de 2012 
  4. «Uaninauei – Lume de Chão (2010)». lusodiscos.net. Consultado em 3 de março de 2012 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]