Veiros (Estremoz)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Portugal Portugal Veiros 
  Freguesia  
Símbolos
Brasão de armas de Veiros
Brasão de armas
Gentílico Veirenses
Localização
Localização no município de Estremoz
Veiros está localizado em: Portugal Continental
Veiros
Localização de Veiros em Portugal
Coordenadas 38° 57' 12" N 7° 30' 16" O
Região Alentejo
Sub-região Alentejo Central
Província Alto Alentejo
Município ETZ.png Estremoz
História
Fundação século V
Administração
Tipo Junta de freguesia
Presidente Domingos Cunha (Mietz)
Características geográficas
Área total 39,72 km²
População total (2011) 1 036 hab.
Densidade 26,1 hab./km²
Código postal 7100-706
Outras informações
Orago Nossa Senhora Do Mileu

Veiros é uma freguesia portuguesa do município de Estremoz, na região do Alentejo, com 39,72 km² de área e 1 036 habitantes (2011). A sua densidade populacional é de 26,1 hab/km².

População[editar | editar código-fonte]

População da freguesia de Veiros [1]
1864 1878 1890 1900 1911 1920 1930 1940 1950 1960 1970 1981 1991 2001 2011
1 039 1 205 1 398 1 503 1 832 1 911 2 174 2 446 2 577 2 399 1 966 1 636 1 319 1 233 1 036

Nos anos de 1878 e 1890 pertencia ao concelho de Monforte. Passou para o actual concelho por decreto de 26/09/1895

História[editar | editar código-fonte]

A actual Aldeia de Veiros nasceu do de um antigo Castro, que sofreu até I D.C. breve ocupação romana. Foram encontrados diversos vestígios arqueológicos da época da romanização e desde o século V, pelo menos, que Veiros existe como povoação. Em 1217 foi conquistada por D. Afonso II aos Almóadas, que eram os senhores da Taifa de Badajoz do Algarbe Alandalus, e anexada ao reino de Portugal. Foi então repovoada e integrada numa comenda da Ordem de Avis.[2]

Foi vila independente, e em 1258 recebeu Foral de D. Afonso III e em 2 de Novembro de 1510 recebe de D. Manuel I novo Foral.[3]

Foi pertença da Casa de Bragança, aqui nascendo o seu primeiro duque, D. Afonso I de Bragança, facto assinalado no seu brasão de armas. Foi vila sede de concelho entre 1510 e 1855, tendo então transitado para o município de Fronteira, seguidamente para Monforte, e finalmente para Estremoz, onde hoje se situa. Era constituído pelas freguesias de Almuro, Santo Amaro e Veiros.[4] Tinha, em 1801, 1 321 habitantes. Após as reformas administrativas do início do liberalismo foram-lhe anexadas as freguesias de Santo Aleixo e São Bento de Ana Loura. Tinha, em 1849, 2 456 habitantes.

Património[editar | editar código-fonte]

Personalidades ilustres[editar | editar código-fonte]

Festas e romarias[editar | editar código-fonte]

  • " Feira de Ramos" domingo de Ramos
  • Festa de Santa Catarina, em Maio,(presentemente não se realizam)
  • Festa de São João, em Junho,
  • "Water line festival" festa da juventude - 2º fim de semana de Julho
  • Festa de Nossa Senhora dos Remédios, 2º fim de semana de Agosto,
  • Festa de Nossa Senhora do Mileu, 2º fim de semana de Setembro.

Notas

  1. Instituto Nacional de Estatística (Recenseamentos Gerais da População) - https://www.ine.pt/xportal/xmain?xpid=INE&xpgid=ine_publicacoes
  2. «Site do IGESPAR - Instituto de Gestão do Património Arquitectónico e Arqueológico do Ministério da Cultura». Ficha detalhada da Igreja de São Salvador (Igreja Matriz de Veiros). Consultado em 3 de março de 2011 
  3. Editorial Enciclopédia, Lda (ed.). Grande Enciclopédia Portuguesa e Brasileira. Vol. 34, pág. 447 
  4. «Paróquia de Veiros». Arquivo Distrital de Évora. Consultado em 4 de Dezembro de 2013 
Ícone de esboço Este artigo sobre freguesias portuguesas é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.