Vera Egito

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Vera Egito
Nascimento 8 de abril de 1982 (39 anos)
São Paulo, SP, Brasil
Nacionalidade brasileira
Educação Escola de Comunicações e Artes da Universidade de São Paulo
Ocupação Cineasta, Roteirista, Diretora
Atividade 2006–presente

Vera Egito (São Paulo, abril de 1982) é uma cineasta, roteirista e diretora brasileira.[1]

Dirigiu e roteirizou os curtas, Espalhadas pelo ar (2007),Elo (2008), selecionado para a Semana da Crítica, no Festival de Cannes[2] e o longa Amores Urbanos (2016). É co-roteirista de Serra Pelada (filme) junto a Heitor Dhalia. Além de assinar o roteiro de Elis (2016) e Todas as Canções de Amor (2018). Dirigiu diversos videoclipes e sua mais recente criação é a serie da HBO Todxs Nós (2020).

Biografia[editar | editar código-fonte]

Nascida em São Paulo Capital em 1982. É filha do fotografo paulista Luis Vellez , esse contato impulsionou-a para o caminho cinematográfico. ingressou na ECA-USP em audiovisual , já no seu segundo ano na universidade começou sua carreira, trabalhando com filmes universitários, publicidade e videos institucionais. Em 2005 começou a parceria com Heitor Dahlia colaborando no roteiro do filme À deriva que estreiou 4 anos depois. 2006 foi assistente de direção do longa- metragem O Cheiro do Ralo o que possibilitou mais conhecimento nos sets de filmagem. No ano de 2007 Vera escreveu o seu TCC que originou o filme Espalhadas pelo Ar [3], curta- metragem renomado da diretora, no mesmo ano, contemplara pelo premio estimulo, a diretora realizou o filme Elo roteirizado sobre um conto de sua autoria . Os dois filmes realizados na universidade foram selecionados para a semana critica do festival de Cannes, Ambos têm um quê biográfico da vida de Vera e retratam meninas enfrentando o rito de passagem para a idade adulta[4]. Vera teve de escolher entre ter um Curta na competição ou exibir os dois na semana critica. A escolha impulsionou a carreira de cineasta, possibilitando entrar de vez no mercado como diretora e emplacar ideias com mais facilidade.[5] Após Cannes Egito passou a integrar o time de diretores da Paranoid BR,[6] braço brasileiro da produtora americana Paranoid US, dirigindo assim, videoclipes como - Você não vale nada - Tiê (cantora), “Nightwalker- Thiago Pethit, Lalala- Karol Conka, grande filmes publicitários e seu primeiro Longa-metragem em 2014 , Amores Urbanos. Em 2016 assinou o roteiro de Serra Pelada (filme). Recentemente dirigiu o programa da Gnt Viva Voz (programa de televisão) iniciado em 2012 e que já possui 6 temporadas. Além disso estreou em 2020 a série de sua criação Tdxs Nós da HBO, que retrata a diversidade de gênero da juventude, narrando o cotidiano de pessoas marginalizadas pelo sexo, orientação, identidade e cor.

Filmografia[editar | editar código-fonte]

Referências