Voo Saratov Airlines 703

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Gnome globe current event.svg
Este artigo ou seção é sobre um desastre recente ou atualmente em curso.
A informação apresentada pode mudar com frequência. Não adicione especulações, nem texto sem referência a fontes confiáveis. (editado pela última vez em 13 de março de 2018)
FireIcon.svg
Voo Saratov Airlines 703
Acidente aéreo
Aeronave envolvida no acidente.
Sumário
Data 11 de fevereiro de 2018 (10 meses)
Causa sob investigação
Local Stepanovskoye, Oblast de Moscou,  Rússia
Coordenadas 55° 17′ 59″ N, 38° 23′ 25″ L
Origem Aeroporto Internacional Domodedovo, Moscou
Destino Aeroporto de Orsk, Orsk
Passageiros 65
Tripulantes 6
Mortos 71
Sobreviventes nenhum
Aeronave
Modelo Antonov An-148
Operador Rússia Saratov Airlines
Prefixo RA-61704
Primeiro voo 2010

Voo Saratov Airlines 703 (6W703/SOV703) foi uma rota comercial nacional de passageiros, operada pela empresa russa Saratov Airlines, utilizando um Antonov An-148, partindo do Aeroporto Internacional Domodedovo, em Moscou, com destino ao Aeroporto de Orsk. Em 11 de fevereiro de 2018, a aeronave caiu logo após decolar do aeroporto Domodedovo, matando todos os 65 passageiros e seis tripulantes a bordo.

O acidente encerrou um período de um ano e dois meses sem qualquer acidente com mortes na aviação comercial, desde o voo LaMia 2933 em novembro de 2016.[1] Foi o acidente com mais mortes envolvendo o Antonov An-148 até o momento.[2]

Aeronave[editar | editar código-fonte]

A aeronave acidentada era um Antonov An-148, prefixo RA-61704 e número de série 27015040004. Ele fez seu primeiro voo em maio de 2010 e foi registrado para a Rossiya Airlines um mês depois, em 23 de junho de 2010. Ele já esteve envolvido em dois incidentes menores, um estol de compressor em 28 de julho de 2013, logo após a decolagem, e uma falha no trem de pouso do nariz, também durante a decolagem, em 23 de agosto de 2013. A aeronave tinha sido locada pela Saratov Airlines desde 8 de fevereiro de 2017.[3]

Acidente[editar | editar código-fonte]

A aeronave caiu próxima ao distrito de Ramensky, no Oblast de Moscou.[4][5] A queda ocorreu seis minutos após a decolagem do aeroporto de Domodedovo, em Moscou, durante um voo doméstico regular de passageiros para o aeroporto de Orsk, às 14h27 (UTC+3, 11:27 UTC).[6] Havia 65 passageiros e seis tripulantes a bordo.[4][5][7] Acredita-se que mais de sessenta passageiros eram residentes do Oblast de Orenburgo.[8][9] Todas as pessoas a bordo morreram.[10][11][12] O resgate chegou ao local cerca de 2,5 horas após o acidente, já tendo localizado uma caixa preta.[13] De acordo com uma fonte dentro da investigação, alguns minutos antes do acidente, o comandante relatou aos controladores sobre um problema na aeronave e teria que realizar um pouso de emergência no Aeroporto Internacional de Jukovsky.[14] Testemunhas oculares relataram que a aeronave estava em chamas durante a queda.[9]

Investigação[editar | editar código-fonte]

O Comitê Interestadual de Aviação é o responsável pela investigação de acidentes aéreos na Rússia. Nas primeiras horas da investigação, o Ministério dos Transportes da Rússia anunciou diversas teorias sobre o acidente, incluindo condições climáticas e fatores humanos.[15] Relatórios posteriores indicaram que as condições climáticas nesse local eram normais.[16]

Passageiros e Tripulação[editar | editar código-fonte]

De acordo com o manifesto de voo, o voo 703 estava transportando 65 passageiros e 6 membros da tripulação. A maioria dos passageiros eram residentes de Orenburg. O Ministério das Situações de Emergência afirmou que a maioria dos passageiros eram cidadãos russos, enquanto dois estrangeiros (cidadãos do Azerbaijão e da Suíça) também estavam a bordo. Todo mundo a bordo foi morto. Os trabalhadores de resgate chegaram ao local do acidente 2,5 horas após o acidente.

O capitão de 51 anos tinha acumulado 5.000 horas de experiência de vôo, das quais 2.800 estavam no Antonov An-148. O primeiro oficial tinha 35 anos.

Passageiros e tripulantes do voo 703
Nacionalidade Passageiros Tripulação Total
 Rússia 63 6 69
 Azerbaijão 1 0 1
Suíça 1 0 1
Total 65 6 71

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Shepardson, David (1 de janeiro de 2018). «2017 safest year on record for commercial passenger air travel: groups». www.reuters.com. Reuters. Consultado em 11 de fevereiro de 2018 
  2. Reed, David (3 de janeiro de 2018). «Nobody Died In Commercial Jet Crashes In 2017: Good News, But Not As Good As You Might Think». www.forbes.com. Consultado em 11 de fevereiro de 2018 
  3. «RA-61704 Accident description». Aviation Safety Network. Consultado em 11 de fevereiro de 2018 
  4. a b «Plane with 71 on board goes missing after taking off from Moscow». Russia Today. Consultado em 11 de fevereiro de 2018. Cópia arquivada em 11 de fevereiro de 2018 
  5. a b Luhn, Alec; Rothwell, James (11 de fevereiro de 2018). «71 feared dead as Russian plane crashes near Moscow». The Telegraph (em inglês). ISSN 0307-1235. Consultado em 11 de fevereiro de 2018. Cópia arquivada em 11 de fevereiro de 2018 
  6. «V Rusku se zřítilo letadlo se 71 lidmi, nehodu nikdo nepřežil» [In Russia, an airplane crashed with 71 people, no one survived the accident] (em Czech). Zprávy-Idnes. Consultado em 11 de fevereiro de 2018. Cópia arquivada em 11 de fevereiro de 2018 
  7. «Московская межрегиональная транспортная прокуратура проводит проверку в связи с падением самолета» [Moscow interregional transport prosecutor's office conducts an inspection in connection with the fall of the aircraft] (em Russian). Moscow interregional transport prosecutor's office. 11 de fevereiro de 2018. Cópia arquivada em 11 de fevereiro de 2018 
  8. «Interfax news - Interfax». www.interfax.com. Consultado em 11 de fevereiro de 2018. Cópia arquivada em 11 de fevereiro de 2018 
  9. a b Taylor, Rebecca. «All 71 on crashed Russian plane are killed». Sky News. Consultado em 11 de fevereiro de 2018. Cópia arquivada em 11 de fevereiro de 2018 
  10. «Russian jet 'crashes' after Moscow take-off». BBC News Online. Consultado em 11 de fevereiro de 2018. Cópia arquivada em 11 de fevereiro de 2018 
  11. «Russian Jet Crashes Near Moscow, All 71 Aboard Feared Dead». RadioFreeEurope/RadioLiberty (em inglês). Consultado em 11 de fevereiro de 2018. Cópia arquivada em 11 de fevereiro de 2018 
  12. Josephs, Matt; Clinch, Leslie (11 de fevereiro de 2018). «Russian airliner crashes near Moscow, killing all 71 people on board». CNBC. Consultado em 11 de fevereiro de 2018. Cópia arquivada em 11 de fevereiro de 2018 
  13. «Разбившийся Ан-148 шел на аварийную посадку. LIVE». Газета.Ru. Consultado em 11 de fevereiro de 2018. Cópia arquivada em 11 de fevereiro de 2018 
  14. «Разбившийся Ан-148 шел на аварийную посадку. LIVE». Газета.Ru. Consultado em 11 de fevereiro de 2018. Cópia arquivada em 11 de fevereiro de 2018 
  15. «Interfax news - Interfax». www.interfax.com. Consultado em 11 de fevereiro de 2018 
  16. Ан-148 мог упасть после столкновения с вертолетом, consultado em 11 de fevereiro de 2018