Walter Lang

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Walter Lang
Nome completo William Berkeley Enos
Nascimento 10 de agosto de 1896
Memphis, Tennessee, Estados Unidos
Morte 7 de fevereiro de 1972 (75 anos)
Palm Springs, California, Estados Unidos
Ocupação Diretor de cinema
Atividade 1925-1961
Indicações
1957 — O Rei e Eu
Oscar de Melhor Diretor

Walter Lang (10 de agosto de 1896 – 7 de fevereiro de 1972) foi um diretor de cinema dos Estados Unidos.[1]

Biografia[editar | editar código-fonte]

Walter Lang nasceu no Tennessee, nos Estados Unidos. Ainda jovem foi para Nova Iorque onde conseguiu emprego num escritório de uma companhia produtora de filmes. Os negócios despertaram seus interesses artísticos e ele começou a aprender as várias funções numa filmagem e chegou a trabalhar como assistente de direção. Mas, Lang tinha ambições de se tornar pintor e viajou para a França, onde conheceu os escritores e artistas que frequentavam Montparnasse, bairro de Paris. As coisas não correram como ele esperava então voltou para o lar e para a indústria cinematográfica.

Carreira[editar | editar código-fonte]

Em 1926, Walter Lang dirigiu seu primeiro filme mudo, The Red Kimona. Em meados da década de 1930, ele foi contratado pela 20th Century Fox onde, como diretor, "pintou" um grande número de musicais coloridos espetacularmente, alguns com a participação de Carmen Miranda, que tornaram o estúdio famoso na década de 1940. Um dos mais conhecidos trabalhos de Lang foi o épico O Rei e Eu de 1956, produção que foi indicada ao Óscar de melhor direção.[2]

Por suas contribuições para a indústria cinematográfica, Walter Lang possui uma estrela na Calçada da Fama de Hollywood- a de número 6520 no Hollywood Boulevard.[3]

Vida pessoal[editar | editar código-fonte]

Walter Lang foi casado com Madalynne Field (1907–1974) de 1937 até sua morte. Field, uma ex-atriz, fora amiga de Carole Lombard quando ambas participavam do grupo das "Banhistas Bonitas" de Mack Sennett, em fins da década de 1920. A carreira de Field terminou com a falência do Estúdio de Sennett. Contudo, manteve sua amizade com Lombard e trabalhou para ela como secretária até se casar. Ela conheceu Lang quando ele dirigiu Lombard em Love Before Breakfast (1936). Lang foi enterrado no Cemitério de Inglewood, na Califórnia.[4]

Filmografia[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. «Walter Lang». New York Times. Consultado em 7 de dezembro de 2014 
  2. «Walter Lang». LA Times. Consultado em 7 de dezembro de 2014 
  3. «Walter Lang». Hollywood Walk of Fame. Consultado em 7 de dezembro de 2014 
  4. Walter Lang (em inglês) no Find a Grave

Ligação Externa[editar | editar código-fonte]