Zeêuws

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Zeêuws
Falado em: Países Baixos
Região: Zelândia, Goeree-Overflakkee
Total de falantes: 220 mil
Família: Indo-europeu
 Germânica
  Ocidental
   Baixo-frâncica
    Neerlandês
     Zeêuws
Escrita: Alfabeto Zeelândico (Latino)
Códigos de língua
ISO 639-1: --
ISO 639-2: ---
ISO 639-3: zea

Zeêuws (Zeeuws em holandês) é uma linguagem regional falada na província holandesa da Zelândia e na ilha Goeree-Overflakkee, na Holanda do Sul. Geralmente considerado um dialeto holandês, tem diferenças notáveis principalmente na pronúncia, mas também na gramática e vocabulário, o que torna a compreensão por falantes de holandês não familiarizados com esta variante regional muito difícil.

Zeêuws (Zeeuws) em Neerlandês – “holandês) é um dialeto do Holandês falado nas áreas do sudoeste dos Países Baixos, mas especificamente no extremo sul da Holanda do Sul (Goeree-Overflakkee) e em grandes partes da Zelândia, com a significativa exceção do leste das Flandres Zerlândica.[1]

Há diferenças notáveis em relação ao Holandês principalmente na pronúncia, mas também na gramática e vocabulário, o que diferencia claramente do padrão da língua do país e dificulta a compreensão por falantes holandeses não qualificados nesse dialeto.

Distribuição do Zeêuws (em azul) nos Países Baixos

Origem[editar | editar código-fonte]

Na Idade Média e no início da era moderna, a Zelândia foi reivindicada pelo conde da Holanda, a área foi exposta à influência de ambas culturass direções. Os dialetos mostram claramente um aumento gradual dos elementos holandeses quando se vai para o norte. No entanto, o zelandês é bastante coerente e tem as fronteiras facilmente definidas, já que as muitos braços de mar no litoral formam fortes isoglossas.

Escrita[editar | editar código-fonte]

A língua Zeêuws usa o alfabeto latino tradicional com suas 26 letras. Wiki Loves Earth photography contest in Brazil

Características[editar | editar código-fonte]

O zelandês tem três gêneros gramaticais e mantém as últimas schwa s em palavras femininas. Ele manteve os monotongos [i] e [y] para ij e ui , em vez de dividi-los em [ɛi] e [yy]. Normalmente, umlauted [aː] em [ɛː]. Ele renderiza os [ai] e [au] germânicos antigos como ditongos decrescentes ( [ɪə ~ ɪɐ ~ iɐ] e [ʊə ~ ʊɐ ~ uɐ], respectivamente, a realização exata, dependendo do dialeto, enquanto holandês mesclado-los com etimológica [eː] e [oː] Finalmente, ele cai [h].

Esta tabela ilustra as diferenças (nota: a ortografia é holandesa):

Zeêuws Holandês Português
d'n boer de boer o fazendeiro
de boerinne de boerin a mulher do fazendeiro
uus huis casa
kieke(n) kijken olhar
tw twee dois
d hoofd cabeça
luust'ren luisteren escutar
jie jij tu
piele eend pato

Dialetos[editar | editar código-fonte]

A província da Zelândia consiste em várias ilhas que eram difíceis de alcançar até o século XX. Como resultado, há aproximadamente um dialeto por ilha. Os respectivos dialetos diferem claramente, mas apenas ligeiramente. O dialeto Goeree-Overflakkee, por exemplo, não elimina o h, e os dialetos Walcheren e Zuid-Beveland têm palavras com umlaut onde os do norte não. Por exemplo : beuter [bøtər] contra 'boter' ' [botər]. Dentro dos próprios dialetos insulares também existem diferenças dialetais: falantes nativos podem frequentemente dizer de qual vila ou pelo menos em sua própria ilha. Uma pessoa é reconhecida pelo dialeto específico que ele ou ela fala, mesmo que as diferenças sejam imperceptíveis para pessoas de fora.

Geografia[editar | editar código-fonte]

O Zeêuws está fortemente associado à população rural, sendo falado principalmente no campo. Os dialetos das cidades de Midelburgo e Flessingue são muito mais próximos do Holandês do que as variantes rurais e à beira da extinção. Pesquisas realizadas nos anos 90 mostraram que pelo menos 60% da população da Zelândia ainda usa o zeêuws como sua língua cotidiana. Estima-se que 250.000 pessoas o falem como língua materna (o flamengo zelandês ocidental está incluído nessa contagem) e, embora esteja em declínio, assim como qualquer outra língua regional, não existe perigo direto de extinção, já que em algumas aldeias com fortes comunidades isoladas, mais de 90% dos jovens falarão a língua. Por outro lado, em várias aldeias que viram muita imigração, o dialeto local é falado apenas pela população adulta, já que as crianças não são mais ensinadas.

Existe um lobby para reconhecer a língua regional zelandesa sob a Carta Europeia das Línguas Minoritárias, mas até agora não se atingiu este estatuto.

Imagens[editar | editar código-fonte]

Amostra de texto[editar | editar código-fonte]

Zeêuws is eên taele, Zeêuws eit z'n tuus voraol in de Nederlandse provincie Zeêland, mae de grenzen van 't Zeêuws komme nie glad overeêne mee de grenzen van die provincie. Ok de dialecten van Goereê-Overflakkeê ore bie 't Zeêuws, t'rwiel 'n stik van Zeêuws-Vlaonderen nie Zeêuwstaeleg is.

Pai Nosso

Onzen Vaoder, die in d'n emel zeit, Laet Je naem heileg henoemd ore Laet Je konienkriek komme Laet Je wille hedaen ore Op de aerde juust zôôas in d'n emel. Heeft ons heden ons daegeleks brôôd, Verheeft ons onze schulden, Juust zoôan ok ons onze schuldenaers verheve è. En brieng ons nie in verleidienge Mae verlos ons van d'n Duvel. Want van Joe is 't konienkriek, De macht en de grôôteid tot in't einde van d'n tied. Amen

Notas[editar | editar código-fonte]

  1. Marco Evenhuis. «Zeelandic». Language in the Netherlands. Streektaal.net. Consultado em 3 de junho de 2007.. Together with West-Flemish and the Flemish spoken in northern France, Zeeuws is part of a cluster of remarkably homogenic dialects  Dutch versions: Zeeuws or as pdf

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • Berns, J. B. (1999), «Zierikzee», in: Kruijsen, Joep; van der Sijs, Nicoline, Honderd Jaar Stadstaal (PDF), Uitgeverij Contact, pp. 223–232 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]


Ícone de esboço Este artigo sobre linguística ou um linguista é um esboço relacionado ao Projeto Ciências Sociais. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.