Adenocarcinoma

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Adenocarcinoma é uma neoplasia maligna (câncer, cancro, tumor) que se origina em tecido glandular. Para ser classificado como um adenocarcinoma, as células não necessariamente precisam fazer parte de uma glândula, contanto que elas tenham características secretórias. Esta forma de carcinoma pode ocorrer em alguns mamíferos, incluindo humanos.[1]

O termo adenocarcinoma é derivado de 'adeno', que significa 'pertencente a uma glândula' e 'carcinoma', que descreve um tumor que se desenvolveu em células epiteliais.

Pode originar-se inicialmente como um adenoma (um tumor glandular que é benigno).

Topografia[editar | editar código-fonte]

Exemplos de tecidos onde os adenocarcinomas podem surgir:

Referências[editar | editar código-fonte]

  1. Fauquier, D.A., Gulland, F.M.D.,(Marine Mammal Center), Haulena, M., Spraker, T., ‘’Biliary adenocarcinoma in a stranded Northern elephant seal (‘’Mirounga angustirortsis’‘)’‘, Journal of Wildlife Diseases 39(3):723-726 (2003)